Concurso de Gondomar

PJM 2019

Sugestões

Dicionário do Cantor Lírico

Autor: Manuel Carlos de Brito, Departamento de Ciências Musicais da Universidade Nova de Lisboa

01 set 2014

Última atualização: 25 nov 2018


AO LEITOR

Este Dicionário foi concebido com o intuito de facilitar a compreensão de uma língua particular: a língua dos libretos de ópera. Foi esta a razão que condicionou a sua estrutura, cuja finalidade é a de ‘abrir’ o texto ao leitor através do conhecimento da palavra, segundo um processo que se desenvolve em três tempos.

Comecemos por olhar para um qualquer vocábulo inicial, vocábulo ‘raro’, chamêmo-lo assim, autêntico ‘escolho’, porém, que nos assusta e nos desespera; mas palavra misteriosa, também, e que pede que a descubram, a fim de se mostrar em toda a sua plenitude (e aqui não devemos esquecer a música, no seu constante apoio à palavra).

Num segundo tempo, temos o significado actual do vocábulo, registado primeiro em italiano, porquanto grande parte dos utilizadores deste Dicionário - professores, alunos e amadores de ópera - conhecem a língua italiana, uns mais, outros menos, mas também porque, sendo a ópera propriedade de todos, ela é em primeiro lugar e, de modo particular, dos italianos, por serem eles que a inventaram. Isto explica a razão pela qual esta obra lhes é igualmente destinada e, também, em parte e de  certo modo, a lógica que presidiu à sua estrutura, havendo que referir, neste ponto, que também os italianos não deixam de ter dúvidas, dificuldades e apreensões perante a língua dos libretos.

A associação directa da palavra ‘rara’, com o seu significado escrito em italiano ‘actual’, é sempre proveitosa, pois que estabelece, de forma automática, uma relação de grande intimidade entre os dois termos e, simultaneamente - e isto é extremamente relevante - a interiorização do primeiro, porventura já utilizado ou ouvido, mas ainda não assimilado: a palavra ‘rara’, ainda nebulosa, ganha então em sedução, torna-se apelativa e incita ao próximo passo; este passo, o terceiro, é decisivo para a descoberta do verdadeiro significado. A palavra, inscrita agora no seu contexto, surge-nos como que transfigurada, adquire novos contornos: mais nítida e expressiva, mais vigorosa, sobretudo mais transparente, arrancada que foi ao seu isolamento, hermetismo e mistério iniciais; e se o contexto a transfigurou e enriqueceu, cabe-lhe a ela, por sua vez, devolver ao texto algo da sua nova realidade, tornando-o mais claro e límpido, aproximando--o de nós e  pondo-o ao nosso alcance.

O significado em português, destinado aos portugueses e aos lusófonos, surge como a conclusão lógica deste percurso, vem apenas reforçar aquele já registado em italiano; é sempre útil percebermos na nossa língua o que se diz noutra. A escolha da palavra certa também tem que se lhe diga, e por vezes não é fácil: é que o Dicionário só nos oferece algumas das muitas soluções existentes e aquela, porventura a mais correcta e que sabemos existir, pode não ser a que nos é apresentada.  

Resta-nos, por fim, a classificação do vocábulo (registo de linguagem e nomenclatura gramatical), o seu étimo e as referências musicais que a ligam à música: tudo adornos que o enriquecem, coisas para quem gosta de estilos, de gramática, de etimologia e de Canto.

Que este pequeno Dicionário possa estimular no leitor a curiosidade e o amor pelas palavras ‘raras’ que, por norma, são tanto mais fascinantes   quanto extravagantes; que possa ajudar a descodificar o hermetismo de uma língua tão particular e tão única como é a dos libretos de ópera; e que,  finalmente, estas mesmas palavras obscuras e bizarras deixem de ser maltratadas, isto é, esquecidas, desprezadas ou, pior ainda, deturpadas para, à luz de uma nova realidade, passarem a ser devidamente valorizadas, respeitadas e apreciadas.

Leonor de Lucena

 

Manuel Carlos de Brito, Departamento de Ciências Musicais da Universidade Nova de Lisboa


O léxico poético utilizado nos libretos de ópera italiana, desde o século XVII até aos finais do século XIX, é frequentemente arcaico e pouco usual, e está em muitos casos ausente dos dicionários correntes de italiano-português, ou mesmo de italiano-italiano. Daí o grande mérito e interesse do presente Dicionário para os estudantes de canto e para todos os amantes e estudiosos da ópera. A cuidada contextualização de cada termo através de citações retiradas dos próprios libretos enriquece sobremaneira o prazer da sua consulta.
Dicionário do Cantor Lírico
  • Dicionário do Cantor Lírico
  • Dicionário do Cantor Lírico
Anterior | Seguinte Voltar
Publicidade
título da imagem
título da imagem
título da imagem
título da imagem
título da imagem
título da imagem
Edições Convite à Música
título da imagem
título da imagem
Con Música
Frederico Fernandes
título da imagem
título da imagem
título da imagem
título da imagem
Companhia dos Vinhos do Douro
título da imagem
ava
Mário Jorge Silva