Festival/Concurso Internacional de Guitarra de Amarante

Faminho

Vinho Oboé

A Tempo

Le monstre

O Monstro no Labirinto, uma ópera comunitária

Autor: Da Capo
19 ago 2017

A produção multimédia de Marie-Eve Signeyrole da ópera O Monstro no Labirinto de Jonathan Dove estreará em Portugal no dia 27 de setembro de 2017, com récitas nos dois dias seguintes, na Fundação Calouste Gulbenkian. A ópera com libreto de Alasdair Middleton foi levada a palco pela primeira vez no Festival d'Aix en-Provence e narra a viagem de Teseu até Creta, recuperando o mito grego do Minotauro. 
Apelidada de ópera comunitária, terá em palco 300 coralistas, três solistas, um narrador, além da orquestra e maestro. 
Esta ópera foi uma encomenda do Festival d’Aix-en-Provence, da Stiftung Berliner Philharmonic e da London Symphony Orchestra, com c
oprodução do Festival d’Aix-en-Provence, da Opéra Orchestre National Montpellier Languedoc-Roussillon e da Opéra de Lille e cofinanciado pelo programa Europa Criativa da União Europeia.

 

Compras bilhetes aqui.

 

Ficha técnica

Jonathan Dove
O Monstro no Labirinto (Estreia em Portugal)

Libreto de Alasdair Middleton
Versão portuguesa de Tiago Marques

Ópera comunitária com 300 cantores amadores

Coro Gulbenkian
Orquestra Gulbenkian
Orquestra Estágio Gulbenkian
Quentin Hindley Direção Musical
Cátia Moreso Meio-Soprano (Mãe de Teseu)
Carlos Cardoso Tenor (Teseu)
Rui Baeta Baixo (Dédalo)
Fernando Luís Narrador (Minos)
Marie-Eve Sygneyrole Encenação
Fabien Teigné Cenografia
Philippe Berthomé Luzes
Coro Regina Coeli de Lisboa
Polyphonia Schola Cantorum
Spatium Vocale

Coro de Câmara da Academia de Amadores de Música
Coro Juvenil da Academia de Música de Santa Cecília
Coro Juvenil Euterpe
Coro Musaico
Coro Infantojuvenil da Universidade de Lisboa
Sérgio Fontão Diretor Coral e coordenação geral dos coros

Marc Salmon e Maud Billen Assistentes de encenação
Michel Charbonnier Realização do touro origami
Marie-Eve Signeyrole, Fabien Teigné e Julien Cano Conceção e realização do filme de animação
Mathieu Maurice Técnico de Vídeo, Fotografia, Câmara em direto
Philippe Marques e Kent Queener Pianistas

Gustavo Vieira Rebelo

Gustavo Rebelo vence concurso na Áustria

Autor: Da Capo
17 ago 2017
Última atualização: 19 ago 2017

O jovem violetista Gustavo Vieira Rebelo, 15 anos, venceu o "International Music Competition 'Vienna' Grand Prize Virtuoso 2017" (Intermediate Category of Soloists), na Áustria.

Aluno da professora Lúcia Lima de Sousa na Escola Artística do Conservatório de Música Calouste Gulbenkian Aveiro  (EACMCGA), Gustavo Rebelo foi convidado a apresentar-se na cerimónia de entrega de prémios na Gläserner Saal do  Musikverein, em Vienna, no dia 22 de setembro de 2017.

Este ano, não é a primeira vez que é distinguido internacionalmente, tendo também vencido, no início de agosto, o "Golden Classical Music Awards" International Competition, em Nova York e, em março, o Grand Prize Virtuoso International Music Competition, em Londres. 

Manuel Toucinho

Manuel Toucinho vence concurso na Áustria

Autor: Da Capo
17 ago 2017
Última atualização: 19 ago 2017

O jovem guitarrista Manuel Toucinho, de 17 anos, ganhou o 1º prémio no "International Music Competition 'Vienna' Grand Prize Virtuoso", na Áustria. Como vencedor, irá apresentar-se no concertos dos laureados no dia 22 de setembro, na Gläserner Saal, Musikverein, em Viena, Áustria.

Manuel Salgueiro Mendes Toucinho iniciou os seus estudos musicais aos seis anos com o seu pai. Aos oito, ingressou na Academia de Música e Dança do Fundão, na classe do professor Pedro Rufino. Atualmente frequenta o Curso Secundário Articulado de Guitarra. Tem sido premiado em vários concursos nacionais e internacionais.

Apresenta-se frequentemente a solo em atividades promovidas pela Academia de Música e Dança do Fundão.

Gonçalo Maia

Gonçalo Maia vence concurso na Áustria

Autor: Da Capo
17 ago 2017
Última atualização: 19 ago 2017

O jovem guitarrista Gonçalo Maia, de 16 anos, venceu o "International Music Competition 'Salzburg' Grand Prize Virtuoso", na Áustria. Como vencedor foi convidado a tocar no concerto de laureados que decorreu no Wiener Saal Mozartem, em Salzburgo, Aústria, no passado dia 11 de julho. 

Natural de Coimbra, Gonçalo Maia Caetano começou a estudar guitarra na Academia de Música de Pinhel, aos cinco anos de idade. 

Atualmente estuda Guitarra no Conservatório de Música de S. José, da Guarda, na classe do professor Pedro Ospina.

Foi premiado em vários concursos. 

 

Reportagem Interior TV

 

Gustavo Rebelo

Gustavo Rebelo vence concurso em Nova Iorque

Autor: Da Capo
04 ago 2017
Última atualização: 19 ago 2017

O jovem violetista Gustavo Vieira Rebelo, 15 anos, venceu o concurso "Golden Classical Music Awards International Competition" (Intermediate Category of Soloists) em Nova Iorque, nos Estados Unidos da América.

Aluno da professora Lúcia Lima de Sousa na Escola Artística do Conservatório de Música Calouste Gulbenkian Aveiro  (EACMCGA), Gustavo Rebelo foi convidado a apresentar-se na cerimónia de prémios no Weill Recital Hall (Carnegie Hall), no dia 4 de novembro de 2017. Este ano, venceu também, em março, o Grand Prize Virtuoso International Music Competition, em Londres. 

r

Obra de Inês Badalo López vence Prémio de Composição SPA Antena 2

Autor: Da Capo
03 ago 2017
Última atualização: 19 ago 2017

A obra "ENTROPIA" da compositora Inês Badalo López venceu a 6ª Edição do Prémio de Composição SPA/ Antena 2.  A obra “H(a)unted” do compositor Manuel Moreira recebeu uma Menção Honrosa. 

O júri desta edição foi constituído pelo Maestro Nuno Coelho da Silva (Presidente do Júri) e os professores Sérgio Azevedo e Dimitrios Andrikopoulos.

Inés Badalo nasceu em 1989, é guitarrista e compositora hispano-lusa. Realizou os estudos de piano, guitarra e composição no Conservatório Superior de Música de Badajoz. Posteriormente, prosegue os estudos de composição e guitarra na Escola Superior de Música de Lisboa (ESML), onde obteve os diplomas superiores, finalizando também os mesmos estudos em Espanha.

Como intérprete recebeu master classes dos guitarristas Carles Trepat, Ricardo Gallén, Álvaro Pierri, Margarita Escarpa, Evaristo Valentí, Antonio Jorge Gonçalves, Jesús Pineda e Dejan Ivanovic. Actuou como solista de guitarra com a Orquestra de Câmara do Conservatório Superior de Música de Badajoz.

Na sua faceta como compositora, recebeu conselhos de compositores como Franck Yeznikian, Christopher Bochmann, Luís Tinoco e Jose Manuel López López. Suas obras têm sido galardoadas no Premio de Composición Musical “Fac quod agis” (Segovia), Menção Honrosa na 5ª Edição do Prémio de Composição Sociedade Portuguesa de Autores – Antena 2 e vencedora do Concurso Internacional de Composición para Guitarra “Manuel de Falla”.

Tem recebido encomendas do Centro Nacional de Difusión Musical (CNDM), Sociedad Filarmónica de Badajoz, Rádio e Televisão de Portugal (RTP), e as suas obras tem sido programadas como obrigatórias em concursos nacionais e internacionais como a “31ª Edição do Prémio Jovens Músicos” e o “VIII Festival Internacional de la Guitarra de Sevilla”.

As suas composições foram estreadas pelo Trio Arriaga, Ensemble Sonido Extremo, CexSaxo Duo, Orquestra de Câmara do Conservatório Superior de Música de Badajoz, Orquestra Jovem de Extremadura (OJEX), Ensemble vocal Soli-Tutti, entre outros.

Participou em festivais como VI Ciclo de Música Actual (2014), XXXI Festival Ibérico de Música (2014), VIII Ciclo de Música Actual (2017) e Festival Música Viva (2017); assim como a sua música tem sido emitida pela Rádio e Televisão de Portugal – Antena 2. Algumas da suas obras estão publicadas em Scherzo Editions.

 

Foto: © José Pascual Pastor 

QCGuimaraes

Quarteto de Cordas de Guimarães atuará no Festival Internacional de Música de Macau

Autor: Da Capo
01 ago 2017
Última atualização: 19 ago 2017

O Quarteto de Cordas de Guimarães, formado por Emanuel Salvador e Álvaro Pereira (violinos), Emilia Goch (viola) e Catarina Gonçalves (violoncelo), atuará no 31º Festival Internacional de Música de Macau, com obras de Mozart, Mendelssohn, Philip Glass e Luís de Freitas Branco.


O Festival decorrerá entre 29 de setembro e 30 de outubro de 2017 e contará com espetáculos de música clássica, jazz, ópera e gospel de países desde Portugal à Coreia do Sul, passando pelos Estados Unidos da América. 


O Quarteto de Cordas de Guimarães é um projecto inovador de residência artística, que visa desenvolver uma oferta constante na área da música de câmara a partir da cidade de Guimarães. 


Fontes: Emanuel Salvador e Diário de Notícias.
 

 Orquestra de Jovens da União Europeia

Audições Orquestra de Jovens da União Europeia

Autor: Da Capo

Estão abertas as incrições para as audições da Orquestra de Jovens da União Europeia até ao dia 15 de setembro de 2017. Aos candidatos selecionados, a Orquestra oferece a possibilidade de trabalhar com professores especialistas em instrumento, assim como a oportunidade de tocar em grandes salas de concertos em todo o mundo, com maestros e solistas de renome.

Podem candidatar-se instrumentistas de violino, viola, violoncelo, contrabaixo, flauta, clarinete, oboé, fagote, trompa, trompete, trombone, tuba, percussão e harpa. Todos os candidatos devem ter entre 16 e 26 anos, em 31 de dezembro de 2017. 

As audições em Lisboa decorrem na primeira quinzena de outubro e as do Porto no início de novembro, em datas a anunciar brevemente. A audição final realiza-se no dia 30 de novembro de 2017, no Porto.

Os membros da Orquestra de Jovens da União Europeia têm direito a aulas, viagens e estada (alimentação e alojamento) gratuitas. 

Os candidatos que forem admitidos terão oportunidade de participar na digressão de verão da Orquestra que ocorre geralmente em agosto. Esta digressão é precedida de duas semanas de cursos e ensaios com reputados professores de orquestras e de conservatórios europeus. Paralelamente à preparação para a digressão, o período de ensaios será igualmente preenchido  com sessões de música de câmara, com atividades desportivas e outras atividades recreativas,  que permitirão aos jovens músicos tirar o melhor partido do trabalho a desenvolver num ambiente multidisciplinar e multicultural. Os membros da orquestra poderão ainda integrar outras digressões da orquestra durante a Páscoa de 2018.

Formulário de Inscrição

 

Mais informações:

https://www.dgartes.gov.pt/pt/noticia/663

Tânia Trigo

Tânia Trigo vence concurso em Nova Iorque

Autor: Da Capo
26 jul 2017
Última atualização: 19 ago 2017

A jovem violetista Tânia Fernandes Trigo venceu o concurso "Golden Classical Music Awards International Competition" em Nova Iorque, nos Estados Unidos da América.

Aluna da professora Joana Pereira na Escola Superior de Artes Aplicadas (IPCB) Castelo Branco, Tânia Trigo foi convidada a apresentar-se na cerimónia de prémios no Weill Recital Hall, no dia 4 de novembro de 2017.

Orquestra de Jovens do Mediterrâneo

Portugueses em destaque na Orquestra de Jovens do Mediterrâneo

Autor: Da Capo
26 jul 2017
Última atualização: 19 ago 2017

Foram doze os músicos portugueses que integraram recentemente a Orquestra de Jovens do Mediterrâneo, sob direção do maestro espanhol Pablo Heras-Casado e do maestro francês Quentin Hindley, com concertos em Aix-en-Provence, Marselha, Puget-Théniers e Gémenos. A solista convidada deste ano foi a mezzo-soprano Virginie Verrez.

Portugal foi este ano o segundo país mais bem representado, sendo apenas superado pelo país anfitrião, França. Os músicos portugueses selecionados foram:

  • Raquel Santos (Violino)
  • Miguel Erlich e Pedro Marques (Viola)
  • João Lucas Santos e João Vargas (Contrabaixo)
  • Rúben Isidoro e André Gomes (Trompa)
  • José Carrilho (Trompete)
  • Thierry Redondo (Trombone baixo)
  • João Chaveiro (Tuba)
  • Carolina Coimbra (Harpa)
  • Fábio Silva (Percussão)

O Concerto da orquestra a 22 de julho, no Grand Théâtre de Provence, encontra-se disponível online: https://youtu.be/nqgIxoHfgwc

Pedro Emanuel Pereira

Pedro Emanuel Pereira vence Concurso Santa Cecília

Autor: Da Capo
26 jul 2017
Última atualização: 19 ago 2017

O pianista português Pedro Emanuel Pereira venceu o Concurso Internacional de Santa Cecília, no Porto, que reuniu a Casa da Música 100 dos melhores jovens pianistas do mundo de 26 nacionalidades diferentes. O 2º Prémio foi atribuído ao chinês Gen Li, e o 3º Prémio foi para o sul-coreano Se-Hyeong Yoo.

Organizada pelo Curso de Música Silva Monteiro, a 19.ª edição deste Concurso Internacional de Piano terminou com a final aberta ao público, no dia 23 de Julho, na Sala Suggia da Casa da Música. Três candidatos foram selecionados para a final, com a Orquestra Filarmónica Portuguesa, sob a direção de Osvaldo Ferreira.

O júri foi composto por especialistas internacionais, como Álvaro Teixeira Lopes (Presidente do Júri), Carles Lama, Constantin Sandu, Deniz Gelenbe, Emmanuel Ferrer-Laloë, Frank Reich e Fu Hong.

Pedro Emanuel Pereira recebeu o Prémio Cidade do Porto, no valor de cinco mil euros, patrocinado pela Câmara Municipal. Terá ainda a oportunidade de publicar um CD para a produtora KNS Classical e participará em recitais, nomeadamente na Antena 2, no Ciclo Recitais Curso de Música Silva Monteiro, na Casa da Música, na Casa de Fralães, na Casa de Portugal/André Gouveia, em Paris, no Festival St. Mesnil des Arts, Moutaut de Villeréal, em França, nos Concertos Mas Brunet, em França, e no Hammerklavier Concert Série KNS Classical, em Barcelona.

http://www.scecilia-competition.com

Martim Barbosa

Martim Barbosa vence concurso em Espanha

Autor: Da Capo
25 jul 2017
Última atualização: 19 ago 2017

O jovem clarinetista português Martim Barbosa venceu, no passado fim-de-semana, a IX edição do Concurso Internacional de Clarinete Julián Menéndez, em Ávila, Espanha. Os outros laureados foram os espanhóis Juan Andrés Carmona e Irena Sabugal Martin.

Martim Barbosa, atualmente com 14 anos, recebe como prémio um clarinete modelo Prologue Selmer-Paris. 

Aluno da Academia de Música de Santa Cecília, Lisboa, onde estuda com o professor João Pedro Santos, Martim de Mascarenhas Barbosa nasceu a 15 de Setembro 2002. 

No seu ainda curto percurso musical conta já com vários prémios: 1º prémio na 1ª categoria do 1º Concurso Nacional de Clarinete e Saxofone Sons de Cabral em Belmonte (2013) e 3º prémio na 1ª categoria do concurso Terras de la Salette em Oliveira de Azeméis (2014).

Participou nas MasterClass Lisbon Film Orchestra, no Meeting Internacional de Clarinete Marcos Romão dos Reis Jr. em Loures e na ESML com António Saiote.

Nelson Jesus

Nelson Jesus vence Prémio de Composição da WASBE

Autor: Da Capo
19 jul 2017
Última atualização: 19 ago 2017

Nelson Jesus venceu o 1º Prémio de Composição da World Association for Symphonic Bands and Ensembles (WASBE) com a obra "Wolf Tears", na categoria Educational.

Nelson Jesus, natural de Azambuja, iniciou os estudos no seio das bandas filarmónicas. Prosseguiu os estudos de Saxofone no Conservatório de Caldas da Rainha, Academia de Música Costa Cabral, Conservatório de Música do Porto, Escola Superior de Música do Porto e Escola Superior de Música de Lisboa. Frequentou vários cursos de saxofone.

Foi premiado com o 3.º prémio da categoria júnior no 1.º Concurso Internacional de Saxofone de Palmela em 2005, menção honrosa no Concurso de Interpretação de Caldas da Rainha Mus&Caldas 2005 e 2006, 1.º prémio do Concurso Interno do Conservatório de Música do Porto, nível A, edição de 2007, 1.º prémio do 3.º Concurso de Música Anatólio Falé, Cidade de Lagos.

No campo da direção frequentou cursos com os maestros António Saiote, Jan Cober, Douglas Bostock, Eugene Corporone, Rafael Agulló, Pascual Vilaplana e Jean-Sébastien Béreau. Foi maestro da Banda Juvenil de Melres (2006-2010) e Banda de Música de Carregosa (2011-2015).

Estudou análise e técnicas de composição no Conservatório de Música do Porto e particularmente com o compositor Fernando Altube.

Foi vencedor do 1.º Prémio de Composição para Banda Sinfónica Ibermúsicas, México, Oaxaca-2014; 2.º Prémio IV Concurso Nacional de Composição Banda Sinfónica Portuguesa 2016; 1.º Prémio Concurso Composição Orquestra de Sopros INATEL-Banda do Exército 2016.

Actualmente é saxofonista na Banda Sinfónica da GNR e frequenta o 1.º ano da Licenciatura em Composição na Escola Superior de Música de Lisboa com o professor Sérgio Azevedo.

Marta Menezes

Marta Menezes em digressão pela China

Autor: Da Capo
18 jul 2017
Última atualização: 19 ago 2017

A jovem pianista portuguesa Marta Menezes terminou este domingo, 16 de julho, em Pequim, a sua primeira digressão a solo pela China, num total de oito concertos. O último recital realizou-se no National Center for the Performing Arts (Multi-functional Theatre), com lotação esgotada, tal como o recital da passada sexta-feira no Mong Man Wai Hall da Tsinghua University, também em Pequim. 

"Foi uma experiência muito interessante e enriquecedora. Apesar de ser um contexto cultural diferente do europeu ou do americano, foi gratificante para mim constatar o quanto apreciaram os meus concertos. Fiz questão de incluir uma obra de um compositor português no programa, dando a conhecer um pouco da nossa música a milhares de pessoas, num país tão distante do nosso, o que me deu muito gosto", revela Marta Menezes. 

Do programa constaram obras de Beethoven, Chopin, Liszt e uma obra do compositor português António Fragoso. A tournée contou com o apoio da Fundação Oriente.

A pianista tem-se apresentado regularmente em recitais a solo e de música de câmara em salas de concerto em Portugal e no estrangeiro. No passado mês de junho realizou uma série de concertos em Portugal com o barítono brasileiro Bruno Sandes, com um repertório exclusivamente português e brasileiro. 

Na próxima temporada, estão já agendados concertos a solo com a Orquestra de Câmara de Cascais e Oeiras e com a Orquestra Metropolitana de Lisboa. 

Atualmente, a jovem pianista frequenta o Doutoramento em Música na Universidade de Indiana, nos EUA, tendo feito os seus estudos anteriores no Royal College of Music em Londres e na Escola Superior de Música de Lisboa. 

 

www.martamenezes.com
 

 

(créditos fotográficos Pedro Sadio)

Filipa Portela

Filipa Portela vence Concurso do Estoril

Autor: Da Capo
18 jul 2017
Última atualização: 19 ago 2017

A soprano Filipa Portela, de 28 anos, venceu o 19º Concurso de Interpretação do Estoril 2017. O 2º Prémio foi atribuído a Raquel Saraiva (Fagote) e com o 3º Prémio ficaram em ex-aequo Maria Nabeiro (Violoncelo) e Marina Pacheco (Soprano). 

O Júri foi constituído por Maria Teresa de Macedo (Presidente), Nuno Pólvora (Teatro Nacional de São Carlos) e  Mário Marques (Festival de Estoril Lisboa).

Filipa Portela terminou este ano a Licenciatura em Música - Variante Canto, pelo Royal Conservatoire of Scotland, com First Class Honours Degree. É também licenciada em Música, na Variante Canto, pela Universidade de Aveiro.

Participou no Curso Internacional de Música Vocal, organizado pela Universidade de Aveiro. No ano passado, participou na ópera "La Bohème", de Puccini, tendo interpretado o papel de Musetta, numa produção da companhia Opera Bamba, em Paisley, na Escócia. Participou no Curso Internacional de Música Vocal organizado pela Universidade de Aveiro.

Beatriz Acosta

Duas Jovens Portuguesas no projeto Top 10 Young Musicians from Europe

Autor: Da Capo
18 jul 2017
Última atualização: 19 ago 2017

As jovens portuguesas Beatriz Saglimbeni (Violino) e Beatriz Acosta (Viola) foram selecionadas para a Orchestra ICO della Magna Grecia mediante o projecto “Top 10 Young Musicians from Europe”.

Este projeto envolve um intercâmbio e diálogo de jovens músicos com a Orchestra Della Magna Grecia na cidade de Taranto, região da Puglia Italiana durante os dias 12 a 28 de julho. O programa musical inclui diversos géneros musicais que vão desde a ópera a música de cinema, passando por compositores clássicos como Haydn e Mozart.

Beatriz Saglimbeni e Beatriz Acosta são estudantes da Escola Superior de Música de Lisboa e elementos da Orquestra Sinfónica Juvenil.

Abel Pereira

Abel Pereira dirige Orquestra de Verão no Centro de Artes Kennedy

Autor: Da Capo
16 jul 2017
Última atualização: 19 ago 2017

 

Abel Pereira dirige Orquestra de Verão da Orquestra Nacional Sinfónica Americana, no Centro de Artes Kennedy, Washington
Os jovens que integram esta orquestra são os melhores dos Estados Unidos, que graças à sua excelência têm acesso a cursos de verão totalmente suportados pela Orquestra Nacional Sinfónica Americana.

Neste momento estão em ensaios, preparando os dois concertos finais de curso.

Abel Pereira é o primeiro português a dirigir no Centro de Artes Kennedy e o único português a integrar a Orquestra Nacional Sinfónica Americana, já à 3 anos.

Fonte.

título da imagem

Sergio Pires vence concurso na Roménia

Autor: Da Capo
16 jul 2017
Última atualização: 19 ago 2017

O clarinetista Sérgio Pires venceu o primeiro prémio no concurso internacional para clarinete Gheorghe Dima, na Roménia. Sergio venceu também o prémio especial atribuído pela marca Bam Cases.

Para mais informação consulte o site oficial do concurso

Ler entrevista de Sérgio à Da Capo.

Filho de emigrantes portugueses, Sérgio Fernandes Pires nasceu em Berna, na Suíça, em 1995. De regresso a Portugal, iniciou os seus estudos musicais de clarinete, aos oito anos, na Escola de Música da Sociedade Filarmónica de Vieira do Minho e, em 2007, ingressou na Academia de Música Valentim Moreira de Sá, Guimarães, na classe do professor Vítor Matos, com quem estudou até 2013.

Participou em vários masterclasses de Clarinete e Música de Câmara e tem colaborado com várias orquestras a nível profissional. Foi premiado em vários concursos, onde se destacam o "Concorso Internazionale Marco Fiorindo"; “Prémio Jovens Músicos" e “Czech ClarinetArt”.  Foi admitido nas orquestras de jovens Gustav Mahler JugendOrchester, European Union Youth Orchestra e Schleswig Holstein Festival Orchestra. 

É, desde este ano, músico "Reserva" na Sinfonie Orchester Basel e KammerOrchester Basel, com a qual tocou a solo o Concerto de Carl Nielsen.

Estuda também Clarinete baixo e Clarinete em Mib com Jordi Pons. Atualmente estuda na Hochschule für Musik der Stadt Basel, na classe do Prof. François Benda.

Sérgio é o clarinetista solista da Orquestra Musikkollegium Winterthur, na Suiça.

título da imagem

Ruben Tomé na academia da Staatskapelle Berlin

Autor: Da Capo
14 jul 2017
Última atualização: 19 ago 2017

O jovem trombonista Ruben Tomé foi admitido na Academia da Staatskapelle Berlin, Alemanha. Ruben que há muito pouco tempo tinha ganho o lugar na academia da Düsseldorfer Symphoniker em conversa com a Da Capo, confessou que vai para Berlim. Aí terá como mentor o trombonista Português Filipe Alves, membro efectivo da orquestra.

Natural de Caldas da Rainha, Ruben Tomé estudou na Banda Comércio e Indústria de Caldas da Rainha e Conservatório da mesma cidade com Adélio Carneiro e Gil Gonçalves. Foi solista convidado em várias orquestras de sopros do país. 

Colaborou com a Nationale Jugend Brass Band na Suíça, Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música e Remix Ensemble. 

É membro do Ensemble Português de Tubas dirigido por Sérgio Carolino, com um CD editado. 

Como trombonista, estudou no Conservatório de Caldas da Rainha com Alexandre Vilela e Escola Profissional de Espinho com Alexandre Vilela e Daniel Dias, terminando o curso com 19 valores. 

Fez parte da Orquestra Clássica de Espinho durante 3 anos. Fez a licenciatura em Trombone na ESMAE, na classe de Severo Martinez. 

Tem colaborado regularmente com a Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música e Orquestra Sinfónica Portuguesa. Faz parte da Banda Sinfónica Portuguesa desde 2011. É membro do grupo Mr. SC and the Wild Bones Gang, com um CD duplo já editado, e do Jovem Ensemble Português de Metais (Massive Brass Attack) sob a orientação de Sérgio Carolino.

Ruben Tomé estuda, atualmente, Universität der Künste, em Berlim.

Daniel Cunha

Concertos de homenagem a Alfredo Napoleão por Daniel Cunha

Autor: Da Capo
14 jul 2017
Última atualização: 19 ago 2017

Daniel Cunha, pianista portuense, interpretará algumas das obras para piano de Alfredo Napoleão, compositor portuense do séc. XIX, devido ao trabalho de investigação que tem vindo a desencolver em torno da sua vida e obra.

Esta série de concertos tem como objetivo homenagear o compositor, visto que se assinala os 100 anos da morte do mesmo. 

O primeiro concerto acontecerá amanhã, 15 de julho de 2017, na Igreja de St. Ann, Manchester.

Outros dois concertos já estão previstos até ao final do ano na mesma cidade.


Fonte.
 

Mafalda Carvalho

Mafalda Carvalho na Orquestra Filarmónica de Jalisco

Autor: Da Capo
08 jul 2017
Última atualização: 19 ago 2017

Mafalda Carvalho venceu, no passado dia 5 de julho de 2017, o lugar de Assistente Principal picollo e flauta na Orquestra Filarmónica de Jalisco, México. É, assim, a quinta instrumentista portuguesa a juntar-se a esta Orquestra, ao lado de Sérgio Simões (trombone), João Vilão (trompete), Daniel Canas (trompa) e Luís Sousa (trompa).

A flautista integrou a Orquestra da Madeira como 1ª flauta na temporada 2016/2017. 

Releia: Mafalda Carvalho, Vencedora PJM Flauta.
 

Lia Melo

Lia Melo vence IMKA

Autor: Da Capo
06 jul 2017
Última atualização: 19 ago 2017

Lia Melo, violetista, venceu o 1º prémio no IMKA - International Internet Music Competition - organizado por Young Men’s Christian Association (YMCA europe) e realizado na Bósnia-Herzegovina. Além do 1º prémio, Lia foi convidada para tocar no Army Concert Hall em Sarajevo.
 

IMKA - International Internet Music Competition - tem como objetivo a promoção da música clássica e descobrir artistas excecionais e talentosos. 

Fonte: Notícias de Vila Real
 

Ana Madalena Ribeiro

Ana Madalena Ribeiro na Orquestra Casa da Música

Autor: Da Capo
29 jun 2017
Última atualização: 19 ago 2017

Ana Madalena Ribeiro venceu, esta terça-feira, dia 27 de junho, a audição para o lugar de Chefe de Naipe de Segundos Violinos da Orquestra Sinfónica do Porto - Casa da Música.

Natural de Esposende, Ana Madalena Ribeiro iniciou a sua formação como violinista na Escola de Música de Esposende na classe do Professor Paulo Matos e posteriormente foi orientada pelo Professor Macau Filipe na Escola de Música da Póvoa de Varzim.

Foi laureada no Concurso Regional de Instrumentos de Arco do Conservatório de Música Calouste Gulbenkian de Braga nos anos de 1999, 2000 e 2001.

Em 2004 ingressou na Escola Profissional de Música de Viana do Castelo na classe do Professor Sergey Arutyunyan graduando-se com distinção em 2007.

Recebeu masterclasses de prestigiados professores, entre os quais: Anatoli Shwarzburg, Richard Gwilt, Zofia Wóycicka, Daniel Rowland, Gerardo Ribeiro, Igor Lara, Ulla Maija Hallantie, Roberto Muttoni e Felix Andrievsky e em música de câmara com António Saiote, Devy Erlih e Tatjana Masurenko. Obteve o 1º Prémio no Concurso de Música de Câmara da ESMAE, 2º Prémio na 24ª edição do Prémio Jovens Músicos - RDP em Música de Câmara – nível superior, o 1º Prémio no Paços’ Premium 2011, Menção Honrosa no Concurso Helena Sá e Costa, o 2º Prémio no Prémio José Augusto Alegria 2011 e o Prémio Helena Sá e Costa no ano de 2013. Participou na 4ª edição do HARMOS Festival na Casa da Música – Porto.

Em 2011 terminou a Licenciatura com classificação máxima, tendo-lhe sido atribuído o prémio de melhor aluno da Escola Superior de Música e das Artes do Espetáculo do Porto - "Prémio Rotary Club Porto Foz / Veloso & Troca. Lda” - na classe de violino da Professora Zofia Wóycicka e música de câmara na classe do Professor Ryszard Wóycicki, onde também frequentou o Mestrado em Interpretação Artística – Violino.

Após a realização da prova para o lugar de Concertino Assistente na Orquestra Sinfónica do Porto – Casa da Música, desempenhou o cargo durante um periodo de seis meses, sendo regularmente convidada como reforço de violino tutti. Apresentou-se como solista com a Orquestra Sinfonieta da ESMAE e com a Orquestra Gulbenkian.

Em 2014 conquista o 1º lugar do Prémio Jovens Músicos – RDP, na categoria de Violino - Nível Superior. Recentemente fez a estreia nacional do Concerto para Violino e Orquestra “Antiparathesis” de Dimitris Andrikopoulos e recebeu o 2º prémio no Concurso Internacional de Jovens Solistas da Costa Atlântica.

É membro fundador do Quarteto António Fragoso.

Jan Wierzba

Jan Wierzba ganhou lugar de Maestro Assistente na Netherlands Philharmonic Orchestra

Autor: Da Capo
25 jun 2017
Última atualização: 19 ago 2017

Jan Wierzba ganhou o lugar de Maestro Assistente na Netherlands Philharmonic Orchestra, na Holanda. Sucede, assim, ao também jovem maestro português Nuno Coelho, que ocupou o cargo durante dois anos. 

Natural da Polónia e educado no Porto, Jan Wierzba tem se destacado como um dos mais promissores diretores de orquestra da atualidade musical portuguesa.

Recentemente foi nomeado Diretor Artístico da Orquestra de Câmara de Almada, Maestro Assistente da Netherlands Philharmonic Orchestra e Maestro Assistente Residente no Operosa Festival que terá lugar na Sérvia e no Montenegro em Agosto de 2017. Faz também uma série de três masterclasses com foco em Ópera sob a tutoria de Carlo Rizzi, ao abrigo da rede ENOA, na Queen Elizabeth Music Chapel, Ópera Nacional Holandesa e com a Orquestra Gulbenkian. Frequenta desde Abril a Hochschule fur Musik Franz Liszt em Weimar, tendo sido admitido para o grau de Konzertexamen, sob a tutoria de Nicolas Pasquet e Ekhart Wycik, enquanto bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian. É um dos fundadores e Diretor Musical do Ensemble MPMP, agrupamento com o qual tem trabalhado para promover o património musical português de todas as épocas. Prepara atualmente uma trabalho discográfico composto exclusivamente por obras de  compositores portugueses atualmente em atividade.

Projetos recentes e futuros incluem programas com a Orquestra Gulbenkian, Orquestra Sinfónica Portuguesa, Orquestra Metropolitana de Lisboa, Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música, Orquestra de Câmara Portuguesa, Orquestra Clássica de Espinho, Orquestra Clássica da Madeira, Orquestra Filarmonia das Beiras, Orquestra Clássica do Sul, Ensemble MPMP, Síntese GMC e Netherlands Philharmonic Orchestra.

Em 2016 teve oportunidade de trabalhar com Bernard Haitink e Lucerne Festival Strings em masterclass, foi Assistente de Maestro de Coro na Ópera Nacional Holandesa e laureado com o 3º Prémio no Concurso Prémio Jovens Músicos em Direção de Orquestra.

Em 2015 foi um dos 5 escolhidos para a Masterclass em Direção de Orquestra com Mathias Pintscher, durante o Festival de Lucerna, um dos 15 jovens artistas convidados a participar na International Community Arts Academy, organizado em conjunto pela Filarmónica de Berlim, London Sympony Orchestra e Festival d’Aix-en-Provence, tendo também participado no workshop Opera in Creation durante o Festival d’Aix-en-Provence.

Trabalhou como assistente de Joana Carneiro, Jac van Steen, Vassily Petrenko, Pedro Carneiro, Marc Tardue,  Sir Andrew Davis e Juanjo Mena na Royal Liverpool Philharmonic Orchestra, BBC Philharmonic, Orquestra de Câmara Portuguesa, Estágio Gulbenkian para Orquestra, Orquestra Gulbenkian e Orquestra Sinfónica Portuguesa.

Enquanto bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian, terminou o Mestrado em Direcção na Royal Northern College of Music (RNCM), onde estudou com Clark Rundell e Mark Heron, tendo-lhe sido atribuído o Mortimer Furber Prize for Conducting.

Licenciou-se em direcçao de orquestra pela Academia Nacional Superior de Orquestra sob a tutoria do Maestro Jean Marc Burfin. Participou em várias masterclasses com personalidades como Neeme Jarvi, Jorma Panula, Juanjo Mena, Nicolas Pasquet, Sir Mark Elder e Paavo Jarvi, entre outros.

Licenciado em Piano pela Escola Superior de Música e Artes do Espectáculo em 2009, no Porto, na classe de Constantin Sandu apresentou-se enquanto solista com orquestra, em recital e música de câmara. Foi vencedor do 1º Prémio em Música de Câmara do Prémio Jovens Músicos em 2006, é detentor do prémio do Rotary Club da Foz atribuído a 3 dos melhores  licenciados da ESMAE, tendo lhe sido atribuída a bolsa da Yamaha Music Foundation for Europe após provas públicas em 2005.

 

 

http://www.janwierzba.com

Samuel Bastos

Samuel Bastos vence concurso Fernand Gillet-Hugo Fox Oboe Competition

Autor: Da Capo
24 jun 2017
Última atualização: 19 ago 2017

Samuel Bastos, Oboé, ganhou ontem, dia 23 de junho, o concurso "Fernand Gillet-Hugo Fox Oboe Competition", que teve lugar na Lawrence University em Appleton, Wisconsin, Estados Unidos da América. O 2º Prémio foi arrecadado pelo francês Gabriel Pidoux.

Este concurso é organizado pela Associação Internacional de Palhetas Duplas (International Double Reeds Society, IDRS)  que, durante o seu congresso mundial, reune mais de 500 fagotistas e oboistas de todo o mundo.

O Concerto de Gala está marcado para hoje, 24 de junho, às 19h30 (hora local) - 1h30 em Portugal e já dia 25, podendo ser visto em direto através do seguinte link: https://www.youtube.com/watch?v=QirfKJZgn1g. Samuel Bastos irá interpretar o concerto PHOENIX para Oboé e Orquestra de Cordas de Paul Patterson.

No mesmo concerto irão tocar Mark Duprere, Yoshi Ishikawa, Peter Kolkay, Andre Terzo, Christian Schmitt, Peter Cooper, Ted Soluri e Katherine Young-Steele.

http://www.samuelbastos.com/

Ruben Tomé

Ruben Tomé na Academia de Düsseldorfer

Autor: Da Capo
23 jun 2017
Última atualização: 19 ago 2017

O jovem trombonista Ruben Tomé foi admitido na Academia da Orquestra de Dusseldorfer, Alemanha - Düsseldorfer Symphoniker - Akademie, no passado dia 12 de junho. Na mesma semana foi a vez de outro português também entrar na mesma orquestra - o oboísta Guilherme Sousa venceu a audição para o lugar de Oboé solista. Também na Academia da Orquestra de Dusseldorfer esteve, em 2016, outro português - o trombonista João Martinho. 

Natural de Caldas da Rainha, Ruben Tomé estudou na Banda Comércio e Indústria de Caldas da Rainha e Conservatório da mesma cidade com Adélio Carneiro e Gil Gonçalves. Foi solista convidado em várias orquestras de sopros do país.

Colaborou com a Nationale Jugend Brass Band na Suíça, Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música e Remix Ensemble.

É membro do Ensemble Português de Tubas dirigido por Sérgio Carolino, com um CD editado.

Como trombonista, estudou no Conservatório de Caldas da Rainha com Alexandre Vilela e Escola Profissional de Espinho com Alexandre Vilela e Daniel Dias, terminando o curso com 19 valores.

Fez parte da Orquestra Clássica de Espinho durante 3 anos. Fez a licenciatura em Trombone na ESMAE, na classe de Severo Martinez.

Tem colaborado regularmente com a Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música e Orquestra Sinfónica Portuguesa. Faz parte da Banda Sinfónica Portuguesa desde 2011. É membro do grupo Mr. SC and the Wild Bones Gang, com um CD duplo já editado, e do Jovem Ensemble Português de Metais (Massive Brass Attack) sob a orientação de Sérgio Carolino.

Ruben Tomé estuda, atualmente, Universität der Künste, em Berlim.

título da imagem

Guilherme Sousa na Düsseldorfer Symphoniker

Autor: Da Capo
14 jun 2017
Última atualização: 19 ago 2017

O oboísta Guilherme Sousa venceu a audição para o lugar de oboísta solista na Düsseldorfer Symphoniker, na Alemanha.

Guilherme Filipe Costa e Sousa nasceu em Coimbra em 1990. Iniciou a sua aprendizagem musical aos 5 anos com o Maestro Virgílio Caseiro e, no primeiro ano do Conservatório de Música de Coimbra, aos 10 anos, começou a ter aulas de oboé com o Prof. Pedro Ribeiro e posteriormente com o Prof. Francesco Sammassimo. Terminou a licenciatura de música na Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo, no Porto, sob a orientação do Professor Ricardo Lopes e prosseguiu os seus estudos como bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian, em Mestrado em Performance na “Musikhochschule Lübeck”, na Alemanha, na classe do Prof. Diethelm Jonas.

É vencedor em concursos como solista e em música de câmara:

- 1º prémio no “Prémio Jovens Músicos” da RTP em Oboé, no nível Superior.

- 1º prémio no “Prémio Jovens Músicos” da RTP em Música de Câmara, com o “Perspective Trio” (Oboé, Fagote e Piano), no nível Superior.

- Prémio Maestro Silva Pereira/Jovem Músico do Ano 2013, oferecido por Professora Teresa Macedo/”Prémio Jovens Músicos”.

- 3º prémio no “The 5th Józef Ciepłucha International Oboe Competition”, em Łódź, Polónia.

- 2º prémio no concurso “Possehl Musikpreis”, em Lübeck, Alemanha.

- “Prémio Helena Sá e Costa”, oferecido pela ESMAE;

- 1º prémio no “II Concurso Nacional de Instrumentos de Sopro de Terras de La-Sallete”, categoria Júnior;

- 1º prémio no concurso de música de câmara “ConCursos”, em Aveiro, Categoria Superior, em Duo com o Pianista Pedro Costa;

- 1º prémio no 3º concurso interno de Música de Câmara da Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo, com “Quinteto de Sopros da ESMAE”;

Apresentou-se como solista com várias orquestras em Portugal, destacando: Orquestra da Fundação Calouste Gulbenkian, Orquestra Filarmonia das Beiras, Orquestra de Cascais e Oeiras, Sinfonieta da ESMAE, entre outras.

Foi membro da “Orquestra de Jovens da União Europeia” (European Union Youth Orchestra), sob direcção dos maestros Jaap van Zweden e Vladimir Ashkenazy.

Em 2015 integrou a Academia da renomada “Orquestra Sinfónica da Rádio da Baviera” (BRSO), tendo a oportunidade durante 2 anos de tocar nas melhores salas de concerto sob a direcção dos Maestros mais conceituados como Mariss Jansons, Yannick Nézet-Séguin, Sir John Elliot Gardiner, Kent Nagano, Heinz Holliger entre outros. Durante os dois anos de academia teve a oportunidade de tocar com e ser orientado por Ramón Ortega Quero e Stefan Schilli, dois dos melhores oboístas da actualidade.

Em 2017 integrou em contrato temporário como 1º Oboé a “Orquestra Filarmónica de Duisburgo”.

Também em 2017 ganhou o lugar para 1º Oboé Solo na “Düsseldorfer Symphoniker”, onde para além dos projectos sinfónicos na “Tonhalle Düsseldorf”, vai ter a oportunidade de tocar numa das maiores casas de ópera da Alemanha, a “Ópera Alemã no Reno” (Deutsche Oper am Rhein).

Leia a entrevista que Guilherme deu à Da Capo nao âmbito do Prémio Jovens Músicos.

título da imagem

João Moreira na Orquestra Clássica do Sul

Autor: Da Capo
06 jun 2017
Última atualização: 19 ago 2017

João Moreira é o novo membro da Orquestra Clássica do Sul, venceu recentemente o lugar de Trompetista solista A. Depois de estar de 2012 a 2017 na orquestra MusicAeterna, em Perm na Russia, João volta ao seu País de origem. 

Iniciou os seus estudos musicais com 9 anos de idade na Academia de Música de Oliveira de Azeméis. Em 2004, ingressou na Escola Profissional de Música de Espinho na classe do Prof. Sérgio Charrinho. Em 2007, ingressou na Academia Nacional Superior de Orquestra, prosseguindo os seus estudos na classe do Prof. Sérgio Charrinho. Em 2010 ingressou como estudante de Mestrado na Hochschule für Musik und Theater Hamburg, na classe do Prof. Matthias Höfs, onde terminou o seu MasterStudium em Julho de 2012. Já colaborou com várias orquestras, entre elas MusicAeterna, Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música, Remix Ensemble, Hamburgischer Philharmoniker, Orquestra Clássica do Sul, Orquestra Metropolitana de Lisboa, Junge Norddeutsche Philarmonie, Orquestra XXI, Diaghilev Festival Orchestra, Kyklos Ensemble, entre outras. Em concursos, foi vencedor do 2º prémio do concurso “ITG” (International Trumpet Guild) 2014 - Solo Competition, e também galardoado com o 2º prémio nesse mesmo concurso na categoria de - Orchestral Excerpts, no mesmo ano (2014), realizado em Philadelphia, EUA. No ano 2012 foi vencedor do 1º prémio do concurso promovido pela Antena 2, Premio Jovens Músicos, Trompete - Nível Superior. Obteve o 1º Prémio, nível Junior, no Concurso Terras La-Salette; e o 1º Prémio, nível Superior nesse mesmo concurso. Em 2012, foi finalista e premiado no concurso Elise Meyer Stiftung, em Hamburgo, Alemanha. De 2012 a 2017 foi Trompete Solo na orquestra MusicAeterna, em Perm, Russia, onde conta como maestro residente Teodor Currentzis. Essa orquestra foi vencedora da melhor opera gravada para a SONY em 2014 e tem participado em festivais como o “Festival de Lucerne” na Suíça e no “Festival Clara” em Bruxelas, Bélgica. Em 2016 essa mesma orquestra foi também vencedora do prémio Echo Klassik em Berlim, Alemanha.

Hugo Vasco Reis

Hugo Vasco Reis vence concurso nos EUA

Autor: Da Capo
04 jun 2017
Última atualização: 19 ago 2017

A composição “Transparent(e)” - para flauta, viola d’arco e harpa, de Hugo Vasco Reis, foi a peça vencedora da 2ª edição do “New Gallery Concert Series Composition Competition” pela Cambridge Art Association, em Boston, EUA. A sua estreia será a 27 de janeiro de 2018, na Cambridge Art Association, Cambridge, Boston, EUA.

 

* Fotografia do local de trabalho de Hugo Vasco Reis - por Irma Assunção

Miguel Pais

Miguel Pais laureado nos EUA

Autor: Da Capo
04 jun 2017
Última atualização: 19 ago 2017

Miguel Pais conquistou o 2º lugar no International Trumpet Guild (ITG), um festival bastante conceituado nos Estados Unidos da América. 
A prova final decorreu em Hershey Lodge, na Pensilvânia, no dia 1 de junho de 2017 e os resultados saíram dois dias depois. 
Miguel Pais foi o único português e estrangeiro apurado para a final, na categoria "Solo Competition", conquistando assim o 2º lugar. O 1º lugar foi conquistado por Daniel Haddock e o 3º por Bryan Powel. 

O júri era constituído por: David Hickman, John Marchiando e Lagston Fitzgerald. 


Miguel Pais, natural de Aveiro, iniciou os seus estudos musicais em 2000 no Conservatório de Música da Jobra, tendo depois passado por instituições como Escola Profissional de Música de Espinho e Escola Superior de Música de Lisboa. Atualmente, frequente o Mestrado em Ensino da Música na Universidade de Aveiro e é Professor de trompete na Academia de Música de Oliveira de Azeméis. 
Trabalhou com vários trompetistas como Stephen Mason, David Burt, Mathias Höfs, Giuliano Sommerhalder, Guido Segers, Jeroen Berwaerts, Fruzsina Hara, Kristian Steenstrup, entre outros e orquestra, nomeadamente, Orquestra Clássica de Espinho, Orquestra Clássica do Centro, Orquestra Clássica da Madeira, Orquestra Gulbenkian, Orquestra da Casa da Música, entre outras. 

 

Rodrigo Antunes

Audições Coro Gulbenkian

Autor: Da Capo
02 jun 2017
Última atualização: 19 ago 2017

As audições estão abertas entre 1 e 10 de junho de 2017 para todos os naipes (sopranos, contraltos, tenores e baixos).

Os interessados devem submeter o formulário da candidatura. A audição terá lugar na Sala de Ensaios do Coro, no Edifício Sede da Fundação Calouste Gulbenkian. 

Prova: execução de uma ária de oratória, lied ou canção à escolha do candidato e leitura à primeira vista. 


Mais informações aqui.
 

Domingos Ribeiro

Domingos Ribeiro na Orquestra Gulbenkian

Autor: Da Capo
01 jun 2017
Última atualização: 19 ago 2017

Domingos Ribeiro ganhou o lugar de Contrabaixo - Solista A da Orquestra Gulbenkian. A prova final decorreu na passada terça-feira. 

No final do 2016, o jovem contrabaixista tinha sido admitido na Academia da Orquesta Sinfónica da Rádio da Baviera (Symphonieorchester des Bayerischen Rundfunks), em Munique, Alemanha. 

Nascido em Macau em 1992, Domingos Ribeiro iniciou os seus estudos musicais no Conservatório de Música Calouste Gulbenkian de Braga, Terminou, em 2010, o 8º grau do seu instrumento com 19 valores. Participou em vários estágios de orquestra de jovens, como OJ.com, no Estágio de Verão da Orquestra Metropolitana de Lisboa Júnior (como músico convidado), no Estágio Internacional de Orquestra e Direcção de Orquestra como Contrabaixista da Orquestra como aluno de direcção, com o maestro Jean-Sébastien Béreau. Participou também na 1ª edição do Estágio Gulbenkian para Orquestra, em Aveiro. Faz parte da Orquestra de Jovens do Mediterrâneo desde 2014 e da European Union Youth Orchestra desde 2016. Está na lista de reforços da Gustav Mahler Jugendorchester.

Foi membro da Orquestra de Câmara de Braga tendo, ao serviço desta, participado numa digressão pela Venezuela organizada pela embaixada portuguesa nesse país. Integrou, como chefe de naipe, a Orquestra Sinfónica Juvenil e participou também na University of Gothenburg Symphony Orchestra. Foi reforço na Orquestra do Norte, Sinfonietta de Ponta Delgada.

Ganhou, em 2014, o lugar de primeiro reforço convidado na Orquestra Sinfónica do Porto – Casa da Música e em 2016 um lugar na lista de reforços da Orquesta Nacional de España.

É atualmente reforço frequente da Orquestra Gulbenkian, na Orquestra Metropolitana de Lisboa, na Orquestra Sinfónica do Porto – Casa da Música e na Orquesta Nacional de España. É também membro da Orquestra XXI.

Como solista, fez recitais em Lisboa e actuou a solo com a Orquestra Sinfónica da Escola Superior de Música de Lisboa e com a Camerata Gareguin Arantounian. Venceu o 1º prémio na primeira edição do Concurso Vasco Barbosa, em 2015, tendo-se apresentado a solo no Centro Cultural de Belém com a Camerata Atlântica e gravado para a Antena 2. Participou na Convenção Internacional de Contrabaixistas em Copenhaga, em 2012, actuando no evento "Battle of Copenhague" e na Convenção em Praga, 2016, estando em contacto com inúmeros contrabaixistas mundialmente conhecidos.

Licenciou-se, com 19 valores, na Escola Superior de Música de Lisboa, na classe do professor Manuel Rêgo. Nessa mesma instituição, concluiu o primeiro ano do Mestrado em Ensino da Música. Estuda actualmente na Escuela Superior de Musica Reina Sofia, em Madrid, com os professores Duncan McTier e Antonio García Araque. É bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian e da Fundación Albeniz. 

Tânia Trigo

Tânia Trigo vence concurso em Salzburgo

Autor: Da Capo
24 mai 2017
Última atualização: 19 ago 2017

A violetista Tânia Trigo ganhou o 1° Prémio no International Music Competition "Salzburg" - Grand Prize Virtuoso 2017, categoria sénior. 

Aluna da professora Joana Pereira na Escola Superior de Artes Aplicadas (IPCB) , Tânia Trigo foi convidada a atuar no Mozarteum, em Salzburgo, a 11 de Julho de 2017.

Lia Melo

Lia Melo vence concurso em Salzburgo

Autor: Da Capo
24 mai 2017
Última atualização: 19 ago 2017

A jovem violetista Lia Rafaela de Marcos e Melo continua a arrecadar prémios. Desta vez, conseguiu o 1° Prémio no International Music Competition "Salzburg" - Grand Prize Virtuoso 2017.

Aluna da professora Alice Neves no Conservatório Regional de Música de Vila Real, Lia Melo recebeu rasgados elogios ao seu talento musical e à qualidade da sua performance, tendo sido convidada a atuar no Mozarteum, em Salzburgo, a 11 de Julho de 2017.
 

Lia Melo

Lia Melo vence concurso em Berlim

Autor: Da Capo
12 mai 2017
Última atualização: 19 ago 2017

A violetista Lia Melo triunfou, mais uma vez, além fronteiras. No espaço de um mês foi galardoada com quatro primeiros prémios. Desta vez, venceu na Alemanha, com mais um primeiro prémio (1st Prize – Category Intermediate) no Rising Stars Grand Prix - International Music Competition - Berlin 2017, no passado dia 10 de maio.

O seu périplo iniciou-se na cidade invicta, onde na primeira semana de abril, conquistou, o primeiro lugar na 2ª Edição do Prémio Ilda Moura (Escalão E); de seguida, em terras helénicas, foi galardoada com o primeiro prémio (1st Prize - Category D) , no “Emuse” International Online Competition 2017 e no passado fim-de-semana obteve o 1º prémio ex-aequo, na categoria de viola juvenil, no III Concurso Nacional de Cordas Vasco Barbosa, em Lisboa.  A propósito deste último prémio, irá participar como solista, no dia 1 de Junho, no concerto dos Laureados, no Centro Cultural de Belém, com a Orquestra Camerata Atlântica, concerto esse que será transmitido em direto pela Antena 2, e irá atuar na prestigiada “kammermusiksaal philharmonie Berlin“ no próximo dia 27 de junho.

A Lia Melo estuda viola d’arco no Conservatório Regional de Música de Vila Real, na classe da professora Alice Neves.

Francisco Lima Soares

Francisco Lima Santos ganha lugar de Concertino Assistente na Gulbenkian

Autor: Da Capo
12 mai 2017
Última atualização: 19 ago 2017

Francisco Lima Santos ganhou o lugar de Concertino Auxiliar da Orquestra Gulbenkian. A prova final decorreu na passada terça-feira. 

Natural de Lisboa, Francisco Lima Santos iniciou os seus estudos musicais com nove anos na Fundação Musical dos Amigos das Crianças (FMAC), na classe da professora Ana Margarida Sanmarfull. É licenciado em Violino pela Escola Superior de Música de Lisboa, na classe de Khachatour Amirkhanian com 19 valores. Prosseguiu estudos com Yuzuko Horigome no Conservatório Real de Bruxelas onde terminou, em 2014, o mestrado em performance. Na Bélgica, trabalhou igualmente com Dirk Vermeulen e Erik Robberecht e participou em projetos com a Orchestre National de Belgique, Oxalys Ensemble, e Orchestre de La Monnaie.

Frequentou masterclasses com Igor Petrushevky, Eduard Tatevosyan e Antje Weithass, Mauricio Fuchs e Krzysztof Wegrzyn. Premiado no Concurso de Cordas da FMAC (2007), Concurso Internacional Cidade do Fundão (2009), Concurso José Augusto Alegria para Jovens Intérpretes em Évora (2009) e Prémio Jovens Músicos (2014).

Em 2016, venceu o 1º Prémio no Concurso de Cordas Vasco Barbosa, apresentando-se a solo com a Orquestra Sinfónica Portuguesa. No mesmo ano,  ganhou o 1º lugar no Prémio Jovens Músicos/Antena 2 com o Artium Trio, integrado pelo violoncelista Pedro Silva e pianista João Barata. Foi membro e concertino da Orquestra Sinfónica Juvenil, instituição da qual foi bolseiro, entre 2009 e 2012, e com a qual teve oportunidade de se apresentar a solo.

Membro da Orquestra de Jovens da União Europeia de 2012 a 2016, teve oportunidade de se apresentar em salas como Konzerthaus (Berlim), Concertgebouw (Amesterdão), entre muitas outras. Membro da Orquestra XXI, apresenta- se regularmente no Centro Cultural de Belém, Fundação Gulbenkian e Casa da Música. Em orquestra, colaborou com os maestros Vladimir Ashkenazy, Zubin Mehta, Heinz Holliger, Gianandrea Noseda, Emilio Pomárico, Peter Stark, Dirk Brossé, Daniel Klajner, Andrew Manze, Krzysztof Urbanski, Thomas Sondergard e solistas como Isabelle Faust, Jean Bernard Pommier, José Carreras, Placido Domingo, Gautier Capuçon, Daniel Hope, Reinhold Friedrich, Garrick Olsohn, entre outros.

Atualmente com 25 anos, Francisco Lima Santos é bolseiro da Fundação Albeniz, reside em Madrid, onde prossegue os seus estudos na Escola Superior Reina Sofia na classe de Ana Chumachenko.

Joaquim Santos Simões

Joaquim Santos Simões laureado em Madrid

Autor: Da Capo
10 mai 2017
Última atualização: 19 ago 2017

Joaquim Santos Simões ganhou o 3º Prémio, categoria profissional, no Concurso Internacional de Guitarra Gredos San Diego, em Madrid, Espanha. As provas realizaram-se na semana passada, de 3 a 6 de maio. 

Natural de Coimbra, Joaquim Santos Simões nasceu em 1995 e aos 11 anos começou a estudar guitarra clássica com o professor Ricardo Abreu, na Academia de Musica de Espinho. Durante os seu percurso escolar recebeu varias bolsas de mérito tanto na música como no ensino regular, respetivamente: o prémio de mérito da Academia de Musica de Espinho e da Junta de Freguesia de Espinho (2009) ,prémio de mérito da AME e da Câmara Municipal de Espinho (2010 ), prémio de mérito na AME em 2012. No ensino regular também obteve vários prémios de mérito.

Em 2013 , terminou o 12 º ano na área das ciências e tecnologias e foi admitido na Universidade Nova de Lisboa no curso de Economia. Na sua candidatura ao ensino superior de música, foi admitido na universidade Mozarteum, em Salzburg (Áustria), obtendo o primeiro lugar no exame de admissão, para a classe do prestigiado guitarrista e professor Marco Tamayo, foi também admitido na Universidade de Música e Dança, em Colónia (Alemanha) acabando por recair a sua escolha na Universidade Robert Schumann, onde decorre a sua licenciatura com o professor Joaquin Clerch.

Participou em numerosos concursos nacionais e internacionais, ganhando vários prémios: 1º lugar, categoria IV, no 3º Concurso Luso Espanhol de Guitarra de Fafe (2009); dois primeiros lugares nos concursos internos da AME (2009 e 2010); 1º lugar, categoria B, na competição Paços Premium; 1º lugar, na categoria V, e Prémio Revelação no concurso internacional Cidade do Fundão (2011); 1º lugar, na categoria V, no Concurso Internacional de Guitarra “Cidade de Almada” (2012); 1º lugar na categoria A, no Concurso Interno da AME (2012); Mencion David Russell, na competição Prémios Honoríficos David Russell (2010); finalista no Gredos San Diego International Guitar Competition, Madrid (2014); 1º prémio no Concurso Internacional de Guimarães (2015); 2º lugar no Concurso Internacional de Amarante (2016); 3º prémio no prestigiado Certamen Internacional de Guitarra Andrés Segovia - 2017.

Além do estudo da Guitarra, teve aulas de composição com o professor Nuno Peixoto de Pinho e, atualmente, estuda com o professor Hubertus Dreyer. Obteve prémios na área da composição: 1º lugar, na 3º edição “Prémio de Composição Século XXI – Gustav Mahler”; Menção honrosa na categoria de música de câmara com a peça “Sobre um tema de Cantus” para trio de guitarras; 1º lugar na 4ª edição “Prémio de Composição Século XXI – Bernardo Sassetti e Emmanuel Nunes” com a peça – “Transfigurações Nocturnas” para guitarra solo; Menção honrosa para música de câmara com a peça – “Elegia “para violoncelo e guitarra. 

Catarina Rebelo

Catarina Rebelo vence concurso em Itália

Autor: Da Capo
06 mai 2017
Última atualização: 19 ago 2017

Catarina Rebelo venceu, esta semana, o "Concorso Musicale Citta di Filadélfia", em Itália, categoria Harpa.

Nos anos anteriores outros portugueses venceram também este concurso: Álvaro Cortez (percussão) e Duarte Santos (percussão).

Catarina Rebelo estuda Harpa na Haute École de Musique de Genève com a professora Florence Sitruk.

Ganhou o primeiro prémio nos concursos: "GrandPrize Virtuoso International Competition" (Reino Unido), Prémio Jovem Solista dos Conservatórios Oficiais de Música, Prémio “Casa da Música”, Prémio Jovens Músicos, Concurso "Arpaplus" (Espanha), "Concours Français de la Harpe" (França), Concurso Português de Harpa e Concurso Interno do Conservatório de Música do Porto.

Fez vários recitais a solo, nomeadamente um recital na Casa da Música, concerto radiodifundido pela Antena 2, Recital de Abertura do 3º Encontro Ibérico de Harpas, e recitais em França, Suíça e Portugal.

Enquanto solista, já tocou com a Orquestra Gulbenkian, Orquestra Jovem dos Conservatórios Oficiais de Música e Orquestra SineNomine. Para além disso, colabora regularmente com diversas orquestras, entre elas: Orquestra dos Laureados do PJM, Orquestra de Guimarães, Orquestra de Santa Maria da Feira, Orquestra da Universidade do Minho, ARMAB. 

Cristiana Custódio

Cristiana Custódio na Academia da Filarmónica de Berlim

Autor: Da Capo
04 mai 2017
Última atualização: 19 ago 2017

Cristiana Custódio ganhou esta terça-feira, dia dois de maio, o lugar para a Academia Karajan da Orquestra Filarmónica de Berlim. Apenas dois dias depois de ter ganho o 2º Prémio no concurso de Trompa "International Horn Competition NHG", em Hilversum, na Holanda, a jovem trompista de 20 anos, distinguiu-se nas provas da Orchester-Akademie der Berliner Philharmoniker, conquistando assim a oportunidade de trabalhar e tocar naquela que é considerada uma das melhores orquestras do mundo.

"Era um sonho que eu tinha, desde que vim estudar para a Hanns Eisler, de ganhar uma Academia aqui em Berlim. Ganhar a Karajan sempre foi um sonho que não esperava realizar aos 20 anos e será uma oportunidade incrível tocar com a Filarmónica de Berlim e crescer enquanto trompista e pessoa. É gratificante ter a oportunidade de estudar com as duas maiores referências que tenho no mundo da trompa, a Marie-Luise Neunecker e o Stefan Dohr", afirma Cristiana.

https://www.berliner-philharmoniker.de/akademie/

Natural de Mosteirô, Santa Maria da Feira, Cristiana Custódio iniciou os seus estudos musicais aos quatro anos no Conservatório de Música de Fornos.

Participou em masterclasses com os professores Stefan Dohr, Szabolcs Zempléni, Vicente Zarzo, Jasper de Waal, Richard Watkins, Marie Luise Neunecker, Will Sanders, Ab Koster, Soren Hermansoon, Juan Manuel Goméz, Radovan Vlatkovic, entre outros…

Foi premiada no Concurso Internacional Terras de la Sallete com o 2º prémio em 2014, com o 1º prémio em 2015 e em 2016. No ano de 2014 obteve o 2º prémio no Prémio Jovens Músicos na categoria de trompa, nível médio. Em 2016, recebeu uma menção honrosa no “22nd Leos Janacek Internacional Competition” em Brno, República Checa.

No ano de 2015, concluiu o curso profissional de instrumentista de sopro na Escola Profissional de Música de Espinho, na classe do professor Nuno Costa. No mesmo ano, foi admitida na Hochschule für Musik “Hanns Eisler” Berlin, onde frequenta o curso de Bachelor-Performance na classe da professora Marie-Luise Neunecker. É desde 2016 artista da "Mozart Gesellschaft Dortmund" e bolseira da Deutschland Stipendium.

Cristiana Custódio

Cristiana Custódio laureada em concurso na Holanda

Autor: Da Capo
03 mai 2017
Última atualização: 19 ago 2017

Cristiana Custódio ganhou o 2º Prémio no concurso de Trompa International Horn Competition NHG, em Hilversum, na Holanda.

A final realizou-se no passado dia 30 de abril. Cristiana Custódio estuda atualmente na universidade Hanns Eisler, em Berlim.

Lia Melo

Lia Melo vence concurso na Grécia

Autor: Da Capo
02 mai 2017
Última atualização: 19 ago 2017

Lia Melo, Viola d'Arco, venceu o 1º Prémio no concurso "eMuse” Online Music Competition 2017, categoria D de solistas (15-17 anos), na Grécia. 

Com apenas 15 anos, Lia Melo, aluna da professora Alice Neves, continua a destacar-se, recebendo igualmente um "Special Prize" atribuído pelo júri do concurso. 

Com este prémio a aluna terá a oportunidade de se apresentar a solo no Byzantine Museum, em Atenas e no Niko Art Gallery, em Moscovo.
 

Ricardo Matosinhos

Obra de Ricardo Matosinhos vence concurso nos Estados Unidos

Autor: Da Capo
01 mai 2017
Última atualização: 19 ago 2017

A obra "B(h)orn t'win" de Ricardo Matosinhos, para Ensemble de Trompas, venceu o 1º Prémio no Concurso de Composição organizado pelo Twin Cities Horn Club, nos Estados Unidos da América.

Os outros compositores premiados foram Emma Gregan (Adelaide, Australia), Steve Juliani (Los Angeles, California), Tim Bradley (Minneapolis, Minnesota) e Spike Maiden Mueller (Wisconsin).

Herbert Winslow, 1º Trompa da Orquestra do Minnesota e diretor do Twin Cities Horn Club, confessa ter ficado "muito satisfeito com a qualidade dos trabalhos desta competição".  O objetivo do concurso é encorajar os compositores contemporâneos de todo o mundo a escrever para Trompa, mas acessível a todo o tipo de trompistas, de diferentes idades e níveis. 

As obras vencedoras vão ser tocadas pelos membros do Twin Cities Horn Club e gravadas num concerto marcado para o próximo dia 10 de setembro, na Igreja Metodista Unida Peaceful Grove, em Woodbury, Estados Unidos. 

A missão do Twin Cities Horn Club é "compartilhar, aprender, ensinar, criar, discutir e apreciar a arte de tocar Trompa, criando uma comunidade à volta da música. O clube tem atualmente 270 membros.

 

http://www.tchornclub.org/composition-competition-results

 

título da imagem

Kevin Cardoso laureado na Suiça


30 abr 2017
Última atualização: 19 ago 2017

O trompista Kevin Cardoso foi laureado com o 2º prémio na 39ª edição do Concurso Nacional de Execução Musical de Riddes, na Suiça. Kevin estuda na Haute École de Musique de Genève na classe de Bruno Schneider. Para mais informação consulte a página oficial do concurso. 

Portugueses na Orquestra de Jovens da União Europeia

Portugueses na Orquestra de Jovens da União Europeia

Autor: Da Capo
29 abr 2017
Última atualização: 19 ago 2017

Foram selecionados 16 jovens músicos portugueses para a Orquestra de Jovens da União Europeia, temporada de 2017.

Como membros efetivos foram escolhidos:

Carlos Leite (Trompete)

José Nunes Male (Viola)

Domingos Ribeiro (Contrabaixo)

Rui Rodrigues (Contrabaixo)

Sofia Silva Sousa (Viola)

Miguel Sobrinho (Viola)

Lia Yeranosyan (Violino)

 

Como reservas, estão destacados:

Diogo Andrade (Trombone)

Cristiana Custódio (Trompa)

Miguel Erlich (Viola)

Pedro Figueiredo (Contrabaixo)

João Miguel Silva (Oboé)

Nuno Osório (Contrabaixo)

Carolina Alves (Trompete)

José Trigo (Contrabaixo)

Catarina Koppitz (Violoncelo)


Fundada há mais de 30 anos com o objetivo de juntar os mais talentosos jovens instrumentistas da União Europeia, a OJUE (Orquestra de Jovens da União Europeia) oferece aos candidatos aprovados a oportunidade de trabalhar com professores especializados de instrumento e de tocar em todo o mundo com maestros e solistas de renome. Os cursos estão organizados num período de duas semanas de ensaios gerais e de naipes com professores de orquestras e conservatórios da Europa, seguido de uma digressão de cerca de 10 concertos. 

Portugal faz parte da Orquestra de Jovens da União Europeia desde 1986, sendo a Direção-Geral das Artes a organizar, anualmente, as audições em Portugal. Para esta temporada, as audições decorreram entre outubro e novembro de 2016 e contaram com a parceria do Teatro Nacional de São Carlos e da Casa da Música, que acolheram esta iniciativa. A participação portuguesa é suportada pela Direção-Geral das Artes/ Ministério da Cultura e pelo Instituto Camões/ Ministério dos Negócios Estrangeiros. 


 

título da imagem

Vitor Fernandes vence concurso na Belgica


24 abr 2017
Última atualização: 19 ago 2017

O jovem clarinetista Vitor Fernandes venceu o primeiro prémio no 4º concurso internacional para clarinete em Ghent, na Bélgica. Vitor apresentou-se na final a solo com a Brussels Philharmonic sob a direcção do maestro António Saiote.

Para mais informação consulte o site oficial do concurso 

título da imagem

Rafael Sousa laureado no Reino Unido


11 abr 2017
Última atualização: 19 ago 2017

O oboista Rafael Sousa foi laureado com o 2º prémio no concurso internacional Barbiroli, realizado na pequena ilha de Man, Isle of Man no Reino Unido. O primeiro prémio foi entregue ao francês Ilyes Boufadden e o terceiro prémio ao amerciano Andreas Oeste. 

 

CARLOS LEITE

Carlos Leite vence Prémio Lions

Autor: Da Capo
07 abr 2017
Última atualização: 19 ago 2017

Carlos Leite venceu o Grande Prémio Música Lions 2016/2017.

O concurso realizou-se no dia 1 de abril, no Auditório da ESML (Escola Superior de Música de Lisboa). Nesta edição, o instrumento escolhido foi o Trompete.

Luís M Santos

Luís Miguel Santos vence prémio Joaquim de Vasconcelos

Autor: Maria Fernandes
25 mar 2017
Última atualização: 19 ago 2017

Investigador do Centro de Estudos de Sociologia e Estética Musical (CESEM), Luís Miguel Santos venceu a primeira edição do Concurso "Joaquim de Vasconcelos" promovido pela Sociedade Portuguesa de Investigação em Música (SPIM), com o paper "Sobre a programação concertística da orquestra Sinfónica Portuguesa regida por Pedro Blanch (1911-1928)".

O prémio será entregue na abertura do Encontro Nacional de Investigação em Música (ENIM 2017), que se irá realizar em novembro na Universidade do Minho.


Luís Miguel Santos é doutorando em Ciências Musicais Históricas na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa (FCSH-NOVA), usufruindo de uma Bolsa de Doutoramento concedida pela Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT). A sua dissertação, orientada pelo Prof. Doutor Paulo Ferreira de Castro, debruça-se sobre a música sinfónica em Lisboa no período 1910-1933. 

Colabora regularmente com a Casa da Música do Porto, o Teatro Nacional de São Carlos e a Fundação Calouste Gulbenkian na redação de notas de programa.
 

Para saber mais sobre o prémio aqui

Alberto Araújo

Alberto Araújo selecionado para o World Youth Choir

Autor: Maria Fernandes
24 mar 2017
Última atualização: 19 ago 2017

Alberto Araújo foi o único português selecionado para o Summer Session 2017 do World Youth Choir que terá lugar entre 4 e 24 de julho de 2017, em Pécs, e com concertos na Sérvia, Bósnia Herzegovina, Eslovénia, Croácia e Hungria.  

 

Alberto Araújo, nasceu em Guimarães a 17 de fevereiro de 1996, fez os seus estudos na Academia de Música Valentim Moreira de Sá (AMVMS) em piano e formação musical. É licenciado em Direção Coral e Formação Musical na Escola Superior de Música de Lisboa (ESML), encontrando-se neste momento a completar o diploma em Advanced Choral Conducting, no Kodaly Institute of the Liszt Ferenc Academy of Music. Foi membro do Coro Ricercare, Coro Sacro (o qual também dirigiu), Coro de Azurém e o Uj Liszt Ferenc Kamarakorus.

 

Consultar a lista dos selecionados aqui

Simão Barreira

Simão Barreira na Orquestra da Ópera de Florença

Autor: Da Capo
23 mar 2017
Última atualização: 19 ago 2017

Simão Barreira ganhou ontem o lugar de Violoncelo Tutti na Orquestra da Opera de Florença (Firenze).

Natural de Braga, Simão Barreira, começou os seus estudos musicais no no Conservatório de Música Calouste Gulbenkian de Braga, aos seis anos de idade, na classe do professor Jorge Ribeiro. Venceu vários concursos regionais e nacionais. Estudou com Maria de Macedo, Gary Hoffman, Cristophe Coin, David Finckel, Ferenc Rados, Menahem Pressler, Gabor Takacs-Nagy.

Em 2008 ingressou na classe de Paulo Gaio Lima na Academia Nacional de Orquestra em Lisboa e, em Setembro de 2010, foi admitido na classe do Professor Daniel Grosgurin e depois na de a Ophelie Gaillard, na Haute École de Musique de Genève, onde está a terminar o seu mestrado.

 Listeners Choice Award da Violoncello Foundation

CD de Música Portuguesa vence Prémio da Violoncello Foundation

Autor: Da Capo
18 mar 2017
Última atualização: 19 ago 2017

O CD Portuguese Music for Cello and Orchestra vence o Prémio da Votação do Público - Listeners Choice Award, da Violoncello Foundation, Nova Iorque.

A votação pública mundial terminou esta quarta-feira, dia 15 de março, e  contou com a participação de um total de 64 países. 

Este disco da Naxos inclui obras de Luís de Freitas Branco, Luiz Costa, Fernando Lopes-Graça e Joly Braga Santos, com a interpretação de Bruno Borralhinho (violoncelo) e da Orquestra Gulbenkian, dirigida por Pedro Neves. 

http://www.violoncellofoundation.org/fifthlistenerschoiceaward.html

PRÉMIO AUTORES 2017

Eurico Carrapatoso vence Prémio Autores 2017

Autor: Da Capo
16 mar 2017
Última atualização: 19 ago 2017

A obra “Magnificat em talha dourada" de Eurico Carrapatoso venceu o Prémio Autores 2017, na categoria Melhor Trabalho de Música Erudita.

A cerimónia de entrega do Prémio Autores 2017, teve lugar no Grande Auditório do Centro Cultural de Belém,  ontem dia 15 de Março de 2017, com transmissão em direto pela RTP2.

 

título da imagem

CD de Música Portuguesa nomeado para Prémio da Violoncello Foundation

Autor: Da Capo
14 mar 2017
Última atualização: 19 ago 2017

Termina já esta quarta-feira, dia 15 de março, a votação do público para os Listeners Choice Award da Violoncello Foundation (Nova Iorque), para o qual CD Portuguese Music for Cello and Orchestra está nomeado. Este disco da Naxos tem obras de Luís de Freitas Branco, Luiz Costa, Fernando Lopes-Graça e Joly Braga Santos, com a interpretação de Bruno Borralhinho (violoncelo) e da Orquestra Gulbenkian, dirigida por Pedro Neves. 

A votação pode ser feita diretamente no site oficial da Violloncello Foundation:

http://www.violoncellofoundation.org/fifthlistenerschoiceaward.html

© Alexander Graeff

Digressão do compositor Jaime Reis

Autor: Da Capo
14 mar 2017
Última atualização: 19 ago 2017

O compositor Jaime Reis irá realizar uma digressão europeia durante o próximo mês de maio, com apresentações, workshops e concertos em Espanha, Itália, Mónaco e Portugal.

A digressão inicia-se em Portugal, mais precisamente em Aveiro, nos “Reencontros de Música Contemporânea”, organizados pelas associações Arte no Tempo e Atelier de Composição. O compositor estará presente nos dias 30 de abril e 1 de maio, onde serão interpretadas as suas peças “Calmodulin Synthesis”, para ensemble de percussão, e “Bartolomeu” para piano, coro infantil e electrónica, esta última em estreia absoluta.

O compositor irá também orientar um workshop de “Introdução à Música Electroacústica”, que é direcionado a um público jovem ou pouco familiarizado com este tipo de prática musical.

De 4 a 6 de maio estará no “Monaco Electroacoustique 2017”, encontro internacional onde estarão representantes de instituições como a Universidade de Harvard, Universidade de Montréal, Universidade de Paris VIII, Universidade de São Paulo, entre outras. Jaime Reis irá em representação da Escola Superior de Artes Aplicadas (ESART-IPCB), juntamente com alunos desta instituição, que irão igualmente apresentar o seu trabalho. Neste festival dar-se-á a estreia de uma nova peça electroacústica do compositor.

Nos dias 12 e 13 de Maio, estará em Barcelona para a estreia da sua peça “Inverso Sangue: Granito”, pelo ensemble "Barcelona Modern Project”.

Entre os dias 16 e 25 de Maio, será realizada uma digressão pelo coro francês "Soli Tutti”, dirigido por Denis Gautheyrie, que incluirá no seu programa a peça "Voces excipere”, de Jaime Reis, em estreia absoluta, dedicada à memória de Emmanuel Nunes. A digressão irá percorrer Espanha e Portugal, com realização de concertos em Madrid (16 e 17), Lisboa (23) e Castelo Branco (25), e prosseguirá com concertos em França.

A digressão terminará no dia 26 no Festival Música Viva, em Lisboa, com a performance da sua peça “Jeux de l’Espace”, que utiliza “sons” do espaço disponibilizados pela ESA e NASA e um altifalante ultra direccional experimental desenvolvido pelo engenheiro Joel Paulo (docente no ISEL).

Romeu Lourenço

Romeu Lourenço vence concurso em Londres

Autor: Da Capo
11 mar 2017
Última atualização: 19 ago 2017

Romeu Lourenço, de 15 anos, ganhou, em Guitarra, o London Grand Prize Virtuoso International Music Competition, um concurso destinado a todos os instrumentos, idades (com vários níveis) e nacionalidades.

O concerto de laureados, Award Ceremony's Concert, está agendado para o dia 4 de abril, na sala Elgar do Royal Albert Hall, em Londres. 

http://www.grandprizevirtuosointernationalmusiccompetition.com/

Inês Margaça

Inês Margaça vence concurso em Londres

Autor: Da Capo
11 mar 2017
Última atualização: 19 ago 2017

Inês Margaça, de 16 anos, ganhou, em Canto, o London Grand Prize Virtuoso International Music Competition, um concurso destinado a todos os instrumentos, idades (com vários níveis) e nacionalidades.

O concerto de laureados, Award Ceremony's Concert, está agendado para o dia 4 de abril, na sala Elgar do Royal Albert Hall, em Londres. 

http://www.grandprizevirtuosointernationalmusiccompetition.com/

Gustavo Vieira Rebelo

Gustavo Vieira Rebelo vence concurso em Londres

Autor: Da Capo
11 mar 2017
Última atualização: 19 ago 2017

Gustavo Vieira Rebelo, de 15 anos, ganhou, em Viola d'Arcoo London Grand Prize Virtuoso International Music Competition, um concurso destinado a todos os instrumentos, idades (com vários níveis) e nacionalidades.

O concerto de laureados, Award Ceremony's Concert, está agendado para o dia 4 de abril, na sala Elgar do Royal Albert Hall, em Londres. 

http://www.grandprizevirtuosointernationalmusiccompetition.com/

Inês Filipe

Bernardo Santos e Inês Filipe vencem concurso em Londres

Autor: Da Capo
11 mar 2017
Última atualização: 19 ago 2017

Bernando Santos, de 21 anos, e Inês Filipe, de 26 anos, ganharam o London Grand Prize Virtuoso International Music Competition, em Piano, um concurso destinado a todos os instrumentos, idades (com vários níveis) e nacionalidades.

O concerto de laureados, Award Ceremony's Concert, está agendado para o dia 4 de abril, na sala Elgar do Royal Albert Hall, em Londres. 

http://www.grandprizevirtuosointernationalmusiccompetition.com/

Catarina Rebelo

Catarina Rebelo vence concurso em Londres

Autor: Da Capo
10 mar 2017
Última atualização: 19 ago 2017

A harpista Catarina Rebelo venceu ontem o Grand Prize Virtuoso International Music Competition, em Londres, um concurso destinado a todos os instrumentos, idades (com vários níveis) e nacionalidades.

O concerto de laureados, Award Ceremony's Concert, está agendado para o dia 4 de abril, na sala Elgar do Royal Albert Hall, em Londres. 

http://www.grandprizevirtuosointernationalmusiccompetition.com/

Daniel Canas

Daniel Canas ganha lugar na Orquestra de Jalisco, México

Autor: Da Capo
09 mar 2017
Última atualização: 19 ago 2017

Daniel Canas ganhou, no sábado passado, a audição para o lugar de co-principal e 3º Trompa na Orquestra Filarmónica de Jalisco, no México. 

Nascido a 17 de Dezembro de 1994, em Oliveira do Bairro, Aveiro, Daniel Canas iniciou os seus estudos musicais na Escola de Música da Banda Filarmónica da Mamarrosa, prosseguindo mais tarde na Escola d’Artes da Bairrada.

Posteriormente, ingressou na Escola Profissional de Música de Espinho, na classe do prof. José Bernardo Silva. Foi laureado em vários concursos solo e de música de câmara nacionais.

Colaborou com várias orquestras como Orquestra Metropolitana de Lisboa, Orquestra Sinfónica do Porto-Casa da Música, Orquestra Filarmonia das Beiras, entre outras.

É licenciado pela ESMAE (Escola Superior de Música e Artes do Espectáculo - Porto), na classe dos professores Bohdan Sebestik, Hugo Carneiro, Hélder Vales e Abel Pereira.

Luís Sousa

Luís Sousa ganha lugar na Orquestra de Jalisco, México

Autor: Da Capo
07 mar 2017
Última atualização: 19 ago 2017

Luís Sousa ganhou, no sábado passado, a audição para o lugar de Trompa Principal na Orquestra Filarmónica de Jalisco, no México. Irá, assim, juntar-se aos outros portugueses que já integram esta orquestra: João Vilão (Trompete) e Sérgio Simões (Trombone).

Luís Sousa estudou na Escola de Música Nossa Senhora do Cabo, em Linda-a-Velha, e na Escola Superior de Música de Lisboa.

Integrou várias orquestras nacionais e internacionais, desempenhava atualmente a posição de Solista B na Orquestra Clássica da Madeira. 

João Martinho

João Martinho na Staatsoper de Hamburgo

Autor: Da Capo
01 mar 2017
Última atualização: 19 ago 2017

João Martinho venceu esta segunda-feira a audição para o lugar de Trombone Solo na Orquestra da Ópera de Hamburgo - Staatsoper Hamburg, na Alemanha. 

O jovem trombonista, natural das Taipas (Guimarães), estava há um ano na Academia da Orquestra Sinfónica de Düsseldorfer, na Alemanha. Em entrevista à Da Capo no passado mês outubro, afirmou que a sua prioridade era "trabalhar para conseguir lugar numa orquestra", objetivo agora alcançado.

Curiosamente, outro português, Filipe Alves, ocupou a mesma posição (Trombone Solo) na Ópera de Hamburgo, de 2012 até 2015, altura em que entrou para a Staatskapelle Berlin.

 

Carlos Ferreira

Carlos Ferreira na Orquestra de Monte-Carlo

Autor: Da Capo
21 fev 2017
Última atualização: 19 ago 2017

Carlos Ferreira venceu ontem a audição para o lugar de 2º Clarinete e Requinta da Orquestra Filarmónica de Monte-Carlo, no Mónaco.

O jovem clarinetista desempenha, desde o ano passado, as funções de academista da Orquestra do Concertgebouw, em Amesterdão. 

Natural do Porto, Carlos Ferreira iniciou os seus estudos musicais aos seis anos na Associação Recreativa e Musical de Vilela. Aos anos anos ingressou no Centro de Cultura Musical (CCM) na classe de José Ricardo Freitas, prosseguindo os estudos na Escola Profissional Artística do Vale do Ave (ARTAVE).

Foi laureado em város concursos nacionais e internacionais. Tocou a solo com a Orquestra Sinfónica da ESMAE e integrou a Orquestra Estúdio, em Guimarães. 

Após concluir a licenciatura na ESMAE, na classe de Nuno Pinto, estudou na Escuela Superior de Música Reina Sofía (Madrid), com os professores Michel Arrignon e Enrique Pérez Piquer.

Prémio Autores 2017

Nomeados para o Prémio Autores 2017

Autor: Da Capo
14 fev 2017
Última atualização: 19 ago 2017

Estão nomeados para MELHOR TRABALHO DE MÚSICA ERUDITA  do Prémio Autores 2017:

  • “Magnificat em talha dourada" de Eurico Carrapatoso
  • “Mares" de António Chagas Rosa
  • “Magma" de João Pedro Oliveira

 
A cerimónia de entrega do Prémio Autores 2017 tem lugar no CCB - Grande Auditório, no dia 15 de Março de 2017, com transmissão em direto na RTP2.

Vasco Dantas

Vasco Dantas Rocha vence Valletta International Piano Competition 2017

Autor: Maria Fernandes
12 fev 2017
Última atualização: 19 ago 2017

 

Vasco Dantas Rocha venceu o Valletta International Piano Competition 2017, em Malta.

Este concurso está inserido no Valletta International Piano Festival e tem como objetivo proporcionar a melhor experiência de aprendizagem, combinando um programa educativo intensivo com concertos apresentados por pianistas de topo. 

Vasco Dantas Rocha completou a Licenciatura em Música com “1ª classe & distinção” no London Royal College of Music, sob a orientação do professor russo Dmitri Alexeev e o professor sul-africano Niel Immelman. 

Terminou recentemente o Mestrado em Performance com nota máxima (1,0) sob a orientação do professor alemão Heribert Koch, na Universidade de Münster (Alemanha) onde foi aceite para uma pós-graduação "Konzertexamen".

 

Luís Tinoco

Concerto para violoncelo e orquestra de Luís Tinoco em estreia mundial

Autor: Maria Fernandes
12 fev 2017
Última atualização: 19 ago 2017

 

Juntamente com obras de Cherubini e Mendelssohn, a Orquestra Sinfónica Portuguesa (OSP), sob a direção de Pedro Neves, apresenta a nova obra de Luís Tinoco, Concerto para Violoncelo e Orquestra, com o solista Filipe Quaresma

A estreia mundial desta obra está marcada para dia 18 de fevereiro de 2017, no Teatro Municipal Joaquim Benite, com repetição no dia 19 de fevereiro de 2017, no Centro Cultural de Belém (CCB). 


"O Concerto para Violoncelo e Orquestra, uma encomenda do Teatro Nacional de São Carlos, reflete a clara preferência do compositor por instrumentos de registo médio-baixo, em geral, e pelo timbre e vocalidade do violoncelo, em particular. Esta “identificação” com o instrumento estende-se ao dedicatário do concerto, amigo e “cúmplice” de longos anos, Filipe Quaresma.

Obra de maturidade de Luís Tinoco, o Concerto para Violoncelo e Orquestra transmite-nos um lirismo e nostalgia na escrita do instrumento solista, a par com uma enorme exigência para com o mesmo, a qual contamina toda obra, mormente na orquestração, a qual, filtrada, procura o ambiente, mesmo que momentâneo, de música de câmara." in Nota de Imprensa TNSC.

 

TEMPORADA SINFÓNICA

Teatro Municipal Joaquim Benite
18 de fevereiro às 21h00


Centro Cultural de Belém
19 de fevereiro às 17h00

 

Luigi Cherubini, Abertura de L‘hôtellerie portugaise

Luís Tinoco, Concerto para violoncelo e orquestra (estreia mundial, encomenda TNSC 2016)

Felix Mendelssohn, Sinfonia n.º 3 em Lá menor, op. 56

 

Violoncelo Filipe Quaresma

Direção Musical Pedro Neves

ORQUESTRA SINFÓNICA PORTUGUESA

 

Bilhetes aqui

EUYO

Portugueses selecionados para a EUYO

Autor: Da Capo
10 fev 2017
Última atualização: 19 ago 2017

São já conhecidos, desde o início deste mês, os resultados das provas para a temporada de 2017 da EUYO (The European Union Youth Orchestra) - Orquestra de Jovens da União Europeia. 

Como membros efetivos, foram selecionados os portugueses: 

Carlos Leite (Trompete)

José Nunes Male (Viola)

Domingos Ribeiro (Contrabaixo)

Rui Rodrigues (Contrabaixo)

Sofia Silva Sousa (Viola)

Miguel Sobrinho (Viola)

Lia Yeranosyan (Violino)

 

Como reservas, foram destacados:

Diogo Andrade (Trombone)

Cristiana Custódio (Trompa)

Miguel Erlich (Viola)

Pedro Figueiredo (Contrabaixo)

João Miguel Silva (Oboé)

Nuno Osório (Contrabaixo)

Carolina Alves (Trompete)

José Trigo (Contrabaixo)

Catarina Koppitz (Violoncelo).


Fundada há mais de 30 anos com o objetivo de juntar os mais talentosos jovens instrumentistas da União Europeia, a EUYO oferece aos candidatos aprovados a oportunidade de trabalhar com professores especializados de instrumento e de tocar em todo o mundo com maestros e solistas de renome. Os cursos estão organizados num período de duas semanas de ensaios gerais e de naipes com professores de orquestras e conservatórios da Europa, seguido de uma digressão de cerca de 10 concertos. 

Portugal faz parte da Orquestra de Jovens da União Europeia desde 1986, sendo a Direção-Geral das Artes a organizar, anualmente, as audições em Portugal. Para esta temporada, as audições decorreram entre outubro e novembro de 2016 e contaram com a parceria  do Teatro Nacional de São Carlos e da Casa da Música, que acolheram esta iniciativa. A participação portuguesa é suportada pela Direção-Geral das Artes/ Ministério da Cultura e pelo Instituto Camões/ Ministério dos Negócios Estrangeiros. 

http://www.euyo.eu/about/players/2017-orchestra/

título da imagem

Joaquim Santos Simões laureado no Concurso Andrés Segovia

Autor: Da Capo
23 jan 2017
Última atualização: 19 ago 2017

Joaquim Santos Simões ganhou o Prémio Juventudes Musicais e o 3º Lugar no Concurso Internacional de Guitarra Clássica Andrés Segovia, em Granada, Espanha. O primeiro e segundo prémios foram atribuídos, respetivamente, a  Alí Arango (Cuba) e Mircea Stefan Gogoncea (Roménia). Os resultados foram anunciados no final da noite de sábado, dia 21 de janeiro. 

http://www.certamenandressegovia.com/

Joaquim Santos Simões nasceu em 1995, em Coimbra. Começou a estudar guitarra clássica aos 11 anos,  com Ricardo Abreu, na Academia de Musica de Espinho. Em 2013, terminou o 12º ano na área das Ciências e Tecnologias e foi admitido na Universidade Nova de Lisboa no curso de Economia. Na sua candidatura ao ensino superior de música, foi admitido na Universidade Mozarteum, em Salzburg (Áustria), na Universidade de Música e Dança em Colónia (Alemanha), mas escolheu a Universidade Robert Schumann, em Düsseldorf, onde estuda com Joaquín Clerch.

Foi premiado em vários concursos internacionais de Guitarra mas também de Composição! Estudou Composição com Nuno Peixoto de Pinho e Hubertus Dreyer. 

Flávia Valente

Flávia Valente na Orquestra de Roterdão

Autor: Da Capo
19 jan 2017
Última atualização: 19 ago 2017

Flávia Valente venceu, ontem, o concurso para o lugar de Flautim Solo e Flauta da Orquestra Filarmónica de Roterdão, na Holanda. 

A jovem flautista irá assumir a sua nova posição já no próximo mês de março, altura em que a Orquestra de Roterdão estará em digressão pela Europa: "Obviamente estou super feliz por poder integrar uma orquestra tão boa, em que são todos tão simpáticos, e ainda por cima no posto de piccolo solo, que é o que mais gosto de fazer em orquestra!"

 

Flavia Valente iniciou os seus estudos musicais em 2001. Licenciada pela Academia Nacional Superior de Orquestra na classe de Nuno Inácio, é atualmente aluna de Mestrado em Orquestra em Genebra como bolseira da Fundação Calouste Gulbenkian, estudando Flauta com Jacques Zoon, Piccolo com Jerica Pavli e Traverso com Serge Saitta.

Integrou várias orquestras portuguesas, como a Orquestra Clássica de Espinho e a Jovem Orquestra Portuguesa, tendo tocado a solo com ambas, e orquestras suíças como a Orchestre de Chambre de Genève e a Orchestre de la Suisse Romande. Atualmente é reforço em Piccolo da Orchestre de la Suisse Romande.

Raquel Camarinha

Raquel Camarinha nomeada para os prémios Les Victoires

Autor: Sandra Bastos
17 jan 2017
Última atualização: 19 ago 2017

A soprano portuguesa Raquel Camarinha está nomeada para a categoria Revelação Artista Lírica dos Prémios Les Victoires de la Musique Classique, organizados pela televisão FranceTV. Lea Desandre e Catherine Trottman, ambas mezzo-soprano, são as outras nomeadas. 

O vencedor é eleito pelo público, que pode votar em http://www.france3.fr/emissions/les-victoires-de-la-musique-classique até às 20h (hora francesa) do dia 31 de janeiro. Também escolhida pelo público é a Revelação Solista de Instrumento, que é disputada por Guillaume Bellom (piano), Adélaïde Ferrière (percussão e marimba) e Justin Taylor (cravo).

A 24ª edição dos Les Victoires de la Musique Classique está marcada para o dia 1 de Fevereiro de 2017, no Auditório da Casa da Rádio, em Paris, e é transmitida em direto pelo canal France 3. A cerimónia conta com a presença da Orquestra Filarmónica da Radio France, dirigida por Mikko Franck.

 Concurso de Composição da BSP

Alexandre Almeida vence Concurso de Composição da BSP

Autor: Da Capo
17 jan 2017
Última atualização: 19 ago 2017

Os resultdiaos do V Concurso Nacional de Composição Banda Sinfónica Portuguesa 2016 foram divulgados no passado domingo, dia 15 de janeiro.

1º Prémio: Sinfonieta Grotesca de Alexandre Almeida

2º Prémio: The Seven Dances of Demons de Alain Rosa

3º Prémio: Pálido palido lunar... de Edward d'Abreu

O júri foi constituído por Daniel Martinho (compositor convidado nesta edição), Luís Carvalho (maestro e compositor) e Francisco Ferreira (maestro e diretor artístico da BSP).

Lia Melo

Lia Melo vence concurso em Nova Iorque

Autor: Da Capo
08 jan 2017
Última atualização: 19 ago 2017

A jovem violetista Lia Melo, de apenas 15 anos, venceu o "Golden Classical Music Awards" International Competition, em Nova Iorque.

Com este prémio a aluna do Conservatório de Música de Vila Real, onde estuda na classe da professora Alice Neves, foi selecionada para se apresentar como solista em Nova Iorque, no prestigiado Weill Recital Hall.

 

Joaquim Rocha

Joaquim Rocha na Orquestra Sinfónica Portuguesa

Autor: Da Capo
26 dez 2016
Última atualização: 19 ago 2017

Joaquim Rocha venceu, no passado dia 12 de dezembro, a Audição para Trombone Baixo - Solista A da Orquestra Sinfónica Portuguesa. Irá juntar-se, assim, aos trombonistas Hugo Assunção, Jarret Butler e
Vítor Faria.

Ainda este ano, Joaquim Rocha tinha vencido o Concurso da International Trombone Association,  Nova Iorque - Estados Unidos, na categoria GEORGE ROBERTS (menores de 20 anos). O jovem trombonista tem apenas 19 anos, estando atualmente a estudar na ESMAE, depois de passar pela Academia de Música de Castelo de Paiva. 

Adriana Ferreira

Adriana Ferreira volta para a Orquestra Nacional de França

Autor: Sandra Bastos
19 dez 2016
Última atualização: 19 ago 2017

Solista da Orquestra Nacional de França desde 2012, Adriana Ferreira começou em fevereiro deste ano uma nova aventura como chefe de naipe (Flauta Solo) na Orquestra Filarmónica de Rotterdam, na Holanda. Quase um ano após o período de experiência, que termina no final de janeiro, a flautista portuguesa já decidiu que quer voltar a Paris, apesar da orquestra holandesa querer que ela ficasse em Roterdão.

"A experiência foi óptima, uma excelente orquestra, muito internacional, um maestro absolutamente excepcional. Foi muito gratificante ter realizado várias tournées em salas muito importantes, com um repertório tão variado e abrangente. Foi um ano de muita aprendizagem e de grande desenvolvimento profissional", afirma Adriana Ferreira.

O motivo que a leva a optar pela Orquestra Nacional de França está relacionado com o facto de ter um horário mais flexível, que lhe permite desenvolver outros projetos fora da orquestra.

 

José Trigo

José Trigo vence concurso na Rússia

Autor: Da Capo
14 dez 2016
Última atualização: 19 ago 2017

José Trigo, Contrabaixo, venceu o Concurso internacional Sergey Koussevitzky - VI International Koussevitzky Double Bass Competition.  O jovem contrabaixista recebeu também um Prémio Especial - Convite para o Concurso Jeff Bradetich, no Texas, Estados Unidos, em setembro de 2017.

 

A final decorreu no passado dia 11 de dezembro, em São Petersburgo, na Rússia.

Orquestra e Coro Gulbenkian

Orquestra e Coro Gulbenkian em Barcelona

Autor: Maria Fernandes
11 dez 2016
Última atualização: 19 ago 2017

Nos dias 12 e 13 de dezembro de 2016, a Orquestra e o Coro Gulbenkian, sob a direção de Victor Pablo Pérez, atuarão no Palau de la Musica, em Barcelona.

 
Estes espetáculos inserem-se nos Concertos Participativos criados pela obra Social 'La Caixa' de Espanha, apresentando sempre a mesma obra, o Messias de Händel


Como solistas terão Elisabeth Watts, Marta Infante, Emiliano Gonzalez Toro e José Antonio López. 
 

Fonte. 
 

título da imagem

Novos membros da Orquestra Metropolitana de Lisboa - Cordas

Autor: Da Capo
10 dez 2016
Última atualização: 19 ago 2017

Resultados Provas Orquestra Metropolitana de Lisboa, instrumentos de corda. 

Depois da audição realizada no dia 6 de Dezembro, os novos membros da Orquestra Metropolitana de Lisboa - cordas são: Assistente de concertino - José Pereira, Violino tutti - Joana Dias, Violino tutti - Romeu Madeira e Tamila Kharambura (vão dividir um período de experiência)

Para mais informação consulte o site oficial da Metropolitana

 

título da imagem

Novos membros da Orquestra Metropolitana de Lisboa - Sopros

Autor: Da Capo
09 dez 2016
Última atualização: 19 ago 2017

Resultados Provas Orquestra Metropolitana de Lisboa, instrumentos de sopro. 

No dia 7 de Dezembro, a Orquestra Metropolitana de Lisboa realizou audições para novos membros (oboé, fagote e trompa), os vencedores foram a fagotista Lurdes Carneiro e o oboísta Joel Vaz. O lugar para trompa não foi atribuido. 

Para mais informação consulte o site oficial da Metropolitana

 Lia Rafaela de Marcos e Melo

Portugueses premiados em Espanha

Autor: Da Capo
05 dez 2016
Última atualização: 19 ago 2017

A jovem violetista Lia Rafaela de Marcos e Melo, de apenas 15 anos, obteve o 1° Prémio no 5° Concurso de Violino, Viola e Violoncelo Cidade de Vigo 2016, na categoria de viola d'arco grupo B. Com este prémio a aluna terá a oportunidade de se apresentar a solo com a Orquestra do Conservatório Superior de Música de Vigo na abertura do próximo concurso.

Maria Reis Sá, de 11 anos, conquistou igualmente o 1° Prémio na categoria de violino - grupo A, e a sua irmã Rita Reis Sá obteve o 2° prémio na categoria de violoncelo também do grupo A. João Tomás Faria obteve uma menção honrosa na categoria de viola do grupo C.

As finais realizaram-se ontem, dia 4 de dezembro. 

 

Filipe Pires

Homenagem a Filipe Pires

Autor: Da Capo
29 nov 2016
Última atualização: 19 ago 2017

Salão Nobre do Conservatório Nacional

Concerto | 2 de Dezembro de 2016 | 19h30

Um concerto preenchido com obras do compositor Filipe Pires vai ser apresentado na próxima sexta-feira no Conservatório Nacional. Com organização do Grupo de Música Contemporânea de Lisboa (GMCL), podemos ouvir o ciclo completo para ensemble - Monólogos, Diálogos, Octólogos e Prólogos (sendo duas destas obras dedicadas ao GMCL); também Monocromie, a primeira peça do compositor tocada pelo GMCL, no seu primeiro concerto na F C Gulbenkian.

O concerto contará ainda com a participação de alunos do Curso Profissional da EMCN, ao abrigo do protocolo pedagógico estabelecido entre as duas instituições.

No final do concerto haverá uma conversa com Pedro Junqueira Maia sobre Filipe Pires, sendo servido um Porto de honra.

Vasco Dantas galardoado pela Princesa de Marrocos

Vasco Dantas galardoado pela Princesa de Marrocos

Autor: Da Capo
29 nov 2016
Última atualização: 19 ago 2017

O pianista Vasco Dantas foi laureado com o "Prémio Especial" no Concurso Internacional de Piano, SAR Princesa Lalla Meryem, no Teatro Mohamed V em Rabat, Marrocos. O prémio foi atribuído pelo Goethe-Institut, no dia 24 de novembro de 2016.

 

Ricardo Pereira vence concurso em Itália

Ricardo Pereira vence concurso em Itália

Autor: Da Capo
28 nov 2016
Última atualização: 19 ago 2017

O trombonista português Ricardo Pereira venceu o 16th Chieri International Competition 2016, em Itália.

O concurso realizou-se na cidade de Chieri, entre os dias 20 e 27 de novembro. Este ano estiveram em competição os instrumentos Flauta, Fagote, Trompete e Trombone.

Ler entrevista de Ricardo Pereira à Da Capo, em 2014.

título da imagem

Marco Rodrigues vence audição em Zurique

Autor: Da Capo
25 nov 2016
Última atualização: 19 ago 2017

O trombonista Português Marco Rodrigues, de apenas dezoito anos de idade, venceu hoje a audição para (2º e 3º trombone) na Orquestra da Tonhalle em Zurique. Actualmente a estudar na Univerdsidade das Artes da mesma cidade, Marco foi também o vencedor do Prémio Jovens Músicos este ano. Pode ler a entrevista que Marco deu à Da Capo no âmbito do Prémio Jovens Músicos 2016.

Ler entrevista

 

 

Masterclass de  Pedro Silva na Alemanha

Masterclass de Pedro Silva na Alemanha

Autor: Da Capo
22 nov 2016
Última atualização: 19 ago 2017

O fagotista e professor Pedro Silva foi convidado a orientar uma masterclass, na Hochschule für Musik Karlsruhe, na Alemanha. entre os dias 22 e 24 de novembro. 

http://www.hfm-karlsruhe.de/hfm/01-veranstaltungen/04-meisterklassen.htm

Foto Alberte Peiteavel

Portugueses na Orquestra Jovem da Galiza

Autor: Da Capo
18 nov 2016
Última atualização: 19 ago 2017

Portugueses admitidos na ORQUESTRA JOVEN DE LA SINFONICA DE GALICIA 2016-2017

Violino - Afonso Amaral (Efetivo)

Clarinete- Joel Cardoso (Reserva)

Trompa - Jaime Resende (Efetivo) Ricardo Costa (Reserva) Carlos Eduardo (Reserva) Nuno Nogueira (Reserva)

Trombone Baixo - Miguel Barros (Reserva) e Luciano Novo (Reserva)

Percussão - José Afonso Sousa (Reserva)

 

Henrique Costa

Henrique Costa vence Concurso em Itália

Autor: Sandra Bastos
14 nov 2016
Última atualização: 19 ago 2017

O tubista Henrique Costa venceu o Concorso Internazionale "Città di Porcia", em Itália, no passado sábado, dia 12 de novembro.  O 2º Prémio foi atribuído a Jean Xhonneux, da Bélgica e o 3º ao francês Florian Schuegraf. O músico português foi também galardoado com o Prémio do Público. 

Natural de Alcochete, Henrique Costa tem sido laureado em vários concursos internacionais. Atualmente estuda na Universidade das Artes de Zurique, na Suíça. 

Exposição de Fagotes Moosmann

Exposição de Fagotes Moosmann

Autor: Da Capo
10 nov 2016
Última atualização: 19 ago 2017

12 e 13 de novembro no Hotel da Música, no Porto. 

Ao longo de trinta anos Bernd Moosmann tem vindo a desenvolver instrumentos de alta qualidade. É um fabricante de fagotes que alia a tradição com a tecnologia moderna nos seus instrumentos. Para além da qualidade técnica baseada no trabalho artesanal, o uso e desenvolvimento de materiais inovadores tornam os fagotes Moosmann particularmente reconhecidos.

Entrada livre!

Organização: Ritmos e Minúcias

Tânia Trigo

Violetistas portuguesas laureadas em Concurso Internacional em Londres

Autor: Sandra Bastos
09 nov 2016
Última atualização: 19 ago 2017

As violetistas Tânia Fernandes Trigo e Lia Rafaela de Marcos e Melo foram laureadas com o 2.° Prémio, no concurso Grand Prize Virtuoso International Competition, em Londres.

Tânia Fernandes Trigo, aluna da Escola Superior de Artes Aplicadas do IPCB na classe de viola d´arco da professora Joana Pereira, foi premiada com o 2.º prémio na categoria sénior do concurso internacional Grand Prize Virtuoso International Competition, em Londres.

Lia Rafaela de Marcos e Melo, de 15 anos, aluna da classe de viola d'arco da professora Alice Neves do Conservatório Regional de Música de Vila Real - CRMVR, foi laureada com o 2.° prémio, na categoria intermédia, do mesmo concurso.

Com este prémio, as alunas terão a oportunidade de se apresentarem a solo na cerimónia de premiação, que decorre em dezembro no Royal Albert Hall, em Londres.

http://www.grandprizevirtuosointernationalmusiccompetition.com/previous-winners/
 

Vasco Dantas solista na Alemanha

Vasco Dantas solista na Alemanha

Autor: Sandra Bastos
09 nov 2016
Última atualização: 19 ago 2017

O pianista português Vasco Dantas vai ser o solista do Concerto no.2 para Piano e Orquestra de Sergei Rachmaninoff, com a "Junges Sinfonie Orchester Aachen", sob a direção do maestro Peter Sauerwein.

O concerto irá decorrer no próximo domingo, 13 de Novembro às 18h00, No Eurogress Aachen, na Alemanha.

 

título da imagem

Rui Lopes apresenta-se a solo na Philharmonie de Luxembourg

Autor: Da Capo
02 nov 2016
Última atualização: 19 ago 2017

O fagotista Rui Lopes, apresenta-se a solo no próximo dia 13 de Novembro às 17:00 horas, na Philharmonie de Luxembourg. Tocará o concerto de W.A.Mozart para fagote e orquestra, acompanhado pela Orquestra de Câmara do Luxemburgo sob a direcção do maestro David Reiland. 

Para mais informação consulte o site oficial da Philharmonie.

Ler entrevista Da Capo com Rui Lopes e o seu disco Through Time.

 

 

Orquestra Gulbenkian

Orquestra Gulbenkian no Brasil

Autor: Maria Fernandes
24 out 2016
Última atualização: 19 ago 2017

A digressão acontecerá entre 4 e 11 de novembro de 2016, nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro. A Orquestra Gulbenkian estará sob a batuta de Lawrence Foster, contando com um solista convidado, o violoncelista brasileiro Antonio Meneses

Entre as obras interpretadas temos: Deux Portraits Imaginaires, de Pedro Amaral; o Concerto para Violoncelo e Orquestra nº1, de Dmitri Chostakovitch; Concerto para Violoncelo e Orquestra de Édouard Lalo; a Sinfonia nº3 de Mendelssohn, entre outras. 

Este foi um convite da Sociedade de Cultura Artística, instituição privada sem fins lucrativos sediada em São Paulo, e da Dell’Arte Soluções Culturais Ltda, sediada no Rio de Janeiro. 

Ana Telles

Imersões Electroacústicas Festival DME-ZKM na Casa da Música

Autor: Sofia Teixeira
23 out 2016
Última atualização: 19 ago 2017

À semelhança de outras importantes colaborações feitas ao longo dos seus 13 anos de actividade, o Festival DME torna a marcar presença na divulgação e enriquecimento do panorama da música electroacústica nacional. Sobre direcção artística de Jaime Reis, este festival itinerante iniciado na Polónia em 2003 promove várias edições ao longo do ano, contando já com 31 edições que decorreram em Seia, local onde se desenvolve a maior parte das actividades, e 50 edições entre todas as que decorreram desde o primeiro festival, em locais como o Brasil (São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, entre outros) ou a Ásia (Coreia, China, Japão e Filipinas).

Será no dia 30 de Outubro, pelas 18h00 na Sala 2 da Casa da Música no Porto que o Festival Dias de Música Electroacústica se apresentará em parceria com o ZKM (Zentrum für Kunst und Medientechnologie Karlsruhe) num concerto dedicado a Ludger Brümmer, director musical deste importante centro artístico e tecnológico centro-europeu. Para este concerto, Ludger Brümmer apresenta-se com um programa musical e tecnológico interamente de sua autoria e concepção: Klangdom é o nome atribuído a este sistema de espacialização semiesférico inovador que permite uma percepção única do som no espaço, criando um ambiente imersivo entre os vários componentes deste espectáculo, onde música, arte digital e vídeo são integrados e integrantes numa dinâmica que se pretende singular e irrepetível, recorrendo à geração em tempo real dos vários intervenientes.

É de salientar igualmente a participação da pianista portuguesa Ana Telles, cujo trabalho dedicado à interpretação, divulgação e ensino da música erudita contemporânea em Portugal é amplamente conhecido e respeitado internacionalmente. Será mais uma de várias importantes colaborações entre o agrupamento residente deste festival (Ensemble DME – Collegium Musicum Electroacústico) e os parceiros artísticos internacionais que tanto têm revigorado e reinventado os horizontes musicais do nosso país. Neste concerto, Ana Telles estreará uma nova versão de uma peça para piano, vídeo e electrónica de Ludger Brümmer.

 

LUDGER BRÜMMER, nasceu em Werne, Alemanha, é Mestre em Psicologia/Sociologia pela Universidade de Dortmund. Estudou Composição com Nicolaus A. Huber e Dirk Reith na Folkwang Hochschule Essen. Colaborou com a coreógrafa Susanne Linke e o Teatro Nederlands Dans para "Ruhrort”, com o seu trabalho "Riti Contour”, para orquestra. Conta com performances internacionais no GRM, Paris, no ICMC em San Jose, Tóquio, Banff, Thessaloniki. É Bolseiro no CCRMA Universidade de Stanford, professor assistente na Folkwang Hochschule, TU Berlin, Escola de Design Karlsruhe, bolseiro de investigação na Universidade de Kingston e professor de composição no Sonic Arts Research Centre Belfast. Desde 2003 é director do Instituto de Música e Acústica no ZKM | Karlsruhe e professor convidado na Escola de Design. Membro da "Academia das Artes" Berlim.

 

ANA TELLES estudou com Yvonne Loriod-Messiaen, Sara Buechner e Nina Svetlanova. Obteve os graus de Bachelor of Arts (Manhattan School of Music) e de Master of Musical Arts (New York University) em Piano Performance. Doutorou-se com a classificação máxima em História da Música e Musicologia na Universidade de Paris IV - Sorbonne em co-tutela com a Universidade de Évora, com a tese “Luís de Freitas Branco (1890-1955): parcours biographique et esthétique à travers l’œuvre pour piano”, orientada por Danièle Pistone e Rui Nery. Mantém intensa actividade de concertista; é Professora Auxiliar da Universidade de Évora.

 

Para programação/bilheteira, aceda ao site da Casa da Música aqui. 

Domingos Ribeiro

Domingos Ribeiro na Academia da Orquestra da Rádio Baviera

Autor: Sandra Bastos
18 out 2016
Última atualização: 19 ago 2017

Domingos Ribeiro foi admitido na Academia da Orquesta Sinfónica da Rádio da Baviera (Symphonieorchester des Bayerischen Rundfunks), em Munique, Alemanha. O jovem contrabaixista português irá começar no próximo mês de janeiro e ficará na Academia durante dois anos, onde terá aulas com os músicos da orquestra, Música de Câmara com os colegas academistas, mental training, entre outras experiências formativas. Terá também a oportunidade de integrar a orquestra em inúmeros programas. 

Nascido em Macau em 1992, Domingos Ribeiro iniciou os seus estudos musicais no Conservatório de Música Calouste Gulbenkian de Braga, Terminou, em 2010, o 8º grau do seu instrumento com 19 valores. Participou em vários estágios de orquestra de jovens, como OJ.com, no Estágio de Verão da Orquestra Metropolitana de Lisboa Júnior (como músico convidado), no Estágio Internacional de Orquestra e Direcção de Orquestra como Contrabaixista da Orquestra como aluno de direcção, com o maestro Jean-Sébastien Béreau. Participou também na 1ª edição do Estágio Gulbenkian para Orquestra, em Aveiro. Faz parte da Orquestra de Jovens do Mediterrâneo desde 2014 e da European Union Youth Orchestra desde 2016. Está na lista de reforços da Gustav Mahler Jugendorchester.

Foi membro da Orquestra de Câmara de Braga tendo, ao serviço desta, participado numa digressão pela Venezuela organizada pela embaixada portuguesa nesse país. Integrou, como chefe de naipe, a Orquestra Sinfónica Juvenil e participou também na University of Gothenburg Symphony Orchestra. Foi reforço na Orquestra do Norte, Sinfonietta de Ponta Delgada.

Ganhou, em 2014, o lugar de primeiro reforço convidado na Orquestra Sinfónica do Porto – Casa da Música e em 2016 um lugar na lista de reforços da Orquesta Nacional de España.

É atualmente reforço frequente da Orquestra Gulbenkian, na Orquestra Metropolitana de Lisboa, na Orquestra Sinfónica do Porto – Casa da Música e na Orquesta Nacional de España. É também membro da Orquestra XXI.

Como solista, fez recitais em Lisboa e actuou a solo com a Orquestra Sinfónica da Escola Superior de Música de Lisboa e com a Camerata Gareguin Arantounian. Venceu o 1º prémio na primeira edição do Concurso Vasco Barbosa, em 2015, tendo-se apresentado a solo no Centro Cultural de Belém com a Camerata Atlântica e gravado para a Antena 2. Participou na Convenção Internacional de Contrabaixistas em Copenhaga, em 2012, actuando no evento "Battle of Copenhague" e na Convenção em Praga, 2016, estando em contacto com inúmeros contrabaixistas mundialmente conhecidos.

Licenciou-se, com 19 valores, na Escola Superior de Música de Lisboa, na classe do professor Manuel Rêgo. Nessa mesma instituição, concluiu o primeiro ano do Mestrado em Ensino da Música. Estuda actualmente na Escuela Superior de Musica Reina Sofia, em Madrid, com os professores Duncan McTier e Antonio García Araque. É bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian e da Fundación Albeniz. 

Orquestra Sinfónica Juvenil de Zurique

Orquestra Sinfónica Juvenil de Zurique em Portugal

Autor: DA CAPO
14 out 2016
Última atualização: 19 ago 2017

A Orquestra Sinfónica Juvenil de Zurique (Jugend Sinfoniorchester Zürich) está em Portugal. A primeira digressão dos jovens helvéticos começa hoje, dia 14 de outubro, às 16h00 no Palácio da Ajuda. Seguem-se concertos em Elvas, Porto e Coimbra. Nos concertos de Lisboa e Elvas a orquestra é dirigida pelo maestro Luís Machado, e nos outros dois por David Bruchez. O concerto na Casa da Música conta ainda com a participação da Orquestra Sinfónica ARTAVE, do trombonista português Marco Rodrigues.

O programa inclui algumas das obras mais conhecidas do reportório para orquestra como a abertura da "Flauta Mágica" de Mozart, o "Concerto para violino" de Mendelssohn, e "Romeu e Julieta" de Tchaikovsky.

 

Concertos

14 de Outubro | 16:00 | Palácio da Ajuda

15 de Outubro | 21:30 | Cine-Teatro de Elvas

16 de Outubro | 17:00 | Aula Magna, Univ. de Lisboa

20 de Outubro | 21:00 | Casa da Música

21 de Outubro | 19:30 | Conservatório Música Coimbra

Os concertos agendados para os dias 16, 20 e 21 têm o preço único de cinco euros e a receita reverte para a construção da Casa do Porto da Acreditar – Associação de Pais e Amigos de Crianças com Cancro.

A Orquestra Sinfónica Juvenil de Zurique foi fundada em 1987 no Conservatório de Música de Zurique e tem cerca de 70 jovens músicos, com idades entre os 14 e os 24 anos, que todos os anos prestam provas de forma a assegurar o elevado nível artístico da orquestra. Tem realizado digressões internacionais nos Estados Unidos da América, Espanha, Grécia, França, Inglaterra, Argentina, Taiwan, Coreia do Sul, Alemanha, apresentando-se este ano, e pela primeira vez, em Portugal.

 

Fonte: Jornal HardMusica

Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música

Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música em Madrid

Autor: DA CAPO
14 out 2016
Última atualização: 19 ago 2017

A Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música vai estar este Sábado, 15 de Outubro, no Auditorio Nacional de Música de Madrid, juntamente com o "Coro de la Comunidad de Madrid" e o "Coro Joven de la Comunidad de Madrid". 

Este concerto será dirigido pelo maestro residente Baldur Brönnimann e serão interpretadas obras de Ângela da Ponte, Luís de Freitas Branco, Claude Debussy, Pierre Boulez e Maurice Ravel.

Congresso Internacional de Viola de Arco

Portugueses no Congresso Internacional de Viola d Arco

Autor: Sandra Bastos
07 out 2016
Última atualização: 19 ago 2017

A Associação Portuguesa de Viola d'Arco (APVdA) está a participar ativamente no 43° Congresso Internacional da Viola d'Arco, em Cremona, Itália, de 4 a 8 de Outubro. Os Ensembles de Violas da ESMAE e da APVdA vão tocar músicas de Handel, Luís Carvalho, Sérgio Azevedo, Jean-Loup Lecomte, Eurico Carrapatoso, Fernando Lapa, Telmo Marques e Carlos Azevedo.

O Congresso Internacional de Viola tem como tema "Conectar Culturas e Gerações" e inclui conferências, masterclasses, palestra e um festival de concertos com solistas como Ettore Causa, Alfonso Ghedin, Michael Kugel, Dana Zemtsov e Tabea Zimmermann. Estão reunidos em Cremona cerca de 400 violetista de todo o mundo: Austrália, Áustria, Brasil, Canadá, Finlândia, Alemanha, Grã-Bretanha, Holanda, Itália, Polónia, Portugal, Suíça, Tailândia, Estados Unidos da América. Entre as orquestras representadas está a Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música.

Artur Pereira

Artur Pereira lança álbum de estreia

Autor: Da Capo
03 out 2016
Última atualização: 19 ago 2017

Artur Pereira, pianista, lançou no passado dia 1 de outubro de 2016, Dia Mundial da Música, na Catedral de Manchester, Reino Unido, o seu primeiro álbum "Beethoven: Piano Sonatas".

Artur Pereira, natural de Lamego, começou os seus estudos de piano aos 7 anos. Frequentou o Conservatório de Música do Porto e a Escola Superior de Música do Porto. Terminou a licenciatura na Universidade de Stellenbosch, África do Sul. Na Universidade de Manchester realizou o Mestrado e o doutoramento com Barry Cooper, especialista em Beethoven.

 

Fonte

 


 

Vasco Dantas

Vasco Dantas rádio alemã MDR Klassik

Autor: Sandra Bastos
01 out 2016
Última atualização: 19 ago 2017

Vasco Dantas apresenta o seu segundo disco "Golden Liszt", transmitido na íntegra pela rádio alemã "MDR Klassik", de Leipzig.

Ouvir

título da imagem

José Valente vence concurso em Italia

José Valente é o vencedor do PIF International Accordion Prize em Castelfidardo, Itália. Em Portugal foi vencedor do Prémio Jovens Músicos e do Concurso do Estoril. Para mais informação consulte o site oficial do concurso.

Conheça mais sobre José Valente na entrevista Da Capo. 

© Katharina Kühl

Luzia Vieira vence Concurso Orchestral Bass 2016

Luzia Vieira venceu o 1º Prémio no Concurso Classical Orchestral Competition, que decorreu ontem, dia 19 de setembro, na Academia de Artes Performativas da Faculdade de Música e Dança de Praga, na República Checa. O concurso é organizado pelo Congresso Europeu de Contrabaixo, que este ano se realiza em Praga, entre os dias 20 e 25 de setembro.

Com o 1º Prémio, a contrabaixista portuguesa recebe 1000 euros e um estágio de duas semanas numa conceituada orquestra europeia.   

Luzia Vieira iniciou os seus estudos musicais aos nove anos na Escola de Música do Clube Cultural e Desportivo de Veiros com o Prof. Arménio Pinto na qual aprendeu baixo eléctrico. Aos 12 anos entrou no Conservatório de Música Calouste Gulbenkian de Aveiro na classe de Contrabaixo do Prof. Sérgio Barbosa. Concluiu a Licenciatura em Música e Mestrado em Ensino da Música na Escola Superior de Música de Lisboa na classe de Contrabaixo do Prof. Manuel Rêgo.

Frequentou masterclasses com Catalin Rotaru, Bozo Paradzik, Petru Iuga, Ekkehard Beringuer, Stephan Petzold, Thierry Barbé, DaXun Zhang, Szymon Marciniak, Maggie Urquhart, Silvio de la Torre, Iouri Aksenov, Christophe Béreau, Wolfgang Guttler e David Murray e no âmbito do Jazz com Bernardo Moreira, Alberto Jorge, Hugo Antunes e Demian Cabaud. Teve aulas particulares com contrabaixistas como Thomas Martin, Rinat Ibragimov, Esko Laine, Ekkehard Beringuer, Marc Ramirez, Thierry Barbé e Adriano Aguiar.

Colaborou com diversas orquestras tais como, Orquestra Gulbenkian, Orquestra Metropolitana de Lisboa, Hamburger Sinfonietta, Neubrandenburger Philharmonie, Sinfonietta Lübeck, Ensemble International Béziers Musiké, Junge Norddeutshe Philharmonie, entre outras. Neste âmbito trabalhou com maestros como Esa-Pekka Salonen, Cristoph Eschenbach, Andris Poga, Thomas Hengelbrock, Rafael Payare, Aziz Shokhakimov, Simone Young, Lawrence Foster, Jean-Bernard Pommier, Paul McCreesh, Jean Sebastian Berreau, Rolf Beck, Susanna Mälkki, Pedro Carneiro, Eun Sun Kim, David Afkham, Bertrand de Billy, Lionel Bringuier, Philipe Herreweghe, Howard Shelley, Joana Carneiro, Ernest Schelle, Martin Andre, Mickael Zilm, entre outros.

Lecionou Contrabaixo no Conservatório Regional Silva Marques em Alhandra e no Orfeão de Leiria de 2012 a 2014. Foi bolseira da Fundação Gulbenkian de 2014 a 2016. Participou na Summer Tour da Orquestra de Jovens do Mediterrâneo em 2012 e da Orquestra de Jovens da União Europeia em 2015 e 2016. Participou, também, no Estágio Gulbenkian para Orquestra em 2014 como chefe de naipe.

Atualmente frequenta o Mestrado em Música na Hochschule für Musik und Theater Hamburg na classe do Prof. Michael Rieber. É, também, Academista da NDR Elbphilharmonie Hamburg desde Setembro de 2015.

Pinho Vargas

Estreia mundial do Concerto para Viola e Orquestra de António Pinho Vargas

O Festival Cantabile, organizado pelo Goethe Institut com a parceria da Fundação Gulbenkian, presenteou o seu público, na passada quinta-feira (15 de setembro de 2016), nas Ruínas da Igreja do Carmo (Lisboa), com a estreia mundial do Concerto para Viola e Orquestra do compositor português, António Pinho Vargas. Este Concerto foi uma encomenda da violetista Diemut Poppen, diretora artística deste festival e solista nesta obra. 


Segundo Cristina Fernandes, crítica do Público, esta será uma obra com fortes possibilidades de entrar no repertório dos violetistas, devido à "forma como tira partido dos múltiplos recursos expressivos e de colorido tímbrico do instrumento."


Este programa contou ainda com outras obras e solistas, nomeadamente, a violinista Christel Lee, a trompetista Laura Vukobratovic e a contralto Gerhild Romberger, que interpretaram obras de Telemann, Toru Takemitsu, J. S. Bach e Händel, sob a direção de Jan Wierzba e a Orquestra Gulbenkian.

O Festival Cantabile continua nos dias 17, 18 e 20 de setembro, no Museu do Dinheiro, no Palácio de Queluz e na Fundação Gulbenkian, respetivamente.

 

Fonte: Público

José Afonso Sousa

José Afonso Sousa laureado na Grécia

O percussionista português José Afonso Sousa foi laureado com o 2º Prémio no Concurso Internacional de Percussão para Jovens Solistas, categoria Tímpanos, na Grécia. O 1º Prémio não foi atribuído.

 

José Afonso Sousa

José Afonso Castro Mendes Sousa nasceu a 11 de Setembro de 1997. Começou os seus estudos musicais no Conservatório do Vale de Sousa, em Flauta Transversal, com 9 anos.

Com 10 anos, decide estudar percussão, também no Conservatório do Vale do Sousa na classe do Professor João Castro Cunha. Teve aulas\masterclasses com grandes nomes da percussão a nível nacional e internacional como Bart Quartier, David Friedman, Jean-François Lézé, Emmanuel Séjourné, Casey Cangelosi, Pius Cheung, Eriko Daimo, Liu Heng, Peter Vulperhorst, Bruno Costa, Mário Teixeira, Jeffery Davis, entre outros.

É reforço do Naipe de Percussão da Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música. É timpaneiro na JOP (Jovem Orquestra Portuguesa).

Em 2014 ganha o 1º prémio no concurso “Italy Percussion Competition” na categoria A, nos timbales, organizado pela “Percussive Arts Society”.

Estuda Tímpanos, a título particular, com o professor Jean François Lézé. Atualmente frequenta a Licenciatura em Percussão na ESMAE, com os professores Manuel Campos e Miguel Bernat

título da imagem

Orquestra Gulbenkian em digressão no Mediterrâneo

A Orquestra Gulbenkian vai participar, pela primeira vez, numa digressão por mar promovida por um dos mais respeitados centros de ensino musical europeus, a Queen Elisabeth Music Chapel.

Este cruzeiro musical, pelo Sul de Espanha, realiza-se entre 9 a 15 de setembro, e inclui concertos diários, a bordo e em terra, realizados pelos músicos em residência ou por solistas e formações convidadas, como é o caso da Orquestra Gulbenkian, que tocará três vezes a bordo e dará dois espetáculos em terra, em Sevilha (Patio de la Montería del Real Alcázar), e na ilha de Minorca (Teatre Principal de Maó).

Esta iniciativa, que junta o prazer da música ao prazer da viagem e da descoberta, reúne jovens solistas em residência – cantores, pianistas, violinistas, violoncelistas e também músicos de câmara – que proporcionam, ao longo de uma semana, ensaios, encontros e master classes abertos a todos os viajantes.

Alguns dos mestres do corpo docente da Queen Elisabeth Music Chapel como Maria João Pires, José van Dam, Augustin Dumay, Miguel da Silva e Gary Hoffman atuam durante o cruzeiro, assim como solistas convidados, entre os quais o pianista Piotr Anderszewski. Numa das atuações previstas, Maria João Pires vai tocar o concerto para piano nº4 de Beethoven com a Orquestra Gulbenkian.

A Queen Elisabeth Music Chapel foi criada na Bélgica, em 1939, com o objetivo de apoiar jovens talentos através de um centro musical de excelência. Atualmente dispõe de seis mestres em residência e vários professores permanentes ou convidados que trabalham com cerca de seis dezenas de jovens talentos vindos de todo o mundo.

Tal como a Fundação Gulbenkian, a Queen Elisabeth Music Chapel integra a ENOA, uma rede de cooperação europeia no domínio da ópera, do ensino da música e da formação.

 

título da imagem

Digressão de Jaime Reis

A obra de Jaime Reis na Coreia, Ucrânia, Holanda, Portugal e República Checa

Após a estreia da obra para percussão “Sketch for Omniscience is a Collective - part IV”, na Coreia do Sul, pelo percussionista Nuno Aroso, durante o mês de Agosto, o compositor Jaime Reis realizará uma digressão europeia durante o mês de Setembro. Contará com apresentações, workshops e concertos em países como a Ucrânia, a Holanda, Portugal e República Checa.

A digressão tem início na Ucrânia, mais precisamente em Kiev. Trata-se de um workshop que o compositor irá orientar entre os dias 5 e 10 de Setembro, integrado no festival Kyiv Contemporary Music Days, numa parceria com o Festival Dias de Música Electroacústica.

Durante este workshop, os estudantes selecionados, de origens como Israel, Estados Unidos da América, Reino Unido, Suécia, Rússia, Índia e Grécia, terão a oportunidade de ter aulas individuais com o compositor, bem como de compor uma nova peça para ser apresentada no concerto final do workshop.

Entre os dias 12 e 16 de Setembro, o compositor viajará para Utrecht, Holanda, rumo ao ICMC - International Computer Music Conference, que decorrerá nas instalações da University of the Arts Utrecht. O ICMC tem sido o principal fórum internacional de apresentação das várias investigações realizadas sobre a utilização de computadores em música.

Jaime Reis irá ter duas apresentações: um concerto onde interpretará a sua peça ”Jeux de L'Espace”; uma conferência sobre novas dimensões na espacialização sonora.

Dias 16 e 17 de Setembro, decorrerá em Portugal o 4º Fórum Internacional de Jovens Compositores, em Vila do Conde, organizado pela Miso Music. Jaime Reis participará neste encontro proferindo uma conferência sobre a sua obra “Sangue Inverso”, que será interpretada pelo Sond'Ar-te Electric Ensemble.

Entre os dias 20 e 25, a viagem será para Praga, para o “The European Double Bass Congress – BASS2016 PRAGUE”, em conjunto com o Duo Contracello, que realizará um recital preenchido unicamente com compositores contemporâneos portugueses e espanhóis, e onde será estreada uma nova versão da sua obra “Fluxus, Drag”.

João Pedro Oliveira

João Pedro Oliveira premiado no Mónaco

O compositor João Pedro Oliveira ganhou o 1º Prémio na categoria de Música Mista no Concours International de Composition Electroacoustique de Monaco 2016, pela obra Heavy Metals, para Fagote e Eletrónica, encomendada pelo Festival Dias de Música Eletroacústica (Conservatório de Seia). Também neste concurso recebeu uma Menção Honrosa na categoria de Música Acusmática pela obra Neshamah.

João Pedro Oliveira (n. 1959) estudou órgão, composição e arquitetura em Lisboa. Doutorou-se em Música (Composição) na Universidade de New York em Stony Brook.
As suas obras incluem uma ópera de câmara, um Requiem, várias obras orquestrais, três quartetos de cordas, música de câmara, música para instrumento solo, música electroacústica e vídeo experimental. Nos últimos anos tem-se interessado especialmente na interacção entre a música instrumental e a música electroacústica, utilizando estes dois meios em quase todas as suas obras mais recentes.

Recebeu mais de 30 prémios internacionais incluindo, entre outros, o Giga-Hertz Award e o Magisterium Prize do IMEB (Bourges).

A sua música é tocada em todo o mundo, e a maioria das suas obras tem sido encomendada por instituições de prestígio internacional. É Professor Catedrático na Universidade de Aveiro e Professor Titular na Universidade Federal de Minas Gerais, onde ensina composição, música eletroacústica e análise.

Tem igualmente publicado diversos artigos em revistas nacionais e internacionais, e escreveu um livro sobre teoria analítica da música do século XX. Contribui para o desenvolvimento de uma nova geração de compositores, e muitos dos seus alunos já receberam prémios nacionais e internacionais.

http://www.jpoliveira.com/

 

Audições para a Orquestra de Jovens da União Europeia

Audições para a Orquestra de Jovens da União Europeia

A Direção-Geral das Artes organiza anualmente audições para admissão na Orquestra de Jovens da União Europeia (EUYO). A Orquestra foi fundada no Reino Unido em 1976 com o objetivo de reunir jovens talentos da União Europeia. As audições para o seu ingresso realizam-se anualmente em cada um dos países, de forma a selecionar 140 jovens músicos. Aos candidatos selecionados, a Orquestra oferece a possibilidade de trabalhar com professores especialistas em instrumento, assim como a oportunidade de tocar em grandes salas de concertos em todo o mundo, com maestros e solistas de renome.

Podem candidatar-se instrumentistas de violino, viola, violoncelo, contrabaixo, flauta, clarinete, oboé, clarinete, fagote, trompa, trompete, trombone, tuba, percussão e harpa.

INSCRIÇÕES 

O período de inscrições para as audições da Orquestra de Jovens da União Europeia (temporada de 2017) decorre de 2 de setembro a 3 de outubro de 2016. 

As audições em Lisboa serão na primeira quinzena de outubro e as do Porto no início de novembro. Brevemente esperamos poder disponibilizar as datas concretas.

A audição final será no dia 20 de novembro, no Porto.



CANDIDATOS APURADOS PARA A DIGRESSÃO DA ORQUESTRA EM 2016

Rui Rodrigues, Domingos Ribeiro, Luzia Vieira (contrabaixos)
Josefina Fernandes (violino)
Sofia Sousa (viola)
Carolina Alves, Carlos Leite (trompetes)
Flávio Barbosa (Trompa)
Inês Costa (piano)

European Music Campus: 
José Trigo e Nuno Osório (contrabaixo)


www.euyo.eu/discover/summer-2016-tour/

Teatro Nacional S. Carlos

Patrick Dickie, o novo diretor artístico do Teatro S. Carlos

O atual consultor artístico do Teatro Nacional de S. Carlos, Patrick Dickie, foi nomeado diretor artístico do teatro lírico, por despacho publicado no Diário da República, para um mandato de três anos. O mandato tem “início em 01 de setembro de 2016 e termo em 31 de agosto de 2019”, lê-se no Diário da República. Esta escolha já tinha sido anunciada em maio passado pelo secretário de Estado da Cultura, Miguel Honrado.

À frente do TNSC, como consultor artístico, Patrick Dickie disse à Lusa, em julho último, que quer revitalizar o público, propondo, por isso, uma temporada, lírica e sinfónica “de contrastes”, com opções estéticas “menos convencionais”, que possam atrair espetadores menos habituais do teatro.

Quanto à temporada lírica delineada, Dickie destacou a programação de “grandes óperas populares, como ‘Carmen’”, de Bizet, e “o belo canto italiano”, com “uma das ‘óperas rainha’ de Donizetti, ‘Anna Bolena'”, além de “óperas portentosas como a de Igor Stravisnky, ‘Oedipus Rex’, com uma encenação de Ricardo Pais”, com a qual se afirmou “muito entusiasmado”.

Segundo o despacho do Diário da República, Dickie terá uma remuneração mensal de cinco mil euros (14 meses/ano), “à qual são aplicáveis as disposições da Lei n.º 75/2014, de 12 de setembro, e da Lei n.º 159-A/2015, de 30 de dezembro, relativas à redução remuneratória e respetiva reversão progressiva."

O despacho dos secretários de Estado Adjunto, do Tesouro e das Finanças e da Cultura estabelece ainda “despesas de representação com o limite de 300 euros por mês, direito a uso de telemóvel com ‘plafond’ de 120 euros [mensais], alojamento e viatura, quando a [esta] estiver disponível”.

Fonte: O Observador

Andreia Pinto Correia

Andreia Pinto Correia recebe encomenda da Chamber Music America

A compositora portuguesa Andreia Pinto Correia recebeu uma das prestigiadas encomendas da Chamber Music America, instituição nacional norte-americana formada por profissionais e administradores ligados à música de câmara. 
Andreia Pinto Correia foi nomeada pelo Horszowski Trio, ensemble que irá estrear a nova obra.

Entre os compositores agraciados com esta honra no passado, encontram-se nomes de relevo como Steve Reich, Gunther Schuller e Fred Lerdhal. 

O Horszowski Trio é formado pelo violinista Jesse Mills, pelo violoncelista Raman Ramakrishnan, e por Rieko Aizawa, pianista - músicos de renome internacional. 

 

Releia a Entrevista feita à compositora Andreia Pinto Correira aqui. 

João Paiva

João Paiva vence Young Artist Competition 2016

João Paiva, clarinetista, venceu, no passado dia 6 de agosto, o Young Artist Competition 2016, uma organização da International Clarinet Association, no Kansas, Estados Unidos da América. Diana Sampaio, também portuguesa, obteve o 2º Prémio.

Na Categoria Júnior - High School (menores de 18 anos), os portugueses voltaram a dominar no pódio, com António Lopes a vencer o 1º Prémio e Maria Gomes o 2º Prémio. Curiosamente, ambos já tinham conseguido esta classificação - 1º e 2º Prémio, num outro concurso, o Terras de La Salette 2016.

 

Mais insformações aqui. 

título da imagem

Pedro Reis foi laureado em Viena

O jovem clarinetista Pedro Minhava Reis foi laureado com o 2º Prémio no Grand Prize Virtuoso, em Viena.

Para mais informação consulte o site oficial do concurso.

Pedro nasceu em Vila Real a 1998. Iniciou os seus estudos musicais aos 10 anos de idade com António Coelho na Banda Musical de Parafita em Montalegre onde atuou várias vezes como solista. Mais tarde, em 2012, ingressou na Academia de Música Valentim Moreira de Sá, em Guimarães, na classe do professor Vítor Matos. Teve a oportunidade de trabalhar com diversos clarinetistas como Matthias Schorn, Luís Silva, Alessandro Carbonare, François Benda, Tibor Reman e Johann Hindler.

Participou em muitas orquestras de jovens e festivais, tais como: Orquestra de Sopros de Vila Real em 2011 e 2012, Festival de Música Francesa – “Francofonia 2014”, “Dias da Música em Belém” 2015/2016, “International Clarinet Association 2015” (Madrid), “Lisbon Music Fest 2015” (Lisboa) “Kultursommer Nordhessen 2015” (Kassel, Alemanha) e “Young Euro Classic 2015” (Berlim) e “Guimarães Allegro” em 2016.

Foi selecionado para a temporada 2014/2015 da Orquestra Jovem Portuguesa (JOP) dirigida pelo maestro Pedro Carneiro.Trabalhou com vários maestros como: Carlos Marques, Rui Pinheiro, Alberto Roque, Fernando Marinho, Vítor Matos, Pedro Carneiro, entre outros…

Teve a oportunidade de se apresentar em salas de renome como o Grande Auditório do Centro Cultural de Belém, Kongress Palais Kassel, Konzerthaus Berlin, entre outras. 

Arrecadou vários prémios de entre os quais se destacam: 2º prémio no concurso “Czech Clarinet Art Competition 2014” (Horice, República Checa); 2º prémio no “Concurso de Sopros do Alto Minho”; 2º prémio no “Concorso Internazionale Marco Fiorindo 2014” (Turim- Itália); 2º lugar no “Grand Prize Virtuoso Inernational Competition Vienna” em 2016.

Foi aceite na Universität für Musik und darstellend Kunst Wien na classe do professor Johann Hindler.

título da imagem

Francisca Portugal vence concurso na Austria

 

A vilionista Francisca Portugal foi laureada com 1º prémio no concurso internacional Grand Prize Virtuoso International Competition, na Áustria. Como prémio, Francisca apresentou-se a solo no prestigiado auditório Mozarteum em Salzburg.

Para mais informação do concurso, consulte o site oficial.

Nasceu em 1998  em Lisboa, onde iniciou os seus estudos musicais aos 6 anos na O.M.L. (Orquestra Metropolitana de Lisboa), na classe das professoras Inês Saraiva e Rosa Sá. Com 8 anos foi viver para Penafiel e entrou na Academia de Música de Paredes onde estudou com o Prof. António Alberto. Com 12 anos realizou provas para ingressar na Escola Profissional e Artística do Vale do Ave – ARTAVE, onde foi escolhida para estudar com o prof. Nuno Meira, o qual estuda atualmente .
Ganhou diversos prémios , os quais se destacam: o 1º lugar no Concurso Nacional de Violino Capela, o 1º lugar (2013 e 2015) no concurso Internacional do Fundão, 1º lugar no Concurso Nacional de Violino Paços de Brandão ( 2013 e 2015), 1º lugar no Concurso CULTIVARTE jovem, 1º lugar no Concurso Vasco Barbosa (no qual teve a oportunidade de tocar a solo com a Camerata Atlântica no CCB e gravar para a Antena 2), 1º Lugar no Concurso Internacional da V Mostra Musical do Eixo Atlântico (Galiza), 1º lugar no Concurso Internacional “Grand Prize Virtuoso International Competition (onde teve a oportunidade de tocar no Mozarteum – Salzburg), entre outros.
Realizou masterclasses com os professores Michael Vaiman, Ani Schnarch, Krzysztof Smietana, Aníbal Lima, Gerardo Ribeiro, Jan Repko, Itzhak Rashvovsky, Felix Andrievsky, Liviu Prunaru, entre outros. Foi convidada para tocar no Royal College of Music na celebração do 5º aniversário do masterclass “New Virtuosi”.
Em Portugal teve a oportunidade de trabalhar com os maestros Howard Williams, Peter Askim, Emílio Cesar, Ernest Chell, Luís Machado, Octavio Más-Arocas, entre outros.
Em 2014 entrou na OCPzero e fez provas para ingressar na EUYO (European Union Youth Orchestra) onde foi escolhida para a Escola de Verão e para a Tour de Verão 2015. Lá trabalhou  com os prestigiados maestros Gianandrea Noseda e Xian Zhang.
Ganhou o 2º Lugar no PJM (prémio Jovens Músicos) na categoria de violino nível médio - 2016.

título da imagem

Alvaro Cortez laureado na Coreia do Sul

O percussionista Alvaro Cortez foi laureado com o 3º Prémio no prestigiado Jeju International Competition. O primeiro prémio não foi atribuído, o 2º Prémio foi atribuído ao Japonês Akihiro Oba. Para mais iformação consulte o site oficial do concurso.

Entrevista Da Capo a Alvaro Cortez.

Álvaro iniciou os seus estudos musicais com 13 anos na Banda Musical de Oliveira (Barcelos). No ano seguinte ingressa no Conservatório de Música Calouste Gulbenkian de Braga, na classe da professora Helena Pereira e do professor Hugo Viera. Trabalhou com professores como: Paulo Costa, Rui Sul Gomes, Paulo Oliveira, Rui Silva, Jacob Oliveira, Nuno Aroso, Fillipo Latanzi, Pius Cheung, Marta Klimasara, Swe e wu, Claudio Romano, Jonh Beck, entre outros. Em orquestra trabalhou com os maestros Rui Massena, Nickolas Kok, Jacomo Bairos, Garcia Barrios, Jacomo Bell, Pedro Neves e Chistopher Bochman.

Foi seleccionado em primeiro lugar para tocar com a Orquestra do Conservatório Gulbenkian de Braga por duas vezes consecutivas. Tocou a solo com a Orquestra do Minho e Orquestra do Norte. Foi premiado com o 2º lugar no concurso "Anatólio Falè" da cidade de Lagos em 2010; 1º lugar no concurso "Jovens Solistas" da Capital Europeia da Cultura em 2012; 3º prémio no "Prémio Jovens Músicos”, nível superior em 2013; e, por último, o 1º prémio no prestigiado Concurso Musicale Europeu "Citta di Filadélfia", em Itália. 

Em 2011, termina o 8º grau de Percussão, com 20 valores e ingressa com 19 valores na classe de Percussão do professor Nuno Aroso na Universidade do Minho. Tem tocado por todo o país e também em países como Itália, França, Reino Unido e Grécia. É também membro efectivo da Orquestra Profissional do Minho e, actualmente, 1º reforço da Orquestra do Norte. 

Atualmente está a fazer mestrado com o professor Ludwig Albert, no Royal Conservatoire of Antwerp, na Bélgica.

título da imagem

7ª Digressão Nacional Orquestra XXI

A assinalar os 400 anos da morte de Shakespeare, a Orquestra XXI volta a reunir-se em Portugal para a sua 7ª Digressão, centrada no “Sonho de Uma Noite de Verão”. Mendelssohn escreveu uma das suas mais célebres obras para acompanhar a peça de Shakespeare, da qual o actor Ricardo Pereira irá narrar excertos, num concerto que inclui também a Suite do bailado “Pulcinella” de Stravinsky e a peça “Acanto” da jovem compositora portuguesa Andreia Pinto-Correia, que tem desenvolvido um percurso relevante nos Estados Unidos da América. Pela primeira vez, a Orquestra XXI alarga-se também a cantores, com a criação de um Coro de Câmara formado por cantoras portuguesas residentes no estrangeiro, que irão interpretar as Fadas de Shakespeare, para quem Mendelssohn escreveu duas canções.

Concertos: 

1 de Setembro -  Theatro Circo em Braga às 21:30

2 de Setembro - Casa da Música no Porto às 21:00

3 de Setembro - Local a anunciar em Coimbra às 22:00

4 de Setembro -  Fundação Calouste Gulbenkian em Lisboa às 19:00

Para mais informação consulte o site oficial da Orquestra.

Pedro Lima Soares

Prémio de Composição SPA Antena 2 - 2016

O Júri da 5ª Edição do Prémio de Composição SPA/ Antena 2, constituído por Osvaldo Ferreira (Presidente do Júri), Eurico Carrapatoso e Pedro Amaral, decidiu por unanimidade atribuir o 1º prémio à obra “ |...| e tu, de mim voaste”, do compositor Pedro Lima Soares. A Orquestra Gulbenkian vai estrear a obra no decorrer do festival do Prémio Jovens Músicos.

Decidiu atribuir igualmente uma Menção Honrosa à obra “ESTENOPO”, do compositora Inês Badalo Lopez.

João Vilão

João Vilão na Orquestra Filarmónica de Jalisco

Ontem, 12 de julho de 2016, João Vilão venceu a audição para o lugar de Trompete Principal na Orquestra Filarmónica de Jalisco, México. 

Em Dezembro de 2015 já tinha vencido o lugar de Trompetista co-principal, na mesma orquestra.


 

Ricardo Carvalhoso

Ricardo Carvalhoso na Orquestra de Munique

Ricardo Carvalhoso venceu hoje, dia 30 de junho, a audição para Tuba Solo da Orquestra Filarmónica de Munique, Alemanha.

O tubista português é, desde abril de 2015, Tuba Solo na Philharmonia Zürich, Orquestra da Ópera de Zurique.

Entrevista de Ricardo Carvalhoso à Da Capo

David Dias da Silva

David Dias da Silva novamente premiado no Canadá

Em menos de duas semanas, David Dias da Silva venceu outro concurso no Canadá. Desta vez, o jovem clarinetista ganhou o Concurso de Música do Canadá. Além do prémio de 10 mil dólares, David será o solista convidado no Concerto de Gala, com a Orquestra Sinfónica de Drummondville, no próximo dia 5 de julho. 

David Dias da Silva ganhou também o Prémio para a melhor interpretação da obra original do compositor canadiano Simon Bertrand. 

Concurso de Música do Canadá

https://www.facebook.com/CMCnational/

ANdré

André Baleiro vence Concurso Robert Schumann

André Baleiro, barítono, venceu ontem, 18 de junho de 2016, o concurso Internationalen Robert-Schumann-Wettbewerb, em Zwickau, Alemanha, na categoria Gesang Herren.
Em segundo lugar ficou Jean-Christophe Fillol, de Frankreich e em terceiro Jonathan Michie, dos Estados Unidos da América. 

André Baleiro, natural de Lisboa, é finalista do curso de canto na Universidade das Artes (Udk), em Berlim, onde estudou com Prof. Kammersänger Siegfried Lorenz, Markus Brück, Eric Schneider e Axel Bauni.

 

Mais informações aqui

Luís Carregã

Universidade de Coimbra e Tuna Académica criam Orquestra Académica

A Orquestra Académica da Universidade de Coimbra (OAUC), promovida pela Universidade de Coimbra (UC) e pela Tuna Académica da mesma Universidade (TAUC), contará com 40 a 60 músicos entre alunos, ex-alunos, docentes e não-docentes

Esta Orquestra Académica tem como objetivo preparar dois a quatro concertos por ano, estando o concerto inaugural marcado para dia 18 de setembro de 2016, com direito a um estágio intensivo entre 12 a 17 de setembro do mesmo ano. 
A direção desta Jovem Orquestra ficou a cargo do Maestro André Granjo. 

Este projeto, desejo antigo da TAUC, conta com o apoio da UC, Conservatório de Música, Orquestra Clássica do Centro, Instituto Português da Juventude e Fundação Calouste Gulbenkian. 
 

Horácio Ferreira_ Foto de Ana Costa

Horácio Ferreira vence na Lituânia

Horácio Ferreira venceu a primeira edição do Concurso J. Pakalnis, na Lituânia, destinado aos instrumentos Clarinente, Saxofone e Fagote. Foi também galardoado com um Prémio Especial que contempla tocar a solo com uma orquestra no próximo ano.

Simões

Sérgio Simões na Orquestra Filarmónica de Jalisco

Ontem, 13 de junho de 2016, Sérgio Simões venceu a audição para lugar de Trombone Baixo na Orquestra Filarmónica de Jalisco, México. 

A Orquestra Filarmónica de Jalisco é uma das orquestras mais reconhecidas no México contando com Marco Parisotto como diretor artístico. 

Sérgio Simões, licenciado em Engenharia Eletromecânica, estudou na Academia de Música de Cantanhede e no Conservatório de Música de Coimbra onde se especializou em Trombone Baixo, prosseguindo os seus estudos no Conservatório de Amesterdão com o Professor Ben van Dijk. 

Pedro Costa

Pedro Costa vence na Alemanha

O pianista Pedro Costa ganhou o 1º Prémio no Concurso Louis Spohr para acompanhamento de Lied  - Louis-Spohr-Wettbewerb für liedbegleitung, em Kassel, na Alemanha. O jovem português foi também laureado com o Prémio do Público. 

http://www.louisspohr.de/

Pedro Costa foi laureado em 2013 com o 1º Prémio no Concurso de Interpretação do Estoril, com o “Prémio Helena Sá e Costa” e o 2º Prémio no Concurso New Tenuto na Bélgica.

Foi também vencedor dos concursos Florinda Santos (2012), Concurso Internacional Cidade do Fundão (2012), Concurso “ConCursos” em Aveiro (2011), “Prémio Lopes-Graça” em Tomar (2008) e Concurso Santa Cecília no Porto (2007).

Como tal, tem vindo a apresentar-se em recitais a solo, música de câmara e acompanhamento de canto em várias salas de concerto em Portugal, Bélgica, Holanda, Alemanha, Áustria e Itália. Tocou em Festivais de Música como o Festival de Outono de Aveiro, o Harmos Classical no Porto, Festival de Música de Espinho, Cistermúsica em Alcobaça, Festival Internacional da Póvoa do Varzim e o Festival L’Europe en Musique em Bruxelas.

Teve também a oportunidade de tocar a solo à frente de orquestras como a Orkest der Lage Landen, a Koninklijk Muziekkapel van de Gidsen, a Orquestra Filarmonia das Beiras, Orquestra Sinfonieta da ESMAE e a Orquestra de Câmara de Cascais e Oeiras, sob a direcção de maestros como Walter Proost, Yves Segers, António Saiote, Luís Carvalho e Zvonimir Hacko.

É membro do Duo-Concertante e do Perspective Trio (com o oboísta Guilherme Sousa e o fagotista Paulo Ferreira). Com estes grupos venceu respectivamente o Concurso de Música de Câmara “ConCursos” (Aveiro, 2011) e o Prémio Jovens Músicos, na categoria superior de Música de Câmara (Lisboa, 2015).

Tendo um especial interesse pelo acompanhamento de canto (com especial ênfase no Lied) trabalha regularmente com cantores como Ana Caseiro, Sarah Defrise, Sara Amorim, Marina Pacheco, Artur Rosek, Noora Karhuluoma e Julietta Kochorova.

Nos últimos quatro anos participou no International Lied Master Classes, em Bruxelas, liderado pelos cantores Udo Reinemann e Christianne Stotijn, onde teve igualmente a oportunidade de trabalhar com músicos como Peter Schreier, Ann Murray, Anne Sophie von Otter, Hartmut Höll, Mistuko Shirai, Joseph Breinl, Wolfgang Holzmair, Julius Drake, Christoph Pregardien, Sir Thomas Allen, Serguey Leiferkus, entre outros. Nasceu em Macau em 1989.

Iniciou o estudo de piano aos 7 anos de idade com a professora Suzana Ralha na Associação Cultural “Os Gambozinos” e mais tarde no Conservatório de Música do Porto com a professora Anne Marie Soares. Concluiu em 2007 a Escola Profissional de Música de Espinho onde estudou 3 anos com o professor Fausto Neves.

Licenciado em 2012 no curso de Piano (classe do professor Luís Filipe Sá) da Escola Superior de Música, Artes e Espéctaculo do Porto, terminou o Mestrado em Piano com distinção no Koninklijk Conservatorium Brussel, na Bélgica, na classe do professor Piet Kuijken. Em 2009, ao abrigo do programa ERASMUS, foi aluno do professor Daniel Blumenthal nesta mesma instituição.

Atualmente encontra-se a frequentar um mestrado especializado em acompanhamento de Lied, na Kunstuniversität Graz, na Áustria, na classe do professor Joseph Breinl. Aperfeiçoou-se em cursos com Akiko Ebi, Álvaro Teixeira Lopes, Constantin Sandu, Katia Veekmans, Luís Moura Castro, Miguel Borges Coelho, Pedro Burmester e Sequeira Costa.

David Dias da Silva

David Dias da Silva vence no Canadá

O clarinetista David Dias da Silva foi o grande vencedor da 105 ª Edição do Concurso Prix d'Europe, que decorreu no Canadá. A grande final realizou-se ontem, dia 12 de junho, porém, dois dias antes,  o jovem português já tinha sido laureado como vencedor na categoria de Sopros.

Mais informações:

http://prixdeurope.ca/

https://www.facebook.com/prixdeurope

Joaquim Rocha

Joaquim Rocha e Marco Rodrigues vencem nos EUA

Dois jovens trombonistas portugueses estiveram em destaque no Concurso da International Trombone Association, que se realizou em Nova Iorque, Estados Unidos, entre os dias 8 e 11 de junho. 

Joaquim Rocha venceu na Categoria GEORGE ROBERTS (menores de 20 anos) e Marco Rodrigues arrecadou o 1º Prémio na Categoria LARRY WIEHE (menores de 23 anos).

Nas competições da International Trombone Association, os candidatos são selecionados de uma eliminatória com gravação para as 12 diferentes categorias de competição: Fontana, Johnson, Smith, Marsteller, Wiehe, Gagliardi, ITA Alto, Roberts, Yaxley, Van Haney, Kleinhammer e Quarteto. São apenas três os finalistas escolhidos para a ronda ao vivo no Festival Internacional de Trombone, que decorrei entre os dias 8 e 11 de junho, em Nova Iorque, EUA. 

 

Iva Barbosa

Iva Barbosa na Orquestra Gulbenkian

Iva Barbosa venceu a audição para o lugar de Clarinete – 1º Solista Auxiliar da Orquestra Gulbenkian! As audições decorreram nos dias 7 e 8 de junho.

Uma das clarinetistas portuguesas mais destacadas, Iva Barbosa é detentora dos mais importantes prémios nacionais, bem como de várias distinções internacionais. Iniciou os estudos musicais com o seu pai, prosseguindo-os no Conservatório de Música do Porto e na Escola Superior de Música, Artes e Espectáculo do Porto nas classes dos Professores Adam Wierzba e António Saiote, respetivamente.

Foi premiada em mais de uma dezena de concursos, dos quais se destacam o 1.º Prémio no XII Concurso de Interpretação do Estoril/Prémio El Corte Inglés, o 1.º Prémio no Concurso Jovens Músicos/RDP, 1.º Prémio no I Concurso Internacional de Clarinete do Porto, o 1.º Prémio no Concurso Jovem Revelação do Rotary International, o 2.º Prémio no Concurso Internacional Young Artist Competition (Utah, E.U.A.), o 2.º Prémio no Concurso Internacional Villa de Montroy (Valência, Espanha) e o Prémio Maestro Silva Pereira. Foi, ainda, semifinalista no Concurso Internacional Primavera de Praga.

Tocou como solista com várias orquestras, entre as quais a Orquestra Nacional do Porto, a Orquestra Académica do Porto, a Orquestra Gulbenkian, a Orquestra da Escola Profissional de Música de Viana do Castelo, a Orquestra de Câmara de Cascais e Oeiras, a Orquestra Metropolitana de Lisboa, a Orquestra Filarmonia das Beiras e a Orquestra Sinfónica Portuguesa. Tem-se apresentado a solo, com orquestra e em música de câmara em todo o país, bem como em Itália, Bélgica, Espanha, Japão, China e Canadá. Colabora regularmente como músico convidado com a Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música, com a Orquestra Sinfónica Portuguesa e com a Orquestra Gulbenkian. É membro fundador do Quarteto Vintage.

Foi júri convidado dos concursos Jovens Músicos-RDP, Concurso Luso-Espanhol de Fafe e Concurso de Sopros do Minho.

Paralelamente à atividade artística, tem desenvolvido uma intensa experiência pedagógica. Lecionou na Escola Profissional de Arte de Mirandela, na Academia de Música de Costa Cabral, no Conservatório de Música das Caldas da Rainha, na Escola Profissional de Música de Viana do Castelo e na Escola Superior de Música, Artes e Espectáculo do Porto. Foi convidada para ministrar cursos de aperfeiçoamento nos Açores, nos Cursos Internacionais de Música de Guimarães, nos Cursos de Verão de Oliveira do Bairro, na Academia de Música Costa Cabral, no Instituto Piaget de Mirandela, no Conservatório Regional de Vila Real, na Academia de Avintes, na Escola Profissional de Música de Espinho e no Conservatório Profissional de Tenerife.

Atualmente, é diretora pedagógica e professora na Escola Profissional Metropolitana.

 

Nuno Osório

Nuno Osório vence concurso em Espanha

Nuno Osório venceu o concurso internacional de contrabaixo “Galicia Graves” em Espanha. Este concurso realizou-se na Corunha em março de 2016 sendo o júri composto por grandes nomes do contrabaixo como Thierry Barbé, Teppo Hauta-Aho, Diego Zecharies e Simón Garcia. 

O jovem contrabaixista nasceu em 1997, em Vila Nova de Famalicão. Aos 12 anos de idade ingressa na ARTAVE - Escola Profissional Artística do Vale do Ave, em contrabaixo, na classe do professor Rui Fontes. Em 2013, foi laureado com uma menção honrosa no Concurso Prémio Jovens Músicos, Nível Superior. Dois anos depois, obteve o 2º Prémio no Concurso Nacional de Cordas Vasco Barbosa. Atualmente estuda na Staatliche Hochschule für Musik und Darstellende Kunst Mannheim na Alemanha na classe do professor Petru Iuga.

 

Luís Duarte Moreira

Luís Duarte Moreira laureado na Alemanha

Luís Duarte Moreira (Trompa) foi laureado com o 2º Prémio no prestigiado Concurso de Markneukirchen, na Alemanha. O 1º Prémio não foi atribuido.  

O jovem trompista estuda atualmente na Hochschule für Musik "Hanns Eisler“ em Berlim. 

Luís Duarte Moreira, natural de Paços de Ferreira, nasceu em 1993 e iniciou os seus estudos musicais na Banda Musical de Paços de Ferreira em Saxofone aos 10 anos. Em 2005 ingressa na Escola Profissional Artística do Vale do Ave (ARTAVE) na classe de trompa do professor Hélder Vales, tendo concluído com classificação máxima o recital final e média de curso de 18 valores, sendo assim laureado com o prémio Dra. Manuela Carvalho, prémio este que é atribuído ao aluno com melhor média final de curso da escola.

Posteriormente, em 2011, continua os seus estudos na Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo (ESMAE) com os professores Abel Pereira, Bohdan Sebestik e Nuno Vaz, concluindo o recital final de licenciatura novamente com classificação máxima.

Durante o seu percurso académico teve oportunidade de frequentar cursos de aperfeiçoamento com Radovan Vlatkovich, Abel Pereira, José Bernardo Silva, David Johnson, Ricardo Matosinhos, Bruno Rafael, Paulo Guerreiro, David Thompson, Hélder Vales, Szabolcs Zempléni, Will Sanders, Kerry Turner, Frøydis Ree Wekre, Rodolfo Epelde Cruz, Jeff Nelsen e Saar Berger.

Foi galardoado no Concurso Internacional de Instrumentos de Sopro “Terras de La-Salette” nas categorias Júnior e Sénior, obtendo o 1º prémio em ambas e, mais recentemente, o 2º prémio no prestigiado Internationaler Instrumentalwettbewerb Markneukirchen.

Integrou o Ensemble Português de Trompas, Sopros ARTAVE, Sinfónica ARTAVE, Sinfónica APROARTE, Sinfónica da ESMAE, Estágio Gulbenkian para Orquestra e a Landesjugendorchester Bremen. Em 2012 integrou como solista A a Fundação Orquestra Estúdio (FOE) e colabora regularmente com a Orquestra Filarmonia das Beiras, Orquestra Metropolitana de Lisboa, Orquestra Gulbenkian, Orquestra Sinfónica do Porto – Casa da Música e Orquestra Sinfónica da Galiza, tendo sido convidado após concurso a colaborar como Trompa Principal durante 4 meses. Simultaneamente, teve oportunidade de trabalhar com maestros e solistas de renome internacional. Apresentou-se a solo com a Orquestra ARTAVE e com a Philharmonisches Orchester Plauen-Zwickau e foi também em 2012 e 2013, professor orientador do I e II Encontro Nacional de Jovens Músicos em Vieira do Minho.

Atualmente encontra-se a realizar o Mestrado em Performance na Hochschule für Musik Hanns Eisler em Berlim, na classe da professora Marie-Luise Neunecker, como bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian. Integra juntamente a Banda Sinfónica Portuguesa (BSP), a Orquestra XXI e após concurso, irá desempenhar no próximo ano um período de experiência na função de chefe de naipe da Orquestra Sinfónica do Porto-Casa da Música.

título da imagem

Rui Pedro Rodrigues na academia em Berlim

Rui Pedro Rodrigues foi seleccionado para a academia da Orquestra Sinfónica da Rádio de Berlim (Rundfunk-Sinfonieorchester Berlin).

Rui Pedro Guimarães Rodrigues iniciou os seus estudos musicais aos seis anos no Conservatório de Música Calouste Gulbenkian de Braga. Em 2012 ingressou na Escola Profissional de Música de Espinho, na classe de contrabaixo do professor Tiago Pinto-Ribeiro. Em 2014, apresentou-se a solo com a Orquestra Clássica de Espinho e foi admitido na European Union Youth Orchestra Leverhulme Summer School. Após novas provas de admissão foi um dos cinco portugueses seleccionados para integrar a European Union Youth Orchestra na temporada 2015/2016. No presente ano apresentou-se com orquestras como Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música, Spira Mirabilis e Gustav Mahler Jugendorchester. Participou em masterclasses com Wolfgang Güttler, Simo Väsãnen, Wies de Boevé, Luís Cabrera, Michael Wolf, entre outros. Foi recentemente apontado como contrabaixo solo da European Union Youth Orchestra e academista da Rundfunk-Sinfonieorchester Berlin.

Atualmente, frequenta o seu primeiro ano de licenciatura na Hochschule für Musik „Hanns Eisler“ Berlin, na classe do professor Matthew McDonald.

 

título da imagem

Henrique Costa laureado na Alemanha

Henrique Costa foi laureado com o 2º Prémio no prestigiado concurso de Markneukirchen, na Alemanha. O 1º Prémio não foi atribuido. 

Para mais informação consulte o site oficial do concurso. 

Henrique é natural de Alcochete, estudou na Escola de Música do Conservatório Nacional, na Academia Superior  de Orquestra da Metropolitana e, agora, na ZdHK em Zurique, na classe do Professor Anne Jelle Visser. Presentemente, é um dos membros da Orquestra XXI.

título da imagem

José Trigo laureado na Alemanha

Aos dezoito anos José Trigo foi laureado com o prémio especial ( um arco R.Penzel) no concurso internacional de contrabaixo Johann Matthias Sperger. O Concurso internacional J.M.Sperger é um dos mais prestigiados para contrabaixo, este ano realizou-se em Ludwigslust, cidade onde o compositor que dá nome ao concurso faleceu em 1812.
Este ano o concurso contou com 54 participantes de diversos pontos do mundo, com idades entre os 14 e os 54.

Para mais informações consulte o site oficial do concurso. 

José Trigo Iniciou os seus estudos musicais aos 11 anos na Escola Profissional Artística do Vale do Ave (Artave) na classe de contrabaixo do Professor Alexandre Samardjiev. Aos 14 anos de idade terminou o Curso Básico Instrumentista de Cordas, seguindo para o Curso Instrumentista de Cordas e Tecla, terminado este aos 17.

Como músico de Orquestra foi membro da Orquestra Artave, Jovem Orquestra Portuguesa, Orquestra Aproarte, participou em estágios com a Junior Guilldhal Orchestra e com a National Youth Orchestra of Ireland através do projeto Music Exchange, é membro da orquestra da Staatliche Hochschule für Musik und Darstellende Kunst Mannheim, orquestra da universidade onde estuda atualmente e reforça frequentemente a Orquestra de Câmara Portuguesa e a Georgishes Kammerorchester em Ingolstadt (Alemanha). Em todo o seu percurso tem trabalhado com os seguintes maestros: Jaroslav Mikus, Luís Machado, José Eduardo Gomes, Howard Williams, Emilio de César, Peter Askim, Hugo Ribeiro, En Shao, Francisco Ribeiro, Pedro Carneiro, Luís Andrade, Klaus Aarp, Ernst Schelle e Ruben Gazarian. Participou também em Materclasses com os professores Massimo Giorgi, Petia Bagovska, Michael Wolf, Adriano Aguiar, Manuel Rêgo, Wolfgang Gutler, Frijhtof Grabner, Edicson Ruiz, Ödon Racz, Mathew MacDonald, Jeff Bradetich, Alberto Bocini e Petru Iuga (professor com quem estuda atualmente).

Em 2014 venceu o 1° prémio no Concurso Eixo Atlântico (Espanha), em 2015 venceu a 1° edição do Concurso Vasco Barbosa (Lisboa) e em 2016 venceu um prémio especial no concurso internacional J.M.Sperger, onde se destacou também por ser a melhor interpretação da obra contemporânea.

Apresentou-se a solo com a Camerata Atlântica no CCB após ter vencido o Concurso Vasco Barbosa e também com a Orquestra Artave, por ter sido considerado o melhor aluno de cordas do curso.
Atualmente é aluno do segundo semestre na Staatliche Hochschule für Musik und Darstellende Kunst Mannheim, na Alemanha.

título da imagem

João Oliveira laureado na Suíça

O trompetista João Oliveira foi laureado com o 2º Prémio (1º não atribuído), no Concours National d'Exécution Musicale de Riddes, na Suíça.

Riddes é uma pequena localidade situada no Sul da Suiça, no cantão francês Valais. 

Este concurso já conta com 38 edições e durante a sua história também encontramos outros Portugueses laureados como Rute Fernandes (flauta), David Silva (clarinete) e Samuel Bastos (oboé). Atualmente João estuda na Haute Ecole de Musique de Genève. 

Para mais informação, consulte o site oficial do concurso. 

 

Henrique Costa

Henrique Costa vence Concours Nationale de Solistes et Quatours de Cuivres

Ontem, 24 de abril de 2016, o tubista Henrique Costa venceu o 1º Prémio no Concours National de Solistes et Quatours de Cuivres (2016) na Categoria de Nível Superior.


Entre os jurados estava o tubista Sérgio Carolino, juntamente com Jacques Mauger, David Childs, Ian Brownbill.


Natural de Alcochete, Henrique Costa estudou na Escola de Música do Conservatório Nacional, na Academia Superior  de Orquestra da Metropolitana e, agora, na ZdHK em Zurique, na classe do Professor Anne Jelle Visser
Presentemente, é um dos membros da Orquestra XXI.

 

allegro con brio

Allegro Con Brio para Jovens Músicos

A Direção-Geral das Artes abriu candidaturas para "Allegro Con Brio", um Programa de Aperfeiçoamento para Jovens Músicos Portugueses, estando as inscrições a decorrer até ao dia 22 de abril.

Este programa tem como objetivo facilitar e apoiar a integração dos jovens músicos no mercado laboral e contribuir para a aquisição de competências específicas que complementem a formação técnico-artística adquirida em ambiente académico.

O Programa inclui a realização de oficinas e palestras, nos dias 6, 7 e 8 de maio, na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, após as quais serão selecionados dois jovens músicos para a frequência de estágios profissionais em orquestras internacionais.

O Programa de Oficinas e Palestras irá contar com as participações - na Mesa Redonda que marcará a abertura do programa - de Carlos Moura-Carvalho (Diretor-Geral das Artes), Filipe Pinto Ribeiro (DSCH Ensemble), Filipe Faria (Arte das Musas) e Miguel Sobral Cid (Serviço de Música da Fundação Calouste Gulbenkian). Participam ainda - nas oficinas e palestras - António Figueiredo, Catarina Lobo, Catarina Medina,  Gonçalo Magalhães, Joana Carneiro, Maria Gil, Sofia Cabrita e Susana Costa Pereira.

Mais informações encontram-se disponíveis em www.dgartes.pt/allegroconbrio/index.htm, incluindo o regulamento, o formulário de candidatura e biografias dos participantes.

 

título da imagem

André Melo na Staatskapelle Berlim

O jovem trombonista André Melo venceu a audição para a Academia da Staatskapelle Berlim. Terá como mentor o seu compatriota Filipe Alves, membro efectivo da orquestra. 

André Melo nascido em Oliveira de Azeméis, iniciou os seus estudos na Banda de Música de Carregosa prosseguindo na Academia de Música de Oliveira de Azeméis. Entre 2006 e 2009 continuo os seus estudos na Escola Profissional de Música de Espinho e de seguida entre 2010 - 2014 no Conservatorium van Amsterdam. Desde 2014 é membro da orquestra de Düsseldorf onde começou como Academista e no passado mês de Fevereiro recebeu um contrato como primeiro trombone. A Partir de Setembro deste ano será membro da Academia da orquestra Staatskapelle Berlim.

 

 

 

Vítor Trindade

Vitor Trindade laureado no Czech Clarinet Art

Vitor Trindade ganhou o 2º Prémio ex-aequo (sem atribuição do 1º Prémio) no concurso Czech Clarinet Art International Competition, que se realizou na República Checa. 

Premiado em vários concursos nacionais e internacionais, o jovem clarinetista estuda atualmente na Academia Nacional Superior de Orquestra (Metropolitana), na classe do professor Nuno Silva.

 

http://www.czechclarinetart.cz/en/
 

Compositor Nuno Dario distinguido nos Global Music Awards

Nuno Dario distinguido nos Global Music Awards

O compositor Nuno Dario foi distinguido com a medalha de prata dos Global Music Awards, nas categorias "Originalidade/Criatividade" e "Clássica-Avant-Garde/Cross Genre", pela sua obra "Four poems in search of a music play" ("Quatro poemas à procura de uma peça").

Em 2012, o compositor já tinha sido distinguido com um Prémio de Mérito, no âmbito dos Global Awards, pela banda sonora do filme "Earth is home". Também em 2012, recebeu a bolsa BMI/Jerry Goldsmith Scholarship Award (BMI/Jerry Goldsmith Scholarship Award), em Los Angeles, na Califórnia.

Licenciou-se em Composição pela Escola Superior de Música de Lisboa  (ESML), especializou-se em Composição para Cinema na Universidade Californiana de Los Angeles (UCLA) e é doutorado pela Royal Holloway, da Universidade de Londres, tendo já trabalhado com diferentes realizadores, nacionais, britânicos, norte-americanos, angolanos, lituanos e iranianos. 

título da imagem

Filipe Queirós no Brasil

O tubista Filipe Queirós, venceu a audição para tubista principal na OSEP - Orquestra Sinfónica do Estado de São Paulo, no Brasil. Bravo!

London

Adriana Oliveira Ribeiro vence International Music Competition London Prize Virtuoso Competition

Foi no passado dia 28 de fevereiro que Adriana Oliveira Ribeiro, aluna do Conservatório de Música de Aveiro, venceu o International Music Competition London Prize Virtuoso Competition 2016, na categoria Advanced, que engloba concorrentes entre os 16 e os 18 anos. 
Além do prémio, Adriana irá atuar na Gala dos Laureados no Royal Albert Hall - Elgar Room neste mês de Março. 

Adriana Oliveira Ribeiro nasceu em Aveiro, no dia 27 de Dezembro de 1999. Aluna no Agrupamento de Escolas Homem Cristo, estuda Canto no Conservatório de Música Calouste Gulbenkian, Aveiro, sendo aluna da professora Juracyara Baptista.

Fonte: Terra Nova
 

Andreia

Andreia Pinto-Correia recebe prémio da League of American Orchestras

Foi no ano transato (1 de dezembro de 2015) que a compositora Andreia Pinto-Correia recebeu o prémio da League of American Orchestras - Nova Iorque pela sua escrita orquestral. 

O prémio, com o apoio da Virginia B. Toulmin Foundation, inclui uma encomenta dessas duas instituições a ser estreada por orquestras americanas a designar. 
 

título da imagem

Carlos Ferreira vence audição em Amesterdão

O jovem clarinetista Carlos Ferreira, venceu  a audição para a academia da Orquestra do Concertgebouw, em Amesterdão. Carlos vai ter a oportunidade de viver uma experiência única durante um ano, numa das mais prestigiadas orquestras mundiais.

título da imagem

Faleceu NIKOLAUS HARNONCOURT

Com 86 anos, faleceu ontem (05.03.2016), o maestro Áutriaco Nikolaus Harnoncourt. No passado mês de Dezembro, o maestro já tinha anunciado a sua retirada dos palcos por motivos de saúde.

Harnoncourt estudou violoncelo e foi um dos grandes maestros e pedagogos do século passado, dando uma especial atenção à música antiga e a formações com instrumentos da época. 

Harnoncourt nasceu em Berlim, na Alemanha, mas cresceu em Graz, na Áustria, e estudou em Viena.  Em 2001, recebeu um Grammy com uma gravação da Paixão segundo São Mateus, de Bach. 

CPCE estreia Stabat Mater de Pinho Vargas

CPCE estreia Stabat Mater de Pinho Vargas

O Coro de Pequenos Cantores de Esposende (CPCE) vai estrear, no próximo dia 19 de março, o Sabat Mater para coro de pequenos cantores, piano e violino do compositor Pinho Vargas, uma encomenda do CPCE.

O concerto será na Igreja Matriz de Esposende, pelas 21h30, no âmbito das comemorações da Semana Santa 2016 de Esposende e contará com a presença de Pinho Vargas. Serão também interpretadas obras de Elzéar Genet, Orlando de Lassus, Mozart, Bruckner e Paulo Bastos (estreia também de uma obra - Ave Verum).

https://www.facebook.com/Coro-de-Pequenos-Cantores-de-Esposende
Coro de Pequenos Cantores de Esposende - Frederico de Freitas

 

Coro Sinfónico Inês de Castro

Concertos Abertos do Coro Sinfónico Inês de Castro

Estão abertas, até 15 de março, as inscrições para a primeira edição dos Concertos Abertos. Trata-se, primeiramente, do estudo/ensaio da 9.ª Sinfonia de Ludwig Van Beethoven, sob orientação do maestro Artur Pinho Maria. A obra vai depois ser apresentada publicamente em Freixo de Espada à Cinta (18 de junho) e em Coimbra (3 de julho).

Os Concertos Abertos destinam-se a todas as pessoas com conhecimento e experiência musical, gosto pela prática coral e estudantes de música.

As candidaturas devem ser feitas através do envio de Formulário Online, até 15 de março, seguindo-se a audição dos candidatos selecionados. A participação tem um custo de 25€ (o valor inclui aquisição da partitura e trabalho com os maestros preparadores).

Formulário

Mais informações através de corosinfonicoinesdecastro@gmail.com ou 239 049 820.

 

Sinfónica de Cascais regressa com Concerto de Primavera

Sinfónica de Cascais regressa com Concerto de Primavera

A Sinfónica de Cascais volta ao palco do Auditório Senhora da Boa Nova, em S. João do Estoril, no dia 5 de Março, às 21h00, para apresentar o Concerto de Primavera que contará com a participação de Vasco Dantas, um dos mais promissores pianistas portugueses da nova geração.

Compõem o programa deste primeiro concerto da temporada de 2016 obras dos compositores Rachmaninoff (concerto para piano e orquestra nº2 em Dó Menor Op.18) e Tchaikovsky (Sinfonia N.º 4 em Fá Maior Op. 36).

 

Programa 

S. RACHMANINOFF – Concerto para piano e orquestra Nº2 em Dó Menor Op.18: Moderato; Adagio sostenuto;Allegro scherzando

 

P. I. TCHAIKOVSKY - Sinfonia N.º 4 em Fá Maior Op. 36: Andante sostenuto; Andantino in modo di Canzone;Scherzo. Pizzicato ostinato; Finale. Allegro con fuoco

Vasco Dantas – piano
Maestro - Nikolay Lalov

 

Temporada Sinfónica de Cascais 

CONCERTO DE PRIMAVERA | 5 março | 21h00 | Auditório Sr.ª da Boa Nova, Estoril

CONCERTO DE VERÃO | 11 junho | 21h00 | Auditório Sr.ª da Boa Nova, Estoril

CONCERTO DE OUTONO | 23 outubro | 18h00 | Auditório Sr.ª da Boa Nova, Estoril

CONCERTO DE INVERNO | 10 dezembro | 21h00 | Auditório Sr.ª da Boa Nova, Estoril

Teatro Nacional São Carlos

Carlos Vargas é o novo presidente do OPART

Carlos Vargas é o novo presidente do conselho de administração do OPART (Organismo de Produção Artística), que tutela o Teatro Nacional São Carlos, a respectiva Orquestra Sinfónica Portuguesa e a Companhia Nacional de Bailado. A nomeação partiu do Conselho de Ministros. 

Licenciado em Línguas e Literaturas Clássicas, pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, Carlos Vargas, de 49 anos, já pertenceu ao conselho de administração do OPART e foi administrador do Teatro Nacional D. Maria II, em Lisboa, de 2011 até 2014.

O novo Conselho de Administração do OPART cumprirá um mandato de três anos.

título da imagem

José Eduardo Gomes, maestro titular da OCC

José Eduardo Gomes, é o novo maestro titular da Orquestra Clássica do Centro em Coimbra. José é um dos mais promissores jovens maestros da sua geração.

Para conhecer melhor o jovem maestro, consulte a entrevista que deu à Da Capo. 

Vasco Barbosa

Morreu Vasco Barbosa

Morreu no dia 20 de Fevereiro, em Lisboa, aos, 85 anos, o violinista Vasco Barbosa.

Filho do grande violinista Luís Barbosa, formou-se no Conservatório Nacional de Lisboa com as mais elevadas classificações e aperfeiçoou-se no estrangeiro na qualidade de Bolseiro do Instituto para a Alta Cultura e, depois, da Fundação Calouste Gulbenkian (Suiça, França e Estados Unidos).

Apresentou-se pela primeira vez em público aos 7 anos e desde então participou em numerosos concertos em Portugal e no estrangeiro, com orquestra ou acompanhado de sua irmã Grazi Barbosa, em Espanha, Itália, Suiça, França, Áustria, Alemanha, Roménia, Grécia, Estados Unidos, África e Hong-Kong.

Foi concertino (violino-solista) da Orquestra Sinfónica da RDP (ex-Emissora Nacional) ,da Orquestra do Teatro Nacional de São Carlos e da Orquestra Sinfónica Portuguesa.

Recebeu vários prémios e condecorações: Prémio Guilhermina Suggia, Óscar da Imprensa (1962), Prémio Moreira de Sá, Prémio da Secretaria de Estado da Cultura (1972), Prémio Almada (2002). Foi distinguido com a Ordem Militar de Santiago de Espada.

Vasco Barbosa, personalidade das mais prestigiadas entre os músicos portugueses, fundou um conjunto de câmara – Quarteto Atalaya – concretizando assim uma tradição familiar, de longa data, visto seu pai, Luís Barbosa, ter sido o fundador do histórico Quarteto de Cordas da Emissora Nacional.

Em 1993 formou duo com a violinista Lígia Soares, com a qual se apresentou em recitais e concertos orquestrais.

No ano 2015 a violinista Ana Beatriz Manzanilla criou o Concurso Nacional de Cordas “Vasco Barbosa” através da Camerata Atlântica e APARM, como homenagem ao seu brilhante percurso musical.

Guimarães

Fernando Guimarães e João Fernandes nos Grammy Awards

A gravação da ópera "Il ritorno d'Ulisse in Patria", de Claudio Monteverdi, pela orquestra de Boston Baroque, com direção de Martin Pearlman, Fernando Guimarães (tenor) no papel de Ulisse e Jennifer Rivera (mezzo-soprano) no papel de Penélope esteve nomeada em duas categorias nos Grammy Awards, cuja entrega de prémios se realizou nesta madrugada (16 de fevereiro de 2016). 

No elenco desta ópera ainda encontramos João Fernandes (baixo). 
 
 
Categorias e Vencedores: 
72 - Melhor produção de Álbum Clássico
Vencedor: Ask your Mama (Leslie Ann Jones, John Kilgore, Nora Kroll-Rosenbaum & Justin Merrill, engenheiros; Patrícia Sullivan, engenheira de masterização; George Manahan, maestro; Orquestra de Ballet de São Francisco).
 
75 - Melhor Gravação de Ópera
Vencedor: Ravel L'Enfant et les sortiléges, Shéhérazade
(Seiji Ozawa, maestrina; Isabel Leonard; Dominic Fyfe, produtor; Saiko Kinen Orchestra; SKFMatsumoto Chorus & SKF Matsumoto Children's Chorus).
 
Para ver os outros vencedores aqui. 
título da imagem

Marco Silva vence audição

O trompetista Marco Silva, venceu ontem (11.02.2016) a audição de trompetista solista para a Sudwestdeutsche Philarmonie Konstanz, no sul da Alemanha. Marco nasceu em Nogueira, na Maia, em Portugal estudou na ARTAVE e na Escola Superior de Música de Lisboa, é vencedor e premiado em vários concursos. Actualmente é membro da Academia da Orquestra da Ópera de Zurique, na Suiça e colabora regularmente com a Berner Symphonieorchester.

Conheça melhor o Marco na entrevista e no artigo de opinião que deu à Da Capo. 

Entrevista, Artigo de opinião

 

 

título da imagem

Faleceu Aurèle Nicolet

Faleceu ontem com 90 anos (29.01.2016) o flautista Aurèle Nicolet. Nasceu em 1926 em Neuchâtel, na Suiça, considerado como um dos grandes flautistas e músicos do século XX.

Solista aclamado em todo o Mundo, foi também membro da orquestra de Winterthur, Zurique e da Filarmónica de Berlim onde trabalhou com Wilhelm Furtwängler e Herbert von Karajan.

Aos 21 anos foi premiado no conservatório de música de Paris e vencedor do concurso internacional de Genebra, em 1948. Exerceu a actividade de professor em Berlim e Freiburg, onde desenvolveu uma geração de flautistas brilhantes como por exemplo, Emmanuel Pahud.

Numa das entrevistas que deu à radio Suiça (SRF) Nicolet confessa que: "Eu sinto-me bem quando estou em contacto com os jovens de diferentes Países. É uma grande oportunidade quando já sou idoso e não tenho apenas contacto com pessoas idosas, gosto de ajudar os jovens a encontrar o seu caminho, a suas metas". 

Orquestra Clássica do Centro em Cabo Verde

Orquestra Clássica do Centro em Cabo Verde

A Orquestra Clássica do Centro (OCC) atuou na inauguração do museu no antigo campo de concentração de presos políticos do Tarrafal, em Cabo Verde, no passado dia 20 de janeiro.

Nesta digressão, apoiada pela Direção Geral das Artes de Portugal, a OCC fez deslocar um grupo de câmara, com o maestro José Eduardo Gomes e o concertino da orquestra Pedro Carvalho.O grupo fez várias atuações na Cidade da Praia, entre elas um concerto ao ar livre, em colaboração com a Associação de Antigos Estudantes de Cabo Verde em Coimbra, e outro na galeria Pautcha Arts, além de uma oficina de trabalho no Centro Educativo Miraflores.

Este convite surgiu do Ministro da Cultura de Cabo Verde, Mário Lúcio de Sousa. 

 

 

Coro

Coro Sinfónico Inês de Castro no Carnegie Hall de Nova Iorque

No próximo dia 7 de março de 2015, o Coro Sinfónico Inês de Castro apresentar-se-á, pela primeira vez, no Carnegie Hall de Nova Iorque, num encontro coral organizado pela Distinguished Concerts International. 
O concerto denominado "Beetween Heaven and Earth", contará também com a presença de outros coros internacionais. 
A obra escolhida pelo Coro para ser interpretada nesta histórica e prestigiada sala de concerto foi "Sunrise Mass" de Ola Gjeilo, compositor norueguês radicado em Nova Iorque. 

Para mais informações aqui
Comprar bilhete aqui

 

título da imagem

Coimbra World Piano Meeting

A Academia Internacional de Música ‘Aquiles Delle Vigne’ promove, de 21 a 27 de Janeiro de 2016, o “Coimbra World Piano Meeting”, um evento musical que vai reunir grandes Mestres internacionais do ensino do Piano e cerca de cinquenta jovens talentos que vêm a Coimbra para aperfeiçoar a sua maneira de tocar, competir entre eles e dar concertos. Estamos certos de que esta iniciativa inédita no país vai merecer a vossa melhor atenção, até porque além da questão formativa, há, como referido, realização de concertos, com entradas gratuitas, que vão permitir o acesso a música de grande qualidade, sem qualquer contrapartida para o público.

Este primeiro “Meeting” tem como sede o Conservatório de Música de Coimbra, sendo que os concertos (com entradas gratuitas) se repartem por outros espaços, a saber:

_ Sexta-feira, 22 de janeiro – Concerto de Abertura no Grande Auditório do Conservatório de Coimbra, pelas 19h00.

_ Sábado, 23 de janeiro – Concerto dos Laureados no CAE – Centro de Artes e Espectáculos da Figueira da Foz, pelas 21h30.

_ Domingo, 24 de janeiro – Concerto dos Jovens Talentos no Museu Nacional de Machado de Castro, pelas 11h30.

_ Segunda-feira, 25 de janeiro – Concerto dos Premiados, no Grande Auditório do Conservatório de Música de Coimbra, pelas 19h00.

_ Terça-feira, 26 de janeiro – Concerto  dos Premiados, no Centro Cultural do Sardoal, pelas 21h00.

_ Quarta-feira, 27 de janeiro – Concerto de Encerramento “Os Talentos Revelam-se…”, no Grande Auditório do Conservatório de Música de Coimbra, pelas 18h00.

Para mais informação consulte o site oficial.

Kurt Masur

Morreu Kurt Masur, o grande maestro

O maestro alemão Kurt Masur morreu hoje, dia 19 de dezembro, em Greenwich, Connecticut, aos 88 anos. A morte foi anunciada pelo presidente da Filarmónica de Nova Iorque, Matthew VanBesien, que elogiou o antigo maestro da Orquestra (ocupou o cargo entre 1991 e 2002) ao afirmar que Masur “deixou um legado que continua vivo”.

Em 2012, Kurt Masur tinha já revelado sofrer da doença Parkinson.

Ler notícia completa no jornal Público.

título da imagem

Vitor Fernandes vence concurso em França

O clarinetista Vitor Fernandes, venceu o 1º prémio no Concurso Europeu ClariSax, em Valenciennes, França. Também no mesmo concurso José Pinto, obteve uma menção honrosa.

 

título da imagem

Joao Martinho na Academia em Dusseldorf

João Martinho, trombonista, venceu hoje a audição para a academia da Düsseldorfer Symphoniker, na Alemanha.

Edwin Gordon

Morreu Edwin Gordon

O investigador norte-americano Edwin E. Gordon faleceu na passada sexta-feira, dia 4 de dezembro, aos 88 anos. Segundo o Iegam-Instituto Edwin-Gordon Aprendizagem-Musical, Gordon sofria de Leucemia Aguda. 

Na sua extensa carreira, desenvolveu os estudos da aptisão musical, teoria da aprendizagem da música, ritmo e movimento e música para bebés e crianças pequenas.  Entre as suas obras, destacam-se: Learning Sequences in Music, Skill, Content, and Patterns, A Music Learning Theory for Newborn and Young Children and Preparatory Audiation, Audiation and Music Learning Theory.

Atlantic Coast Orchestra

Audições para a Atlantic Coast Orchestra

Estão abertas as candidaturas para instrumentistas de sopro, percussão, cordas e piano para a Atlantic Coast Orchestra. 

Todas as informações relativas à abertura de candidaturas para instrumentistas estão disponíveis no site http://www.atlanticoastorchestra.com/audicoes-aco-2016

Mickael Faustino

Mickael Faustino no La Scala de Milão

O jovem trompista Mickael Faustino foi admitido na Accademia do Teatro Alla Scala de Milão. a prova realizou-se no passado dia 20 de Novembro e o contrato de academista tem a duração de dois anos. 

Mickael Faustino iniciou os seus estudos musicais aos 15 anos com o professor Rodrigo Carreira na Sociedade Artística e Musical Cortesense, prosseguindo os seus estudos na EPMVC e depois na ESMAE (Escola Superior de Musica Artes e Espetáculo) na classe dos professores Bohdan Sebestik e Abel Pereira.

Atualmente encontra-se a estudar na Hochschule fur Musik und Theater Felix Mendelsohn em Leipzig na classe dos professores Thomas Hauschild e Bernard Krug.

Durante o seu percurso tem sido selecionado para as mais prestigiadas orquestras de jovens do mundo como: Gustav Mahler Jugendorchester, a Schleswig Holstein Musik Orchestra, a International Youth Philharmonic Orchestra, Estagio Gulbenkian Orchestra, a Youth Philharmonic Orchestra, a Internacional Mahler Orchestra, a Orquestra Young franco-german-hungarian philharmonics 2014, a Moritzburg Festival Academy, a The World Youth Wind Orchestra Project 2014, a Kodaly Zoltan World Youth Orchestra, a Bedstone International Summer Youth Orchestral Course (BISYOC), a NJO, a Academia de Verão da Remix, a International Junge Orchestra Academy, a European Youth Week Orchestra, a Branimir Slokar Orchestra Academy, a European Union Youth Wind Orchestra, a The World Youth Orchestra, a Penderecki Akademie Orchestra Westfalen e ainda teve a oportunidade de tocar com Banda Sinfónica Juvenil da Simon Bolivar no festival "World Music Contest 2013" na Holanda.

Na temporada 2015/2016 foi praticante na Brandeburgishe Staatorchester Frankfurt e em 2012 fez parte da Fundação Orquestra Estudio. Tem sido regularmente convidado para orquestras como a Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música, Landestheater Eisenach Orchester, Leipziger Universitats Musik, Orquestra Clássica do Sul, Orquestra de Camara Portuguesa, Orquestra Metropolitana de Lisboa entre outras.

Estreou, ao nível mundial, obras orquestrais como duas sinfonias do compositor Michael Nyman, Villaianna de Cândido Lima, Tríptico de Pedro Santos, Tango e Pasodoble de Jean François Léze e a ópera Mumadona de Carlos Azevedo. Foram-lhe também dedicadas três obras para trompas grave, uma para trompa e piano do compositor João Pascoal, outra para Trompa grave e eletrónica do compositor Jorge Portela e outra para trompa grave a solo do compositor mexicano Jacques Zafra intitulada de Dialog.

título da imagem

Sérgio Pacheco vence concurso na Bélgica

Sérgio Pacheco, trompetista da Orquestra Sinfónica do Porto - Casa da Música, venceu o concurso Internacional Théo Charlier, na Bélgica. Neste concurso apresentaram-se 33 concorrentes de 14 Países, o 2º prémio foi atribuido a Juan Antonio Martínez (Espanha) e o 3º prémio a Ignacio Ferrera (Chile). Para mais infomação consulte o site oficial do concurso.

Sérgio Pacheco é Chefe de Naipe de Trompete da Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música. Completou a sua formação, em primeiro lugar, na ARTAVE – Escola Profissional Artística do Vale do Ave e, mais tarde, no Royal College of Music em Londres. Foi Primeiro Trompete Auxiliar da Orquestra Gulbenkian. Apresentou-se várias vezes com outras orquestras como, por exemplo, Gustav Mahler Youth Orchestra, European Union Youth Orchestra, Orquestra Sinfónica Portuguesa, BBC Philharmonic Orchestra e SEL – Solistes Européens Luxembourg. No âmbito da música contemporânea, colabora pontualmente com o Remix Ensemble, Orchestrutopica, GMCL e Sond’Ar-te Electric Ensemble. Na qualidade de solista, apresentou-se várias vezes a solo com a Orquestra Gulbenkian, Orquestra do Algarve, RCM Symphony Orchestra e com a Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música. Foi por duas vezes primeiro prémio no Prémio Jovens Músicos/RTP e no Concurso de Trompete de Castelo de Paiva, em nível médio e nível superior.

Paralelamente à actividade de músico de orquestra e solista, Sérgio Pacheco é também professor de trompete na Escola Profissional de Música de Espinho – EPME e na Escola Superior de Música e Artes do Espectáculo – ESMAE.

  

 

 

 

 

título da imagem

João Miguel na Academia de Orquestra em Colónia

O jovem oboísta, João Miguel, ganhou hoje o lugar de academista na Gürzenich-Orchester Köln, em Colónia (Alemanha). João foi recentemente o vencedor do PJM 2015, na categoria de oboé-nível médio. Actualmente estuda na Hochschule für Musik und Tanz Köln, na Alemanha.

Para mais informação, consulte o site oficial da orquestra. 

 

 

Luzia Vieira

Luzia Vieira na Academia da Orquestra de Hamburgo

A jovem contrabaixista, Luzia Vieira, ganhou o lugar de academista na NDR Sinfonieorchesters, em Hamburgo (Alemanha), no passado mês de Setembro. 

http://ndrorchesterakademie.de/

Luzia Vieira iniciou os seus estudos musicais aos 9 anos na Escola de Música do Clube Cultural e Desportivo de Veiros com o Prof. Arménio Pinto na qual aprendeu baixo eléctrico. Aos 12 anos entrou no Conservatório de Música Calouste Gulbenkian de Aveiro na classe de Contrabaixo do Prof. Sérgio Barbosa. Concluiu a Licenciatura em Música e Mestrado em Ensino da Música na Escola Superior de Música de Lisboa na classe de Contrabaixo do Prof. Manuel Rêgo. 

Colaborou com diversas orquestras tais como, Orquestra Gulbenkian, Orquestra Metropolitana de Lisboa, Neubrandenburger Philharmonie, Sinfonietta Lübeck, Ensemble International Béziers Musiké, Junge Norddeutshe Philharmonie, entre outras. 

Leccionou Contrabaixo no Conservatório Regional Silva Marques em Alhandra e no Orfeão de Leiria de 2012 a 2014. É bolseira da Fundação Gulbenkian desde 2014. 

Participou na Summer Tour da Orquestra de Jovens do Mediterrâneo em 2012 e da Orquestra de Jovens da União Europeia em 2015. Participou, também, no Estágio Gulbenkian para Orquestra em 2014. 

É Academista da NDR Sinfonieorchester Hamburg desde Setembro de 2015.

João Pedro Oliveira

Obra de João Pedro Oliveira premiada em Hollywood

Uma obra que conjuga imagem e composição musical, ambos da autoria de João Pedro Oliveira, a lecionar na Universidade Federal de Minas Gerais e professor catedrático da Universidade de Aveiro, foi distinguida com o prémio para a banda sonora e design sonoro no Hollywood International Moving Pictures Film Festival.

Intitulada “Âphâr”, a obra foi composta para vídeo e música eletroacústica e selecionada para, entre outros, os festivais London Shows International Film Festival, Russian International Film Fest e Legends of Hollywood Film Festival.

Desde 1993 que o compositor tem vindo a somar dezenas de prémios nacionais e internacionais com o seu trabalho, tendo sido distinguido três vezes durante o ano passado e com três peças diferentes. Entre vários outros, recebeu o Giga-Hertz Awarde o Magisterium Prize do IMEB (Bourges). A sua música é tocada em todo o mundo, e a maioria das suas obras tem sido encomendada por instituições de prestígio internacional.

Fonte: Universidade de Aveiro

Nuno Abreu

Nuno Abreu na Metropolitana

Nuno Abreu venceu, no passado dia 13 de Outubro, o concurso para Chefe de Naipe/Solista A de Violoncelo, na Orquestra Metropolitana de Lisboa, função que irá desempenhar a partir do próximo mês de Janeiro. 

Um dos mais destacados violoncelistas da sua geração, Nuno Abreu concilia a sua carreira de solista com a de docente. Nascido em 1983, iniciou os seus estudos musicais em 1988 na Fundação Musical dos Amigos das Crianças (Lisboa), onde estudou com Maria José Falcão, tendo terminado o Curso Geral em 2001 com elevadas classificações. Em 2005 finalizou a licenciatura em violoncelo, do curso de Instrumentista de Orquestra, na Academia Nacional Superior de Orquestra, na classe do professor Paulo Gaio Lima.

Realizou vários recitais em Portugal e no estrangeiro tendo estreado três peças contemporâneas de compositores portugueses (António Pinho Vargas, Hugo Ribeiro e Luís Cardoso), para violoncelo solo. Interpretou, numa emissão em directo da Antena 2, a Quarta Suite de J.S.Bach. Críticos aclamaram as suas interpretações como sendo “um excelente solista, com um som muito bonito e uma técnica irrepreensível” (Jornal Público).

Foi Violoncelo Solo Assistente na Orquestra Sinfónica Portuguesa na temporada 2012/2013 e Primeiro Violoncelo na Orquestra Metropolitana de Lisboa em 2013. Colabora regularmente com a Orquestra Gulbenkian.

Nos Estados Unidos da América, vence o Prémio Northshore Competition (2007) e em Portugal vence o Prémio Jovens Músicos na modalidade de Música de Câmara, nível superior (2004), o Concurso de Interpretação das Caldas da Rainha (2007) e obtém o 2º Prémio e o Prémio do Público no Concurso de Interpretação do Estoril (2007).

Em 2007 concluiu o Mestrado em Performance na Northwestern University School of Music (Chicago), com Hans Jensen, com a máxima classificação. Foram-lhe atribuídas bolsas da Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT), da Fundação Calouste Gulbenkian e da Northwestern School of Music Fellowship.

Actualmente é Doutorando na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova, frequentando o curso de Artes Musicais, área de Interpretação Artística. Lecciona no Instituto Gregoriano de Lisboa desde 2007 e na Escola Profissional da Metropolitana desde 2013.

título da imagem

Paulo Ferreira na Orquestra da BR

O fagotista Paulo Ferreira, foi admitido hoje na academia da Symphonieorchester des Bayerischen Rundfunks - BRSO, em Munique. Paulo vai juntar-se ao seu colega oboista Guilherme Sousa, na academia da orquestra. A orquestra da BR é uma das mais aclamadas orquestras da Alemanha e Europa.

Banda Sinfónica do Sul

Estreia da Banda Sinfónica do Sul

É apresentado amanhã, dia 24 de Outubro, no auditório do teatro municipal Pax Julia, em Beja, pelas 21h30, o projecto da Banda Sinfónica do Sul. Com uma forte aposta na qualidade musical, foram seleccionados alguns dos melhores intérpretes de toda a região, sendo a maioria professores de instrumento nos conservatórios, instrumentistas profissionais ou músicos a terminar os seus estudos superiores, num total de 70 executantes.

Com a direcção do maestro Carlos Amarelinho, a Banda Sinfónica do Sul ambiciona “preencher uma lacuna cultural no âmbito da música sinfónica/orquestral que se faz sentir no sul do país. Para além do conteúdo auditivo, pretende-se transformar e recriar o tradicional conceito de concerto, integrando novas ideias e elementos, apostando numa forte componente de multimédia, com projecção de imagens, vídeos, e outras surpresas”.

https://www.facebook.com/bandasinfonicadosul

Quarteto SFOURZATO

Quarteto SFOURZATO no Brasil

O quarteto de cordas SFOURZATO, constituído pelos jovens músicos Rui Gomes e Inês Bastos (violinos), Fábio Vidago (viola) e Nuno Ferreira (violoncelo), vai actuar no Festival HARMOS BRASIL 2015, no o município de Santa Maria do Estado Rio Grande do Sul, no Brasil, de 28 de Outubro a 1 de Novembro. A digressão inclui concertos, recitais e masterclasses.

O SFOURZATO foi laureado com o 2º Prémio no PJM 2015, na categoria Música de Câmara, nível superior. 

Pedro Rodrigues

Pedro Rodrigues na Academia de Belcanto em Itália

O cantor Pedro Rodrigues foi admitido na Academia de Belcanto “Rodolfo Celletii” di Martina Franca, em Puglia, Itália, com a direcção musical do maestro Fabio Luisi, que é, actualmente, maestro titular do Metropolitan Opera, em Nova Iorques e director musical da Ópera de Zurique. A Academia Bel Canto pertence à Fundação Paolo Grassi, em colaboração com o Festival Valle'Itria.

Laureado recentemente no PJM 2015, com o 3º Prémio em Canto, Pedro Rodrigues é licencidado em Canto pela Universidade de Aveiro, na classe da professora Isabel Alcobia. Tem participado em inúmeros projectos corais e produções de ópera. 

Adriana Ferreira

Adriana Ferreira na Orquestra de Roterdão

Adriana Ferreira ganhou hoje, dia 21 de Outubro, o lugar de Flauta Solo na Orquestra Filarmónica de Roterdão. Actualmente, é solista da Orquestra Nacional de França, cargo que ocupa desde 2012. 

Obteve o 1º Prémio, o Prémio da Orquestra e o Prémio do Jovem Júri no Concurso Internacional de Flauta Carl Nielsen (Dinamarca), bem como o 3º Prémio no Concurso Internacional de Flauta de Kobe (Japão). O seu primeiro CD - Danse des Sylphes, com a pianista Isolda Crespi, foi lançado em 2011, pela Numérica.

Natural de Cabeceiras de Basto, Adriana Ferreira obteve um Prémio de Mérito do Ministério da Educação e o Prémio Dra Manuela Carvalho pelos seus estudos na Escola Profissional Artística do Vale do Ave (Artave), na classe de flauta de Joaquina Mota.

Ex-bolseira da Fundação Calouste Gulbenkian, concluiu o Mestrado no Conservatório Nacional Superior de Música de Paris na classe de Sophie Cherrier e Vincent Lucas, tendo ainda estudado durante um ano na Escola Superior de Música Hanns Eisler de Berlim (Erasmus), na classe de Benoît Fromanger. Paralelamente, é licenciada em Musicologia pela Universidade Paris-Sorbonne.

 

Adriana Ferreira na Da Capo

Orquestra do Norte

Páginas de Música em Leiria

23 Outubro 2015 | Sexta-Feira

Teatro José Lúcio da Silva, 21h30

Encantamentos

Giacomo Puccini – Manon Lescaut, intermezzo

Giacomo Puccini – Gianni Schicchi,  “O Mio Babbino Caro”

Leonard Bernstein – West Side Story, “Mambo”

Leonard Bernstein – West Side Story, “Tonight and I feel pretty”

Andrew Webber – The Phantom  of the Opera, abertura

Andrew Webber –The  Phantom, ” Think of me”

Andrew Webber – Cats, “Memory”

George Gershwin – Summertime

Federico Chueca – El Bateo, preludio

Miguel Nieto/Jeronimo Gimenez – El Barbero de Sevilla “Me llaman la Primorosa”

Francesco Sartori / Lucio Quarantotto - Time to say goodbye


Miriam Sharoni, soprano
José Ferreira Lobo, direcção

Remix Ensemble Casa da Música

15 velas para o Remix

O Remix Ensemble celebra esta terça-feira, dia 20 de Outubro, o 15º Aniversário. A data é comemorada com um concerto na Sala Suggia, às 19h30, na Casa da Música, sob a direcção do maestro titular Peter Rundel.

O programa do concerto inclui a estreia mundial da nova obra para ensemble, do Jovem Compositor em Residência Nuno da Rocha, o segundo andamento da Sinfonia n.º 1 de Gustav Mahler e a obra Concertini, de Helmut Lachenmann, o Compositor em Residência, este ano, na Casa da Música. O destaque vai para a estreia mundial póstuma de Un calendrier révolu, de Emmanuel Nunes, compositor associado à história do Remix.

A 20 de Outubro de 2000, o Remix Ensemble estreava-se no auditório da Universidade de Aveiro, sob direcção de Stefan Asbury, com um programa que ia de Frank Zappa a Morton Feldman, passando por Edgar Varèse e Charles Ives, antes de terminar com John Adams.

15 anos depois, conta com mais de 350 concertos, 11 discos e a estreia mundial de mais de 85 peças. 

 

Mais informações

título da imagem

João Barroso no Teatro Regio di Torino

O oboísta Português João Barroso, venceu hoje a audição para oboista solista da Orquestra do Teatro Regio di Torino, em Itália.

Depois de colaborar várias vezes com a Orquestra do Teatro Alla Scala em Milão, a partir de hoje, João é o novo oboísta numa das orquestras e teatros mais aclamadas de ópera em Itália. A orquestra tem como maestro titular o italiano Gianandrea Noseda.

Para mais infomação, consulte o site oficial do Teatro.

PORTUGAL SOLIDÁRIO

PORTUGAL SOLIDÁRIO

Um conjunto de pessoas da sociedade civil e associadas às artes, a nível nacional, gerou-se um movimento de apoio aos refugiados, designado por “PORTUGAL SOLIDÁRIO” que, numa lógica de rede de contatos, rapidamente se estendeu a todo o país.

A iniciativa consiste na realização de 10 concertos a nível nacional, a acontecer em simultâneo, no dia 25 de outubro, pelas 21 horas, em diversos palcos nacionais (Faro, Elvas, Lisboa, Coimbra, Espinho, Lamego, Bragança, Covilhã, Funchal e Ponta Delgada) e que contarão com a participação especial de figuras do panorama musical português, de diferentes géneros musicais, acompanhados por uma orquestra clássica.

Neste contexto, a EPABI foi convidada a desenvolver esforços no sentido de promover, em conjunto com outras escolas de música, um dos concertos. Assim, no dia 25 de Outubro, pelas 21 horas, terá lugar no  Teatro Municipal da Covilhã, cedido pela Câmara Municipal da Covilhã, um concerto que contará com a participação, ao nível orquestral, de jovens instrumentistas das diferentes escolas de música da região: EPABI, Conservatório Regional de Música da Covilhã, Conservatório Regional de Música de Castelo Branco, Conservatório de Música S. José da Guarda e Escola de Música do Centro de Cultura Pedro Álvares Cabral – Belmonte. Serão executadas obras de Joly Braga Santos, de Mozart, de Paganini (solista Pedro Meireles) e de Zipoli (solistas Nelson Ferreira e Francisco Luís Vieira). Em palco marcará também presença Viviane, do extinto grupo Entre Aspas.

O concerto terá um custo de 10 euros por pessoa que reverterá, integralmente, para as duas Associações Portuguesas de apoio aos refugiados: Conselho Português para os Refugiados (CPR) e Plataforma de Apoio aos Refugiados (PAR). Os bilhetes poderão ser adquiridos diretamente na bilheteira o Teatro Municipal da Covilhã ou em cada uma das escolas envolvidas. No caso da EPABI, os bilhetes poderão ser adquiridos nos serviços administrativos (9h-12h30m; 14h-18h) ou feita a reserva através do contato telefónico 275 320 090.

 

título da imagem

Carlos Ferreira vence concurso em Italia

O clarinetista Carlos Ferreira, de 22 anos, é o vencedor do 11º Concurso Internacional Saverio Mercadante, realizado na Cidade Italiana de Bari.

Carlos estuda actualmente em Madrid na Escola Superior de Música Reina Sofia na classe de Michel Arrignon e Enrique Pérez Piquer. O 2º Prémio foi atribuido a Gabriel Padilla (Venezuela) e o 3º ao Português Tiago Bento.

Bruno Gonçalves, 17 anos, aluno de José Ricardo Freitas na Academia de Música José Atalaya, ganhou o 3º prémio na categoria Júnior, no mesmo concurso.

Vasco Dantas Rocha em Hong Kong

Vasco Dantas Rocha em Hong Kong

O jovem pianista português, Vasco Dantas Rocha, vai tocar o Concerto No. 1 de Franz Liszt no Hong Kong City Hall, uma sala com 1400 lugares.

A estreia do pianista no continente asiático está marcada para o dia 4 de Novembro de 2015, acompanhado pela Orquestra Hong Kong Symphonia.

Concerto de Apoio aos Refugiados

Concerto de Apoio aos Refugiados

Concerto de Apoio aos Refugiados

Música por uma causa

Domingo, 18 Outubro 2015

19h00 - Grande Auditório Gulbenkian

 

ORQUESTRA GULBENKIAN

PAVEL GOMZIAKOV (violoncelo)

 

CORO GULBENKIAN

MICHEL CORBOZ (maestro)

RAQUEL REIS (violoncelo)

MANUEL RÊGO (contrabaixo)

FERNANDO MIGUEL JALÔTO (órgão)

 

Johann Sebastian Bach

Suite para Violoncelo solo n.º 2, em Ré menor, BWV 1008

 

Joseph Haydn

Concerto para Violoncelo e Orquestra n.º 1, em Dó maior, Hob.VIIb:1

 

Johann Sebastian Bach

Prelúdio coral Erbarm’dich mein, o Herre Gott, BWV 721

Motete Ich lasse dich nicht, BWV Anh. 159

Ária das Variações Goldberg, BWV 988

Motete Komm, Jesu, Komm, BWV 229

 

A FCG agradece ao Museu Nacional da Música / Direção Geral do Património Cultural o empréstimo do Violoncelo Stradivarius Chevillard – Rei de Portugal, classificado como Tesouro Nacional.

Sinfónica Juvenil de Caracas

Sinfónica Juvenil de Caracas na Gulbenkian

Sábado, 17 Outubro 2015, 19h00

Grande Auditório da Gulbenkian

 

Sinfónica Juvenil de Caracas,

Dietrich Paredes (maestro)

Residência “El Sistema” na Gulbenkian

 

Silvestre Revueltas

La noche de los mayas

 

Dmitri Chostakovitch

Sinfonia nº 5, em Ré menor, op. 47

 

Discípulo do maestro José Antonio Abreu, fundador do «El Sistema», Dietrich Paredes assumiu em 2009 a direção da Sinfónica Juvenil de Caracas.

Esta orquestra teve como primeiro Maestro Titular o maestro Gustavo Dudamel, o qual não tem poupado elogios ao trabalho desenvolvido por Paredes, um dos mais jovens maestros a afirmar-se na cena internacional em tempos recentes.

Num momento raro, a passagem desta orquestra pelo emblemático Tonhalle de Zurique, no final de 2014, resultou numa ovação em pé que se prolongou por mais de dez minutos.

Gileno Santana & Tuniko Goulart

Gileno Santana & Tuniko Goulart

Gileno Santana (trompete) e Tuniko Goulart (guitarra) apresentam um homónimo EP com quatro temas.

A apresentação oficial do disco acontece no dia 15 de Outubro, no Café Lusitano, no Porto, às 23h00.

 

Gileno Santana & Tuniko Goulart

III Matosinhos’ International Youtube Competition

III Matosinhos International Youtube Competition

Já estão abertas as inscrições para III Matosinhos’ International Youtube Competition.

Mais informações em:

Página Ricardo Matosinhos

Matosinhos’ International Youtube Competition

Audições para a Capella Musical Cupertino de Miranda

Audições para a Capella Musical Cupertino de Miranda

A Cappella Musical Cupertino de Miranda, ensemble vocal residente da Fundação Cupertino de Miranda, vai realizar audições para reforços para os naipes de tenores e baixos.

As audições realizam-se na Fundação Cupertino de Miranda, em Vila Nova de Famalicão, nos dias 4 e 5 de Novembro de 2015, das 20h30 às 22h00, e serão constituídas por:

  • peça obrigatória (enviada após aceitação de candidatura)

  • leitura à primeira vista

Os interessados deverão enviar os dados pessoais (nome completo, morada e contactos), uma foto e CV, dando ênfase à formação e experiência coral. As candidaturas deverão ser enviadas, até 27 de outubro de 2015, para: cidalia@fcm.org.pt

 

 

Foco Musical vence Prémio YAMA

Foco Musical vence Prémio YAMA

O projecto Projecto Tartaruga, fruto da parceria entre a Foco Musical, a Banda da Armada Portuguesa e o Teatro O Bando, venceu o prémio Young Audiences Music Awards (YAMA), na categoria de escolha do público de "Large Ensemble", como o melhor espetáculo musical do ano para crianças e jovens.

Os prémios YAMA são promovidos pela Jeunesses Musicales International e têm também a modalidade de escolha do público. Os nomeados foram escolhidos entre mais de 60 produções de 19 países candidatos. A cerimónia de entrega dos prémios realizou-se em Zagreb, Croácia.

 

PROJETO TARTARUGA | lançamento do livro de Banda Desenhada

YAMA

 

Nuno Costa

Nuno Costa vence Prémio Jovem Músico

Nuno Costa foi o primeiro português a vencer o Prémio Jovem Compositor da Sociedade Internacional para a Música Contemporânea. Este prémio foi-lhe atribuído, durante os 'ISCM World Music Days', pela sua peça 'Pater Noster', para coro 'a capela', interpretada pelo Coro Filarmónico da Eslovénia.

Este festival de música contemporânea teve lugar entre 26 de setembro e 2 de outubro, na capital da Eslovénia, Liubliana.

 

Fonte.

OG

Orquestra de Guimarães com Samuel Bastos

No dia 16 de outubro, no Centro Cultural Vila Flor, pelas 22h e no dia 17 de outubro, no Centro Pastoral de Moreira de Cónegos, pelas 21h30, a Orquestra de Guimarães, sob a direção artística do Maestro Vitor Matos e com Samuel Bastos como solista convidado, apresentam W. A. Mozart, Concerto para Oboé Orquestra, em Dó Maior e J.Brahms, Sinfonia nº2, em Ré Maior Op.73.

 

Comprar bilhetes aqui

BSP

BSP por Jan Cober

No dia 4 de outubro de 2015, ao 12h, a Banda Sinfónica Portuguesa apresentar-se-á sob a direção musical do maestro Jan Cober, na Casa da Música, com repertório do período Romântico. 

 

Programa:

Felix Mendelssohn Ouverture fur Harmoniemusik

Richard Strauss "Dança dos Sete Véus" da ópera Salomé

Gustav Mahler Sinfonia nº 1 em Ré maior, Titã

 

A abertura de Mendelssohn foi escrita quando o compositor tinha apenas 15 anos, num período em que os agrupamentos de sopro já começavam a perder popularidade enquanto veículos da música de corte. Mas até hoje mantém-se no repertório das orquestras de sopros, em sucessivas adaptações aos formatos mais modernos destas.

Na 1ª Sinfonia de Mahler ouvem-se sons de pássaros, marchas fúnebres, canções infantis e toda a memória do sinfonismo europeu, de Haydn e Beethoven a Bruckner. Este poema sinfónico em forma de sinfonia retira o seu nome do romance Titã, do escritor alemão Jean Paul.

O programa inclui também o mais famoso excerto da ópera Salomé, de Strauss, quando a protagonista dança para Herodes esperando como recompensa a cabeça de João Baptista numa bandeja.

 

Comprar aqui

OSP

7ª Sinfonia de Mahler pela OSP e Joana Carneiro

No próximo domingo, 27 de setembro de 2015, pelas 17 horas a Orquestra Sinfónica Portuguesa (OSP), sob a direção da maestrina Joana Carneiro, interpretará a Sinfonia nº7, de Gustav Mahler, no Grande Auditório do Centro Cultural de Belém (CCB).

Denominada de “Nachtmusik” (Canto da Noite), esta sinfonia escrita entre 1904 e 1905 revela-se uma transição entre o romantismo e a modernidade devido à ambiguidade harmónica, em que dissonâncias e modulações são abundantes.

Com cinco andamentos, Mahler escreveu em primeiro lugar o II e o IV andamentos, os quais dão o nome a esta sinfonia, depois o III e por fim o I e o V.

De atmosfera sombria e misteriosa demarcada logo no I andamento, com uma marcha lenta, esta taciturnidade irá perdurar ao longo de toda a obra, notada em elementos como marcação de andamentos, ritmos, dinâmicas, dissonâncias, modulações, efeitos orquestrais, utilização de instrumentos como trompa tenor em si bemol, guitarra e bandolim, entre outros.

A Sinfonia nº7 de Mahler foi estreada três anos após a sua composição, sendo uma das sinfonias menos executadas e gravadas, e tem a duração de 84 minutos.

Comprar bilhete.

título da imagem

Christopher Koppitz laureado na Alemanha

Christopher Koppitz foi laureado com o 2º Prémio no "Aeolus International Competiton" em Düsseldorf na Alemanha. Este concurso já com bastante tradição na Alemanha, é destinado a instrumentistas de sopro. Este ano as categorias a concurso foram, fagote, oboé e saxofone.

O vencedor foi Andrea Cellacchi, fagotista de 18 anos, Christopher de 22 anos foi laureado com o 2º prémio e o prémio do público. Andreas Mader saxofonista de 22 anos, obteve o 3º prémio.

O prémio de música contemporânea foi atribuido ao fagotista Marceau Lefévre. Actualmente Christopher é academista na Staatskapelle Dresden.

Para mais informação, consulte o site oficial.

Francisco

Francisco Morais Franco vence Concurso de Guitarra em Amarante

O guitarrista Francisco Morais Franco ganhou o 1º Prémio do Concurso Internacional de Guitarra de Amarante.

As provas do concurso começaram na sexta, 4 de setembro e a final realizou-se ontem, 6 de setembro de 2015. O vencedor além do prémio já foi convidado a abrir o Festival de Guitarra do próximo ano.

O I Festival/Concurso Internacional atraiu 150 participantes de várias nacionalidades, entres eles, o ucraniano Marko Topchii, considerado o génio dos concursos, que conquistou o segundo lugar e o brasileiro Pedro Rogério Silva, o terceiro.

Mário Apolinário

Mário Apolinário vence concurso em Espanha

O jovem clarinetista Mário Apolinário ganhou o 1º Prémio do Concurso do FCIMV (Festival Curso Internacional de Música de Vitória). O concurso decorreu na passada semana, dia 21 de Agosto, na cidade de Vitória-Gasteiz, em Espanha.

Contou com a presença de 90 instrumentistas oriundos desde a América do Norte, América do Sul e Ásia. Como professores e júris da competição estiveram presentes Harri Mäki (professor da Academia Sibelius e solista na Tapiola Sinfonietta), Milan Rericha (professor no Conservatório della Svizzera Italiana, Lugano) e Jon Thorne (professor de Viola de Arco e Música de Câmara na Royal Academy of Music). 

http://www.vitoriamusic.com

https://www.facebook.com/fcimv

título da imagem

Orquestra XXI em digressão de Norte a Sul do País

Orquestra XXI na sua 5ª digressão, vai realizar cinco concertos de Norte a Sul do País, entre os dias 30 de Agosto a 04 de Setembro.

A Orquestra XXI é um projecto que integra músicos portugueses residentes no estrangeiro, alguns deles estudantes e profissionais.

Sob a direcção do maestro Dinis Sousa, o programa desta digressão contém dois poemas Sinfónicos de Francisco de Lacerda, a estreia em Portugal da 1ª sonata para clarinete de J. Brahms (orquestração de Luciano Berio), o clarinetista solista será Horácio Ferreira (Jovem Músico do ano 2014, "Rising Star" da European Concert Hall Organisation e membro da XXI). Para terminar a 5ª Sinfonia de Tchaikovsky. 

A 5ª digressão será acompanhada também pelo Estágio da Orquestra XXI, destinado aos alunos do 6º ao 8º graus das academias, conservatórios e escolas profissionais portuguesas, que decorrerá no dia 31 de Agosto, no Porto, na Casa da Música. Nesse dia, alunos de instrumento que frequentam escolas de ensino vocacional e profissional irão participar numa série de ensaios (de naipes e tutti) com a Orquestra XXI, sentando-se lado a lado com os músicos que a integram. O programa a trabalhar será a 5ª Sinfonia de Tchaikovsky. 

É de salientar que a Orquestra XXI venceu o 1º Prémio no concurso de empreendedorismo social "Ideias de Origem Portuguesa" 2013, promovido pela Fundação Calouste Gulbenkian, no âmbito da iniciativa FAZ realizada em parceria com a Cotec Portugal, e tem o Alto Patrocínio da Presidência da República.

Concertos:

30 de Agosto - Quartel das Artes, Oliveira do Bairro

01 de Setembro - Casa da Música, Porto

02 de Setembro - Grande Auditório da Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa (abertura da Temporada Gulbenkian Música 15/16)

03 de Setembro - Teatro das Figuras, Faro

04 de Setembro - Cineteatro Municipal de Serpa

Para mais informação visite o site oficial.

Fábio Cachão

Fábio Cachão vence Prémio SPA-Antena 2

Fábio Cachão é o compositor da obra galardoada pelo júri da 4ª Edição do Prémio de Composição SPA/Antena 2.

A peça intitula-se "Intermitências" e foi escolhida por unanimidade pelos três elementos que atribuíram a distinção: o maestro Jean-Marc Burfin (presidente do júri), e os compositores Fernando Lapa e Carlos Marecos.

O júri decidiu atribuir ainda uma Menção Honrosa à obra "Irrazionalità" do compositor Luís Filipe Costa.

Gramophone

Maria João Pires e Coro Gulbenkian nos Prémios Gramophone

Maria João Pires e o Coro Gulbenkian estão nomeados para os prémios da revista Gramophone. A pianista é candidata na categoria "Concerto" pela gravação dos Concertos n.º 3 e n.º 4, de Beethoven, com a Sinfónica da Rádio Sueca, dirigida por Daniel Harding. Trata-se da sua gravação de estreia para a Onyx Classics, etiqueta para a qual grava desde 2014.

O Coro Gulbenkian concorre na categoria de "Ópera", com a produção da ópera Elektra, de Richard Strauss, no Festival de Arte Lírica de Aix-en-Provence de 2013, cuja edição em DVD (saída na Bel Air Classiques) se perfila na lista dos seis possíveis vencedores.

 

Fonte: Diário de Notícias

Mais informações

Orquestra Sinfónica Portuguesa

Cândida Oliveira e Luís Vieira na OSP

Terminaram ontem, dia 31 de Julho as audições para os lugares de Trompa - Solista A e Clarinete - Solista B da Orquestra Sinfónica Portuguesa.

O trompista Luís Vieira, actualmente a estudar na Academia da Orquestra Filarmónica de Berlim, foi o escolhido para o lugar de Trompa - Solista A.

Cândida Oliveira conseguiu o lugar de Clarinete - Solista B (com funções de Cl mib e Cl Baixo).

título da imagem

Guilherme Batalha laureado no Clarinetfest2015

Guilherme Batalha, aluno da Escola Profissional Metropolitana, na classe da professora Iva Barbosa, foi laureado com o 2° lugar no Concurso Internacional "High School Competion" no Clarinetfest2015 (Congresso Internacional de Clarinete), em Madrid.

A categoria High School Competition recebeu 30 gravações, de onde foram seleccionados seis finalistas, nos quais estavam dois portugueses: Guilherme Batalha e António Lopes (aluno de Rita Petiz no Conservatorio de Vila Real).

Na categoria Young Artist Competition, das 32 gravações recebidas foram seleccionadas 14 semi-finalistas e depois 6 finalistas, entre os quais estava Edgar Silva (aluno de Luís Carvalho na Universidade de Aveiro). O único premiado português foi Guilherme Batalha.

título da imagem

Finalistas do PJM 2015

Conheça os finalistas do Prémio Jovens Músicos 2015. As provas fiinais de todas as modalidades e categorias realizam-se de 30 de Agosto a 3 de Setembro na Escola Superior de Música de Lisboa. A edição deste ano culminará com a realização do 5º Festival Jovens Músicos que decorrerá na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, entre os dias 30 de Setembro e 2 de Outubro de 2015.

Resultados das eliminatórias:

Música Barroca 

Camerata 2.6: Ana Cristina Sousa, Catarina Trigo, Rita Garcia, Mónica Salamero e Antonio de Luigi
Ensemble Pictórico: José Duarte Silva, Inês Rasquinho, Joana Ferreira, Marta Ribeiro e João Pedro Afonso
I Nuovi Musici: Gonçalo Freire e Maria Leal Correia

Canto, nível superior 

Adriana Antunes Romero
Pedro Filipe Pinto Rodrigues
Rafaela Albuquerque Abreu de Aguiar Faria

Viola de arco, nível superior

José Filipe Moura Nunes
Lourenço Maria Gomes Moreira Macedo Sampaio
Sofia Silva Sousa

Violoncelo, nível superior

Gonçalo Martins Gala Osório Lélis
Hugo José Couto Paiva
Mafalda Sofia Teixeira dos Santos

Saxofone, nível superior

Nuno Daniel Dias de Sousa
Pedro Daniel Cordeiro Fonseca
Pedro Filipe Pereira Corte Real

Trompete, nível médio 

Bruno Filipe Ribeiro Santos
Francisco José Lopes Machado
José Miguel Sá Menezes Anselmo Carrilho

Oboé, nivel médio

Joana Filipa Fernandes Soares
João Miguel Moreira da Silva
Marlene Vilela Gomes

 

Música de Câmara, nivel medio

2€ Duo: André Nadais e Pedro Tavares
Boroqlave: Mª Laura Oliveira, Ana Bárbara Lopes, Patrícia Pinheiro, Miguel Teixeira e Joana Correia 
Duo Million: Francisco Luís e Nuno Suárez

 

Música de Câmara, nivel superior 

Perspective Trio: Pedro Costa, Guilherme Sousa e Paulo Ferreira
Quarteto sFourzato: Rui Gomes, Inês Bastos, Fábio Vidago e Nuno Ferreira
Quinteto Klaue: Carlos Ferreira, Ana Ferraz, João Moreira da Silva,
Luís Moreira e Tiago Martins

 

 

Congresso Mundial de Clarinete

Carlos Alves em concerto com Philippe Cuper

O clarinetista Carlos Alves foi convidado pelo Super Solista da Ópera de Paris, Philippe Cuper, a estrear um Concerto Duplo para Dois Clarinetes Solistas com a Banda Sinfónica de Madrid, no Congresso Mundial de Clarinete, considerado internacionalmente o maior evento deste instrmento.

"É realmente um sonho aparecer como Solista num Concerto de Gala com o Super Solista da Opera de Paris Philipe Cuper e possivelmente o professor de clarinete mais desejado pelos jovens estudantes na atualidade em todo o mundo", sublinha Carlos Alves.

O evento vai reunir de 22 a 26 de Julho, em Madrid, Espanha, os principais nomes do Clarinete como Karl Leister, Philippe Cuper, Nicolas Baldeyrou, Julien Hervé, Andrew Marriner, Floriane Tardy, Gábor Varga, entre outros.

Mais informações em: http://adec-clarinete.com

 

João Martinho

João Martinho vence concurso internacional

João Martinho venceu o Concurso Frank Smith Tenor Trombone Competition 2015, apoiado por Manfred Schmelzer e organizado pela The International Trombone Association.

Mais informações em http://www.trombone.net/

título da imagem

Estágio da Orquestra XXI

O Estágio da 5ª Digressão da Orquestra XXI, destinado aos alunos do 6º ao 8º graus das academias, conservatórios e escolas profissionais portuguesas, decorrerá 31 de Agosto, na Casa da Música (Porto). Neste dia, alunos de instrumento que frequentam escolas de ensino vocacional e profissional irão participar numa série de ensaios (de naipes e tutti) com a Orquestra XXI, sentando-se lado a lado com os músicos que a integram. Considerando o programa a trabalhar – a 5ª Sinfonia de Tchaikovsky - este Estágio será aberto aos seguintes instrumentos: violino, viola, violoncelo, contrabaixo, flauta, oboé, clarinete, fagote, trompa, trompete, trombone, tuba e tímpanos.

A participação no estágio está isenta do pagamento de propina e os alunos interessados deverão enviar a ficha de inscrição por email, até ao dia 20 de Agosto de 2015.

Para informações sobre o estágio e a inscrição no mesmo, por favor, entre em contacto através do endereço de email estagio-orquestraxxi@artenotempo.pt.

Para aceder à ficha de inscrição consulte o site oficial.

 

Vasco Dantas

Vasco Dantas na MDR KLASSIK

Amanhã, dia 9 Julho, entre as 9h as 11h vai ser emitida na Rádio Alemã MDR KLASSIK a gravação de um concerto a solo do pianista português Vasco Dantas, realizado em Março 2015 na Alemanha.

O Programa chama-se "Das Konzert - International" e transmissão pode ser acompanhada em directo através deste link: http://www.mdr.de/mdr-klassik-radio/ipg/sendung552432.html

título da imagem

Christopher Koppitz na academia em Dresden

Christopher Koppitz é o novo academista da Staatskapelle Dresden, na Alemanha. O jovem oboista vai ter a oportunidade de integrar, durante dois anos, uma das mais aclamadas orquestras da Alemanha. Actualmente Christopher estuda na Hochschule für Musik und Tanz Köln.

título da imagem

Diana Sampaio vence concurso em França

Diana Sampaio, foi laureada com o primeiro prémio no 2º concurso internacional de clarinete Louis Cahuzac. Foi também distinguida com o prémio de melhor interpretação da obra francesa obrigatória no concurso. O segundo prémio foi atribuido a Juliette Adam. A jovem de 21 anos, é natural da Póvoa de Varzim e estuda actualmente na ESMAE na classe do professor António Saiote. 

 

Rute Fernandes

Rute Fernandes na Orquestra da Ópera de Zurique

Rute Fernandes ganhou o lugar de Flauta Solo e Flautim na Philharmonia Zürich, Orquestra da Ópera de Zurique. As audições terminaram hoje, dia 30 de Junho, com o resultado final favorável à flautista portuguesa.

Junta-se assim aos seus colegas portugueses: Filipa Nunes (clarinete), Samuel Bastos (oboé), Ricardo Carvalhoso (tuba) e Marco Silva (trompete, Academista da Orquestra).

Rute Fernandes tinha vencido recentemente a audição para 2º Flauta e Flautim na Sinfonieorchester St. Gallen, na Suíça. Está também a estudar na Musikhochschule em Lucerna.

Para mais informação consulte o site oficial.

Novo CD de Carlos Alves

Novo CD de Carlos Alves

É já no próximo domingo, dia 28 de Junho, o lançamento do novo disco "DIVINE" do clarinetista Carlos Alves, às 18h no Centro de Cultura Contemporânea de Castelo Branco. A apresentação será feita pelos diretores comerciais da Buffet Crampon: Giancarlo Isoldi (Diretor Comercial para a Europa) e José Tomas (Diretor Comercial para a Península Ibérica).

Carlos Alves, Artista Buffet Crampon Oficial, foi convidado pela Buffet Paris para gravar um CD com novo modelo de clarinete DIVINE, do qual é o rosto português.
 

http://www.clarinete.pt/

Nuno Coelho

Nuno Coelho ganha lugar de maestro assistente na Nederlands Philarmonic Orchestra

Nuno Coelho ganhou o lugar de maestro assistente na Nederlands Philarmonic Orchestra (o maestro principal é Marc Albrecht). As provas decorreram na semana passada e culminaram com a escolha do jovem português, que irá iniciar as suas novas funções em Setembro. Ao longo dos dois anos de contrato, Nuno Coelho vai assistir em concertos sinfónicos no Concertgebow, um projeto com a orquestra de câmara e também na Ópera de Amesterdão (onde a orquestra faz cerca de seis produções por temporada), são mais de sete programas sinfónicos, além da ópera e dos projetos do serviço educativo.

Atualmente a estudar Direção de Orquestra na Zürcher Hochschule der Künste com Johannes Schlaefli, Nuno Colho começou a interessar-se pela Direção há quatro anos, quando a escolheu como disciplina opcional. Este ano foi também aceite no Dirigentenforum do Deutsche Musikrat, uma plataforma de formação e promoção de jovens maestros na Alemanha. Tem também participado em masterclasses com B. Haitink, Esa-Pekka Salonen, N. Järvi e G. Rozhdestvensky.

Fundou a Phoenix Chamber Orchestra em Brussels, com a qual tem organizado concertos que vão desde o barroco até à música contemporânea em diversas formações, desde a música de câmara até orquestra sinfónica. Teve a oportunidade de dirigir várias orquestras, como a Musikkollegium Winterthur, Lucern Festival Strings, Gstaad Festival Orchestra, Hradec Filharmonic, entre outras.

Após concluir o Conservatório de Música do Porto em 2007, estudou Violino em Klagenfurt e completou mais tarde o Mestrado no Conservatório Real de Bruxelas com Yuzuko Horigome. Como solista actuou com a Kärntner Sinfonieorchester, Jeugd&Muziek Antwerpen e por diversas vezes com a Kammerakademie Klagenfurt, com obras de Prokofiev, Ravel, Bach, Elgar e Pärt. Desde 2014 é Bolseiro da Fundação Gulbenkian.

Pedro Pinto

Pedro Pinto selecionado para estágio internacional no Mónaco

Pedro Pinto, aluno da Escola Profissional de Música de Viana do Castelo, na classe de Percussão do professor Jean-François Lézé, foi selecionado para a L’Orchestre d’Application, num estágio internacional que decorre esta semana, 21 a 28 de Junho, no Mónaco, sob a direção de Alessandro Crudele. O professor de Percussão da Académie Rainier III, ex-diretor e membro fundador do agrupamento Les Percussions de Strasbourg, irá orientar e desenvolver o trabalho do naipe de Percussão, juntamente com o timpaneiro solista da Orquestra Filarmónica de Monte Carlo.

O estágio de Pedro Pinto insere-se num projeto de intercâmbio musical que envolve a Académie Rainier III, a Escola Profissional de Música de Viana do Castelo, a Orquestra Filarmónica de Monte Carlo, os Bailados do Mónaco, a Academia de Dança Princesa Grace, entre outras estruturas musicais estrangeiras e da França, como conservatórios superiores de música. Assim, estas sessões de formação orquestral têm como objetivos oferecer aos melhores alunos europeus uma experiência profissional de alto nível.

Criado pela Orquestra Filarmónica de Monte Carlo e pelo seu maestro Gianluigi Gelmetti, com o apoio especial da Princesa Carolina de Hanovre, este projeto oferece a cinquenta alunos de várias escolas da Europa, a preparação na profissão de instrumentista de orquestra. Durante as sessões de trabalho, os estudantes são orientados pelos solistas da Orquestra Filarmónica de Monte Carlo e pelos professores da Académie Rainier III.

PianoPorto

PianoPorto - a primeira maratona de 24 horas de piano

 

Entre os dias 6 e 7 de Junho o Porto recebeu o PianoPorto - a primeira maratona de 24 horas de piano em Portugal. Por um dia inteiro, o piano fez-se ouvir por toda a cidade do Porto, a solo e em ensembles, da clássica ao jazz. Percorrendo um circuito no coração da cidade, o PianoPorto teve início às 12h do dia 6 no Conservatório de Música do Porto e deslocou-se em várias etapas ao longo de 24 horas, seguindo pelo Palacete Viscondes de Balsemão, o Ateneu Comercial do Porto, o Teatro Municipal Rivoli, o Clube Fenianos Portuenses, o Edifício AXA - Porta-Jazz, a Estação de São Bento, e encerrando no seu regresso ao Conservatório. Nesta inédita viagem, os convidados especiais Pedro Burmester, Madalena Soveral, Carlos Azevedo e Paulo Gomes partilharam o palco e a sua arte com 130 jovens músicos das escolas artísticas públicas de todo o país, que se apresentaram numa grande mostra do que de melhor se faz neste instrumento na atualidade nacional. 

Organização: Conservatório de Música do Porto em coprodução com a Câmara Municipal do Porto.  

duo

Duo de Portugueses em digressão pela Rússia e Índia

 

Pedro Emanuel Pereira (pianista) e Álvaro Pereira (violinista) estiveram em digressão pela Rússia e Índia, levando na sua bagagem obras de compositores portugueses, assim como clássicos da música erudita europeia. Na capital da Sibéria foram acompanhados pela Orquestra Filarmónica de Novosibirsk, nos concertos para violino e orquestra de Luís de Freitas Branco e para piano e orquestra, nº1, de Sergei Prokofiev.

Em Goa, Índia, acompanhados pela Orquestra de Câmara de Goa, interpretaram mais obras portuguesas de compositores como Joly Braga Santos, Óscar da Silva, António Fragoso. Ainda visitaram a escola Child’s Play Foundation que integra crianças de classes sociais baixas da Índia tendo como objetivo dar alguma esperança de futuro através da música. 

Vasco Barbosa

Concerto dos Laureados do Concurso Vasco Barbosa

Concerto dos Laureados do Primeiro Concurso Nacional para Cordas “Vasco Barbosa”

Camerata Atlântica

Ana Beatriz Manzanilla direção artística

7 de junho - 11h00 - Sala Luís de Freitas Branco (CCB)

Francisco Esteves-Violino, 1º Prémio categoria infantil

José Sebastião Trigo- contrabaixo, 1º Prémio ex aequo

António Cortez Marques-violoncelo, 1º Prémio ex aequo categoria infantil

Miguel Sobral Sobrinho-viola, 1º Prémio categoria juvenil

Matte Lafiton-violoncelo, 1º premio ex aequo categoría infantil

Domingos Ribeiro- Contrabaixo, 1º Prémio ex aequo

Inês Paiva-violoncelo, 1º Prémio categoria juvenil

Maria Francisca de Portugal Ferreira-violino, 1º Prémio categoria juvenil

 

A primeira edição do Concurso Nacional para Cordas Vasco Barbosa pretende dar a conhecer às novas gerações de instrumentistas de cordas de Portugal a inesquecível figura de violinista de craveira internacional, professor Vasco Barbosa, o qual levou ao mais alto patamar a interpretação do repertório violinístico dos grandes concertos para violino e orquestra e da música de câmara, com especial atenção à música portuguesa, destacando-se ainda o seu desempenho como concertino de importantes orquestras do panorama musical português.

A Academia Portuguesa das Artes Musicais e a Camerata Atlântica pretendem que a trajetória e o exemplo do mestre sirvam de inspiração para os jovens instrumentistas que queiram demonstrar as suas qualidades musicais neste concurso, oferecendo-lhes a oportunidade de atuarem a solo num palco de reconhecido prestígio como é o do CCB.

Maestro António Vitorino d'Almeida

Prémio Autores SPA 2015

A cerimónia de entrega do Prémio Autores 2015 decorreu no passado dia 25 de maio, no Auditório dos Oceanos (Casino de Lisboa).

Estes prémios servem para galardoar o que de melhor foi feito no campo artístico como cinema, artes visuais, televisão, literatura, rádio, dança, teatro, música, melhor programação cultural autárquica e prémio vida e obra de autor nacional.

Vencedores do Prémio Autores SPA, em Música:

Melhor Trabalho de Música Popular foi “A vida Secreta das Máquinas” de Rodrigo Leão;

Melhor Trabalho de Música Erudita foi “UMinho” de António Victorino d’Almeida;

E ainda, o Prémio Melhor Programação Cultural Autárquica foi atribuído à Câmara Municipal do Porto.

 

http://www.spautores.pt/

título da imagem

Guilherme Sousa na Academia da BR

Guilherme Sousa, jovem músico do ano 2013, foi admitido na Academia da BR (Symphonieorchester des Bayerischen Rundfunks) em Munique.

Leia a entrevista Da Capo no âmbito do PJM 2013.  

 

 

 

Francisco Couto

Francisco Couto na Finnish National Opera Orchestra

Francisco Couto, trombonista português, ganhou o lugar de trombone tenor e baixo (wechselposaune) na  Finnish National Opera Orchestra, em Helsinquia, Finlândia.

 

Leia também a entrevista que Francisco Couto deu à Da Capo, em 2014

título da imagem

Horacio Ferreira laureado no Prague Spring

Horácio Ferreira foi laureado com uma Mensão Honrosa no Prag Spring, na República Checa. O vencedor foi o Coreano Sangyoon Kim,o segundo prémio foi atribuido a Anna Paulová (R.Checa) e o terceiro prémio ao Francês Franck Russo.

Para mais informação consulte o site oficial.

 

 

título da imagem

Virgilio Oliveira vence audição em Munique

Virgílio Oliveira, venceu ontem a audição para 2º Fagote e Contrafagote no Staatstheater am Gärtnerplatz em Munique. Virgílio fará companhia à sua colega também Portuguesa e Fagotista, Raquel Saraiva.

Para mais informação consulte o site oficial. 

 

 

 

Penderecki music

Portugueses na Orquestra Penderecki

Portugueses selecionados para o estágio de Orquestra Penderecki Musik Akademie Westfalen 2015:

Frederico Lourenço, violino - ESART

Ana Sofia Sousa, viola - ESART

Paula Midão, trompa, ESML 

Marta Foley, contrabaixo, Conservatório de Aveiro

Após realização de provas através do envio de vídeos, os jovens músicos foram selecionados para integrarem o estágio de Orquestra que terá lugar na Polónia entre 6 e 27 de julho. A Orquestra contará com cerca de 55 jovens de todo o mundo, sendo a idade limite os 26 anos de idade.

O diretor artístico da European Krzysztof Penderecki Center for Music em Luslawice, Polónia, é o próprio compositor e maestro Krzysztof Penderecki que irá, em conjunto com o maestro polaco Maciej Tworek, dirigir o estágio e respetivos concertos. Após alguns dias de ensaios na Polónia, a Orquestra entrará em digressão pelas localidades polacas de Luslawice e Wroclaw e pela Alemanha em Westfalen, Bocholt, Coesfeld, Dorsten e Heiden. Serão interpretadas obras de Mozart, Beethoven, Mendelssohn, Shostakovich e Penderecki.

Mais informações em: http://www.musikakademie-westfalen.de/index.php/home-18.html

Armida

Estreia moderna mundial da ópera ARMIDA, de Myslivecek

 

Nos dias 22 e 23 de maio de 2015, a Orquestra Metropolitana de Lisboa e o coro Voces Caelestes, pelas 21h, no Pequeno Auditório do Centro Cultural de Belém (CCB) apresentarão a recuperação do manuscrito da partitura e estreia moderna da ópera Armida.

 

Solistas: 

Joana Seara (soprano), 

Carla Caramujo (soprano), 
Eduarda Melo (Soprano), 

Sónia Alcobaça (Soprano)
Leila Moreso (mezzo-soprano), 

Marco Alves dos Santos (tenor)
 

Direção teatral: Luca Aprea
Espaço Cénico: Luca Aprea e Stefano Riva
Guarda-roupa: José António Tenente
Desenho de luzes: Miguel Cruz
Maestro do coro: Sérgio Fontão 
Maestro: João Paulo Santos

Preçário: 10 a 12€

 

Armida é uma ópera em três atos do compositor checo Josef Mysliveček. Foi estreada no dia 26 de dezembro de 1779 no então recém-construído Alla Scala de Milão, em resposta a um convite que lhe foi dirigido pelo Governador do Ducado. O libreto consiste da adaptação de um outro, homónimo, que o francês Philippe Quinault escreveu para uma tragédia lírica de Jean-Baptiste Lully, em 1686. Quinault, por sua vez, inspirara-se no poema épico do italiano Torquato Tasso Gerusalemme liberata (Jerusalém Libertada), datado de 1581. Tasso apresenta aí uma versão ficcionada de um episódio da Primeira Cruzada, em que, no final do século XI, o Papa enviou cavaleiros cristãos para libertar a cidade de Jerusalém, que se encontrava cercada pelos mouros.

O enredo desenvolve-se em torno do infortunado amor de Armida, uma feiticeira, princesa herdeira do reino da Síria, por Rinaldo, o mais afamado cavaleiro do exército cristão. Ela apaixona-se no momento em que se preparava para o matar. Não resiste então a utilizar os seus poderes mágicos para que também ele se enamorasse dela. Logo se arrepende de o ter feito, e apela ao Espírito do Ódio para que a liberte, a si mesma, do sentimento que a tomou. Em vez disso, o Espírito condena-a a um amor eterno. Quando, por fim, os soldados romanos conseguem libertar Rinaldo do feitiço, Armida implora-lhe que a leve como prisioneira. Rinaldo recusa, e parte.

Esta mesma narração de Tasso esteve na base de muitas outras óperas, de compositores como Monteverdi, Lully, Händel, Jommelli, Haydn, Gluck, Rossini, Brahms e Dvořák.


Bilhetes a venda na bilheteira do CCB e na Ticketline
 

título da imagem

Edgar Cardoso vence concurso em Itália

O pianista português Edgar Cardoso, de 23 anos, ganhou o 1º Prémio no 10° Concorso Internazionale "MUSICA INSIEME", em Itália. A competição decorreu de 30 de abril a 3 de maio, em Veneza.

 

http://www.edgar-cardoso.com/

http://www.youtube.com/user/edgarcardosopiano

https://www.facebook.com/edgarcardosopiano

Manuel Araújo

Manuel Araújo vence concurso em Paris

O pianista português Manuel Araújo venceu o Primeiro Prémio do 89th Concours International Léopold Bellan, em Paris, um concurso histórico que já premiou quase todos os artistas de topo de França. Manuel Araújo já tinha sido disntiguido este ano com a selecção para o 34th Yokohama International Piano Concert Prize, que inclui uma digressão pelo Japão.

Manuel Araújo nasceu no Porto, em 1983. Iniciou os seus estudos musicais aos 5 anos de idade, em regime particular, com os professores Norma Graça-Silvestre e Felipe Nabuco Silvestre. Seguiu os estudos na Holanda, sob orientação de Aquiles Delle Vigne, diplomando-se “Cum Laude” na Codarts, Escola Superior das Artes de Roterdão. Ainda hoje segue os conselhos do mestre Argentino. É actualmente doutorando da Universidade de Coimbra.

Estreou-se como profissional no ano 2000, após obter por unanimidade o 1°. Prémio Nacional de Jovens Pianistas da Fundação Rotária Portuguesa, dedicado a Helena Sá e Costa e com júri presidido pela mesma. Obteve o primeiro prémio em diversos concursos em Portugal, Holanda, Espanha, Bélgica e Itália, nomeadamente em S. Sebastião (Espanha), Mascia Masin e F. Zadra (Itália), Primavera Pianistica (Bélgica), Codarts Virtuoso Piano Competition (Holanda) e o Prémio Especial  Luso-Brasileiro Maria Campina.

Foi também premiado pelo Concurso Internacional de Piano Interfest ( Macedónia), no Prémio Jovens Músicos RDP e pela Juventude Musical Portuguesa. Recebeu prémios especiais do júri no Concurso Internacional Cidade de S. Sebastião (Melhor interpretação de Scriabin) e no Concurso Musical Internacional “Riviera del Conero”  (Jovem Talento). Foi um dos 36 finalistas do Concurso Internacional de Piano da Austrália em Sydney e um dos oito semifinalistas, entre todos os instrumentos, do prestigioso Vriendenkrans Concours da Orquestra Concertgebouw, no Concertgebouw de Amsterdão. Obteve o Prémio Vianna da Motta “Melhor Pianista Português 2010”.

Actuou em Portugal, Espanha, Holanda, Israel, Austrália, Itália, Alemanha, Rússia, Bélgica, Brasil, Austria e Macedónia. Destacam-se as suas actuações no Teatro Imperial Hermitage e no Teatro Briantzev em S. Petersburgo, no Stadsschouwburg e Concertgebouw de Amsterdão, no Lucent de Haia, na Sala Philips do Stadsschouwburg de Eindhoven, no Theater aan het Vrijthof em Maastricht, noTheater De Vest em Alkmaar e nos Schouwburg de Roterdão, Utreque e Leiden.

Dedica-se com regularidade à divulgação do património musical português. Efectuou primeiras audições modernas e estreias mundiais de obras de Frederico de Freitas, J. D. Bomtempo, Nicolau Ribas e António Fragoso. Foi-lhe dedicada a obra “Bamboleio”, de Alexandre Delgado.

Actuou com transmissão em directo para a Antena 2 da RDP e para a ABC Classic (Austrália). Tem dois discos gravados para o selo Codarts, com obras de Prokofiev e Stravinsky.

Foi professor assistente da piano da Escola Superior de Música de Roterdão (Codarts) e da Schola Cantorum de Paris. É actualmente subdirector artístico e professor da Academia Internacional de Música “Aquiles Delle Vigne”, em Coimbra.

http://manuelaraujo.net/

Daniel Davis

Daniel Davis no Prémio Autores 2015

O jovem compositor Daniel Davis foi nomeado para o Prémio Autores 2015, na categoria Música - Melhor Trabalho de Música Erudita pela obra "Courage... To Follow the Way".

O compositor de 24 anos concorre com outros dois nomeados: o Maestro Victorino d'Almeida com "UMInho" e Luís Tinoco, com "Lídia".

 

http://www.danieldaviscomposer.com/

título da imagem

Rute Fernandes vence audição na Suiça

Rute Fernandes venceu hoje a audição para 2º Flauta e Flautim na Sinfonieorchester St.Gallen, na Suiça. Actualmente Rute estuda na Musikhochschule em Lucerna. 

Para mais informação consulte o site oficial.

 

EUYO

European Union Youth Orchestra

São onzes os portugueses selecionados para a Jovem Orquestra da União Europeia:

Carlos Leite (trompete)
Sérgio Fernandes Pires (clarinete)
Sofia Sousa (viola)
Francisco Lima Santos (violino)
Rui Pedro Rodrigues (contrabaixo)

Reservas
Luzia Vieira (contrabaixo)
João Miguel Moreira da Silva (Oboé)
Daniel Casal Mota (Fagote)
Flávio Barbosa (Trompa)
José Moreira (contrabaixo).

título da imagem

Filipe Alves vence audição na STAATSKAPELLE BERLIN

O trombonista Filipe Alves, venceu hoje a audição para trombone Solo na Staatskapelle Berlin. A Staatsoper em Berlim, é um dos teatros mais aclamados de Ópera na Europa, a orquestra tem como maestro titular o pianista e maestro Daniel Barenboim. Actualmente Filipe é o trombonista da Staatsoper Hamburg.

Para mais informação consulte o site oficial.

título da imagem

Portugueses na Orquestra do Mediterraneo 2015

São seis os portugueses seleccionados para a Orquestra de Jovens do Mediterrâneo. Vão estar no Sul de França de 2 a 26 de Julho.

David Silva - flauta

João Miguel Silva - oboé 

Alain Rosa - clarinete 

Álvaro Machado - contrafagote

Carolina Alves - trompete

José Carrilho - trompete

Ricardo Vieira - violino

Josefina Fernandes - violino

Oksana Kurtash - violino (não é portuguesa mas estuda em Castelo Branco)

Domingos Ribeiro - contrabaixo

 

De 2 a 9 Julho 2015

Le Monstre du labyrinthe de Jonathan Dove
Direcção - Sir Simon Rattle

 

De 13 a 26 Julho 2015

Sessão Sinfónica

Direcção - Carlo Rizzi

Para mais infomação consulte o site ofcial.

 

 

horn

1º Festival Horn Project

Já está confirmado o 1º festival Horn Project em Portugal. Este festival decorrerá nos dias 15, 16 e 17 de maio de 2015 na Escola de Música do Conservatório Nacional, em Lisboa.

O festival contará com masterclasses, palestras, exposições e concertos.

 

O 1º festival terá como professores:

Paulo Guerreiro: Trompa solo da Orquestra Sinfónica Portuguesa/ESML/ESART;

Gabrielle Amarù: Trompa Solo da Orquestra Gulbenkian;

Nuno Vaz: Trompa Solo da Orquestra Metropolitana/ANSO/ESMAE;

Jonathan Luxton: ex-Trompa solo da Orquestra Gulbenkian

 

Organização: Horn Project

 

Mais informações 

Andreia Pinto-Correia

Andreia Pinto-Correia vence Prémio Guggenheim em Nova Iorque

A John Simon Guggenheim Memorial Foundation e o The New York Times anunciaram ontem, 9 de Abril, a lista dos nomes dos premiados de 2015, entre os quais se encontra o da compositora portuguesa Andreia Pinto-Correia.

Este prémio de carreira constitui um dos mais prestigiados dos Estados Unidos da América, o qual “se destina a candidatos que demonstrem excepcional capacidade académica e excepcional criatividade artística”. Entre os anteriores premiados encontram-se Prémios Nobel, Fields Medal e Poetas Laureados dos Estados Unidos.

Os nomes ontem tornados públicos foram seleccionados, de entre mais de três mil candidatos, por diferentes júris constituídos por cientistas, académicos e especialistas em cada uma das áreas. O prémio de valor monetário destina-se a apoiar o trabalho individual pelo período de um ano.

título da imagem

MARCO RAFAEL FERREIRA RODRIGUES, Vencedor Programa de Bolsas YMFE

Marco Rafael Ferreira Rodrigues foi o vencedor da Audição final das Bolsas YMFE (Yamaha Music Foundation of Europe 2015), as provas realizaram-se na ESML (Escola Superior de Música de Lisboa) .

Este ano a categoria a concurso era SOPRO METAL e o vencedor foi o Marco, de 17 anos de idade, estudante de trombone na ARTAVE - Escola Profissional Artística Do Vale Do Ave – SANTO TIRSO.

A YAMAHA MUSIC FOUNDATION (YMF) foi criada em 1966, no Japão, com o propósito de estimular o aperfeiçoamento e execução musical, bem como o disfrutar da música, entre pessoas de todo o mundo.

Para mais informação consulte o site oficial.

Alunos de Rodolfo Vieira vencem concuso em Chicago

Alunos de Rodolfo Vieira vencem concuso em Chicago

O português Rodolfo Vieira viu os seus alunos ganharem o 1º Prémio do 3rd Annual A.N. & Pearl G. Barnett Chamber Music Competition, nos Estados Unidos da América.

O Fortis Piano Quartet, o grupo vencedor, é constituído por Joshua Brown e Kitsho Hosotani, violino/viola, Nathan Mo, violoncelo, Daniel Szefer, piano, orientados por Tatyana Stepanova e Rodolfo Vieira.

 

 

Lisbon International Clarinet Competition

Lisbon International Clarinet Competition

Resultados do 3º Lisbon International Clarinet Competition

1º Prémio: Matteo Mastromarino

2º  Prémio: Carlos Ferreira

3º Prémio: Vitor Trindade

 

http://cultivarte.pt/

Duo Piaolin vence Concurso de Alcobaça

Duo Piaolin vence Concurso de Alcobaça

O grande vencedor do 1º Prémio do IV Concurso Internacional de Música de Câmara “Cidade de Alcobaça” (CIMCA) foi o Duo Piaolin, depois de decorrida a Final da Categoria Sénior durante o dia 26 março. no Cine-Teatro de Alcobaça – João d’Oliva Monteiro. Este grupo leva assim para casa um cheque no valor de 4000 euros e a oportunidade de realizar concertos na temporada de 2016 do Cistermúsica – Festival de Música de Alcobaça, do Festival Internacional de Música de Câmara de Sttellenbosch (África do Sul) e do Festival Internacional de Música de Maputo.

Nas restantes posições, ficou o Duo Shalamov, que ocupou o 2º lugar (Prémio no valor de 2000 euros), cabendo a 3ª posição ao Duo L (Prémio no valor de 1000 euros), tendo o Júri decidido ainda atribuir uma Menção Honrosa ao Sforzanduo.

 Face Two Phase

Face Two Phase vencem Concurso de Alcobaça

A Final da Categoria Júnior no IV Concurso Internacional de Música de Câmara “Cidade de Alcobaça” (CIMCA), decorrida durante a manhã do dia 25 de março, no Cine-Teatro de Alcobaça – João d’Oliva Monteiro, entregou o 1º Prémio ao duo espanhol Face Two Phase (Percussão), não tendo atribuído o 2º Prémio e dando o 3º Prémio ex-aequo ao RisolutoQuintet e ao Quarteto Werther.

Assim, será o Face Two Phase a atuar durante o último dia do CIMCA, 27 de março, data em que se realiza a Cerimónia de Entrega de Prémios e o Concerto dos Laureados, pelas 21h00, evento aonde se juntará também o vencedor da Categoria Sénior.

 

título da imagem

Orquestra Gulbenkian em Paris

A Orquestra Gulbenkian está em Paris e participará na produção de Le Pré Aux Clercs, ópera de Ferdinand Hérold estreada na capital francesa em 1833. Paul McCreesh, dirigirá e a encenação será de Éric Ruf. O elenco de cantores é formado por Marie Lenormand, Marie-Eve Munger, Jael Azzaretti, Michael Spyres, Emiliano Gonzalez Toro, Eric Huchet e Christian Helmes.

Le Pré Aux Clercs será apresentada na Opéra Comique, entre 23 de Março e 2 de Abril. Dia 8 de Abril será apresentada em Portugal, no Grande Auditório da Fundação Calouste Gulbenkian em Lisboa.

 

Coro da Nova

Orquestra Académica Metropolitana e Coro da Universidade Nova de Lisboa

Esquecemo-nos, por vezes, que também as grandes figuras da História da Música foram jovens. Pois, neste concerto, os jovens músicos da Academia Nacional Superior de Orquestra da Metropolitana interpretam duas obras escritas no início das carreiras de Franz Schubert e Richard Strauss. A vivacidade própria daquela fase da vida, o entusiasmo pelo domínio de uma arte tão exigente, irradiam na leitura de cada um dos compassos destas partituras. Para o fazer, a orquestra divide-se em duas metades. Primeiro, os sopros interpretam uma suíte composta por quatro peças que Richard Strauss completou aos vinte anos de idade. Já antes havia escrito uma obra semelhante, também para treze instrumentos de sopro, porventura uma alusão à célebre Serenata n.º 10 de Mozart, ainda que não respeitando rigorosamente a mesma combinação de instrumentos. A desenvoltura melódica e a sagacidade da orquestração despertaram a atenção de várias personalidades. Surgiu então o desafio para compor um trabalho mais ambicioso, num modelo semelhante. Curiosamente, a estreia desta nova suíte, em 1884, proporcionou que R. Strauss dirigisse pela primeira vez uma orquestra em público. Ele viria a ser também um extraordinário maestro.

Já às cordas da orquestra, é confiada a revelação da faceta religiosa de Schubert, de quem conhecemos, sobretudo, as canções, música de câmara e sinfonias. Apesar de não ter sido um católico muito devoto, o compositor austríaco escreveu seis missas completas, esta segunda quando ainda contava dezoito anos. Juntam-se aqui três cantores solistas e um coro, o Coro da Universidade Nova de Lisboa. É uma missa que transborda energia e simplicidade, mantendo uma pulsação cadenciada que favorece a contemplação espiritual. Pelo seu encanto, a secção do Credo é frequentemente interpretada separadamente.

 

Marisa Figueira - Soprano

Pedro Cachado - Tenor

José Bruto da Costa - Baixo

 

Maestro do Coro - João Valeriano

Maestro Jean-Marc Burfin

Alunos do Curso de Direção de Orquestra da Metropolitana

 

Sexta, 27 de março, 21h - Auditório da Reitoria da Nova (Campus de Campolide)

Sábado, 28 de março, 21h30 - Fórum Municipal Luísa Todi, Setúbal

Domingo, 29 de março, 17h30 - Auditório Sra. Boa Nova, Estoril

 

 

metropolitana

O Barroco Concertante: Telemann, Händel e Bach

 

A tríade de mestres do pleno Barroco alemão

Sexta, 20 de março de 2015, 21h30, no Palácio Foz, Lisboa

 

Janete Santos: Flauta

António Carrilho: Flauta de bisel

Ana Pereira: Violino

Ágnes Sárosi: Violino

José Teixeira: Violino

 

Nicholas Kraemer: Maestro

 

Orquestra Metropolitana de Lisboa

 

A música do Período Barroco tem um encanto irresistível. Os maneirismos e a opulência característicos dos cerimoniais aristocráticos revestem-na de uma formalidade distante. Mas a intensidade dos afetos e das emoções é arrebatadora. Isso deve-se, em grande medida, ao estilo concertante, que revolucionou a prática musical nos séculos XVII e XVIII. Distingue-se pelos efeitos contrastantes, ruturas inesperadas, confrontos sonoros entre os instrumentos, alternâncias abruptas de andamentos lentos com outros rápidos, a confluência do rigor e da improvisação. Neste concerto o maestro escocês Nicholas Kraemer dirige, à frente da Orquestra Metropolitana de Lisboa, um programa dedicado ao barroco germânico, com música de três dos compositores mais representativos daquele estilo musical. A beleza da ária da Suíte Orquestral n.º 3 de J. S. Bach não passará, decerto, despercebida.

 

Bilhetes à venda na ticketline ou locais habituais.

título da imagem

III Ciclo de Requiem, Coimbra 2015

Foi numa Sé Velha de Coimbra completamente cheia que teve início o III Ciclo de Requiem. Em “palco”, cerca de 130 músicos – do Coro Sinfónico Inês de Castro (CSIC), da Orquestra de Espinho e os solistas Ângela Alves, Cátia Moreso, Miguel Leitão e Luís Pereira –, sob a direção do maestro Cesário Costa, interpretaram o “Requiem em Ré m” de Mozart. “O concerto correu muito bem! Como era expectável, foi uma interpretação de grande qualidade”, considerou Artur Pinho Maria. Ao agrado do diretor artístico do CSIC, junta-se o feedback positivo do muito público que assistiu a este primeiro concerto do III Ciclo de Requiem: “A par da nossa satisfação enquanto organização, há também os comentários do público, que foram muito positivos. Mais uma vez, é extremamente confortante e motivador perceber que os conimbricenses e não só – porque esteve muita gente de outras localidades – estão connosco e prova disso é que lotaram por completo este espaço”. “Estou extremamente satisfeito”, concluiu Artur Pinho Maria. Ainda antes do concerto, também o Monsenhor João Evangelista, da Sé Velha de Coimbra, deu conta da “importância de iniciativas como o III Ciclo de Requiem, na divulgação do património de Coimbra e em particular da Sé Velha”. De notar, a este respeito, que quatro dos cinco concertos deste Ciclo terão lugar precisamente na Sé Velha de Coimbra. O próximo espetáculo será já no próximo sábado, dia 21, pelas 21h30, na Sé Velha de Coimbra. O Coro dos Pequenos Cantores de Coimbra e o Coro do Departamento de Comunicação e Arte da Universidade de Aveiro, acompanhados pela Filarmónica das Beiras, sob a direção de António Vassalo Lourenço, apresentam a “Paixão Segundo São Mateus” de Bach. Serão solistas Fernando Guimarães e Nuno Dias.

metro

Temporada Clássica da Metropolitana, Música Íntima

 

Temporada Clássica da Metropolitana, Música Íntima

Sábado, 28 de março de 2015, às 21H30, no Teatro Thalia, em Lisboa

 

Nuno Silva: Clarinete

Ana Pereira: Violino

José Teixeira: Violino

Joana Cipriano: Viola de Arco

Ana Cláudia Serrão: Violoncelo

 

PROGRAMA:

Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791) – Quinteto com Clarinete em Lá Maior, K. 581 (1789)

 I. Allegro

 II. Larghetto

 III. Minuetto

 IV. Allegretto con variazioni

 

Johannes Brahms (1833-1897) – Quinteto com Clarinete, Op. 115 (1891)

 I. Allegro

 II. Adagio - Più lento

 III. Andantino - Presto non assai, ma con sentimento

 IV. Con moto

 

Quando se junta um instrumento de sopro à formação clássica do quarteto de cordas florescem inúmeras possibilidades criativas, mas também surgem dificuldades antes inexistentes. Desde logo em virtude da coerência sonora, por se tratar de identidades tímbricas tão distantes. Depois, é grande a tentação de fazer destacar uma parte solista. Os Solistas da Metropolitana interpretam aqui dois quintetos para clarinete e cordas assinados por dois grandes mestres da Música de Câmara. Separados por um século de História, em fases distintas do desenvolvimento técnico do instrumento, Mozart e Brahms deixaram-se seduzir pela arte de dois grandes clarinetistas das respetivas épocas e dedicaram-lhes duas obras emblemáticas do repertório clássico.

título da imagem

Grande Estreia da Orquestra de SOPROS da Covilhã

Casa cheia na Igreja da Estação para assistir a aplaudir efusivamente o IX Concerto de Primavera, que assinala a estreia da Orquestra de Sopros da Covilhã (OSC) da melhor forma. Uma organização da Banda da Covilhã com o apoio da Câmara Municipal da Covilhã, União de Freguesias da Covilhã e Canhoso, Paróquia de S. Pedro e Amigos da Banda.

 

Sob a direção musical do maestro Luís Clemente, direção artística de Eduardo Cavaco, tendo como convidados o coro “New Wave Chorus” de Castelo Branco, solista em flauta transversal Ana Lucas, a orquestra apresentou programa exigente, diversificado, e que teve como mote o oriente e ocidente. No final o público aplaudiu de pé longamente. 

 

Quanto ao programa a OSC, interpretou Westfort Overture de Jacob de Haan, A Longford Legend de Robert Sheldon, Concertino for Flute Solo de Cécile Chaminade, Orient et Occident op.25 de Camille Saint-Saens, Missa Pro Pace para Banda e Coro de Daniele Carnevalli e Carmen Suite de Georges Bizet.

 

Orquestra de Sopros da Covilhã: A Orquestra de Sopos da Covilhã (OSC) é o culminar de um processo de nove anos de trabalho, da evolução natural da filarmónica covilhanense, de múltiplas experiências, e que resultam da conjugação de uma forte aposta na formação e promoção da música ao mais alto nível. Um sonho que vai ser uma realidade na cidade e na região. A Orquestra de Sopros da Covilhã é constituída por 50 músicos, na sua maioria jovens pautando-se por dar visibilidade aos jovens instrumentistas, jovens maestros e compositores nacionais e internacionais. Para o ano 2015-2016 estão previstas 16 atuações, incluindo uma digressão nacional e outra ao estrangeiro. Tem como maestro titular o maestro Luís Clemente e conta com Eduardo Cavaco na direção artística. Representa o mais recente projeto da Banda da Covilhã, instituição de Utilidade Pública e Mérito Municipal.

 

New Wave Chorus: O New Wave Chorus foi criado no início do ano de 2015 pela professora Armanda Patrício. Integra mais de vinte jovens entre os catorze e os dezoito anos de idade que têm, na Música, um denominador comum, já que todos eles estão ou estiveram matriculados no ensino artístico especializado da Música. Pretende continuar a desenvolver o seu talento vocal, trabalhando um reportório variado em diversos idiomas, estilos e épocas, a quatro vozes mistas (SATB), a cappella ou em colaboração com formações instrumentais. Tem o apoio do Instituto Politécnico de Castelo Branco, através da cedência do espaço para os ensaios, na Escola Superior de Artes Aplicadas. Quinze dias após a sua formação, recebeu o convite da Banda da Covilhã para participar no IX Concerto de Primavera, com o tema “Ocidente e Oriente”, que decorreu no dia 15 de Março de 2015, aceitando-o com o maior prazer e que acabou por trazer uma responsabilidade acrescida ao projeto inicial.

Edgar Cardoso

Edgar Cardoso laureado em Belgrado e Londres

Edgar Cardoso, pianista de 23 anos residente em Londres, foi laureado com o 2º Prémio e com o Prémio Especial para a melhor interpretação de Chopin no Concurso de Piano Belgrade Chopin Fest, na Sérvia (26-27 de fevereiro).

Sendo um concurso de enfoque nas obras de Chopin, o Prémio Especial Chopin assumiu grande importância no evento, ao permitir a Edgar tocar para mil pessoas na Kolarac Concert Hall, a maior e mais importante sala de concertos na Sérvia.

Edgar foi ainda convidado a substituir uma pianista ausente do prestigiado festival Belgrade Chopin Fest com um recital a solo na MS Stankovic Concert Hall, após o qual recebou convites para futuros compromissos não só na Sérvia como também na República Checa.

Uma semana depois, no dia 6 de março, venceu o Concurso Alfred Kitchin em Londres, também dedicado a obras de Chopin.

Estes três prémios somam-se assim aos mais de quarenta prémios já obtidos por Edgar Cardoso a nível internacional. Para mais informação consulte o site do pianista www.edgar-cardoso.com

Os resultados do concurso sérvio podem ser consultados em http://www.belgradechopinfest.com/bcf/home/

 

ciclo master

Duas centenas de jovens participaram no Ciclo de Masterclass EPABI 2015

Entre os dias 14 e 21 de Fevereiro de 2015, a Escola Profissional de Artes da Covilhã realizou a quinta edição do Ciclo de Masterclass EPABI, que este ano contou com a participação de 20 professores convidados, de escolas superiores de Portugal e do Conservatório Real de Haia, na Holanda, para ministrar cursos de aperfeiçoamento musical nos diferentes instrumentos existentes na escola.

Este ano, para além da participação dos 115 alunos da EPABI, do 7º ao 12º ano de escolaridade, participaram também 103 jovens músicos, externos à instituição, provenientes de diferentes regiões do país, de Norte a Sul.

Ao longo dos anos, tem aumentado o número de jovens participantes, com o objetivo de contatarem e trabalharem, de forma intensiva, com professores de nível superior e que constituem referências, de renome nacional e internacional, quer na prática docente, quer como instrumentistas.

Este ano, registou-se a iniciativa inédita que possibilitou a 80 alunos do 12º ano e de conclusão de licenciatura de todo o país e Espanha poderem concorrer, mediante realização de provas na instituição, aos cursos de música do prestigiado Conservatório Real de Haia.

A iniciativa da EPABI contou com a colaboração e apoio da Câmara Municipal da Covilhã, do Seminário do Verbo Divino, no Tortosendo, do Centro Hospitalar Cova da Beira e da Associação Beira Serra.

Pinho Vargas na Metropolitana

Metropolitana e Hot Club apresentam Frente e Verso de Pinho Vargas

Pinho Vargas, Frente e Verso

Orquestra de Jazz do Hot Club
Orquestra Metropolitana de Lisboa

São Luiz Teatro Municipal
Sexta-Feira, 13 de março e sábado, 14 de março às 21h00
Domingo, 15 de março às 17h30

1.ª parte: Música de jazz de António Pinho Vargas (*)

Orquestra de Jazz do Hot Club
Direção Musical: Luís Cunha

Dança dos Pássaros (arr. de Luís Cunha)
Vilas Morenas (arr. de Luís Cunha)
General Complex (arr. de César Cardoso )
Lá Corazón (arr. de César Cardoso)
Tom Waits (arr. de Tomás Pimentel)
Do Cinema (arr. de Óscar Graça)

 

2.ª parte: Música orquestral de António Pinho Vargas

Orquestra Metropolitana de Lisboa
Narrador: Marcello Urgeghe
Maestro: Wolfgang Lischke

Duas Peças
Um Discurso de Thomas Bernard
Ouvertures and Closures

(*) Artista Associado 2014/15

 

António Pinho Vargas é um músico que tem sabido combinar, ao longo da sua já longa carreira, a diversidade e a coerência. Não se deixou trair pelos lampejos da fama, nem pelas amarras do consenso, tão pouco pelo voluntarismo desenfreado da experimentação artística.

O seu percurso atravessa estilos e gerações, desenhando um perfil sem paralelo no panorama das nossas artes. «Lançou cartas» quando se começou a falar de jazz e rock português, nos anos 1970 e 1980.

Mais tarde, os seus discos instalaram-se nas listas dos mais vendidos e tocados nas rádios. É pianista e compôs a música de filmes premiados. Foram-lhe encomendadas óperas e partituras instrumentais de grande fôlego. É um eminente professor e ensaísta.

Nestes três concertos, a sua obra sobe ao palco com a Orquestra Metropolitana de Lisboa e o maestro Wolfgang Lischke, a Orquestra de Jazz do Hot Club e o maestro Luís Cunha. Juntam-se diferentes facetas que, afinal, cumprem um desígnio comum.

título da imagem

Ricardo Carvalhoso vence audição na opera de Zurique

Ricardo Carvalhoso é o novo tubista da Philharmonia Zürich, Orquestra da Ópera. Junta-se assim aos seus colegas Portugueses, Filipa Nunes (clarinete), Samuel Bastos (oboé) e Marco Silva (trompete, Academista da Orquestra).

Para mais informação consulte o site oficial.

henrique

Henrique Portovedo na rádio austríaca Ö1 Zeit-Ton

Lemminkäinen Suite de Hikari Kiyama foi a obra escolhida para o encerramento do Festival Impuls em Graz.

O concerto acontece hoje, 24 de fevereiro de 2015, mas será transmitido pela Rádio Ö1 Zeit-Ton a 3 de março de 2015.

Como solista teremos o saxofonista português Henrique Portovedo e a direção está a cargo de Clement Power.

Henrique Portovedo é um artista internacional RICOReeds e Selmer-MaferMusic. 

 

Henrique Portovedo - Antena 2 

GMJO

Portugueses na GMJO

São nove os Portugueses seleccionados para a digressão de Páscoa da Gustav Mahler Jugend Orchester. Este foi o ano com mais jovens Portugueses seleccionados para a GMJO. A orquestra estará em Lisboa a ensaiar e a preparar a digressão Europeia que se realizará de 28 de Março a 12 de Abril. Em Lisboa a orquestra tocará na Fundação Gulbenkian nos dias 28 e 31 de Março e 4 de Abril. Para mais infomação consulte o site oficial.

Jovens Portugeses seleccionados:

Isolda Lidegran, violino 

Lourenço Macedo Sampaio, viola 

Tiago Carneiro Rocha, contrabaixo

Daniel Casal Mota, Virgílio Oliveira, fagote

Pedro Pereira Fernandes, trompa

Pedro Freire, trompete

João Martinho, trombone

Renato Penêda, percussão

 

Filipe Pires

Morreu Filipe Pires

O compositor Filipe Pires, um dos pioneiros da música electroacústica em Portugal, morreu este domingo, no Hospital de São João, no Porto, aos 80 anos, confirmou à Lusa fonte da família.

Nascido em Junho de 1934, em Lisboa, Filipe Pires completou os cursos superiores de Piano e de Composição no Conservatório Nacional, tendo continuado os estudos em Hanôver e em Salzburgo, de 1957 a 1960, segundo a biografia do Centro de Investigação e Informação da Música Portuguesa.

O também professor visitou os cursos de Darmstadt, entre 1963 e 1965, onde leccionavam compositores como Pierre Boulez e Karlheinz Stockhausen, e foi, mais tarde, bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian em Paris, sob direcção de Pierre Schaeffer, criador da designada "música concreta".

De volta a Portugal, Filipe Pires deu aulas em diversos estabelecimentos de ensino, como o Conservatório de Música do Porto, o Conservatório de Lisboa (onde introduziu a disciplina de Electroacústica), o Conservatório Regional de Braga, entre outros, além de ter feito parte da equipa fundadora da agora Escola Superior de Música, Artes e Espectáculo (ESMAE) do Porto.

 

Fonte: Público

título da imagem

Vasco Dantas laureado na Alemanha

Vasco Dantas foi laureado com o 3º Prémio no Concurso de Piano Steinway & Sons, em Münster, na Alemanha. Para mais informação consulte o site oficial do concurso e do pianista

 

 

título da imagem

Israel Yinon morre em pleno concerto na Suiça

O Maestro Israelita Israel Yinon, morreu esta Quinta-Feira (29.01.2015) enquanto dirigia a Sinfonia Alpina de R.Strauss à frente da Orquestra de Jovens da Suiça Central, na mítica sala KKL em Lucerna, na Suiça. O Maestro tinha 59 anos e, após um colapso, caiu inconsciente em frente ao publico, que ficou chocado com o sucedido. Depois de várias tentativas de reanimação foi declarado morto mais tarde no Hospital. 

 

 

 

 

 

 

ESTA

European Strings Teachers Association Portugal

European Strings Teachers Association (ESTA) tem desde o dia 18 de julho de 2014 a sua representação oficial no nosso país através da associação ESTA Portugal.


ESTA  é uma organização não governamental fundada em 1972 na Áustria por um pequeno grupo de professores de cordas formado por Marianne Kroemer, Max Rostal e Yehudi Menuhin.

Esta associação foi criada com o objetivo de promover elevados padrões artísticos e pedagógicos no ensino dos instrumentos de cordas e proporcionar um espaço aberto para a partilha de conhecimentos entre professores e performers dos diferentes países da Europa.

ESTA é uma organização multinacional que se compõe de mais de 27 delegações nacionais, envolvendo cerca de 5.000 professores de violino, viola, violoncelo e contrabaixo.

Atividades ocorrem regularmente durante todo o ano em workshops e conferências promovidas pelas delegações nacionais. Além disso, há uma conferência internacional realizada anualmente num país diferente da Europa.

 

A ESTA Portugal, associação sem fins lucrativos, pretende dar continuidade ao trabalho desenvolvido pela sua congénere internacional, promovendo o ensino de instrumentos de cordas, dinamizando a troca de informação e fóruns de discussão, divulgando publicações da especialidade, organizando conferências, seminários e ações de formação bem como estabelecendo protocolos que facilitem e promovam atividade pedagógica e artística dos seus associados.” Jorge Alves (Presidente da ESTA Portugal)

 

Site oficial:http://estaportugal.wix.com/estaportugal#!sobre/c11o8

 

Rui Pinheiro

Rui Pinheiro é o novo Maestro da Orquestra Clássica do Sul (OCS)

Rui Pinheiro assumiu o cargo de Maestro Titular da Orquestra Clássica do Sul (OCS) no início deste mês. Para assinalar este facto, dirigiu os Concertos de Reis da OCS, nos dias 8 e 9 de Janeiro, com obras de Fauré, Bizet e Beethoven.

Rui Pinheiro, após os seus estudos musicais em Portugal e da pós-graduação em piano e música de câmara em Hungria obteve o Mestrado em direção de Orquestra na Royal College of Music Londres, onde estudou com Peter Stark e Robin O’Neill. Durante dois anos (2010-2012) foi Maestro Associado da Orquestra Sinfónica de Bournemouth (Reino Unido). Em Portugal dirigiu a Orquestra Sinfónica Portuguesa, a Orquestra Nacional do Porto e a Orquestra Metropolitana de Lisboa, Orquestra Clássica do Sul, entre outras.

A Orquestra Clássica do Sul (OCS), fundada em 2002 como Orquestra do Algarve, inaugurou a sua atividade artística em Outubro de 2013, tendo como Maestro Titular e Diretor Artístico Cesário Costa.

“A temporada 2015 da OCS ilustra uma programação diversificada, tanto nos repertórios, como nas propostas para diferentes públicos, onde o património musical erudito, que é a sua essência, se cruza com outras vertentes artísticas, e pretende sobretudo criar os espaços para que esta seja uma instituição dinamizadora na criação de oportunidades para jovens músicos, compositores e maestros. 
Atualmente conta com Rui Pinheiro como Maestro Titular, John Avery como Maestro Associado e Cesário Costa como Principal Maestro Convidado.” OCS

 

Manuel Araújo

PIANISTA PORTUGUÊS SELECCIONADO PARA O FESTIVAL DE YOKOHAMA, JAPÃO

O pianista português, Manuel Araújo, foi o premiado do 34th Yokohama International Piano Concert Prize, o que lhe permitirá atuar na Yokohama Minato Mirai Hall, sala muito prestigiada da segunda maior cidade do Japão, na temporada 2015/2016.

Seleccionado num concurso que tem galardoado, nos últimos anos, jovens pianistas também premiados nos maiores concursos internacionais, o pianista – que é também Conselheiro Artístico da Associação António Fragoso (AAF) e subdirector artístico e professor da Academia Internacional de Música “Aquiles Delle Vigne”, em Coimbra – vê esta distinção como algo de «muito significativo» para a sua carreira. «O meu trabalho é credibilizado por um Júri composto por destacadas figuras do meio musical japonês, como a pianista Akiko Ebi, o violoncelista Ryosuke Hori, Takashi Hironaka, Mamiko Suda e Kei Itoh, e falamos de um dos mais exigentes centros de música erudita a nível mundial», nota. «É sempre uma grande responsabilidade actuar em situações de semelhante relevo. É um desafio que encaro com muito entusiasmo, mas também com serenidade, acreditando que com muito trabalho e dedicação colherei bons frutos desta experiência. O reconhecimento do trabalho é naturalmente intrínseco ao prémio», acrescenta o pianista.

Manuel Araújo, nascido em 1983, começou os seus estudos musicais com cinco anos de idade e estreou-se profissionalmente em 2000, após obter por unanimidade o 1°. Prémio Nacional de Jovens Pianistas da Fundação Rotária Portuguesa, dedicado a Helena Sá e Costa. É precisamente esta figura de referência do piano em Portugal que considera Manuel Araújo «dotado de um desenvolvimento enorme, de capacidade pianística, sonoridade e arrebatamento, sensível poesia, virtuosismo, abrange vários géneros e salta à nossa vista o seu conhecimento das obras e a variedade do seu toucher. Com grande força interior, que os anos irão desenvolver. Um pianista brilhante». Manuel Araújo actuou já nos mais diversos palcos nacionais e internacionais, perante públicos exigentes, dos quais colhe as mais positivas críticas, tendo sido, de resto, premiado por diversas vezes. De Manuel Araújo, também Aquiles Delle Vigne dissera tratar-se de «um extraordinário talento». «Quase mágico. Forma uma simbiose com o seu piano e tem muito magnetismo com o público. A sua procura da verdade artística é exemplar. A sua estética está baseada numa grande moral musical. É um talento único», considerara o mestre argentino, que fora, inclusive, um dos professores de Manuel Araújo, na Holanda.

Todos os anos, o Yokohama International Piano Concert Prize selecciona uma jovem promessa estrangeira para incluir na temporada da sala de concertos. Manuel Araújo foi seleccionado, então, como representante estrangeiro no Festival de Yokohama (Japão) – cujo concerto principal será a 7 de novembro –, o que, no entender do presidente da AAF, Eduardo Fragoso, se trata de «um feito artístico e cultural». 


 

Banda Sinfónica Juvenil Simón Bolívar,

Obra de Luís Carvalho interpretada pela Banda Simón Bolívar

A obra FANTASTIC VARIATIONS do compositor Luís Carvalho será executada em Caracas, Venezuela, nos dias 24 e 25 de Janeiro, pela Banda Sinfónica Juvenil Simón Bolívar, sob direcção do maestro português António Saiote, inserida na temporada 2015 do El Sistema. Será a estreia da obra no continente americano.

Esta obra teve já perto de uma dezena de apresentações em Portugal e Espanha, esta última no âmbito do «Vº Congreso Iberoamericano de Compositores, Directores y Arregladores de Bandas Sinfónicas e Ensembles», que decorreu em Valência, Espanha, no passado ano de 2013. Esse concerto em Espanha decorreu no dia 15/Julho/2013, e dirigiu o maestro Alberto Roque (Portugal) a Banda Ateneo Musical de Cullera (Espanha).

FANTASTIC VARIATIONS foi já gravada pela Banda Sinfónica Portuguesa para a etiqueta AFINAUDIO, e publicada na Holanda pela editora MOLENAAR.

A próxima apresentação acontece já nos próximos dias 7 e 8 de Janeiro, com a Orquestra de Sopros da Universidade de Aveiro, que irá interpretar um programa exclusivamente constituído por obras portuguesas do séc. XXI, escritas especificamente para esta formação, e que inclui uma estreia absoluta. Os dois concertos decorrerão sob a direcção musical de Luís Carvalho:

7 / Janeiro / 2015 -- 18h Coimbra, Auditório do Conservatório de Música de Coimbra

8 / Janeiro / 2015 -- 18h Aveiro, Auditório do Departamento de Comunicação e Arte [DeCA] da Universidade de Aveiro

Orquestra de Sopros da Universidade de Aveiro

Henrique Portovedo, AKAI/saxofone-tenor

Luís Carvalho, direcção musical

 

PROGRAMA:

Alexandre Almeida: «Sinfonieta nº1»

Hugo Correia: «Sofomania in Senatus», concerto para AKAI e saxofone-tenor solo, com orquestra de sopros [estreia absoluta]

Gonçalo Gato: «A vida é nossa»

Luís Carvalho: «Fantastic Variations»

 

AUDIO DE «FANTASTIC VARIATIONS»:

https://soundcloud.com/maestroluiscarvalho/fantastic-variations

título da imagem

ORQUESTRA SINFONICA PORTUGUESA, Audições para Viola (Tutti)

Estão abertas as inscrições para a Audição Viola (Tutti) na Orquestra Sinfónica Portuguesa.
Data limite para inscrições: 16 de fevereiro de 2015
Data da Audição: 2 de março de 2015.

Para mais informação consulte o site oficial.

título da imagem

Audições para Violino e Clarinete, Orquestra Classica do Sul

Estão abertras as inscrições para a audição de Violino - Tutti e Clarinete para a Orquestra Clássica do Sul.

Para mais informação, consulte o site oficial.

Nuno da Rocha elogiado no TENSO

Nuno da Rocha elogiado no TENSO

O jovem compositor Georgi Sztojanov (BU/HU, 1985) foi premiado com o Prémio Jovens Compositores TENSO 2014. Juntamente com Francesca Le lohe (UK, 1990) e Nuno da Rocha (PT, 1986), esteve na final em Copenhaga, nos dias 27 e 28 de Novembro. No workshop, os jovens compositores trabalharam com DR Vokalensemblet, James Wood (Reino Unido) e Hans Koolmees (Holanda).

Para o concurso, os candidatos usaram textos menos conhecidos da Primeira Guerra Mundial, que vão desde pequenas notas de cartão postal dos soldados até poemas escritos habitantes das colónicas britânicas, obrigados a combater na Europa.

De acordo com o júri, Sztojanov "trouxe experiências muito interessantes para as oficinas"; Francesca Le lohe “mostra ser uma grande promessa”, o júri quer incentivá-la a manter o seu senso de aventura, mas concentradas na orquestração das suas ideias musicais, sem perder a expressão, especialmente para os conjuntos vocais."

O português Nuno da Rocha "mostrou uma composição sólida em canções evocativas e expressivas, o júri muito achou o seu sentido de forma e movimento geral de uma partitura. As ideias musicais que ele escolheu funcionaram bem com o texto, e ele claramente tem um bom ouvido e sentido de equilíbrio e forma. O júri quer incentivá-lo a expandir seu mundo conceitual e encontrar novas formas de expressividade".

 

Mais informações

título da imagem

Audições para Orquestras de Jovens 2015

Estão abertas as incrições para a Orquestra de Jovens do Mediterrâneo, para o Verbier Festival e para a Lucerne Festival Academy.

Para mais informações e inscrições consulte os sitios oficiais: Orquestra do Mediterrâneo, Verbier Festival, Lucerne Academy.

 

AUDIÇÕES PARA CONSERVATÓRIO DE HAIA

AUDIÇÕES PARA CONSERVATÓRIO DE HAIA

Audições na EPABI (Escola Profissional de Artes da Beira Interior) para ingresso nos cursos de 1º ciclo e 2º ciclo do Conservatório Real de Haia, na Holanda.

18 Fevereiro 2015

 

http://www.epabi.pt/

Quarteto de Cordas de Matosinhos

Quarteto de Matosinhos no Rising Stars

O Quarteto de Cordas de Matosinhos iniciou hoje, dia 2, em Atenas, a digressão "Rising Stars". Seguem-se concertos no Barbican, em Londres, no dia 5 Dezembro; na Philarmonie de Lux, no Luxemburgo, dia 8 e no MusikVerein, em Viena, no dia 10 Dezembro.

Programa com obras de Mozart, D. Chostakovich, Vianna da Motta e Ravel.

 

Siga a digressão através do facebook do Quarteto.

Adriana Ferreira

Adriana Ferreira laureada no Concurso de Genève

A flautista Adriana Ferreira foi laureado com o 2º Prémio no Concurso Internacional de Genève, em ex-aequo com o coreano Yubeeb Kim, de apenas dezassete anos.  Elena Badaeva, da Rússia, ficou em 3º lugar. O 1º Prémio não foi atribuído. Adriana ganhou também o Prémio Berguet, que contempla a gravação de um CD. O Prémio do Público foi atribuído a Yubeeb Kim.

Depois de três fases de concurso com cerca de cinquenta candidatos vindos de diferentes Países, Adriana apresentou-se hoje na final a solo com a Orquestra de Câmara de Genève, tendo interpretado o concerto de Mozart em D Maior e o Concerto de Jolivet.

O concurso de Genève é um maiores e prestigiados concursos do Mundo, em 69 edições de diferentes instrumentos muitos são os laureados de renome internacional como  Martha Argerich, Arturo Benedetti-Michelangeli, Victoria De Los Angeles, Alan Gilbert, Nelson Goerner, Friedrich Gulda, Heinz Holliger, Nobuko Imai,  Quatuor Melos, Emmanuel Pahud, Maurizio Pollini, Georg Solti, José Van Dam, Christian Zacharias, Tabea Zimmermann entre outros.
Adriana Ferreira entra na História deste concurso como uma das poucas/os portugueses/as  a conseguir esse feito. 

Adriana também é vencedora e premiada noutros concursos de grande prestigio como o Carl Nielsen International Competition o Kobe International Competition e recentemente o Concorso Flautistico Internazionale "Severino Gazzelloni". Actualmente ocupa o lugar de flautista solista na Orquestra Nacional de França em Paris. 

Para mais informações do concurso, consulte o site oficial.

Pode ler a última entrevista Da Capo a Adriana Ferreira. Em breve teremos mais novidades sobre este conquista.

título da imagem

AUDIÇÕES PARA A ORQUESTRA DE JOVENS DA UNIÃO EUROPEIA

Estão abertas as inscrições para as audições de ingresso na próxima temporada da Orquestra de Jovens da União Europeia.

O período de inscrições decorre entre 10 de Novembro e 10 de Dezembro de 2014.

A Direção-Geral das Artes organiza anualmente audições para admissão na Orquestra de Jovens da União Europeia. A Orquestra foi fundada no Reino Unido em 1976 com o objetivo de reunir jovens talentos da União Europeia. As audições para o seu ingresso realizam-se anualmente em cada um dos países, de forma a selecionar 140 jovens músicos.

Aos candidatos selecionados, a Orquestra oferece a possibilidade de trabalhar com professores especialistas em instrumento, assim como a oportunidade de tocar em grandes salas de concertos em todo o mundo, com maestros e solistas de renome. Podem candidatar-se instrumentistas de violino, viola, violoncelo, contrabaixo, flauta, clarinete, oboé, clarinete, fagote, trompa, trompete, trombone, tuba, percussão e harpa. 

Consulte todas as informações em http://www.dgartes.pt/ojue2015/index.htm

 

Audições Preliminares

PORTO
Dias 24, 25 e 31 de Janeiro e 1 de Fevereiro de 2015
Conservatório de Música do Porto
Praça Pedro Nunes
Porto

LISBOA
Dias 14 e 15 de fevereiro de 2015
Escola de Música do Colégio Moderno
Rua Dr. João Soares, 18
Lisboa

Audição Final
Dia 1 de Março de 2015

título da imagem

Sérgio Coelho laureado na California

O clarinetista Sérgio Coelho, foi laureado com o 2º prémio no "Pasadena Showcase House Instrumental Competition", nos Estados Unidos da América. Este concurso para jovens intérpretes do estado da Califórnia, tem 3 categorias: cordas, sopros-madeiras e sopros-metais. Sérgio foi galardoado na categoria de sopros-madeiras.

Sérgio Coelho, nasceu em Portugal em 1992. Natural do conselho de Lousada, iniciou os seus estudos musicais aos 9 anos na Sociedade Filarmónica Vizelense. Aos 12 anos ingressou na Escola Profissional Artística do Vale do Ave (ARTAVE), na classe de clarinete do professor Hélder Tavares tendo no ano seguinte transitado para a classe da professora Luísa Marques.

Concluiu a sua licenciatura na Academia Superior de Orquestra da Metropolitana na classe de clarinete do professor Nuno Silva e actualmente estuda na University of Southern California (Los Angeles) onde trabalha com o professor Yehuda Gilad. 

Tocou em várias orquestras, nomeadamente, a orquestra APROARTE nos anos de 2008, 2009 e 2010, Orquestra Académica da Metropolitana, Orquestra Metropolitana de Lisboa, Orquestra Sinfónica da Beira Interior, Aurora Chamber Music Festival (Suécia) e USC Thornton Symphony. Foi seleccionado para a World Orchestra em 2012 e reserva da Gustav Mahler Jurgendorchester em 2013. Trabalhou com maestros como: Cesário Costa, Ernst Shele, Colin Metters, Jean-Marc Burfin, Gilles Apap, Johannes Gustavsson, Sharon Lavery e Michael Zilm. 

É membro fundador do trio “Sirius Trivium”. Com este grupo foi vencedor do concurso interno da Metropolitana para escolha do grupo a representar esta instituição no Harmos Festival, no Porto. Foram ainda convidados a orientar cursos de interpretação e música de câmara no III e IV Festival Internacional de Música – Piantón (Espanha 2013 e 2014). 

Gravou a solo e em música da câmara para as rádios TSF e Antena 2. Frequentou Masterclass com os professores António Saiote, Nuno Pinto, António Rosa, Juan Ferrér, Nuno Silva, Cristo Barrios, H. Pérez Piqué, Nicola Baldeyrou, Karl Leister, Paul Meyer, Yehuda Gilad e em música de câmara com Philip Leloup e Herik Van doren. 

Foi laureado com os seguintes prémios: 1º lugar no IV Concurso Nacional de Instrumentos de Sopro “Terras de La-Salette”, na categoria Júnior; 1º lugar na 5ª Edição do concurso Prémio José Augusto Alegria “Concurso para Jovens Intérpretes na categoria Júnior; 3º lugar no 8th International Clarinet Competiton Saverio Mercadante; 2º lugar no Prémio Jovens Músicos em 2014. No mesmo ano foi o vencedor do prémio Inatel, que distingue os melhores alunos da Academia Nacional Superior de Orquestra, tendo tocado a solo com a Orquestra Académica da Metropolitana e a Orquestra Metropolitana de Lisboa.

Para mais informação consulte o site oficial.

Daniel Davis

Daniel David escolhido para Compositor Residente da OCCO

Foi após um concerto dedicado à música portuguesa, interpretado pelos Solistas da Orquestra de Câmara de Cascais e Oeiras (OCCO), com obras dos compositores António Pinho Vargas, Fábio Cachão, Catarina Bispo, Jorge Ramos, João Costa e Daniel Davis, que foi escolhido o próximo Compositor Residente da temporada 2014-2015 da OCCO, por votação do público que assistiu ao concerto e pelos próprios músicos. O jovem Daniel Davis foi o vencedor, que irá anunciar em breve as peças que irá apresentar para orquestra e grupos de música de câmara.

“Quero aproveitar antes de mais congratular os outros compositores que participaram neste concerto. As peças estavam num nível muito elevado e acredito que não tenha sido fácil para o público a escolha do compositor. Espero que numa próxima vez surja a oportunidade a um outro compositor, cujo trabalho seja reconhecido pelo seu valor técnico, musical e artístico”, diz Daniel Davis.

Louva ainda “a interpretação maravilhosa” da sua peça Viagens, uma encomenda do Ensamble Darcos e estreada no Teatro Cine de Torres Vedras, agora tocada por Lilit Khachatryan (Violino), Jeanne Antoniuk (Viola), Tiago Ribeiro (Violoncelo) e Joana Gama (Piano).

O concerto da OCCO realizou-se no Museu da Música Portuguesa - Casa Verdades Faria no Monte Estoril, no passado dia 15 Novembro.

título da imagem

AUDIÇÕES PARA A ORQUESTRA DE JOVENS DA UNIÃO EUROPEIA

A Direção-Geral das Artes organiza anualmente audições para admissão na Orquestra de Jovens da União Europeia. A Orquestra foi fundada no Reino Unido em 1976 com o objetivo de reunir jovens talentos da União Europeia. As audições para o seu ingresso realizam-se anualmente em cada um dos países, de forma a selecionar 140 jovens músicos. Aos candidatos selecionados, a Orquestra oferece a possibilidade de trabalhar com professores especialistas em instrumento, assim como a oportunidade de tocar em grandes salas de concertos em todo o mundo, com maestros e solistas de renome. Podem candidatar-se instrumentistas de violino, viola, violoncelo, contrabaixo, flauta, clarinete, oboé, clarinete, fagote, trompa, trompete, trombone, tuba, percussão e harpa.

Inscrições entre 10 de Novembro a 10 de Dezembro.

Consulte o formulário de inscrição.

título da imagem

International Conducting Academy


A ACO International Orchestra/Conducting Academy abre a partir de hoje a 2ª fase de inscrições para ocupar lugares não reclamados da 1ª fase. Este é um projeto fantástico e que contribuirá de forma decisiva para a sua carreira profissional na música.
A 2ª fase de inscrições termina no dia 15 de Novembro!


Não perca esta oportunidade! Inscreva-se já!
 

título da imagem

Samuel Marques vence concurso

Samuel Marques venceu o primeiro prémio no "II JOVEN ARTISTA - Concurso Iberoamericano de interpretación". 

Para mais informação consulte o site oficial.

 

Samuel Brandão Marques, clarinetista, nasceu em Portugal em 1992, onde iniciou os seus estudos aos 5 anos de idade na Banda Visconde de Salreu, tendo depois prosseguido com Nelson Aguiar (Conservatório de Música de Aveiro Calouste Gulbenkian). Continuando os seus estudos com António Saiote (ESMAE – Porto), Samuel tornou-se depois aluno de Stanley Drucker na New York University, Steinhardt School (Nova Iorque, EUA), onde foi Professor Adjunto, obtendo o seu Mestrado em Performance em Dezembro de 2012, com apenas 20 anos. Em Maio de 2014, na mesma instituição, concluiu uma Pós-graduação em Educação Musical, sendo aluno de Pascual Martínez-Forteza (clarinete) e Dennis Smylie (clarinete baixo).

Durante a sua ainda jovem carreira, Samuel foi galardoado com vários prémios em concursos nacionais e internacionais, destacando-se o 1º Prémio no concurso da International Clarinet Association, em Austin, Texas (EUA), em 2010.

Em 2010, Samuel formou o Trio Densité (flauta, clarinete e piano). No primeiro ano de actividade, o trio participou em 4 concursos nacionais e internacionais, obtendo 4 prémios: Prémio do Concurso de Música do Clube Literário do Porto, 2º Prémio no Prémio Jovens Músicos 2011, Menção Honrosa no 3º Concurso de Música de Câmara da ESMAE, e 3º Prémio no 2º Concurso Internacional de Música de Câmara “Cidade de Alcobaça”.

Samuel participou em inúmeras masterclasses de clarinete e música de câmara orientadas por Stanley Drucker, Michel Arrignon, Mark Nuccio, Steve Cohen, Burt Hara, Matthias Müller, Pavel Vinnitsky, Andrew Simon, António Saiote, Valdemar Rodríguez, Koichi Hamanaka, Enrique Perez Piquer, Juan Ferrer, entre outros.

Enquanto membro de diversas Orquestras Sinfónicas e Companhias de Ópera, Samuel teve a oportunidade de trabalhar com maestros de renome, incluindo James Judd, Mei-Ann Chen, Carl St. Clair, Jonathan Schiffman, David Amado, Danail Rachev, Gintaras Rinkevicius, Carl Topilow, Constantine Kitsopoulos, Joshua Gersen, Jens Georg Bachmann, Ari Pelto, Martin André, Nicholas Kok, Pedro Carneiro, Pedro Neves, Sung Jin Hong e Yoel Gamzou.

Com a International Mahler Orchestra, onde Samuel detém a posição de clarinete baixo, participou numa tournée na Alemanha, tendo a oportunidade de tocar em algumas das mais famosas salas de espectáculo mundiais, incluindo a Köln e Berlin Philharmonie.

Actualmente vivendo em Nova Iorque, Samuel desenvolve uma intensa actividade enquanto freelancer, tendo tocado em locais como o Carnegie Hall e o Avery Fisher Hall no Lincoln Center. Samuel tocou para as rádios Antena 2 (Portugal) e W Radio (México).

Em 2013, Samuel foi seleccionado para a National Repertory Orchestra, Castleton Festival Orchestra, World Peace Orchestra e New York Youth Symphony, todas nos EUA. Foi ainda solista com a National Repertory Orchestra (tocando a Sinfonia Concertante de W. A. Mozart) e a NYU Symphony Orchestra (tocando o Concerto para Clarinete e Orquestra de C. Nielsen, como vencedor do concurso anual da New York University).

Em 2014, Samuel foi seleccionado para o Institute and Festival for Contemporary Performance (Nova Iorque, EUA) e foi bolseiro do Atlantic Music Festival (Maine, EUA). Recentemente, Samuel teve a oportunidade de tocar com a aclamada mezzo-soprano Joyce DiDonato.

Para mais informações: https://www.onepoint.fm/samuelmarques/

 

título da imagem

Portugueses brilham no Concurso Internacional de Clarinete e Música de Camara «Saverio Mercadante»

Portugueses birlharam em Itália (Bari), no concurso  Concurso Internacional de Clarinete e Música de Câmara «Saverio Mercadante».

Victor Trindade venceu o primeiro prémio no escalão até aos dezoito anos e Diago Cary o segundo prémio no escação até aos quinze anos. O vencedor da categoria de música de câmara foi o trio Stravinstrio, Miguel Erlich (violino), Ana Pires (piano) e Vitor Trindade.

O juri foi composto por personalidades de renome internacional como PATRICK MESSINA, SERGIO BOSI, PAOLO DE GASPARI, ANTONIO TINELLI e o Português LUÍS GOMES.

Para mais informação consulte o site oficial.

Pedro Minhava Reis

Pedro Minhava Reis laureado em Itália

O jovem clarinetista Pedro Minhava Reis foi premiado com 2° lugar no Concorso Internazionale di Musica Marco Fiorindo, em Itália. 

Natural de Vila Real, Pedro Minhava Reis iniciou os seus estudos musicais aos 10 anos de idade com António Coelho na Banda de Parafita em Montalegre, onde tocou várias vezes como solista. Mais tarde, em 2012, ingressou na Academia de Música Valentim Moreira de Sá, em Guimarães, na classe do professor Vitor Matos. Participou em masterclasses com Matthias Schorn e Luís Silva. 

Com apenas 16 anos, já foi laureado com o 3º Prémio no concurso Czech Clarinet Art 2013 em Horice, República Checa e com o 2º lugar no Concurso de Sopros do Alto Minho.

The West European Symphony Orchestra (WESO)

WESO vence Prémio Indústrias Criativas

O vencedor do 6.º Prémio Nacional Indústrias Criativas Super Bock/Fundação Serralves premiou uma nova orquestra, quase 100 por cento portuguesa, 70 por cento dos quais com menos de 30 anos, para produzir bandas sonoras de cinema a preços mais baixos e com a mesma qualidade. Criada por André Miranda, já está em Hollywood a The West European Symphony Orchestra (WESO), que envolve cerca de 150 músicos.

A WESO já produziu músicas para um filme protagonizado por Ben Stiller, a estrear em 2015, e os portugueses Rodrigo Leão e Samuel Úria constam, também, da lista de colaborações. Além do prémio de 25 mil euros, a orquestra vai representar Portugal no Creative Business Cup, na Dinamarca.

O violinista André Miranda tem 24 anos, já passou pelo Conservatório, pela Escola Superior de Música e, finalmente, pela New York University. Mudou-se para Nova Iorque em 2011, depois de ganhar uma bolsa da Gulbenkian, para fazer um mestrado em Film Scoring.

 

http://wesorchestra.com/

 

título da imagem

Audições Orquestra Clássica do Centro, Viola d´arco e Flauta

As inscrições estão abertas até 6 de Novembro.

 

Viola d`arco, 1 - chefe de naipe

1-tutti  

Flauta, 1- chefe de naipe

 Provas 

- 1ºandamento de um concerto clássico

- uma peça contrastante

- leitura da 1ª vista

 Provas 

- Concerto em Sol M - W.A.Mozart

- uma peça contrastante

- leitura da 1ª vista

 

Audições: 

dia 8 / 11 / 2014  | Pavilhão Centro de Portugal | Coimbra 

10H 30 – 12h30 e a partir das  14h30 

Os interessados deverão enviar o seu curriculum e contacto para: Orquestra Clássica do Centro | Pavilhão Centro Portugal | Av. da Lousã, 3030 – 676 Coimbra

Ou para o email :  occ@orquestraclassicadocentro.org                                                    

Informações: 916994160

título da imagem

Audições GMJO 2014

Estão abertas as incrições para as audições da Gustav Mahler Jugend Orchester. Em Lisboa as provas realizam-se a 17 e 18 de Novembro. 

Para aceder à inscrição consulte o site oficial.

Orquestra Sinfónica Portuguesa

Audições para Orquestra Sinfónica Portuguesa

Estão abertas audições para a Orquestra Sinfónica Portuguesa, no Teatro Nacional de São Carlos, a 13 e a 14 de Dezembro de 2014, para Oboé (solista A) com Corne Inglês, e a 22 de Dezembro de 2014, para Concertino. 

Datas limite para as inscrições: Oboé 9 de Novembro de 2014; Concertino 22 de Novembro de 2014.

Mais informações em:

http://tnsc.pt/audicoes-auditions-2014-osp-orquestra-sinfonica-portuguesa/.

título da imagem

Coro de Pequenos Cantores de Esposende grava novo disco

O primeiro disco "Mudam–se os tempos" foi lançado há apenas um ano, mas o Coro de Pequenos Cantores de Esposende está novamente de volta às gravações, já nos próximos dois fins-de-semana, na Igreja do Bom Jesus, em Fão, sob orientação da diretora coral Helena Venda Lima e com a participação dos músicos André Silva (percussão) e Diogo Zão (piano e órgão). 

O novo disco tem lançamento previsto para Dezembro e será dedicado ao Natal, com obras natalícias de Frederico de Freitas, Croner de Vasconcelos, Fernando Lopes–Graça, Paulo Bastos e Osvaldo Fernandes. De destacar que as obras dos compositores Paulo Bastos (Três Poemas de Natal) e Osvaldo Fernandes (Ciclo de Natal Português e Tempo de Natal) foram dedicadas ao CPCE. 

 

CORO PEQUENOS CANTORES DE ESPOSENDE GRAVA CD INÉDITO

 

 

título da imagem

Tiago Bento vence Concorso Internazionale “Ciro Scarponi”

Tiago Bento venceu o concurso Internacional para clarinete “Ciro Scarponi” em Todi, Itália. Recebeu também o prémio de melhor interpretação da obra do século XX. O seu colega José Pinto foi laureado com o 3º prémio. Em dois meses a ESMAE, e os seus respectivos mentores de clarinete, conseguiram cinco prémios internacionais.

Para mais informação consulte o site oficial.

José Afonso Sousa

José Afonso Sousa vence concurso em Itália

O jovem percussionista português ganhou o concurso internacional de percussão - "Italy Percussion Competition",categoria A, em tímbales, em ex aequo com o finlandês Tuomas Siddall. Outro jovem português, Carlos Brás foi semi-finalista, também em tímbales. 

Jean-françois Lézé integrou o júri do concurso, embora estivesse proibido de votar na participação dos seus alunos portugueses: "Enquanto professor fiquei extremamente realizado e senti muito orgulho de ter ouvido os Timbales "lusos" brilharem de uma forma excepcional. Carlos Brás prestou duas provas (semi-finalista) com seriedade e qualidade artística onde demostrou o seu talento e todo o trabalho realizado até hoje. O primeiro prémio ex aequo com a Finlandia vai para o José Afonso Sousa. Impecável prestação do mais alto nível desta categoria, com uma constante qualidade técnica e musical demonstrada ao longo do concurso. É preciso salientar que o Carlos e o José competiram com jovens timpaneiros oriundos de vários países da Europa e de China". 

Mais novidades sobre os jovens dintiguidos em breve, na Da Capo.

Teatro Nacional São Carlos

Temporada regressa ao S. Carlos

Desde de 2011 que o Teatro Nacional São Carlos (TNSC) não apresentava o formato temporada, que regressa este ano com cinco óperas e dois bailados, até Junho de 2015. Werther, de Jules Massenet abre a temporada lírica a 27 de Outubro, com direcção musical de Cristóbal Soler; Fernando Portari, como Werther; Veronica Simeoni - Charlotte, e Luís Rodrigues - Albert.

Paolo Pinamonti, consultor artístico do teatro e também director do Teatro da Zarzuela, em Espanha, programou a zarzuela "Los Diamantes de la Corona", de Francisco Asenjo Barbieri – uma produção deste teatro espanhol, com encenação de José Carlos Plaza e direcção musical de Rui Pinheiro.

Em cena estarão também as óperas Macbeth de Verdi, em Fevereiro, com Elisabete Matos; La Cenerentola, de Rossini, em Abril, com encenação de Paul Curran e direcção musical de Pedro Neves; e The Rake’s Progress, de Igor Stravinsky, em Maio e Junho, com direcção de Joana Carneiro e encenação e coreografia de Rui Horta.

Já em Setembro, no dia 20, abre a temporada da Orquestra Sinfónica Portuguesa, dirigida por Joana Carneiro, consultora artística do TNSC. Um concerto que conta com participação do violoncelista Johannes Moser, com obras Antónín Dvorak, Maurice Ravel e o poema sinfónico para orquestra Antero de Quental, de Luís Freitas Branco. Joana Carneiro vai também dirigir a maioria 17 concertos programados.

O bailado regressa no Natal, em colaboração com a Companhia Nacional de Bailado, com o “Quebra Nozes” de Tchaikovsky, com uma nova coreografia de Fernando Duarte, que assina também a coreografia de “O Pássaro de Fogo” de Stravinsky, programado para Junho.

O orçamento para a temporada será de 1,7 milhões de euros, segundo José António Falcão, presidente do conselho de administração do Organismo de Produção Artística (OPART), que tutela o TNSC.

título da imagem

Adriana Ferreira vence concurso em Itália

O flautista Adriana Ferreira, conquistou ontem, dia 4 Setembro, o 1º Prémio no III Concorso Flautistico Internazionale "Severino Gazzelloni", em Itália. Foi também laureada com o prémio "Darmstat" pela melhor interpretação da Sequenza de Berio. Adriana em 2010, foi a vencedora do prestigiado concurso Carl NIelsen na Dinamarca. Actualmente é a flautista solista da Orquestra Nacional de França.

Para mais informação consulte o site oficial do concurso.

Álvaro Cortez

Álvaro Cortez laureado na Grécia

O percussionista Álvaro Cortez conquistou o 2º Prémio no concurso Internacional Marimba Competition of Greece. O 1º Prémio não foi atribuído. Na final esteve também o português António Novais. 

Há poucos meses, Álvaro Cortez ganhou o 1º Prémio no prestigiado Concorso Musicale Europeu"Citta di Filadélfia", em Itália.

Ler Artigo sobre Álvaro Cortez

Daniel Davis

Daniel Davis vence Prémio de Composição SPA/Antena 2

O compositor Daniel Davis venceu a 3ª Edição do Prémio de Composição SPA/Antena 2, com a obra "...from the last breath". O júri, constituído por Pedro Carneiro, António Pinho Vargas e Carlos Guedes, decidiu atribuir igualmente uma Menção Honrosa à obra "Rituais Interrompidos", do compositor Afonso Teles.

Com o objectivo de promover e incentivar a criação musical erudita contemporânea e de divulgar o trabalho dos jovens compositores, a Sociedade Portuguesa de Autores e a RTP/Antena 2 promovem o Prémio de Composição SPA / Antena 2 destinado a compositores de nacionalidade portuguesa ou estrangeiros residentes em Portugal há mais de quatro anos, nascidos a partir de 1 de Janeiro de 1979.

título da imagem

Provas Finais do PJM 2014

As provas finais do Prémio Jovens Músicos 2014 começam esta segunda-feira, as provas realizam-se no Auditório Vianna da Motta na Escola Superiror de Música de Lisboa de 25 a 29 de Agosto.

 

2ª Feira, dia 25 de Agosto

- 14h - Violino nível superior 

- 18h30 -  Clarinete nível superior

 

3ª Feira, dia 26 de Agosto

- 14h-   Harpa nível médio

- 18h30 - Piano

 

4ªFeira, 27 de Agosto

- 14h- Música de Câmara nível médio

- 18h30 - Música de Câmara nível superior

 

5ª feira, 28 de Agosto

-14h- Guitarra nível superior

-18h30- Acordeão nível superior

 

6ª Feira, 29 de Agosto

-14h- Trompa nível médio

 

Na Categoria A, Solistas, Nível Superior em Violino

Finalistas:

Ana Madalena de Azeredo Ribeiro
Daniel Fernando Abrunhosa Santos Ferreira
Francisco oliveira de Lima e Santos


Na Categoria A, Solistas, Nível Superior em Clarinete

Finalistas:

Horácio Almeida Gonçalves Ferreira
Rui Pedro França Ferreira 
Sérgio Filipe Cardoso Coelho


Na Categoria A, Solistas, Nível Médio em Harpa

Finalistas:


Catarina Malcata Rebelo
Inês Barata Feio Paixão Cavalheiro
Maria Sá e Sousa Carneiro da Silva


Na Categoria A, Solistas, Nível Superior em Guitarra 

Finalistas:

Henrique da Luz Alonso Sanches Almeida
João Diogo Rosas Leitão
Nuno Miguel Almeida de Jesus


Na Categoria C, Acordeão

Finalistas:

Fábio Miguel Anastácio Palma
José Filipe da Silva Valente


Na Categoria A, Solistas, Nível Médio em Trompa 

Finalistas:

Carolina Edna Gonçalves Fernandes
Cristiana Neves Brandão Custódio
Luís Carlos Rosário Domingues


Na Categoria B, Música de Câmara, Nível Médio 

Finalistas:


Amicitia Duo
Duo de Percussões da Metropolitana
Triòkovich


Na Categoria B, Música de Câmara, Nível Superior

Finalistas:

Opus III
Quarteto AllaBreve
Trio Portucale


Na Categoria A, Solistas, Nível Superior em Piano 

Finalistas:

Bernardo Nobre Charrua de Pinho Pinhal
Daniel Rodriguez Hart
Vasco Silva Dantas Rocha

 

 

 

título da imagem

Bolsas de Estudo YMFE, Instrumentos de Sopro, Metais

Instrumentos de Sopro (Naipe de Metais)
Data limite para envio das candidaturas : 30 de Novembro 2014
Valor da bolsa de estudo: 2.000€ 
A idade máxima dos candidatos é de 25 anos de idade.


Para formalizar a candidatura os interessados devem preencher a candidatura (consultar regulamento no link) e enviá-la para a morada abaixo, juntamente com uma gravação de dois temas.

Por favor assegure-se de que envia um CD, DVD ou Mini Disc com as suas gravações juntamente com a Candidatura
A qualidade de som da gravação não afecta o processo de seleção posterior
A duração das duas peças gravadas não deve ser superior aos 20 min cada uma, e devem representar duas épocas diferentes


Yamaha Música Ibérica S.A. Unipersonal
Att.: Jose Luis Eguen 
Ctra. de La Coruña, Km 17.200 
28231 Las Rozas (Madrid)

Para mais informação consulte o site oficial.

Ana Beatriz Menezes

Ana Beatriz Menezes ganha concurso em Londres

A jovem trompista Ana Beatriz Menezes venceu o 1º Prémio no concurso "International Horn Society Premier Soloist Competition", em Londres. Os concorrentes foram seleccionados através de gravação, currículo e carta de recomendação. Apenas cinco concorrentes conseguiram chegar a final, que decorreu perente um  júri de trompistas como Froydis, Jeffery Nelson e Susan McCullough. 

Ana Beatriz Menezes nasceu em Minde, em Abril de 1992. Frequenta actualmente o Mestrado em Ensino da Música, com a especialização em Trompa, na Escola Superior de Música de Lisboa, sob orientação do professor Paulo Guerreiro.

Leia a última entrevista Da Capo de Ana Menezes.

Bernardo Silva e Trompas Lusas

Bernardo Silva e Trompas Lusas em Londres

Bernardo Silva e as Trompas Lusas estão esta semana no 46th International Horn Symposium (organizado pela International Horn Society) em Londres, no Imperial College. O tema do simpósio é "Schools of Horn Playing".

Hoje, dia 13, as Trompas Lusas apresentam em concerto um programa que inclui "Voo as Ventos" de Eurico Carrapatoso, para trompa solo e quarteto de trompas - o solista será Ab Koster, e a obra "Zeca" de Vítor de Faria, escrita especialmente para o grupo.

Na próxima sexta, dia 15, Bernardo Silva fará uma apresentação a solo no simpósio, com um recital de 30 minutos com piano. No programa está a primeira sonata para trompa e piano de Sérgio Azevedo. "Fico contente por poder apresentar obras portuguesas, e ter sido convidado para representar Portugal. Espero fazê-lo da melhor forma e fazer justiça à nossa música! É uma excelente montra e oportunidade. Será a minha terceira participação em Simpósios da IHS, depois de Lahti (Finlândia) em 2002 e Valência em 2014", diz o trompista português.
 
O quarteto Trompas Lusas actou recentemente em Alicante, num festival de metais.

JOP

JOP faz estreia internacional

A Jovem Orquestra Portuguesa (JOP) fez a sua estreia internacional no passado dia 5 de Agosto, em Kassel, na Alemanha, no âmbito do Festival Kultur Sommer Nordhessen. O concerto aconteceu no Kongress Palais Stadthalle, Festsaal, em Kassel, onde foram executadas as seguintes obras: Greeting de Madureira (estreia na Alemanha); Sinfonie Nr. 4 d-Moll op. 120 (Versão 1841) de Schumann e Sinfonie Nr. 6 b-Moll op. 74, “Pathétique” de  Tschaikowsky.

A JOP irá regressar à Alemanha em Agosto de 2015, para uma digressão que irá incluir um concerto em Berlim, cujos detalhes serão brevemente apresentados.

A JOP é um projecto da Orquestra de Câmara Portuguesa (OCP) que surgiu na sequência natural da OCPzero, lançada em 2010, com o objectivo de criar uma orquestra juvenil de âmbito nacional. Selecciona, assim, jovens músicos entre os 14 e os 23 anos, pela “excelência, talento e potencial”. Estes jovens são formados pelo director artístico, Pedro Carneiro, músicos e ensaiadores convidados da OCP.

http://jop.org.pt/

ver vídeo

 

título da imagem

Antonio Saiote distinguido nos EUA

O clarinetista, professor e maestro António Saiote, recebeu da International Clarinet Association o "Prémio Carreira" por todo o trabalho que tem feito pelo Clarinete, especialmente como mentor e intérprete. António Saiote, depois desta distinção, passa a ser membro Honorário da International Clarinet Association. Sem dúvida que António Saiote é uma figura marcante no panorama musical não só nacional mas também internacional. Desde cedo, revelou-se um músico talentoso, sendo um dos grandes intérpretes portugueses do século XX e XXI, além de ter desenvolvido um trabalho notável no ensino do Clarinete em Portugal. 

A Da Capo em breve vai conhecer mais de perto esta figura marcante da nossa cultura.

Para mais informação consulte o site oficial da associação.

título da imagem

Jovens Portugueses laureados nos E.UA

Os jovens Clarinetistas Zé Pinto e Zé Viana foram laureados com o 1º e 2º Prémio no Young Artist Competition, Associação Internacional de Clarinetes nos Estados Unidos da América. Diana Sampaio também foi finalista nesta edição. 

Para mais informação consulte o site oficial. 

título da imagem

Samuel Bastos Laureado na Finlandia

Samuel Bastos foi laureado com o 2º Prémio no Crussel International Oboe Competition, em Uusikaupunki na Finlândia. O primeiro prémio foi atribuído a Philibert Perrine (França) e o terceiro prémio a Ivan Kobylskiy (Russia) e Friederike Hulman (Alemanha).

Para mais informação consulte o site oficial.

III Festival de Guitarra

José Miguel Martinho venceu concurso em Espanha

José Miguel Martinho venceu ontem, 26 Julho, o concurso do III Festival de Guitarra "Ángel Iglesias" 2014, em Cáceres, Espanha, escalão até 16 anos, tendo obtido como prémio uma guitarra do do Luthier Antonio Picado. 

O jovem guitarrista estuda no Conservatório de Música de Coimbra, na classe do professor André Madeira.

VLADIMIR TOLPYGO

Vladimir Tolpygo vence Concurso do Estoril

Vladimir Tolpygo (violino) foi o vencedor do 1º Prémio da 16ª edição do Concurso de Interpretação do Estoril Prémio El Corte Inglés. 

O 2º Prémio Exaequo foi para Horácio Ferreira (clarinete) e Nuno Cernadas (piano). O vencedor do prémio do público foi Nuno Cernadas.

Francisco Couto

Francisco Couto vence Concurso Internacional de Trombone em Hong Kong

O trombonista Francisco Couto venceu o "SliderAsia 2014 Internacional Solo Tenor Trombone Competition" , em Hong Kong.

O jovem músico português concorreu no passado mês de Abril ao Concurso Internacional de Trombones inserido no festival SliderAsia, em Hong Kong, tendo sido seleccionado para a final juntamente com mais dois concorrentes. A final aconteceu no dia 8 de Julho no Concert Hall, The Hong Kong Academy for Performing Arts.

Francisco Couto nasceu em Reguengos de Monsaraz, em 1988. É licenciado pela Escola Superior de Música de Lisboa, onde trabalhou com Ismael Santos. Actualmente frequenta o 2º ano de Mestrado em Orquestra no Koninklijk Conservatorium Den Haag (Holanda), com os professores Timothy Dowling, Pete Saunders e Brandt Attema, sendo academista na Residentie Orkest The Hague.

 SliderAsia Trombone Festival

Vasco Rocha

PJM: FINALISTAS EM PIANO, NÍVEL SUPERIOR

Já estão apurados os finalistas do Prémio Jovens Músicos, Categoria A (Solistas) Nível Superior, em Piano:

- Bernardo Nobre Charrua de Pinho Pinhal

- Daniel Rodriguez Hart

- Vasco Silva Dantas Rocha

Trio Portucale

PJM: FINALISTAS EM MÚSICA DE CÂMARA, NÍVEL SUPERIOR

Já estão apurados os finalistas do Prémio Jovens Músicos, Categoria B, Música de Câmara, Nível Superior:

- Opus III (José Viana, Helena Leão e Pedro Lopes)

- Quarteto AllaBreve (Marisa Silva, Filipe Abreu, Leonor Fleming e Bárbara dos Santos)

- Trio Portucale (Ricardo Gaspar, Catarina Passos e Zita Silva)

Duo de Percussões da Metropolitana

PJM: FINALISTAS EM MÚSICA DE CÂMARA, NÍVEL MÉDIO

Já estão apurados os finalistas do Prémio Jovens Músicos, Categoria B, Música de Câmara, Nível Médio:

- Amicitia Duo (Beatriz Baião e Inês Pinto)

- Duo de Percussões da Metropolitana (Agostinho Sequeira e Rodrigo Azevedo)

- Triòkovich (Lucas Freitas, Tiago Rosário e Joaquim Morais)

Edna Gonçalves

PJM: FINALISTAS EM TROMPA, NÍVEL MÉDIO

Já estão apurados os finalistas do Prémio Jovens Músicos, Categoria A (Solistas) Nível Médio, em Trompa:

- Carolina Edna Gonçalves Fernandes
- Cristiana Neves Brandão Custódio
- Luís Carlos Rosário Domingues

José Valente

PJM: FINALISTAS EM ACORDEÃO

Já estão apurados os finalistas do Prémio Jovens Músicos, Categoria C (Solistas) Nível Superior, em Acordeão:

- Fábio Miguel Anastácio Palma
- José Filipe da Silva Valente

As provas eliminatórias estão a decorrer na Casa da Música, no Porto, até ao próximo domingo - a entrada é livre.

 

Dia 12

09h00 – MÚSICA de CÂMARA Nível Médio
15h00 – MÚSICA de CÂMARA Nível Superior

Dia 13

10h00 – PIANO

Nuno Jesus

PJM: FINALISTAS EM GUITARRA, NÍVEL SUPERIOR

Já estão apurados os finalistas do Prémio Jovens Músicos, Categoria A (Solistas) Nível Superior, em Guitarra:

- Henrique da Luz Alonso Sanches Almeida
- João Diogo Rosas Leitão
- Nuno Miguel Almeida de Jesus

As provas eliminatórias estão a decorrer na Casa da Música, no Porto, até ao próximo domingo - a entrada é livre.

 

Dia 12

09h00 – MÚSICA de CÂMARA Nível Médio
15h00 – MÚSICA de CÂMARA Nível Superior

Dia 13

10h00 – PIANO

Ana Madalena Ribeiro

PJM: FINALISTAS EM VIOLINO, NÍVEL SUPERIOR

Já estão apurados os finalistas do Prémio Jovens Músicos, Categoria A (Solistas) Nível Superior, em Violino:

- Ana Madalena de Azeredo Ribeiro
- Daniel Fernando Abrunhosa Santos Ferreira
- Francisco Oliveira de Lima e Santos

As provas eliminatórias estão a decorrer na Casa da Música, no Porto, até ao próximo domingo - a entrada é livre.

Dia 10

09h00 – GUITARRA 
15h00 – ACORDEÃO 

Dia 11

14h00 – TROMPA 

Dia 12

09h00 – MÚSICA de CÂMARA Nível Médio
15h00 – MÚSICA de CÂMARA Nível Superior

Dia 13

10h00 – PIANO

Rui Pedro Ferreira

PJM: FINALISTAS EM CLARINETE, NÍVEL SUPERIOR

Já estão apurados os finalistas do Prémio Jovens Músicos, Categoria A (Solistas) Nível Superior, em Clarinete:

- Horácio Almeida Gonçalves Ferreira
- Rui Pedro França Ferreira 
- Sérgio Filipe Cardoso Coelho

As provas eliminatórias estão a decorrer na Casa da Música, no Porto, até ao próximo domingo - a entrada é livre.

Dia 10

09h00 – GUITARRA 
15h00 – ACORDEÃO 

Dia 11

14h00 – TROMPA 

Dia 12

09h00 – MÚSICA de CÂMARA Nível Médio
15h00 – MÚSICA de CÂMARA Nível Superior

Dia 13

10h00 – PIANO

Catarina Rebelo

PJM: finalistas em Harpa, nível médio

Já estão apurados os finalistas do Prémio Jovens Músicos, Categoria A (Solistas) Nível Médio, em Harpa:

- Catarina Malcata Rebelo
- Inês Barata Feio Paixão Cavalheiro
- Maria Sá e Sousa Carneiro da Silva

As provas eliminatórias estão a decorrer na Casa da Música, no Porto, até ao próximo domingo - a entrada é livre.

Dia 10

09h00 – GUITARRA 
15h00 – ACORDEÃO 

Dia 11

14h00 – TROMPA 

Dia 12

09h00 – MÚSICA de CÂMARA Nível Médio
15h00 – MÚSICA de CÂMARA Nível Superior

Dia 13

10h00 – PIANO

título da imagem

Portugueses na Orquestra de Jovens do Mediterrânio

Portugueses seleccionados para o estágio de verão da Orquestra de Jovens do Mediterrâneo a realizar-se de 14 a 26 de Julho. 

Maria Bykova - Violino

Josefina Fernandes - Violino

Joana Tavares - Viola

Domingos Ribeiro - Contrabaixo

David Silva - Flauta 

Alain Rosa - Clarinete

Carolina Gomes Alves - Trompete

Para mais informalçoes consulte o site oficial.

título da imagem

PJM 2014 - PROVAS ELIMINATÓRIAS

Provas Eliminatórias na Casa da Música, Porto


JULHO:
Dia 7 – 09h00 - VIOLINO 
Dia 8 – 10h00 – CLARINETE 
Dia 9 – 10h00 – HARPA 
Dia 10 – 09h00 – GUITARRA 
                15h00 – ACORDEÃO 
Dia 11 – 14h00 – TROMPA 
Dia 12 – 09h00 – MÚSICA de CÂMARA Nível Médio
                15h00 – MÚSICA de CÂMARA Nível Superior
Dia 13 – 10h00 – PIANO

Todos as provas são de entrada livre.

Provas Finais
25 a 29 de agosto, Escola Superior de Música de Lisboa
Todos as provas são de entrada livre.

O 4ª Edição do Festival Jovens Músicos vai decorrer de 24 a 26 de setembro, Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa.

Nesta edição a Da Capo é parceiro do PJM, vai atribuir no concertos dos laureados uma bolsa para um curso de aperfeiçoamento no estrangeiro. Este prémio será só atribuido na categoria nivél médio. 

título da imagem

Baldur Brönnimann é o novo Maestro Titular da Orquestra Sinfonica do Porto

O maestro Suiço Baldur Brönnimann foi nomeado novo Maestro Titular da Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música. Leopold Hager é o novo Maestro Convidado Principal.

Leopold Hager foi Maestro Principal na Salzburg Mozarteum Orchestra e na Luxembourg Philharmonic.

Brönnimann e Hager iniciam a actividade em Janeiro de 2015, sucedendo a Christoph König.

Para mais info consulte a página oficial da Casa da Música.

 

Luís Granjo

Luís Granjo vence concurso internacional

O trompetista Luís Filipe de Oliveira Granjo venceu a primeira edição do Concurso Trumpetland Stars Competition 2014, 1 º 'Golden Star - Fundação Excelentia, em Espanha. 

O português tem assim a oportunidade de tocar a solo, no próximo 21 de Abril de 2015, o concerto de Hummel para trompete, inserido na série Grandes Clássicos do Auditório Nacional de Madrid, acompanhado pela Orquestra Clássica de Santa Cecília, dirigida por Kynan Johns.
 

Mais informações

 

Abel Pereira

Abel Pereira na Orquestra de Washington

O trompista português Abel Pereira ganhou a audição para 1º Trompa/Chefe de Naipe da National Symphony Orchestra, Washington, DC, nos Estados Unidos. Actualmente a ocupar o mesmo lugar na Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música, Abel Pereira vai estar em regime de licença na próxima temporada, enquanto fizer o seu ano de prova em Washington, que começa já no próximo mês de Setembro.

A Orquestra de Washington tem a direcção artística do maestro e pianista Christoph Eschenbach, também director do John F. Kennedy Center for the Performing Arts. Aluno de George Szell e Herbert von Karajan, Eschenbach já foi director artístico da Orquestra de Paris (2000-2010), Philadelphia Orchestra (2003-08), Ravinia Festival (1994-2003), NDR Sinfonieorchester (1998-2004) e Houston Symphony (1988-1999), entre outras.

As audições para 1º Trompa National Symphony Orchestra duraram dois anos - o objectivo era fazer a melhor escolha. O trompista português fez a sua prova em Fevereiro deste ano. As provas continuaram até Junho e os resultados finais foram conhecidos esta semana. 

Abel Pereira vai também continuar o período de experiência na Orquestra Filarmónica de Berlim. Recorde-se que as audições para 1º Trompa  da Orquestra Filarmónica de Berlim aconteceram há um ano, da qual resultaram três finalistas, entre os quais o Abel Pereira. O júri não conseguiu decidir qual dos três teria melhores condições para ocupar o lugar adiando, assim, a decisão. Os três finalistas vão continuar a fazer vários programas com a BERLINER PHILHARMONIKER, com o objectivo de clarificar a opção do júri.

Vera Pereira

Vera Pereira na Royal Ballet Sinfonia

Vera Pereira ganhou o lugar de Chefe de Naipe (Principal) de Contrabaixo na orquestra Royal Ballet Sinfonia, em Londres, Inglaterra. A audição já ocorreu em Setembro de 2012 mas só em 2013 é que Vera Pereira começou a trabalhar com esta orquestra e só no próximo mês de Setembro se torna, de facto, efectiva.

O sistema de contratação destas orquestras é diferente do que habitualmente acontece nos restantes países da Europa. Primeiro é feita uma selecção de finalistas que vão tocando com a orquestra até que seja escolhido, finalmente, o vencedor do lugar. A escolhida foi Vera Pereira. 

Vera Pereira iniciou os seus estudos musicais quando tinha apenas 6 anos mas foi aos 12 que começou a estudar Contrabaixo, quando ingressou na Escola Profissional e Artística do Vale do Ave, na classe do professor Nuno Arrais. Em 2007, ganhou o primeiro prémio no concurso de Cordas do Alto Minho.

Bolseira da Fundação Calouste Gulbenkian, terminou o mestrado na Royal Academy of Music em Londres com Duncan McTier e a licenciatura na Academia Nacional de Orquestra em Lisboa com Adriano Aguiar com notas máximas. Vera Pereira frequentou diversos masterclasses e tocou com diversas orquestras tanto em Portugal como em Londres incluindo Orquestra Gulbenkian, Orquestra Sinfónica Portuguesa, Orquestra Metropolitana, English National Opera, BBC Concert Orchestra e, como chefe de naipe, na Royal Ballet Sinfonia e Orquestra de Jovens da União Europeia com maestros como Sir Simon Rattle, Sir Mark Elder, Semyon Bychkov, Gianandrea Noseda, Vladimir Ashkenazy, entre outros, e também em diversos países tanto na Europa como nos Estados Unidos da América.

Em 2011 foi-lhe atribuído o prémio de melhor aluna de 2010 na Academia Nacional de Orquestra pelo Ministério de Educação. Vera Pereira também se tem dedicado a ensinar Contrabaixo, em instituições como a Junior Royal Academy of Music.

Cristina Alexandra Dimitrova

Cristina Dimitrova vence concurso internacional

Cristina Dimitrova foi premiada com o 1º lugar no Concurso Internacional Violinos por la Paz, categoria infantil até aos 14 anos, em Málaga, Espanha. 

Cristina Alexandra Dimitrova nasceu no ano 2000 em Lisboa, no seio de uma família de músicos profissionais. Revelou desde muito cedo grandes capacidades musicais e artísticas, cantando e dançando. Aos dois anos e meio de idade fez a primeira gravação de 20 canções com música, ritmos e letras bastante variadas e complexas. Nesta altura ainda não articulava muito bem as palavras, mas era tudo certo e preciso.

Começou a dançar ballet clássico aos três anos na classe da famosa e reconhecida professora francesa Michele Morgado, em Alcabideche, onde permaneceu até aos sete anos de idade. Participou desde os quatro anos de idade nos espetáculos anuais no Casino Estoril.  Aos sete anos os pais decidiram ser altura de começar a estudar violino. A primeira professora foi Lilia Donkova no Conservatório de Cascais.

Aos oito anos, no segundo ano, foi convidada a tocar três concertos como solista da Orquestra de Cascais e Oeiras (OCCO) sob direção do maestro Nikolay Lalov. Tocou  a 3 ª parte o Concerto de violino de Oscar Rieding em Si menor. Estes concertos tiveram muito êxito e Cristina apresentou-se com grande segurança, vontade e presença artística notável nesta tenra idade.

Aos nove anos ganhou dois primeiros prémios em concursos nacionais -  no prestigiado concurso para jovens violinistas "António Capela" e no 1º Concurso de Jovens Talentos organizado pela Câmara e Conservatório de Cascais. Como consequência, foi a única premiada a tocar mais uma vez como solista da OCCO. Tocou o concerto de A. Vivaldi em Lá menor no Auditório Rui de Carvalho em Carnaxide e no Centro Cultural de Cascais. Com nove anos começou a tocar piano e sentiu grande afinidade, gosto e capacidade para com este instrumento. É atualmente  aluna no Conservatório Nacional do ensino Integrado com a professora Raquel Cravino.

Foi concertina da Orquestra do Integrado e tem realizado um grande número de concertos neste agrupamento e como solista dentro e fora do Conservatório - no Palácio Foz, no Museu do Oriente, no Teatro Camões e no Coliseu de Lisboa. Com os seus pais integra o Grupo de Música da Câmara "Cristina`s Family Ensemble ". Tem frequentado diversas master classes com violinistas de reconhecimento internacional como os professores Roberto Valdés, Francisco del Castilho, Evelyne Alliaume - Concertina da Orquestra do Estrasburgo, Gwendolyn Masin,  Kathryn Krueger, Livio Scripcaru e Yuri Volguin.

Em março de 2013 participou, como único representante de Portugal, no Concurso Internacional de jovens violinistas “Bravo” na Bélgica, onde foi  agraciada pela  Menção Honrosa (Diploma de Finalista). Em maio de 2013 participou na 1º edição de Concurso de jovens violinistas e pianistas “Gilberta Paiva“ em Santa Maria da Feira, onde obteve o 1º Prémio no nível 2. Em julho de 2013 , participou no 14º Concurso Internacional Cidade do Fundão, onde obteve o 3º Prémio  de violino nivel 3.

título da imagem

Luís Clemente no Festival PRISMA 2014 no Alasca

O maestro português Luis Clemente irá dirigir a Orquestra Sinfónica, entre 14 e 30 de Junho, no importante Pacific Region International Summer Festival, no Norte do Canadá. O processo de seleção ocorreu nos últimos meses, a nível Mundial, e visava a eleição de 2 maestros assistentes para este importante festival. O festival PRISMA organiza-se no Norte do Canadá, na região fronteiriça de British Columbia e Alasca, e tem a direção artística do maestro Arthur Arnold (maestro da Orquestra Sinfónica de Moscovo) juntamente com os 2 maestros assistentes. Esta é uma oportunidade para o maestro português se apresentar ao mais alto nível musical, numa orquestra formada por músicos criteriosamente selecionados nas melhores Academias, Conservatórios e Universidades de música. Para além disso o restante corpo docente do festival integra músicos chefe-de-naipes oriundos de algumas das melhores orquestras, tais como NY Phil, Montréal, Boston Phil, Chicago, Berliner, Weimar, entre outras. O trabalho de maestro assistente contempla todo o apoio artístico necessário para a apresentação dos 4 concertos que a orquestra do festival irá apresentar, nomeadamente, ensaios de secção, ensaios de tutti orquestral, bem como a eleição do músico vencedor da edição deste ano, que tocará a solo com a orquestra num dos concertos. Ambos os maestros assistentes serão também responsáveis por dirigir a orquestra nos concertos como prémio e reconhecimento pelo trabalho. O repertório inclui a Sinfonia 1 de Mahler, o Concerto para Orquestra de Bartok, o Concerto para Violino de Brahms, Aprendiz de Feiticeiro de Dukas e a abertura Bodas de Fígaro de Mozart.

título da imagem

Ricardo Matos foi laureado com o 3ºPrémio no I Concurso Internacional de Trompete-Rubén Simeó

Ricardo Matos foi laureado com o 3ºPrémio no I Concurso Internacional de Trompete-Rubén Simeó. Este concurso foi organizado pela  Banda Musical de Monção, decorreu de 23 a 25 de Maio no cine-teatro João Verde em Monção. 

Para mais informação do concurso, consulte o site oficial.

Ricardo Matos no ano passado foi também premiado nos Estados Unidos, ler entrevista Da Capo.

Álvaro Cortez e Duarte Santos

Álvaro Cortez e Duarte Santos premiados em Itália

Os jovens percussionistas Álvaro Cortez e Duarte Santos ganharam o 1º Prémio no prestigiado Concorso Musicale Europeu"Citta di Filadélfia", em Itália, nas categorias E e D, respectivamente. 

 

TENSO YOUNG COMPOSERS WORKSHOP

Nuno da Rocha na final do TENSO Young Composers Workshop

Nuno da Rocha passou à fase final do Tenso Young Composers Workshop 2014. A decisão foi anunciada após o workshop que decorreu em Mechelen, na Bélgica (16, 17 e 18 de Maio), durante o TENSO Days Festival van Vlaanderen-Mechelen, festival internacional de música coral contemporânea.  

Foram seleccionados três compositores para uma oficina de acompanhamento em Riga, em Outubro de 2014. Nessa altura, um júri composto por directores artísticos e regentes de coros TENSO vai atribuir uma bolsa apenas para um compositor, que será convidado a escrever um novo trabalho para os coros TENSO, a estrear na temporada 2015/2016.

TENSO (The European network for profissional chamber choirs)  é uma rede europeia de coros de câmara profissionais que procura desenvolver o repertório coral através do trabalho com jovens intérpretes e compositores.

Seleccionados para a 2ª fase em Riga:

Francesca Le Löhe (Reino Unido, 1990 - vive no Reino Unido)

Nuno da Rocha (Portugal, 1986 - vive em Portugal)

Georgi Sztojanov (Bulgária / Hungria, 1985 - vive na Holanda)

 

http://www.tensonetwork.eu/

título da imagem

André Gunko, Eurovision Young Musicians

O jovem violoncelista Açoreano, está a representar Portugal na 17ª edição da Eurovision Young Musicians, em Colónia. A concorrer estão 14 participantes, com menos de 20 anos de idade. A transmissão do concerto final é este sábado às 19:00, pode ouvir em directo na Antena 2. André Gunko foi o vencedor do Prémio Jovens Músicos 2013 (ler entrevista Da Capo), nível médio.

Visite o site oficial do Eurovision Young Musicians e conheça todos os candidatos.

 

título da imagem

Rui Pedro Pinheiro laureado nos Estado Unidos da América

O jovem compositor Rui Pinheiro foi laureado com 3º Prémio no "Promissing Young Composers" da Warren County Music School, Philadelphia, nos Estados Unidos da América. Concorreu com uma obra para Coro (SATB) e recitante sobre um poema de Walt Whitman - Song of the Universal. A obra tem a duração de 5 minutos e será executada pelo Coro da Warren Summer Music School nos EUA e pelo coro do Festival de Música de Macedo no decorrer do I Festival de Música de Macedo (14 a 21 de Junho) em Macedo de Cavaleiros. Rui estuda na Escola Superior de Música de Lisboa com o professor Carlos Caires.

 

título da imagem

Alfredo Leitão Laureado com o 1º prémio nos EUA.

Alfredo Leitão foi laureado com o primeiro prémio no concurso "International Euphonium Association" em Indiana nos Estados Unidos da América. Alfredo de dezoito anos, estuda Eufónio (Bombardino) no Conservatório Nacional de Lisboa com o professor Nuno Fernandes.

Para mais informação consulte o site oficial.

Fundação Gulbenkian

Audições Orquestra Gulbenkian

Estão a bertas as audições para a Orquestra Gulbenkian em Lisboa para os lugares de Co-Principal Trompa 100%, Co-Principal Violino II 100%, Co-Principal Violoncelo 100%, Co-Principal Contrabaixo100%.

Algumas das inscrições estão prestes a terminar por isso consulte o site muv.ac  para se inscrever.

Mostra Musical do Eixo Atlântico distingue músicos portugueses

Mostra Musical do Eixo Atlântico distingue músicos portugueses

Mais de 300 estudantes de escolas de música e conservatórios das cidades do Eixo Atlântico reuniram-se em Vilagarcía de Arousa, Espanha, no passado fim-de-semana (10 e 11 de Maio). Os solistas Elena Rodríguez Oubiña (Vilagarcía de Arousa), José Sebastião Trigo (Vila Nova de Famalicão), João Guilherme de Freitas Teixeira (Porto), Pedro Patrocínio Borges (Vila Nova de Gaia), assim como Raquel Areal Martínez (Vila Nova de Famalicão), com o prémio especial, foram os vencedores nas categorias de solistas na la Mostra Musical do Eixo Atlântico.

Na categoria de agrupamentos os premiados foram Ensemble de Sopros (Chaves) e Orquestra de Sopros Esproarte (Mirandela). O júri atribuiu também menções especiais a Sofia Alexandra Rodrigues (Vila Nova de Gaia) e a Francisco Berény Teixeira Lopes Domingues (Porto).

Nesta quarta edição da Mostra Musical do Eixo Atlântico foi homenageado o compositor Eligio Vila, nascido em Lantaño, Pontevedra. A Mostra tem como objectivo "reconhecer, promover, premiar e divulgar a prática da Música, apoiando aqueles músicos intérpretes que pelo seu valor e interesse possam contribuir para a partilha do gosto pela Música da Galiza e do Norte de Portugal, favorecendo a inovação, a qualidade, a interacção e a renovação no panorama musical do Eixo Atlântico".

De carácter bienal, nesta edição participaram 15 cidades com mais de 300 participantes.

 

 jovens músicos portugueses demonstraram um nível elevado

Martim Barbosa

Martim Barbosa laureado no Benelux Clarinet Competition, na Bélgica

Martim Barbosa obteve o 2º Prémio o concurso de clarinete 2nd Benelux Clarinet Competition em Gent, na Bélgica, na categoria júnior (Martim tem 11 anos). O jovem clarinetista foi ainda convidado para tocar a solo com orquestra, no próximo mês de Novembro, em Gent.

"Este prémio significa uma recordação do meu primeiro concurso estrangeiro para a minha carreira na música. Quero dedicar este prémio ao meu professor João Pedro Santos por me ter ensinado a tocar desta maneira e por sempre me ajudar. Este concurso foi uma boa experiência, mas nos próximos vou sempre fazer melhor", sublinha.

Aluno da Academia de Música de Santa Cecília, Lisboa, onde estuda com o professor João Pedro Santos, Martim de Mascarenhas Barbosa nasceu a 15 de Setembro 2002. No seu ainda curto percurso musical conta já com vários prémios: 1º prémio na 1ª categoria do 1º Concurso Nacional de Clarinete e Saxofone Sons de Cabral em Belmonte (2013) e 3º prémio na 1ª categoria do concurso Terras de la Salette em Oliveira de Azeméis (2014). Está inscrito para o 50º Festival de Música do Estoril, em Julho, e também irá participar do 2º concurso em Belmonte.

Participou nas MasterClass Lisbon Film Orchestra, no Meeting Internacional de Clarinete Marcos Romão dos Reis Jr. em Loures e na ESML com António Saiote.

Filipe Machado

Filipe Machado laureado no 2nd Benelux Clarinet Competition, na Bélgica

Filipe Machado, aluno na Escola Profissional de Música de Viana do Castelo, obteve o 2º Prémio o concurso de clarinete 2nd Benelux Clarinet Competition em Gent, na Bélgica, na categoria até 18 anos (Filipe tem 16 anos).

"Antes de tudo queria dizer obrigado ao prof. João Ramos por tudo aquilo que me ensina e faz por mim... Depois queria dizer obrigado ao prof. Antonio Saiote pelas palavras que me dirigiu e por todos os momentos vividos ali em tão pouco tempo... Fiquei muito emocionado quando soube, e um momento fantástico... Agradecer também a Patrícia Sá Duarte por todas as palavras que me dirigiu, foi espetacular... E por último a minha família que me acompanha neste sonho desde pequeno", diz Filipe Machado na sua página de facebook.  

Filipe Xavier Peixoto Machado, nasceu no dia 26 de Junho de 1997. Começou os seu estudos musicais na Banda Escuteiros de Barroselas, na classe do professor Hugo Queirós. Mais tarde, em 2009, ingressou na Escola Profissional de Música de Viana do Castelo na classe do Professor João Ramos.

Trabalhou com diversos clarinetistas entre eles, Nuno Silva, Quarteto Vintage, Étienne Lamaison, Juan Ferrer, Victor Pereira, Cândida Oliveira, António Saiote, entre outros.Trabalhou com maestros como Francisco Ferreira, José Eduardo Gomes, Juan Carlos Diáz, Ernest Schelle... 

Foi seleccionado para Orquestra APROARTE em 2013. Trabalhou com Barry Cooper numa masterclasse intitulada de “A interpretação musical da obra de L. van Beethoven”.

Foi finalista no concurso “Terras de La Sallete” (2012). Foi laureado com o 2º Prémio no “Concurso Luso-Espanhol de Fafe” (2012 e 2013), 2º Prémio no “Concurso Nacional de Sopros do Alto Minho, em Ponte de Lima (2012 e 2013). Foi premiado com o 3º Prémio no concurso “Terras de La Sallete” (2013). 

 

Prémio Autores SPA 2014

Prémio SPA 2014

Realiza-se hoje, dia 8 Maio 2014, a Entrega do Prémio Autores 2014, às 18h00, no Salão Nobre dos Paços do Concelho da Câmara Municipal de Lisboa.

“Magnificat” de António Pinho Vargas foi o vencedor do Prémio de Melhor Trabalho de Música Erudita. Os compositores Luís Cardoso e Nuno Côrte-Real foram os outros dois nomeados. 

Luís Cardoso concorreu com a sua obra Fanfarra Ciclópica, enquanto que Nuno Côrte-Real foi seleccionado pelo "Livro de Florbela", para soprano, violino, viola, violoncelo e piano. 

 

 

http://www.spautores.pt

título da imagem

Guilherme Sousa e Raquel Saraiva laureados na Polónia

Guilherme Sousa (oboísta) e Raquel Saraiva (fagotista), foram laureados esta noite, (06. de Maio), com o 3º Prémio no Concurso Internacional Academic Competiton for Oboe and Fagote em Lodz na Polónia.

Para mais informações consute o site oficial. 

EuroSax 2014

Música Portuguesa no Congresso Europeu de Saxofone

O saxofonista Henrique Portovedo vai realizar um recital de Música Portuguesa, no dia 2 de Maio, integrado no 1º Congresso Europeu de Saxofone, a decorrer no Conservatório Marcos Redondo, na Ciudad Real, em Espanha, de 1 a 4 de Maio. Serão interpretadas obras para Saxofone Solo: Quantum Energy de  Sara Carvalho;  Chimiria de Luís Carvalho e Imaginary Bars de Filipe Carlos Vieira. 

1 ª Congresso Europeu de Saxofone pretende, assim, assinalar o 200º Aniversário de Adolphe Sax, através da troca de experiências artísticas e pedagógicas, bem como a promoção e divulgação da identidade europeia do saxofone.

A obra de Luís Carvalho - Chimiria, terá a estreia da versão original para oboé solo, com o oboísta Tiago Coimbra, no dia 11 de Julho, pelas 21h15, na Casa Museu Teixeira Lopes, em Vila Nova de Gaia.

 

Nuno da Rocha

Nuno da Rocha no TENSO Young Composers Workshop

O jovem compositor Nuno da Rocha foi seleccionado para a oficina TENSO Young Composers Workshop, juntamente com mais cinco candidatos:

Gregory Emfietzis (Natural da Grécia, vive no Reino Unido);

Ana Gnjatović (Sérvia);

Francesca Le Lohé (Reino Unido);

Alejandro Mata (Natural do México, vive em França);

Georgi Sztojanov (Natural da Bulgária/Hungria, vive na Holanda).

O workshop será dirigido pelos compositores James Wood e Leo Samama e terá como grupo de trabalho o coro Danish Radio Vokalensemblet.  Decorre nos próximos dias 16, 17 e 18 de Maio, durante o TENSO Days Festival van Vlaanderen-Mechelen, festival internacional de música coral contemporânea, em Mechelen, na Bélgica.

Dois ou três dos compositores presentes neste wirkshop serão seleccionados para uma oficina de acompanhamento em Riga, em Outubro de 2014, onde terão a oportunidade de trabalhar numa nova composição para coro de câmara. Um júri composto por directores artísticos e regentes de coros TENSO vai atribuir uma bolsa apenas para um compositor, que será convidado a escrever um novo trabalho para os coros TENSO, a estrear na temporada 2015/2016.

TENSO (The European network for profissional chamber choirs)  é uma rede europeia de coros de câmara profissionais que procura desenvolver o repertório coral através do trabalho com jovens intérpretes e compositores. 

 

Nuno da Rocha nasceu a 26 de Junho de 1986 em Aveiro. Estudou Composição com Luís Tinoco, Carlos Caires e António Pinho Vargas, na ESML (Escola Superior de Música de Lisboa), onde se licenciou com 19 valores.

No Verão de 2009, participou na ‘19th internationale sommerakademie09’ na Áustria, tendo trabalhado com o compositor Nigel Osborne, com o maestro Michael Wendeberg e com o reconhecido grupo de música contemporânea ‘klangforum wien’.

Em Fevereiro de 2010, esteve presente no ‘16th young composers meeting’ em Apeldoorn (Holanda), onde apresentou a peça “stella times stella” para a Orquestra ‘de ereprijs’. Este encontro foi dirigido pelos compositores Louis Andriessen, Richard Ayres, Martijn Padding, Jan van de Putte, Micheal Smetanin e HelenaTulve.

Participou no Atelier de Composição 'Música Nova 2010' organizado pela Orquestra de Câmara de Cascais e Oeiras, onde apresentou a peça “seven places from my asking”, de que resultou na requisição dos direitos da peça por parte da OCCO para a temporada seguinte. Escreveu música para a exposição "A kills B - acção imagética, Ifigénia e Isaac" apresentada no Centro de Arte Moderna da Fundação Calouste Gulbenkian.

Recebeu uma encomenda para o Prémio Jovens Músicos 2012 da peça obrigatória para a categoria de Canto (nível superior) - "Quatro Últimas Canções, quatro personagens a partir do romance de Vasco Graça Moura".

Ganhou o 3º Prémio do Concurso de Composição da Sociedade Portuguesa de Autores / Rádio Televisão Portuguesa (Setembro 2012) com a peça "O que será do rio without John Cage?" para Orquestra Barroca; peça estreada pelos Divino Sospiro (dir. Massimo Mazzeo) no Festival Jovens Músicos 2012 (Grande Auditório da Fundação Calouste Gulbenkian).

Foi também seleccionado para o Workshop “Composing for Voice” da rede ENOA, dirigido pelo compositor Magnus Lindberg e pela soprano Barbara Hannigan. Terá, em setembro de 2014, uma peça para voz e orquestra tocada pela Orquestra Gulbenkian. 

Actualmente, é finalista do Mestrado em Música (ramo de Composição) na ESML, sob a orientação do compositor António Pinho Vargas; no âmbito deste Mestrado está a desenvolver um Projecto Artístico com o tema: “Gesto - a Música sobre um plano coreográfico”.

 

título da imagem

Horácio Ferreira ganha le Prix Universal Music Publishing no Concours Debussy em Paris

Horácio Ferreira clarinetista, foi o único Português seleccionado de (179 concorrentes de 42 países) a apresentar-se no Concours Debussy - International Clarinet competition em Paris. Na primeira eliminatória participaram 56 clarinetistas tendo Horácio chegado à semi-final. Nessa fase foi premiado com o prémio "le Prix Universal Music Publishing"- melhor interpretação da obra "Première Rhapsodie" de Debussy. 

O Concours Debussy - International Clarinet competition é um dos grandes concursos da actualidade. Para mais informação consulte o site oficial

João Seara

João Seara na Netherlands Philharmonic

João Seara (Contrabaixo) ganhou, hoje, dia 24 Abril, o concurso para o lugar de co principal (Solista B) na Netherlands Philharmonic Orkest, em Amesterdão, na Holanda. O contrato tem início no próximo dia 4 de Agosto e, para já, terá a duração de um ano, sendo provável que o jovem contrabaixista fique como efectivo. 

A Netherlands Philharmonic toca no Concertgebow de Amesterdão e partilha o espaço com a Royal Concertgebow Orchestra. João Seara terá assim a oportunidade de tocar ao lado de Luis Cabrera, seu professor e solista A.

João Seara (Braga, 1990) começou os seus estudos no Conservatório Calouste Gulbenkian de Braga, com a professora Cristina Costa. Entre 2006 e 2009, estudou na ARTAVE, com Nuno Arrais e Alexandre Samarijev, entrando em 2009 para a classe de Manuel Rêgo, na Escola Superior de Música de Lisboa.

Desde 2012, estuda com Rinat Ibragimov na Guildhall School of Music and Drama, enquanto bolseiro da escola, na qual foi admitido em 1º lugar. Foi convidado a continuar como bolseiro há dois meses, aquando da sua prova para mestrado.

Em 2010 obteve o 2º Prémio no Concurso Jovens Músicos Antena 2 - Nível Superior. Foi membro da Orquestra Gulbenkian entre 2010 e 2011, é membro da Orquestra de Jovens da União Europeia desde 2011 e, desde Outubro de 2012, está à experiência na Orquestra Sinfónica de Londres. Ganhou recentemente a audição para o lugar de principal (Solista A) na Orquestra de Câmara de Newcastle, onde está à experiência.

É também membro-fundador da Orquestra XXI.

 

título da imagem

Orquestra de Jovens da União Europeia EUYO, PORTUGUESES SELECCIONADOS

Orquestra de Jovens da União Europeia, JOVENS PORTUGUESES SELECCIONADOS

Conheças os jovens Portugueses seleccionados 2014.

 

Francisco Lima Santos, Violino 

Luisa Seco, Violino

Sofia Sousa, Viola d´arco

Vera Pereira, Contrabaixo

Sergio Pires, Clarinete

Carlos Leite, Trompete

Escola de Verão:

Manuel Abecasis, Violino

Rui Rodrigues, Contrabaixo

 

Para mias informção consulte a página oficial da EUYO.

Pedro Minhava Reis

Pedro Minhava Reis laureado no Czech Clarinet Art

O jovem clarinetista Pedro Minhava Reis foi laureado com o 2° Prémio na 1° categoria, até aos 15 anos, no concurso "Czech Clarinet Art", realizado em Horice, na República Checa. Já no ano passado, em 2013, tinha sido premiado com o 3º lugar no mesmo concurso.

Natural de Montalegre, onde nasceu há 15 anos, Pedro Minhava Reis frequenta o 6° grau de Clarinete na Academia Valentim Moreira de Sá, na classe do professor Vítor Matos. Iniciou os seus estudos musicais na Banda Musical de Parafita, em 2007, com o maestro António Coelho. Participou também em masterclasses de composição orientadas pelo professor Virgílio Melo.

título da imagem

Samuel Bastos laureado com o 2º Prémio, concurso internacional Barbirolli

O oboísta Samuel Bastos foi laureado este Sábado (12.04) com o 2º Prémio no "Barbirolli Internacional oboe competition", na pequena Ilha Britânica, Isle of Man. O primeiro prémio foi atribuído a Hannah Morgan (Inglaterra) e o terceiro prémio a Nermis Mieses (Porto Rico). Para além de Samuel Bastos, Tiago Coimbra foi também laureado na semi-final com o prémio "The Pennycress Trust".

título da imagem

José António de Abreu na Orquestra Sinfónica de Bilbao

O trompista José António de Abreu foi admitido como solista na Bilbao Orkestra Sinfonikoa até ao fim desta temporada.

título da imagem

Marco Silva na Academia da Ópera de Zurique

O trompetista Português Marco Silva venceu esta tarde (9. de Abril) a audição para a Academia da Ópera de Zurique. Aí vai ter a oportunidade de trabalhar durante dois anos com os mais aclamados maestros e cantores líricos da actualidade. A Ópera de Zurique recebeu recentemente em Londres o pémio de melhor companhia de Ópera pela INTERNATIONAL OPERA AWARDS WINNERS 2014. Em breve vamos saber mais sobre este jovem talento.

título da imagem

João Pedro Oliveira laureado com dois prémios

O compositor João Pedro Oliveira foi recentemente laureado com dois prémios. Recebeu o 1º Prémio no Concurso Internacional de Composição Alvarez Chamber Orchestra, no Reino Unido com a obra "Towdah", encomendada pelo Grupo de Música Contemporânea de Lisboa. Foi também laureado com o 2º Prémio no Internacional Edvgard Grieg Competition for Composers, na Noruegacom a obra "Variations on Ases Tod" para órgão, com estreia marcada para 11 de Maio no Oslo Grieg Festival.

Para mais informações sobre o compositor consulte o site oficial.

 

 

Luciano Cruz

Luciano Cruz vence audição para a Orquestra Staatstheater Cottbus

O oboísta Luciano Cruz ganhou o concurso para o lugar de Corne Inglês Solo na Orquestra Staatstheater Cottbus, na Alemanha, onde deve permanecer até Novembro deste ano.

Luciano Cruz estudou na Escola Superior de Música Felix Mendelssohn Bartholdy, em Leipzig (Alemanha).
 

título da imagem

Tiago Coimbra vence audição para a Göttinger Symphonie Orchester

O oboísta Português Tiago Coimbra venceu esta Terça-Feira (25.03) a audição de Solo oboe para a Göttinger Symphonie Orchester na Alemanha. 

Para mais info consulte o seu site oficial.

André Cameron´s

Faleceu o Vilionista e prof. GAREGUIN AROUTIOUNIAN

GAREGUIN AROUTIOUNIAN faleceu este Domingo, 16 de Março. Aos seus familiares, amigos, colegas e alunos, a Da Capo apresenta as mais sentidas condolências. 

Gareguin Aroutiounian nasceu em 1951 na capital da República da Arménia (Yerevan), tendo começado a tocar violino aos sete anos de idade. Deu o seu primeiro recital aos doze anos e recebeu um 1.º Prémio em 1964, depois de ter participado em diversos concursos para jovens músicos, iniciando assim a sua carreira musical, a solo, em numerosas cidades da União Soviética. Efectuou também gravações para a rádio e para a televisão e apresentou-se por toda a Rússia como solista, com orquestras sinfónicas e agrupamentos de câmara.

Depois de terminar o curso de violino no Conservatório Tchaikovsky, passou brilhantemente nos exames de admissão para o Conservatório Superior Komitas, em Yerevan. Foi então convidado a integrar a Orquestra de Câmara do Estado da Arménia, como Segundo Concertino. Como membro desta Orquestra, tocou por toda a União Soviética e em vários países estrangeiros.

Em 1977, Gareguin Aroutiounian foi laureado no V Concurso de Músicos Intérpretes da Transcaucásia e recebeu ainda um Prémio Especial pela melhor interpretação do Concerto para Violino de Khatchaturian. Em 1976 terminou o curso de violino do Conservatório Superior Komitas, especializando-se como Músico-Intérprete e Professor de Música de Câmara, tendo seguidamente estagiado no Conservatório de Moscovo, na classe do famoso Prfessor Belenky. Após o regresso de Moscovo, preparou o seu Doutoramento no Conservatório de Yerevan, trabalhando como Assistente do Professor Villi Mokastsian.

Em 1981 foi um dos membros fundadores do Quarteto de Cordas de Yerevan, tendo este agrupamento de câmara ocupado rapidamente um lugar de destaque na União Soviética e no estrangeiro. Em 1983, o Quarteto participou no prestigiado Concurso Borodine, tendo sido galardoado com o 2.º Prémio. Como membro deste Quarteto, apresentou-se nas mais importantes salas de concerto da União Soviética, da Europa, dos Estados Unidos e do Canadá. Gravou para a rádio e para a televisão e ainda para a editora Melodya. Paralelamente às suas actividades principais, ensinou no Conservatório de Superior Komitas, em Yerevan. Os seus alunos receberam importantes prémios nos concursos em que se apresentaram.

A partir de 1989, Gareguin Aroutiounian foi convidado a ingressar na Orquestra Gulbenkian, ocupando o lugar de Concertino Adjunto e participando, como solista, nas actividades musicais desta formação. Em Portugal, participou nos Festivais Internacionais do Estoril, do Algarve, da Madeira, e de Leiria, entre outros. A solo, tocou sob a direcção de Max Rabinovitsj, Manuel Ivo Cruz, Christopher Bochmann e Vladimir Stoyanov, interpretando obras de Vivaldi, Bach, Mozart, Haydn e Beethoven.

Dedicou-se também ao ensino (ESML) e apresentou-se regularmente como membro de agrupamentos de música de câmara. 

 

Fonte da Biografia: Fundação Calouste Gulbenkian.

www.mpmp.pt

MPMP: Música Portuguesa em Viagem

A digressão música portuguesa em viagem, pelo seu âmbito e pela sua dimensão, é uma iniciativa inédita: levará a seis capitais de estado brasileiras – Brasília, Goiânia, Belo Horizonte, Salvador, São Paulo e Rio de Janeiro – uma grande panorâmica sobre a música de tradição erudita ocidental de compositores portugueses, num total de doze concertos e cinco conferências.

A soprano Ana Paula Russo, convidada especial desta digressão, será acompanhada na viagem pelos jovens pianistas Duarte Pereira Martins e Philippe Marques e pelo quarteto d’arcos do Ensemble MPMP, constituído por Daniel Bolito (violino), João Vieira de Andrade (violino), Amadeu de Resendes (violeta) e Catarina Gonçalves (violoncelo).

A programação inclui o lançamento de um CD (Mosaic, de João Pedro Oliveira) e diversos concertos para quarteto d’arcos, canto e piano, piano solo e piano a quatro mãos, onde se inclui música de mais de vinte compositores portugueses – desde o barroco Carlos Seixas até aos contemporâneos, passando pelos clássicos (destaque para João Domingos Bomtempo), românticos e modernos (destaque para Fernando Lopes-Graça).

Maioritariamente em estreia no Brasil, as obras serão apresentadas em algumas das mais importantes universidades brasileiras e prestigiados auditórios como o Centro Cultural São Paulo e a Academia Brasileira de Música.

O compositor e musicólogo Edward Luiz Ayres d’Abreu, director artístico da digressão, apresentará também diversas conferências em torno dos desafios que se colocam à produção e circulação da música erudita dos países de língua portuguesa, fazendo ao mesmo tempo um panorama histórico sobre as relações musicais luso-brasileiras e divulgando a revista glosas, cujo décimo número, em que participaram diversas personalidades dos meios musicais brasileiro e português, acaba de ser lançado.

 

Mais informações:

http://www.mpmp.pt/#!brasil2014/c11so

https://www.facebook.com/mpmpoficial

título da imagem

Gustav Mahler Jugend Orchester, jovens Portugueses seleccionados

Conheças os jovens Portugueses seleccionados para a digressão de Primavera da Gustav Mahler Jugend Orchester.

 

Lourenço Macedo Sampaio, Viola d´arco

Margarida Castro, Contrabaixo

Ana Rita Oliveira, Flauta

Christopher Koppitz, Oboé

Pedro Miguel Pereira Fernandes, Trompa

 

A Orquestra estará residente em Interlaken na Suiça, aí vai preparar a sua digressão por Espanha, Alemanha, Áustria e Portugal, na Fundação Calouste Gulbenkian nos dias 24 e 25 de Abril.

Para mais informações consulte o site oficial.

Banda Sinfónica Portuguesa

Banda Sinfónica Portuguesa na China

A Banda Sinfónica Portuguesa inicia na próxima sexta-feira uma digressão de dez dias à China, com cinco concertos marcados em salas de espectáculo de diferentes localidades: Hangzhou Grand Theater; Jiangyin Grand Theater; Shaoxing Grand Theater; Ningbo Grand Theater e Jiaxing Great Theater.

Tour China

28 de Fevereiro a 9 de Março de 2014:

28-02 | Partida Aeroporto Francisco Sá Carneiro

01-03 | Chegada Shanghai Pudong;

02-03 | Concerto no Hangzhou Grand Theater;

03-03 | Concerto no Jiangyin Grand Theater;

04-03 | Dia livre em Jiangyin;

05-03 | Concerto no Shaoxing Grand Theater;

06-03 | Concerto no Ningbo Grand Theater;

07-03 | Intercâmbio com o público, Jiaxing Great theater;

08-03 | Turismo: Chinese Tea Ceremony, Silk Museum, Old Shanghai, Dinner with Music and Dancers.

09-03 | Regresso

 

No passado fim-de-semana (22 e 23 de Fevereiro), a Banda Sinfónica Portuguesa esteve também em digressão, em Espanha, no Palácio de Congresos Lienzo Norte, em Ávila no Centro Cultural José Saramago, em Leganés (Madrid). Estes dois concertos, sob a direcção do maestro Francisco Ferreira, tiveram a participação especial do solista espanhol António Felipe Belijar (Saxofone).

Paco De Lucia

Morreu Paco de Lucia

O guitarrista de flamenco Paco de Lucía faleceu hoje, aos 66 anos, informaram fontes da autarquia de Algeciras, na região espanhola de Cádiz, a sua cidade natal. O guitarrista morreu vítima de um ataque cardíaco quando se encontrava em Cancún, no México, tendo chegado já sem vida a um hospital da cidade. Um amigo, Victoriano Mera, explicou que De Lucia estava a brincar com os filhos numa praia de Cancún, cidade onde tinha uma casa, quando se começou a sentir indisposto.

Nascido em dezembro de 1947 em Algeciras e considerado um dos maiores guitarristas da história contemporânea, Paco de Lucía, nome artístico de Francisco Sánchez Gomes, era um nome grande da música do mundo e reconhecido internacionalmente. Em 2004 foi distinguido com o Prémio Príncipe das Astúrias, como "um músico que transcendeu fronteiras e estilos".

Considerado um revolucionário da guitarra e um dos principais responsáveis pela popularização do flamenco, Paco De Lucía transformou-se nas últimas quatro décadas numa das principais 'vozes' da música espanhola, com concertos em dezenas de países - em Portugal tocou várias vezes.

De uma família de músicos - tem dois irmãos guitarristas e um outro cantor - colaborou ao longo da carreira com dezenas de músicos, incluindo guitarristas como Al DiMeola, John McLaughlin ou o pianista Chick Corea. Subiu pela primeira vez a um palco com apenas 12 anos - na altura chamava-se apenas Francisco Sánchez Gómez -, mas desde antes que já ambicionava seguir os passos do pai, também guitarrista, e dedicar-se plenamente ao flamengo.

Mas foi a partir dos anos 60 do século passado e, especialmente na década seguinte, que o mito de Paco de Lúcia nasceu, com reintrepetações dos ritmos do flamengo que o guitarrista fundiu com outros sons, como o dos batuques, com que estreou, ao vivo, um dos seus temas mais conhecidos: 'Entre dos aguas'.

Trabalhou com os principais nomes do flamenco em Espanha, retirou o flamenco dos 'tablaos' (lugares onde se realizam apenas espetáculos de flamenco) e levou-o aos grandes palcos de todo o mundo, algo que se consolidou com esse 'hit' de 1973, a rumba mais conhecida. Misturou on flamenco com jazz, blues, country, salsa, bossa nova e até música hindú e música árabe, inspirando mestres de vários estilos.

Além de ser galoardo, em 2004, com o Prémio Príncipe das Astúrias - considerado o Nobel espanhol - recebeu, no mesmo ano, um Grammy pelo melhor albúm de flamenco, o Prémio Nacional de Guitarra de Arte Flamenco, a Medalha de Ouro Mérito das Belas Artes 1992, o Prémio Pastora e o Prémio da Música 2002.

 

Fonte: http://www.dnoticias.pt/

título da imagem

Estágio Gulbenkian, Inscrições até 21 de Março

Com o objetivo de promover a experiência orquestral e o desenvolvimento do nível artístico entre jovens instrumentistas portugueses, decorrerá na Universidade de Aveiro , entre 20 e 28 Julho 2014, a segunda edição do Estágio Gulbenkian para Orquestra, sob a orientação da maestrina Joana Carneiro.

O programa, sujeito a confirmação, do estágio será:

Claude Debussy - Prélude à l’après-midi d’un faune: c. 10’
Piotr Ilitch Tchaikovsky - Abertura-Fantasia Romeu e Julieta: c. 20’
Antonín Dvorák - Sinfonia N.º 9, em Mi menor, op. 95, Do Novo Mundo: c. 40’

As provas práticas de seleção de participantes no Estágio realizam-se a partir de 26 Março.

Datas e locais das provas:

  • 26 Março
    Évora - Universidade de Évora - Departamento de Música da Escola de Artes
  • 27 e 28 Março
    Lisboa- Escola Superior de Música de Lisboa 
  • 02 Abril
    Castelo Branco - Instituto Politécnico de Castelo Branco -Escola Superior de Artes Aplicadas
  • 08 Abril
    Aveiro - Universidade de Aveiro  - Departamento de Comunicação e Arte
  • 09 Abril
    Braga - Universidade do Minho / ILCH – Departamento de Música
  • 10 Abril
    Porto - Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo

 

Mais informação consulte o site oficial.

título da imagem

2º Estágio da Orquestra XXI

O 2º Estágio da Orquestra XXI, destinado aos alunos do 6º ao 8º graus das academias, conservatórios e escolas profissionais portuguesas, decorrerá a 9 de Abril, por ocasião da residência de Páscoa do agrupamento. Procurando ir ao encontro da população de diferentes regiões, este segundo Estágio decorrerá no Alentejo, na Pousada de Alcácer do Sal. Neste dia, alunos de instrumento que frequentam escolas de ensino vocacional e profissional irão participar num ensaio da Orquestra XXI, sentando-se lado a lado com os músicos que a integram. Considerando o programa a trabalhar- a Suite Orquestral nº 2 em Si menor, BWV 1067 e a Oratória da Páscoa, BWV 249- este Estágio será unicamente aberto a instrumentos de cordas (violino, viola, violoncelo e contrabaixo).

Contamos, deste modo, oferecer aos jovens estudantes de música a oportunidade de tocar numa formação com elevados padrões de exigência e de integrar uma rede de contactos que lhes permitirá manter-se mais informados sobre oportunidades de formação e de trabalho no estrangeiro, para além de um contacto pessoal que lhes permita discutir possibilidades relativas ao seu desenvolvimento.

Os alunos interessados em participar deverão enviar uma gravação de um andamento de uma peça de J. S. Bach (audio ou video), juntamente com a ficha de inscrição (disponível aqui) para o endereço estagio-orquestraxxi@artenotempo.pt até ao final do dia 10 de Março de 2014, junto com uma pequena nota biográfica de que constem elementos sobre a formação artística. Os candidatos serão notificados dos resultados a 17 de Março por correio electrónico.

Para informações sobre o estágio e a inscrição no mesmo, por favor, entre em contacto através do endereço de email orquestraxxi@artenotempo.pt.

título da imagem

The International Opera Awards 2014

Conheça as nomeações para o "The International Opera Awards", aqui podem encontrar as casas de ópera que se destinguem, os designer, directores, novas produções, maestros etc.

A cerimónia dos prémios está marcada para 7 de Abril no Grosvenor House Hotel, Park Lane em Londres.

Consulte o site oficial dos prémios.

Teatro Nacional São Carlos

Nova administração do OPART

Segundo o semanário Sol, José António Falcão vai presidir ao conselho de administração do Opart (Organismo de Produção Artística) que gere a Companhia Nacional de Bailado e o Teatro Nacional de São Carlos. Para vogais foram nomeados João Pedro Consolado e Adriano Jordão.

A nomeação do conselho de administração foi aprovada ontem em Conselho de Ministros e teve o aval da Comissão de Recrutamento e Selecção para a Administração Pública. Do Opart sai João Villa-Lobos, até agora administrador para a área financeira.

José António Falcão tem dirigido o Festival Terras sem Sombra de Música Sacra, que se realiza no Alentejo, e está há trinta anos à frente do Departamento do Património Histórico e Artístico da Diocese de Beja. Foi assessor de direcção do Museu Calouste Gulbenkian e director da Casa dos Patudos - Museu de Alpiarça.

João Pedro Consolado deverá ficar com o pelouro financeiro, dado o currículo profissional ligado à actividade de consultoria em gestão orçamental e direcção financeira, em particular no Grupo TÜV Rheinland Portugal, multinacional de origem alemã. O outro vogal é o pianista Adriano Jordão, que já tinha sido indicado para o cargo em Agosto passado, em substituição do maestro César Viana.

O mandato dos membros do conselho de administração tem a duração de três anos, sendo renovável por iguais períodos, permanecendo em funções até substituição.

título da imagem

Lançamentos Da Capo - Impressa

Lançamentos Da Capo edição impressa em Braga, Porto, Coimbra e Lisboa com diferentes convidados. Para adquirir a sua revista em casa consulte o site: Paleta dos Sons.

 

 

título da imagem

Raquel Saraiva - Fagote, vence audição na Alemanha

Raquel Saraiva, fagotista, ganhou hoje o lugar de 2º Fagote e Contrafagote na Orchester Staatstheater am Gärtnerplatz em Munique. 

Luís Vieira

Luís Vieira na Academia de Berlim

O jovem trompista Luís Vieira foi admitido na Orchester-Akademie der Berliner Philharmoniker Herbert von Karajan (Academia da Orquestra Filarmónica de Berlim), sendo o quarto português a consegui-lo em pouco tempo, depois de Ricardo Silva, também trompista, Filipe Alves (trombone) e Samuel Bastos (oboé).

Em breve, a Da Capo dará a conhecer o percurso e as motivações do músico de Castelo de Paiva.

Luís Vieira (Castelo de Paiva, 1988) iniciou os estudos musicais aos seis anos de idade, na Academia de Música de Castelo de Paiva, na classe de piano. Posteriormente iniciou o estudo da trompa, a partir dos seus 14 anos na classe do prof. Marco Costa. Em 2009, concluiu a Licenciatura na Escola Superior de Artes Aplicadas do Instituto Politécnico de Castelo Branco, com o tutor Paulo Guerreiro, com elevada classificação.

No ano de 2010, frequentou o Curso Livre na ESMAE (Porto), com o prof. Abel Pereira, e pós-graduação no Conservatorio Superior de Musica de Aragón (Zaragoza, Espanha), na classe de Eric Terwilligher e Sarah Willis. De 2011 a 2013, Luís Vieira frequentou a Escuela Superior de Musica Reina Sofia (Madrid, Espanha), na classe do prof. Radovan Vlatkovic, onde recebeu das mãos da Rainha Sofia de Espanha o prémio de melhor aluno da Cátedra de Trompa. Foi bolseiro da Fundação Gulbenkian e da Fundacion Carolina. Foi seleccionado para várias orquestras jovens como The World Orchestra (Espanha), Lucerne Festival Academy (Suiça), Schleswig-Hohlstein Youth Orchestra (Alemanha) e Orquesta Joven Sinfónica de Galicia (Espanha,) entre outras. Colaborou com várias orquestras profissionais, como Orquestra Sinfónica Portuguesa (Lisboa), Orquestra Nacional de España (Madrid), Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música e Divino Suspiro Ensemble Barroco, entre outras, trabalhando com maestros como Pierre Boulez, Neeme Jarvi, Julia Jones, Jesus Lopes-Cobos, Josep Vicent e com os solistas LangLang, Frank Zimmerman, Herbie Hancock e Lars Vogt, entre outros. No ano de 2011, Luís Vieira foi premiado no Prémio Jovens Músicos, na categoria Superior.

Recentemente foi seleccionado para a Zurcher Hochschule der Kunste (Zurique, Suíça), para o título de mestrado em especialização solista. Foi seleccionado para a Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música, como reforço, até Dezembro de 2013, e encontra-se em período de experiência na Orchestra Della Svizzera Italiana (Lugano, Suíça).

Remix Ensemble

Casa da Música entre os melhores discos de 2013

A Gramophone elegeu o álbum Pascal Dusapin Ao Vivo 2012 , do compositor francês que esteve em "residência" na Casa da Música em 2012, como um dos melhores de 2013. Lançado no ano passado, o disco contém gravações ao vivo pelo Remix Ensemble e pela Orquestra Sinfónica do Porto.

"Esta distinção da Gramophone, uma das mais importantes revistas de música do mundo, a este CD da Casa da Música é da maior relevância e surge, aliás, na sequência das excelentes críticas saídas, quer na Gramophone quer na revista Diapason, que tinha dado pontuação máxima apontando para 'as notáveis interpretações ao vivo do Remix Ensemble e da Orquestra Sinfónica da Casa da Música'", disse, numa mensagem enviada à Lusa, o director artístico, António Jorge Pacheco, que considerou "tanto mais estranho que em Portugal não tenha sido publicada nenhuma crítica a este CD".

Também o disco com os concertos de piano nº 1 e 2 de Fernando Lopes-Graça interpretados por Eldar Nebolsin com a Orquestra Sinfónica do Porto e publicados numa parceria entre a Casa da Música e a editora Naxos receberam diversos elogios da crítica especializada a nível internacional. 

 

Fonte: Público

Portuguese Brass Quintet

Portuguese Brass Quintet

O Portuguese Brass Quintet apresenta-se hoje (06 de Janeiro) no Brasil no âmbito da XXXII Oficina de Música de Curitiba. Vão realizar um concerto no Teatro do Paiol de Curitiva, nos dias seguintes até ao dia 12  vão realizar uma masterclass. A Oficina de Música Erudita de Curitiva tem como director artístico o maestro Português Osvaldo Ferreira.

Para mais informação do quinteto consulte o site oficial

 

título da imagem

Maria João Pires

Maria João Pires foi nomeada na categoria de Melhor Intérprete a Solo pelo álbum Sonatas n.ºs 16 e 21 de Franz Schubert, editado em Fevereiro último pela Deutsche Grammophon. Desta vez foi nomeada como Melhor Intérprete a Solo para os prémios de música norte-americanos Grammy. 

A nomeação de Maria João Pires para a 56.ª edição dos Grammy sucede à nomeação da pianista para a mesma categoria dos prémios de música norte-americanos em 2009.

O novo álbum da pianista integra a sonata n.ºs 16 em Lá menor e a Sonata n.º 21 em Si bemol maior.

A Sonata n.º 16 foi apresentada pelo compositor austríaco como a sua “Primeira Grande Sonata” quando a deu para imprimir no outono de 1825, tendo-a dedicado ao arquiduque Rudolfo da Áustria, em sinal de gratidão para com o mecenas da música.

Já a Sonata n.º 21, a derradeira de Franz Schubert, foi terminada pouco antes da morte do compositor e é considerada uma das mais substanciais obras para piano da última fase de Schubert, escreve o musicólogo Michael Kube, na apresentação do disco.

A pianista portuguesa gravara já a última Sonata de Schubert, com alguns "Impromptus", na década de 1980.

Este disco, um duplo CD da pianista, publicado em 1997, vendeu mais de 100.000 unidades.

Nascida a 23 de julho de 1944, em Lisboa, Maria João Pires é a mais internacional pianista portuguesa, tendo chamado a atenção do público e da crítica com a vitória no Concurso Beethoven, em Bruxelas, em 1970, após o que gravou, na íntegra, as Sonatas para piano, de Mozart.

A pianista, tem-se apresentado com regularidade nas principais salas de concerto, a nível mundial. 

Marta Menezes

Marta Menezes, Pianista

Marta Menezes foi laureada com o 1º Prémio no Councours International Côte D'Azur "Simone Delbert-Février", que teve lugar entre 12 e 16 de Novembro em Nice.

O concurso teve três rondas, sendo a final com a Orchestre Régional de Cannes, com a qual Marta Menezes tocou o Concerto para piano e Orquestra nº 5 (Imperador) de Beehtoven, sob a direção de Nicolas Simon.

 

Marta Menezes fez a sua Licenciatura e Mestrado na ESML e terminou recentemente, com distinção, o curso de Master of Performance no Royal College of Music (Londres), na classe do pianista Dmitri Alexeev. Vencedora do Concurso Beethoven na mesma instituição (2013), conta já com vários prémios em concursos nacionais e internacionais: Concurso Internacional Alexandre Scriabin, em Paris (2006), Concurso de Piano da Cidade de San Sebastien (2007), 18º Concurso Internacional de Piano ‘Roma 2008, XV Concurso para Jovens Pianistas, dedicado a Chopin (Lisboa 2010), 7º Concurso Ibérico de Piano do Alto Minho (2010) e Concurso Internacional de Piano ‘Concours Chopin - Bagnères de Bigorre’ (2010). 

Apresenta-se regularmente em recital, contando com actuações em Portugal, Espanha, França, Reino Unido, Suíça, Itália, Alemanha e Cabo Verde. Das mais recentes, destacam-se os concertos nas Embaixadas Portuguesas em Paris e Londres, a convite dos Sres. Embaixadores, bem como no encerramento da exposição de Joana Vasconcelos no Palácio Nacional da Ajuda, a mostra individual temporária mais visitada de sempre. 

Como solista, apresentou-se com a Orquestra Sinfónica da Escola Superior de Música de Lisboa no Auditório Vianna da Motta e Teatro Cine de Torres Vedras, e com a Camerata MusArt no Teatro S. Luiz, Palácio Nacional da Ajuda e Centro Cultural de Belém. 

Foi convidada para estrear obras de compositores portugueses contemporâneos, como Sérgio Azevedo, André Miranda, Nuno da Rocha, Tiago Cabrita e Diogo Alvim com gravações para a Antena 2.

Iniciou recentemente um novo projecto de divulgação da música portuguesa em Portugal e além fronteiras, com a pianista Inês Andrade. O Duo Pianíssimo apresentou-se já na Suíça e  em Cabo Verde com repertório exclusivamente português escrito para dois pianos (com apoio da DGArtes), estando agendados concertos em Portugal com repertório para piano a quatro mãos.  

Marta participa regularmente em cursos internacionais, tendo trabalhado com os pianistas Vitaly Margulis, Boris Berman, Galina Eguiazarova, Mikahil Voskresensky, Vladimir Viardo, Menahem Pressler, Luiz de Moura Castro, José Eduardo Martins e António Rosado, entre outros. 

Iniciou os seus estudos musicais em Minde, com Gabriela Capaz, tendo estudado mais tarde com Paulo Pacheco. Em 2009 terminou a Licenciatura na Escola Superior de Música de Lisboa, na classe do pianista Miguel Henriques, com quem estuda actualmente. Prosseguiu os seus estudos no Mestrado em Música, variante de Performance, na mesma instituição, sob a orientação de Miguel Henriques e Jorge Moyano, tendo concluído o curso com 20 valores e obtendo o prémio de "Melhor Aluno do Ano", concedido pelo Instituto Politécnico de Lisboa e Caixa Geral de Depósitos. 

Os seus projectos futuros incluem a gravação de um CD com obras de L. v. Beethoven e F. Lopes-Graça, a ser editado em 2014, com o apoio da GDA (Gestão dos Direitos dos Artistas).  

Fonte - ESML

www.martamenezes.com

Hristo Goleminov

Hristo Goleminov vence concurso em Itália

Hristo Goleminov, aluno da Escola Profissional de Música de Espinho, da classe do professor Gilberto Bernardes, venceu o Primeiro Prémio, categoria A, do 13° Concurso Internacional para Jovens Intérpretes "Cidade de Chieri" (Itália). A Da Capo felicita o jovem saxofonista e o seu professor: muitos parabéns!

Para mais informações consulte o site oficial.

Ana Menezes

Ana Beatriz Menezes vence concurso em Itália

Ana Beatriz Capaz Menezes, trompista, venceu o 13th Chieri International Music Competiton, em Itália. Um concurso que já tem um historial de portugueses premiados incrível como Vergilio Oliveira (fagote), Samuel Bastos (oboé), João Barroso (oboé), Tiago Coimbra (oboé), Filipe Fonseca (saxofone), Ana Faria (saxofone), Tânia Gonçalves (saxofone), Sara Martins (saxofone), Eugénia Ribeiro (saxofone), José de Sousa (saxofone), Pedro Matos (saxofone), António Oliveira (saxofone), e  Ventos Novos, Ventos do Mar (Música de Câmara). 

Nesta edição, foi a vez da jovem trompista Ana Menezes, que se apresentará este domingo (24 Novembro) a solo com a Chieri Sinfonietta Orchestra, dirigida por Maurizio Righetti. Ana Menezes está a frequentar o Mestrado na ESML (Lisboa) na classe do professor Paulo Guerreiro. A Da Capo felicita a trompista e o seu professor: muitos parabéns!

Em breve, Ana Menezes vai contar aos leitores da Da Capo a sua experiência em Itália.

Para mais informações consulte o site oficial.

 

Ana Beatriz Menezes iniciou os seus estudos musicais aos 4 anos no Conservatório de Música Jaime Chavinha em Minde, de onde é natural, nas classes de violino, com Francisca Fins, e piano, com Gabriela Capaz. Entre 2003 e 2007 desenvolveu um projecto de percussão corporal intitulado "Pulsar Vital", com Marco Santos. Aos 11 anos, inicia também os estudos em trompa com João Carlos Alves no Conservatório de Música Jaime Chavinha. Entre 2007 e 2009 estudou canto com Maria José Conceição.
Como trompista, participou em diversos masterclasses com José Bernardo Silva, Nuno Vaz, Javier Bonet, Ab Koster, Hermann Baumann, Bruno Rafael, Paulo Guerreiro, Jan Harshagen, Juan Manuel Gomez e Abel Pereira. Fez dois Estágios de Orquestra de Sopros do Inatel nos anos 2005 e 2006.
Ganhou uma Menção Honrosa e o 2º Prémio no Concurso Nacional Terras de La-Salette em Oliveira de Azeméis, na Categoria Trompa Nível Júnior. Obteve, no concurso Prémio Jovens Músicos, o 3º Prémio na categoria de Música de Câmara Nível Médio com o Trio Bel Canto em 2008 e o 2º Prémio com o Trio Scherzando em 2009. Ganhou o 1º Prémio no Concurso da International Summer Academy, em Torres Vedras, em Agosto de 2011.
Já teve oportunidade de tocar com a Orquestra Sinfónica Juvenil em 2008 e 2009, dirigida por Christopher Bockhmann, com a Orquestra de Ópera Portuguesa em Agosto de 2010, com a Orquestra do Algarve em Novembro de 2010, dirigida por Osvaldo Ferreira, e com a Orquestra Gulbenkian, para onde tem sido convidada, em 2011 e 2012, trabalhando com maestros como Bertrand de Billy, Simone Young, Joana Carneiro, Thomas Adès, Kryzsztof Ubranski, Kirill Petrenko e Laurence Foster.
Actualmente estuda na Escola Superior de Música de Lisboa, sob orientação do Prof. Paulo Guerreiro.

título da imagem

Audições 2013

Estão abertas as inscrições de admissão para a Orquestra Sinfónica da Beira Baixa (naipes de cordas e madeiras). Estas realizar-se-ão nos dias 29 e 30 de Novembro e 1 de Dezembro de 2013 no salão da Igreja São José do Operário (zona do Cansado, Castelo Branco). Serão fornecidas duas listas de excertos, devendo o candidato escolher obrigatoriamente um excerto de cada uma das listas para apresentar na audição, assim como 5 a 7 minutos de uma obra à escolha. O júri será formado pelo maestro titular assim como pela direcção da orquestra.

Mais informações viste o site oficial.

 

título da imagem

RTP e Teatro Nacional de São Carlos

A partir do início do próximo ano, concertos, óperas e bailados vão ser uma presença ainda mais frequente no serviço público de Rádio e Televisão.

O Teatro Nacional de S. Carlos (TNSC) vai passar "a disponibilizar conteúdos para as diferentes plataformas da Rádio e Televisão de Portugal (RTP) - rádio, televisão e online". 

Fonte RTP.

título da imagem

Audições 2013/2014

Estão abertas as inscrições para as audições das orquestars de jovens da União Europeia, Orquestra Gustav Mahler, Academia do Festival de Lucerna e Verbier Festival.

 

Datas das audições em Portugal:

Audições em vários pontos da Europa, Russia e Estados Unidos da América, Verbier Festival

14 e 15 de Novembro - Gustav Mahler Jugend Orchester

2 de Março European Union Youth Orchestra,os candidatos interessados devem contactar a direcção geral das artes. 

Lucerne Festival Academyas incrições online terminam a 14 de Fevereiro.

 

 

Samuel Bastos, Nanako Kondo, Jérémy Sassano

Samuel Bastos laureado em Itália

Samuel Bastos foi laureado este sábado (5 de Outubro) com o 3º Prémio na VI edição do concurso internacional "Giuseppe Tomassini". Concurso que se realizou de três a cinco de Outubro na pequena comunidade de Petritoli, provincia de Fermo em Itália.

Premiados:

1º Prémio - Jérémy Sassano, França, Corne Inglês solista da ópera de Frankfurt

2º Prémio - Nanako Kondo, Japão, Oboista solista da ópera de Frankfurt

3º Prémio - Samuel Bastos, Portugal, Oboista solista da ópera de Zurique

Leia a entrevista. 

Concertos para Bebés_Musicalmente

Projecto Musicalmente vence Prémio YEAH!

O projecto de Paulo Lameiro e da Musicalmente, Concertos para Bebés,  venceu ontem (14 Setembro), na categoria inovação, o prémio YEAH! Young EARopean Award, 

O objectivo da competição é distinguir “mentes criativas e ideias musicais que desenvolvam o entusiasmo das crianças e dos jovens pela música para além da cultura popular jovem”.

Para o Prémio Europeu YEAH estavam nomeados mais 15 candidatos seleccionados por um júri internacional entre 136 projectos de mais de 20 países europeus, entre os quais The Little Girl Water Droplet dos portugueses Miso Music. A cerimónia da atribuição dos prémios teve lugar no dia 14 de Setembro no castelo da cidade de Osnabrück, na Alemanha.

Conheça o trabalho premiado em http://www.concertosparabebes.com/

Orquestra Gulbenkian

Orquestra Gulbenkian

Antes de chegar à capital chinesa, a orquestra atuará em Macau (dia 18) e em Cantão (dia 19), sob a direção do seu maestro titular, Paul McCreesh.

O último concerto da digressão decorrerá no Grande Nacional Teatro da China, também conhecido como o Grande Teatro Nacional (NAtional Center for the Performing Arts), e que é um dos novos ícones arquitetónicos de Pequim, desenhado pelo francês Paul Andreu.

Além de duas peças conhecidas do reportório clássico (as sinfonias `Pastoral` de Beethoven e `Novo Mundo` de Dvorák), o programa inclui uma obra do compositor português Luís de Freitas Branco ("Duas Melodias") e um Concerto para Marimba e Orquestra do percussionista brasileiro Ney Rosauro, com um solista local (Li Biao), anunciou o Serviço da Música da Gulbenkian.

A Orquestra Gulbenkian tocou na China em 1980, pela primeira vez, e também em 1999.

Teatro Nacional S. Carlos

Paolo Pinamonti e Joana Carneiro no S. Carlos

O maestro Paolo Pinamonti está de volta ao S. Carlos como consultor artístico encarregado da programação. Joana Carneiro será a maestrina titular da Orquestra Sinfónica Portuguesa.

"Decidi convidar para a direcção artística duas pessoas e não uma, como acontecia anteriormente com o maestro Martin André (cujo contrato terminou a 31 de Julho), que acumulava a direcção de orquestra e a direcção artística", explica o secretário de Estado da Cultura, Jorge Barreto Xavier, durante uma entrevista ao Expresso que é publicada sábado na edição impressa.

Pinamonti e Joana Carneiro apresentam em Novembro as linhas de programação para o próximo ano, de Janeiro a Junho. A lógica da temporada só regressará ao São Carlos em Setembro de 2014. 

Paolo Pinamonti vai continuar como director artístico do Teatro da Zarzuela, em Madrid, acumulando o cargo com a consultoria artística do teatro de ópera português. Joana Carneiro continuará a colaborar com a Orquestra Gulbenkian, mantendo também o cargo de directora artística do projecto Estágio Gulbenkian para Orquestra. 

 

Fonte: Expresso

Pedro Carneiro

Pedro Carneiro

Pedro Carneiro apresenta-se pela primeira vez no Walt Disney Concert Hall, em Los Angeles, em Outubro, num concerto dirigido por Gustavo Dudamel, vai estrear a peça Shing Kham.

O concerto realiza-se no dia 3, repetindo-se de 4 a 6. Pedro Carneiro, 38 anos, estreia-se neste palco californiano com a Orquestra Filarmónica de Los Angeles sob a direção do maestro venezuelano.
 

Fonte: Publico


 

 

Quarteto Lopes-Graça e Olga Prats

Quarteto Lopes-Graça e Olga Prats

Olga Prats e o Quarteto Lopes-Graça apresentam no próximo Sábado, dia 5 de Outubro, pelas 18h00, o CD Duplo Canto de Amor e Morte. Este CD duplo é o resultado da gravação e edição, com a discográfica Naxos, de toda a obra de Fernando Lopes-Graça para Quarteto de Cordas e Piano. Está prevista a distribuição mundial de 30 mil exemplares.

O lançamento do CD nas lojas está previsto para início de 2014, altura na qual Olga Prats e o Quarteto Lopes-Graça farão concertos de lançamento e showcases em diversos pontos do país. As partituras das obras gravadas serão editadas, após revisão crítica feita pelos intérpretes, pela AVA – Musical Editions. Este projecto tem o apoio da Direção-Geral das Artes, Fundação INATEL, Câmara Municipal de Cascais, GDA – Gestão dos Direitos dos Artistas e, ainda, o montante resultante de uma campanha de Crowdfunding realizada entre Abril e Junho de 2013. 

O espetáculo do próximo sábado, intitulado “Fernando Lopes-Graça em Concerto”, é de entrada livre e terá lugar no Museu da Música Portuguesa – Casa Verdades de Faria, no Estoril. Serão interpretadas as obras Quarteto de Arcos nº 2, Catorze Anotações e Quarteto com Piano, com comentários de Olga Prats, cuja vivência íntima e continuada com o compositor proporcionará uma melhor compreensão dos seus desígnios artísticos.

Nello Santi

Entrevista (vídeo) Da Capo

Entrevista do Maestro Nello Santi à Revista Musical Portuguesa Da Capo. Esta lenda da ópera Italiana mais conhecido por "Papa Santi", vai falar um pouco da sua vida e especialmente da sua passagem por Lisboa. Esteve em Portugal três vezes no Teatro S.Carlos e Coliseu dos Recreios em 1955, 1968/69 e em 1992/93.

Podem ver a entrevista em: Entrevista Da Capo

Gravado em Zurique no dia 24.04.2013

Abel Pereira

Abel Pereira na Filarmónica de Berlim

Abel Pereira vai tocar nos próximos concertos da BERLINER PHILHARMONIKER, nos dias 12, 13 e 14 Setembro, sob a direcção de ALAN GILBERT. O programa consta da Symphony No. 4 de Witold Lutosławski; Violin Concerto Putování dušičky (Pilgrimage of a Little Soul) de Leoš Janáček, com o solista THOMAS ZEHETMAIR (Violino);  e The Wooden Prince, Ballet Music de Béla Bartók.

As audições para 1º trompa do passado mês de Junho da Orquestra Filarmónica de Berlim tiveram três finalistas, entre os quais o português Abel Pereira. O júri não consegui decidir qual dos três teria melhores condições para ocupar o lugar adiando, assim, a decisão por um ano. E é neste ano, nesta temporada, que os três finalistas vão fazer vários programas com a BERLINER PHILHARMONIKER, com o objectivo de clarificar a opção do júri que, no final da temporada, escolherá um dos três para ocupar definitivamente o lugar de 1º Trompa.

Filipe Lopes

Compositor Filipe Lopes

Este ano o Concurso Europeu da ECPNM (European Conference of Promoters of New Music) , Projetos de Música Eletrônica selecionou duas obras, de Filipe Lopes e Hugo Morales. A Harpista Remy van Kesteren teve um excelente desempenho dessas obras durante o concerto no Muziekweek Gaudeamus 2013 no dia sete de Setembro. O júri, composto por Henk Heuvelmans, Helmut Erdmann, Miguel Azguime e George Kentros, atribuiu o primeiro prêmio à obra Do Desenho e do Som # 3 para harpa composta pelo Português Filipe Lopes. Esta obra também será interpretada no proximo festival da ECPNM.

 

Filipe Lopes

Filipe Cunha Monteiro Lopes nasceu no Porto em 1981. Iniciou os seus estudos, em trompete, na Banda Marcial da Foz do Douro em 1992 onde foi maestro entre 2005 e 2007. Ingressou na Escola de Música Óscar da Silva em 1994 onde estudou com José Ferreira, Manuel Azevedo e Manuel Nunes. Em 2002 concluiu o curso de Regência de Bandas organizado pelo INATEL. Em 2003 finali