Concurso Internacional de Percussão - Gondomar 2018

título da imagem

TUTTI

ENSEMBLE - MÚSICA CÂMARA


Doppio Ensemble no Brasil e nos EUA

Evandra Gonçalves e Ana Queirós acabaram de chegar dos EUA, onde realizaram vários concertos e conferências sobre Música Portuguesa durante duas semanas em Berkeley, San Jose, Dartmouth, Lowell e Nova Iorque, numa digressão apoiada pela DGArtes. A estreia americana do Doppio Ensemble aconteceu no dia 12 de Novembro, na Universidade de Berkeley. A viagem aos EUA incluiu ainda espectáculos na San Jose State University,  University of Massachussets Dartmouth, University of Massachussets Lowell e na Rutgers University em New Jersey.

“É uma grande responsabilidade mas simultaneamente estamos muito satisfeitas com os convites realizados e com o facto de, mais uma vez, a DGArtes valorizar e apoiar totalmente mais um projecto do Doppio Ensemble e permitir que a música portuguesa e o nome dos nossos compositores e do Doppio Ensemble possa atravessar fronteiras”, sublinham. Já no início de 2015 o Doppio volta a apresentar-se em Roma, com obras de Schnittke,Stravinsky, Anne Victorino d'Almeida e Beethoven.

 

“Música Portuguesa para violino e piano: de Portugal à América do Sul”

Já em Maio passado o Doppio Ensemble esteve em terras americanas, mas no Sul, mais concretamente no Brasil, com o projecto “Música Portuguesa para violino e piano: de Portugal à América do Sul”, também apoiado pela DGArtes, com estreias absolutas de obras dedicadas ao duo da autoria de Anne Vitorino d’Almeida, Sérgio Azevedo e Gonçalo Gato.

No Brasil, “as obras portuguesas foram muito bem recebidas, tanto pelo público em geral como pelo público especializado”, que revelou “um grande interesse na obra de Lopes-Graça”. Além dos recitais e conferências, realizaram masterclasses de piano e violino na Universidade de Porto Alegre e foram convidadas para ouvir e trabalhar com a classe do prestigiado violinista Daniel Guedes, na Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Os restantes concertos, na Bahia e em Natal, “correram muito bem”. Evandra e Ana destacam o carinho com que foram recebidas: “não podemos deixar de agradecer, em especial, ao Paulo Inda, guitarrista e professor da UFRGS, e ao Fabio Presgrave, violoncelista e professor da UFRGN, que nos receberam de maneira muito especial.”

 

“Há bastante interesse, por parte dos brasileiros, na Música Portuguesa”

Existe a possibilidade de voltarem ao Brasil para futuras masterclasses, recitais e concertos com orquestra: “Logo que as nossas vidas pessoais e profissionais o permitam, agendaremos nova tour”.

“Há bastante interesse, por parte dos brasileiros, na Música Portuguesa. Por outro lado, havia já bastantes contactos estabelecidos, pois o trabalho do Doppio Ensemble é conhecido por músicos brasileiros que há vários anos que nos têm vindo a acompanhar”, revelam.

 

”As pessoas querem falar connosco no final, questionam-nos bastante sobre Lopes-Graca”

A experiência internacional do Doppio Ensemble tem recebido “as melhores impressões, não só das obras portuguesas como dos recitais em geral”. Nos últimos dois anos apresentaram-se em festivais em Madrid, Roma, Paris e em Londres (Sant-Martin-in-the-Fields).

“O público é extremamente caloroso, contrastando com o nosso público português. As pessoas querem falar connosco no final, questionam-nos bastante sobre Lopes-Graca, gostam da nossa escolha de programa e da conjugação que fazemos entre as obras portuguesas e as obras estrangeiras (Messiaen, Prokofiev, Brahms, Piazzolla, entre outros)”, realçam.

Por outro lado, lembram que o facto de adoptarem um formato de recital comentado: “permite ao público uma outra aproximação não só a nós, intérpretes, como também às próprias obras e compositores apresentados”.

 

Inspiração do “coração de Viana”

Ana Queirós (piano) e Evandra Gonçalves (violino) criaram em 2002 o Doppio Ensemble, no âmbito das comemorações dos 25 anos da Academia de Música de Viana do Castelo, onde ambas estudaram: “permitiram-nos realizar vários recitais, em duo, em quarteto, com orquestra”.

É também de Viana a inspiração para a sua imagem, marcada pela tradição e inovação, com a escolha do “coração de Viana” para o seu logotipo, que simboliza “a dupla essência (tradição/inovação) e identidade dos músicos e do projecto”.

 

“acreditamos ser muito importante contribuirmos para a divulgação do reportório português”

“A amizade cresceu, o gosto em trabalharmos juntas também, e passados mais de dez anos, continuamos a ter muito prazer em abraçar novos desafios e projectos”, explicam. Apresentaram-se em salas e festivais em Portugal, Espanha, Itália, França e Inglaterra, com um vasto reportório, que abrange obras desde o Barroco até aos nossos dias, dedicando especial atenção ao reportório português.

“Como temos vindo a mencionar, acreditamos ser muito importante contribuirmos para a divulgação do reportório português para esta formação. As obras de Lopes-Graça têm sido uma constante nos nossos recitais desde o primeiro concerto e é um prazer que cresce a cada recital que fazemos. O valor da sua obra é inegável e pretendemos mostrar ao mundo a importância do seu legado”, afirmam.

 

“é com agrado que percebemos que há curiosidade pela música portuguesa”

O Doppio Ensemble assume como um dever contribuir para a difusão da obra e dos compositores do seu país. Com efeito, ao longo da sua existência, tem apresentado primeiras audições absolutas, algumas das quais dedicadas ao duo, da autoria de colegas compositores como Sérgio Azevedo, Anne Vitorino de Almeida, Gonçalo Gato, Jean-François Léze, Daniel Martinho e Nuno Peixoto Pinho.

Têm também procurado colaborar com outros músicos, em trio, quarteto e outras formações, e na encomenda de obras a compositores portugueses e estrangeiros. Além de obras para o duo, estrearam uma obra para trio com percussão e orquestra sinfónica, com o percussionista e compositor Jean-François Lézé.

“Temos bastante prazer em apresentar obras do séc XXI, obras portuguesas, mas também sentimos necessidade de apresentar Mozart, Brahms, Bartok e temos noção de que isso também é necessário para atrair público”, esclarecem. Assim como é igualmente importante escolher o programa em função das salas e do público: “Acreditamos ser uma vantagem a nossa versatilidade porque damos a conhecer ao público obras de compositores do nosso país, e é com agrado que percebemos que há curiosidade pela música portuguesa e, por outro lado, o reportório standard permite ao público identificar-se com o nosso trabalho”

 

"temos pena que não haja em Portugal muitas oportunidades para apresentar o nosso trabalho"

Evandra Gonçalves e Ana Queirós dizem estar “felizes e realizadas” com os 12 anos de vida do Doppio Ensemble, sobretudo com o sucesso da internacionalização nos últimos três anos. Confessam que o segredo do duo está na “grande amizade, respeito e admiração pelo trabalho uma da outra”.

No entanto, mostram-se desiludidas com o próprio país: "temos pena que não haja em Portugal muitas oportunidades para apresentar o nosso trabalho, em contraste com os convites que temos tido, provenientes do estrangeiro."

E não falam apenas do seu grupo mas também de “muitos outros grupos de música de câmara que esporadicamente tocam nas salas portuguesas, mas que não conseguem realizar, de forma regular, recitais no seu país”.

“Não deixa de ser irónico que o nosso trabalho seja apoiado financeiramente para nos apresentarmos no estrangeiro mas que, em Portugal, os nossos recitais dos últimos três anos se resumam a algumas, poucas, apresentações”, salientam.

 

 Página Facebook

http://www.doppioensemble.com/

www.doppioensemble.com
  • www.doppioensemble.com
  • www.doppioensemble.com
  • www.doppioensemble.com
  • www.doppioensemble.com
  • www.doppioensemble.com
  • www.doppioensemble.com
  • www.doppioensemble.com
  • www.doppioensemble.com
  • www.doppioensemble.com
  • www.doppioensemble.com
  • www.doppioensemble.com
  • www.doppioensemble.com
  • www.doppioensemble.com
  • www.doppioensemble.com
  • www.doppioensemble.com
  • www.doppioensemble.com
  • www.doppioensemble.com
  • www.doppioensemble.com
  • www.doppioensemble.com
  • www.doppioensemble.com
  • www.doppioensemble.com
  • www.doppioensemble.com
  • www.doppioensemble.com
  • www.doppioensemble.com
Anterior | Seguinte Voltar
Publicidade
título da imagem
título da imagem
título da imagem
título da imagem
título da imagem
Con Música
musictools
Frederico Fernandes
título da imagem
título da imagem
título da imagem
título da imagem
Companhia dos Vinhos do Douro
título da imagem
ava
Mário Jorge Silva